WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


SÃOJOÃO-BAHIATURSA PMFS-ArraiádaFeira





Maioria dos títulos cancelados é de homens jovens, solteiros e com baixa escolaridade

Maioria dos títulos cancelados é de homens jovens, solteiros e com baixa escolaridade

Foto: Divulgação

Levantamento da área de estatística do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que, do total de 2.486.495 títulos de eleitor que foram cancelados em todo o país por ausência aos três últimos pleitos, a maioria é de adultos jovens do sexo masculino, solteiros e com baixa escolaridade. Ao todo, foram cancelados 1.367.509 títulos pertencentes a eleitores homens contra 1.118.213 de mulheres. Apenas 773 documentos cancelados referem-se a eleitores que não informaram seu gênero. No que se refere ao grau de escolaridade, o cancelamento atingiu 915.375 documentos de eleitores, homens e mulheres, que informaram ter ensino fundamental incompleto, seguido daqueles com ensino médio incompleto, que representam 536.634 eleitores.

Já quanto ao estado civil, o maior número de títulos cancelados foi de solteiros: 1.912.115. Por sua vez, a faixa etária relativa à maior quantidade de cancelamentos foi a de 25 a 29 anos, com 425.211 documentos envolvidos. O quadro por unidade da Federação mostra que o estado de São Paulo lidera o número de cancelamentos, com 674.500 títulos cancelados, seguido do Rio de Janeiro, com 299.121, e de Minas Gerais, com 226.761.

Em todo o Brasil, foram cancelados mais de 2,4 milhões de documentos de eleitores que estavam há mais de três eleições (regulares ou suplementares) consecutivas sem votar ou justificar a ausências às urnas. Se o eleitor tiver dúvida sobre a regularidade de seu documento, a consulta é gratuita e está disponível no Portal do TSE. :: LEIA MAIS »

São João de Jequié terá queima de fogos sem efeito sonoro

São João de Jequié terá queima de fogos sem efeito sonoro

Foto: Reprodução

Pela primeira vez, a festa pública de São João será executada pela Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Cultura e Turismo, no período de 19 a 23 de junho, na Praça Rui Barbosa, com fogos de artifício que não produzem barulho. De acordo com o secretário de Cultura e Turismo, Alysson Andrade, a decisão do prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira, de contratar artefatos pirotécnicos sem o efeito sonoro, para que sejam utilizados durante os festejos juninos deste ano, se dá em razão do estampido ser considerado nocivo às pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo, bebês, idosos e, ainda, aos animais de estimação.

A prática de utilizar fogos de artificio apenas com o efeito visual ou com o menor barulho possível vem sendo, recentemente, adotada pelas administrações públicas ao redor do país, a exemplo do município de São Paulo, durante a festa de confraternização no tradicional ‘Réveillon da Avenida Paulista’. Desse modo, a Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Cultura e Turismo, aderiu à ideia objetivando, sobretudo, incluir as pessoas com autismo na festa junina, já que os ruídos causados pelas explosões têm sido motivo de pânico para eles.

“Sabemos que as pessoas com autismo são mais sensíveis aos sons, a exemplo do barulho típico da explosão dos fogos de artifício, ocasião em que se observa uma brusca mudança de comportamento, passando a ter reflexos mais agitados e de pânico mesmo. Reconhecendo que a administração pública tem o dever de atentar para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos, e não apenas dos autistas, o prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira, nos orientou para esta prática durante os festejos juninos de nossa cidade, que também será importante para as pessoas que possuem animais de estimação, pois muitos deles acabam sofrendo com o barulho.”, disse o secretário de Cultura e Turismo, Alysson Andrade. :: LEIA MAIS »

“A sinalização no centro não está evoluindo”, reclama líder do Governo

Vereador Marcos Lima

Vereador Marcos Lima (Patriota)

O vereador e líder do Governo, Marcos Lima (Patriota), em seu discurso na sessão desta terça-feira (18), na Câmara Municipal de Feira de Santana, fez algumas críticas ao superintendente Municipal de Trânsito  Maurício Carvalho. O edil disse que a decisão de fechar os retornos da avenida Getúlio Vargas foi correta, mas falta sinalização informando onde estão os retornos. “Nós que somos feirenses temos dificuldade para fazer o retorno. Imagine as pessoas que são de outras cidades e transitam por aqui”, observou.

Marcos Lima destacou que este é o tipo de falha que não deve acontecer em uma cidade do porte de Feira de Santana. “Precisamos de placas indicativas. A sinalização no centro não está evoluindo”, reclamou.

Revendedores de combustíveis são orientados a não realizar aumentos arbitrários em Senhor do Bonfim

O Ministério Público estadual recomendou aos postos revendedores de combustíveis e fornecedores de gás liquefeito de petróleo – GLP, de Senhor do Bonfim, que não realizem aumentos arbitrários durante os festejos juninos. Além disso que, na hipótese de eventual modificação no preço de seus produtos, notadamente utilizando-se do termo promoção, que seja observado um dos direitos básicos do consumidor, que é a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com a especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade, produtos incidentes, período da campanha de vendas, estoque destinado à campanha e preço. O MP recomendou ainda que os postos e os fornecedores de GLP, caso utilizem modalidade de venda de combustível do tipo ‘promoção’, encaminhem ao Procon Bahia, no prazo de cinco dias de antecedência ao início da promoção ou campanha, informações acerca do período, valores e estoque correspondente à campanha de vendas.

A recomendação foi elaborada pelos promotores de Justiça Aline Curvêlo, Daniele Cochrane, Joseane Mendes e Rui Gomes. Os promotores de Justiça recomendaram ainda ao Procon Bahia e a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP) que realizem levantamento e atos fiscalizatórios, no sentido de inibir e reprimir práticas abusivas, bem como comuniquem ao Ministério Público quaisquer violações que importem aumento arbitrário do preço.

Shopping Popular vai gerar cerca de 6 mil empregos diretos

Shopping Popular vai gerar cerca de 6 mil empregos diretos

Foto: Washington Nery

Com a proposta de se tornar o melhor centro comercial do Nordeste, a Cidade das Compras vai gerar cerca de 6 mil empregos diretos em Feira de Santana. O equipamento está sendo construído pelo Governo do prefeito Colbert Martins Filho através de Parceria Público Privado (PPP), em área do Centro de Abastecimento. Também conhecido como Shopping Popular, o empreendimento vai abrigar cerca de 1.800 camelôs que atuam nos mais diversos segmentos. Aliado a estes empreendedores, o espaço também vai receber lojas âncoras, fortalecendo, diversificando e modernizando o equipamento.

Presidente do Grupo Uai, responsável pelo empreendimento, Elias Tergilene ressalta que são 60 mil metros de área construída com toda estrutura para se tornar um forte centro comercial para o Nordeste.

O secretário de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Settdec), Antônio Carlos Borges Júnior, destaca que o novo centro comercial terá praça de alimentação, salão de beleza, lojas de celulares, bancos, todos os setores que atualmente são explorados por camelôs, além de amplo estacionamento e lojas âncoras dos mais diversos segmentos.

Firmada parceria de R$ 2,4 milhões para projetos de promoção da igualdade racial

Firmada parceria de R$ 2,4 milhões para projetos de promoção da igualdade racial

Foto: Alberto Coutinho

Com objetivo de estimular projetos para o reconhecimento, desenvolvimento social e garantia de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais dos povos negros, o governador Rui Costa formalizou, na manhã desta terça-feira (18), os termos de parceria do Edital da Década Afrodescendente, com 44 organizações sociais da Bahia. A chamada pública, coordenada pela Secretaria de Promoção da igualdade Racial (Sepromi), tem investimento de R$ 2,4 milhões e deverá abranger 23 municípios de 12 territórios. O evento foi realizado no Salão de Atos da Governadoria, em Salvador. “Tenho determinado às secretarias e órgãos que as ações devem ser transversais. Mesmo uma empresa de abastecimento de água, como a Embasa ou a Cerb, pode ter um olhar transversal de reparação para as comunidades negras e quilombolas, que foram excluídas durante décadas ou séculos do abastecimento de água, por exemplo. A Sepromi, nesse sentindo, tem o papel de articular e garantir essa transversalidade”, explicou o governador.

Para a titular da Sepromi, Fabya Reis, a iniciativa é uma oportunidade para reconhecer a contribuição significativa feita pelos afrodescendentes às nossas sociedades. “ Esse edital estimula projetos que vão alimentar e valorizar nossa herança e nossa cultura afrodescendente, que é o objetivo desse governo. É também uma chance de propor ações inclusivas e de combater todas as formas de xenofobia, racismo e qualquer tipo de discriminação e intolerância relacionada”, destacou.

Além de representantes de secretarias estaduais e órgãos públicos, o evento contou com a presença de prefeitos, membros de entidades sociais e blocos afro, além de lideranças do movimento negro. :: LEIA MAIS »

Herzem Gusmão se reúne com vice-governador João Leão

Herzem Gusmão se reúne com vice-governador João Leão

Foto: Divulgação

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), se reuniu, nesta terça-feira (18), com o vice-governador da Bahia, João Leão. O encontro, que aconteceu na Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, em Salvador, abordou algumas demandas da cidade. “Tratamos de aspectos importantíssimos para Vitória da Conquista, falamos do plantio de eucalipto, onde temos um projeto para plantar 100 mil hectares de eucalipto com arruamentos de 20 a 25 metros com outras culturas, como a mandioca”, destacou o prefeito Herzem Gusmão.

Outro ponto importante debatido na ocasião foi o Plano de Saneamento, que está sendo executado pela Prefeitura. “Estamos desenvolvendo o Plano de Saneamento, uma demonstração de responsabilidade, de que o nosso governo está em sintonia com a modernidade. O plano trata da água, do esgoto, da drenagem e dos resíduos sólidos no município. Por isso, também discutimos questões sobre a Embasa e os investimentos necessários”, explicou.

Também participaram do encontro o presidente da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista, Luciano Gomes, o Deputado Estadual Jurandir Oliveira e o diretor da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Marcelo Oliveira Rocha.

Estruturas para São João e o São Pedro estão sendo concluídas

Estruturas para São João e o São Pedro estão sendo concluídas

Foto: Abnner Kaique

Palcos e outras estruturas para o São João – em Maria Quitéria, Tiquaruçu, mais o São Pedro – em Humildes, já estão sendo finalizadas pela Prefeitura de Feira de Santana, que realiza as festas. Terão as mesmas características do ano passado. Em Feira de Santana o São Pedro também é comemorado nos distritos de Bonfim de Feira e Jaíba. Em Maria Quitéria e Tiquaruçu, a festa vai acontecer nos dias 22 e 23, e o nos demais distritos o forró está marcado para os dias 28 e 29. Todos com grandes atrações contratadas pelo Governo do prefeito Colbert Martins Filho.

Os palcos para o São João de São José e a festa em Humildes será duplo. Assim, não haverá problema de continuidade nas festas – enquanto uma atração ocupa um dos lados, no outro a próxima atração monta o cenário e passa o som.

Em Maria Quitéria também já está pronto o palco na área onde acontecem as apresentações culturais – quadrilhas juninas e outras manifestações, mais os grupos de forró tradicional, formado por sanfoneiro, zabumbeiro e tocador de triângulo. Em todos os locais serão montadas dezenas de barracas, onde serão vendidas comidas e bebidas típicas do período. Operários também estão reforçando a iluminação do espaço do forró, em Maria Quitéria, com a instalação de potentes refletores no poste central, iniciativa importante para a segurança de quem vai participar da festa. A área da festa é equivalente às medidas de dois campos oficiais de futebol.

Prefeitura de Salvador recebe proposta para concessão do Centro de Convenções

Centro de Convenções de Salvador

Centro de Convenções de Salvador – Foto: Jefferson Peixoto

A Prefeitura realizou, na manhã desta terça-feira (18), a sessão de recebimento e abertura das propostas para a operação do Centro de Convenções de Salvador (CCS), no auditório da Secretaria da Fazenda (Sefaz). A Comissão Permanente de Licitação (Copel) da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), responsável pela obra do CCS, recebeu proposta única da empresa GL Eventos. A empresa apresentou preço de outorga no valor de R$ 10.000.100,00, além da documentação para habilitação técnica para avaliação da Copel nos próximos dias. Posteriormente, o resultado final será divulgado. A GL Eventos já opera equipamentos semelhantes nas cidades do Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). O pagamento do valor deverá ser efetuado em duas parcelas iguais, uma na assinatura do contrato e outra 180 dias depois.

De acordo com titular da Secult, Cláudio Tinoco, a comissão de licitação vai conferir a documentação da GL Eventos e, se tudo estiver dentro do previsto, o mais provável é de que a empresa vença a gestão do centro para os próximos 25 anos. “Demos um passo importante para a operação do Centro de Convenções. A empresa que apresentou a proposta é, aparentemente, a que possui capacidade técnica e comercial para operar o equipamento e colocar Salvador de volta no espaço de atração de eventos, mas, sobretudo alavancando esse segmento para a cidade”, explicou.

O gestor reforçou ainda que o interesse da empresa em operar o equipamento parte de um trabalho feito pela Prefeitura que realizou, desde 2018, uma serie de audiências públicas tanto em Salvador quanto fora do estado, mas precisamente em São Paulo, oferecendo ao mercado o potencial do Centro de Convenções e o estudo de viabilidade.

ENGIE vai investir R$ 1,6 bi em novo complexo eólico na Bahia

A ENGIE vai investir R$ 1,6 bilhão na Bahia, para a construção da segunda fase do Conjunto Eólico Campo Largo, formado por 11 parques, com capacidade total para produzir 361,2 MegaWatts (MW) de energia limpa, no município de Umburanas. O anúncio foi feito durante a assinatura do protocolo de intenções com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), na semana passada. O novo empreendimento deve gerar cerca de mil empregos, no pico das obras civis. Com sede em Florianópolis, a companhia atua desde 1998 na geração e comercialização de energia, por meio da implantação e operação de usinas. De acordo com Guilherme Ferrari, gerente de Desenvolvimento de Negócios da ENGIE, as obras do complexo na Bahia iniciaram neste mês de junho. “A entrada em operação comercial deve ser entre agosto e setembro de 2020, finalizando em março de 2021, já que os parques vão começando a operar em sequência”, explicou.

“Desde que começamos os investimentos na Bahia, em 2014, a SDE vem nos apoiando bastante. O Estado faz um papel muito importante em facilitar a vida do empreendedor, conversando, vendo os pontos críticos do projeto e em que ele pode ajudar, seja em questões fundiárias, ambientais ou de infraestrutura. E isso é um grande diferencial, além de criar um ambiente propício para novos investimentos”, afirmou Ferrari.

Para Luiz Gugé, chefe de Gabinete e secretário da SDE, em exercício, assinar protocolo com empresas de energias renováveis é estratégico para o estado. “Ficamos muito satisfeitos, pois a secretaria trata de forma muito cuidadosa de toda cadeia, como regulamentação de terras e linhas de transmissão, fornecendo todo apoio à empresa. Estes parques eólicos não levam somente investimentos, mas também desenvolvimento sustentável e social para as regiões, em especial, o semiárido”, destacou. :: LEIA MAIS »

Prefeito de Feira anuncia duplicação de viadutos; Investimento é de R$ 15 mi

Prefeito de Feira anuncia duplicação de viadutos

Foto: Anderson Dias/Política In Rosa

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho, apresentou na manha desta segunda-feira (17), o edital para o projeto de duplicação dos viadutos Deputado Francisco Pinto (ligação das avenidas Noide Cerqueira e Getúlio Vargas) e Deputado Wilson Falcão (entre as avenidas Maria Quitéria e Fraga Maia). Colbert informou que as obras devem ser entregues em abril de 2020 e que o investimento na duplicação das pistas dos viadutos será de quase R$ 15 milhões, com recursos da Caixa Econômica Federal, tomados em dezembro de 2018 e R$ 800 mil para a licitação do projeto. O projeto deve ficar pronto em 60 dias e não há uma data para o início das obras.

MP pede que Justiça determine ao Município de Feira de Santana o fornecimento do serviço de reumatologia pelo SUS

Feira de Santana

Foto: ACM

O Ministério Público estadual, por meio do promotor de Justiça Audo Silva Rodrigues, pediu à Justiça, em caráter de urgência, que obrigue o Município de Feira de Santana a fornecer consultas com médico reumatologista no âmbito da rede pública municipal. De acordo com o promotor de Justiça, a inexistência de oferta dessas consultas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Feira de Santana desampara a população assistida nos 126 municípios abrangidos pela pactuação regional. “A falta do serviço impossibilita a realização de diagnósticos e procedimentos cirúrgicos indispensáveis ao adequado tratamento de patologias, ocasionando graves riscos à saúde de pacientes usuários do SUS”, destacou Audo Rodrigues.

A ação se baseia em informações fornecidas pelo próprio Município de Feira de Santana, após solicitação do Ministério Público, que recebeu queixas de diversos usuários do SUS sobre a “impossibilidade de marcar consultas reumatológicas”. Após a abertura do inquérito do MP, a Secretaria de Saúde confirmou que o serviço de reumatologia estaria “temporariamente suspenso” e, informou que até a contratação de outro profissional, as consultas estavam “sendo ofertadas pelo Estado”. O MP contatou o Estado da Bahia, que negou a informação do Município de Feira de Santana, acrescentando que “o Ministério da Saúde inclui os procedimentos especializados de profissionais de reumatologia entre os de média complexidade ambulatorial, sob atribuição da atenção básica de competência municipal”. Na ação, o promotor Audo Rodrigues salienta ainda que, antes do processo judicial, entrou em contato com o Município de Feira, que não sinalizou qualquer ação no sentido de efetivar a contratação dos profissionais.

Salvador registra mais de 68 mil empregos formais em dois anos

Salvador registrou 68.828 empregos formais criados de 2017 até abril deste ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O setor de Serviços liderou a criação de trabalhos com carteira assinada, com aproximadamente 52.984 vagas geradas, seguido pelo segmento de Comércio, que somou 9.830 postos. O segmento de Serviços Industriais de Utilidade Pública contabilizou 2.548, à frente da área de Administração Pública (1.695), Indústria de Transformação (1.308), Construção Civil (341), Extrativismo Mineral (68) e Agropecuária, Extrativismo Vegetal, Caça e Pesca (54).

O titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara, comemorou o resultado e ressaltou que os números positivos estão, muito em parte, associados aos investimentos e ações aplicadas pela Prefeitura para impulsionar a economia da cidade nos últimos anos. Entre as iniciativas, destaca-se o macroprograma Salvador 360. “O Salvador 360 foi criado em 2017 com o objetivo de gerar emprego e trazer desenvolvimento econômico e social para a cidade. Nesses dois anos, as ações do programa vêm cumprindo sua função e já apresentam resultados exitosos que têm transformado a realidade da capital baiana”, afirmou Guanabara.

Ação solicita reforma imediata em maternidade de Juazeiro

Ação civil pública ajuizada na última sexta-feira (14), pelo Ministério Público estadual pede que a Justiça determine, de forma liminar, ao Município de Juazeiro a realização de imediatas reformas, adaptações e aquisição de equipamentos exigidos pela Vigilância Sanitária para sanar as irregularidades identificadas no Hospital Materno-Infantil municipal. Segundo a ação, movida pela promotora de Justiça Rita de Cássia Rodrigues, a unidade hospitalar ainda não possui alvará sanitário.

No documento, a promotora explica que, embora medidas tenham sido adotadas para melhorar as condições do hospital, a unidade possui setores “que continuam apresentando problemas sérios e estruturais, notadamente a Lavanderia e o Centro de Material de Esterilização (CME)”. Conforme a ação, a Vigilância Sanitária emitiu parecer favorável à interdição dos dois setores, devido aos riscos de infecção.

Rita de Cássia afirma que a interdição de todo o hospital somente não foi recomendada em razão da importância da unidade para o atendimento da região como um todo – ela sofre com superlotação e 44% dos partos realizados lá são de pacientes oriundos de cidades vizinhas. “Apesar do objeto da interdição se limitar à lavanderia e ao CME, lembramos a impossibilidade técnica e prática de um nosocômio funcionar sem tais serviços, considerado o risco de infecções para todos que frequentam o local, além da própria vizinhança do hospital”, disse a promotora.

Câmara Municipal de Feira de Santana - Lado a Lado


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia