WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia







Após Prefeitura anunciar cancelamento de show, sanfoneira reduz cachê

sanfoneira Lucy Alves

Sanfoneira Lucy Alves

Após a Prefeitura de Feira de Santana anunciar  o cancelamento do show, a produção da sanfoneira Lucy Alves decidiu atender a exigência da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer do Município, reduzindo o valor do cachê de sua apresentação no São João de São José, maior festa junina da região, realizada  no distrito Maria Quitéria. O problema com a contratação da sanfoneira ocorreu porque dias atrás a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, em seu trabalho de pesquisa, descobriu que ela se apresentará em Itaberaba, a cerca de 200 km de Feira de Santana, pelo cachê de R$ 75 mil, e em Santa Terezinha, a 100 km de distância, por R$ 60 mil, enquanto o show de Feira de Santana custaria R$ 110 mil.

A Secretaria tentou renegociar o valor, mas houve resistência da produção da cantora. Então, nesta sexta-feira, o secretário Edson Borges chegou a anunciar o cancelamento da apresentação. Mas no início da noite a produção de Lucy Alves informou a Prefeitura que reduziria para R$ 80 mil, valor compatível com o cobrado em outras apresentações. Está mantido, portanto, o show da forrozeira no dia 23, sábado, véspera do São João, no palco principal do centro da festa, em Maria Quitéria, não mais sendo necessária a substituição pela banda Arreio de Ouro.

“Tudo no Governo da Bahia tem falcatrua”, diz deputado

Deputado Targino Machado

Deputado Targino Machado (DEM)

O deputado estadual Targino Machado (DEM) se pronunciou ao fato noticiado pela mídia que, devido a supostas irregularidades na aplicação do concurso da Polícia Civil, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou a anulação de correção das provas objetivas do concurso. “É lamentável que tudo neste Governo da Bahia tenha falcatrua. O concurso da Polícia Civil da Bahia é prova recente disto. O manual de instruções de qualquer concurso é o seu edital de abertura. No edital previa que a prova valeria 100 pontos no total, aí consideradas as questões de conhecimentos gerais e as de conhecimentos específicos. O edital estabelecia que para ser aprovado o candidato teria que alcançar 70 pontos, ou seja, seria necessário acertar 70 das 100 questões, aí estabelecido que cada questão valia 1 ponto. Então as provas deveriam ser avaliadas na escala de zero a cem. Ocorre que a SAEB mudou os critérios à revelia do edital e à revelia de todos os candidatos”, explicou Targino.

Na oportunidade, Targino conclamou a Casa Legislativa a ficar de olho e fiscalizar o ato de violação do edital de abertura do concurso da Polícia Civil da Bahia pelo Governo da Bahia. “No resultado, a SAEB estabeleceu critério de pontos diferentes para as questões. Estabeleceu peso de 3,33 pontos para as questões de conhecimentos gerais e peso de 1,43 pontos para as questões de conhecimentos específicos da área. Além do crime perpetrado contra os candidatos pela violação do edital inicial, a ignomínia criada pela SAEB dar às questões de conhecimentos gerais peso maior que as de conhecimentos específicos. Isto parece piada. Bom que o MP já se pronunciou e indicou que o titular da SAEB e o Delegado Geral: “se abstenham de praticar qualquer outro ato de prosseguimento do aludido certame seletivo”. “Vamos ficar de olho e fiscalizar este ato de violação do Edital de Abertura do Concurso da Polícia Civil da Bahia, pelo Governo da Bahia. Debaixo deste angu tem carne”, finalizou o deputado.

Prefeitura diz que sanfoneira cobrou R$ 50 mil a mais de cachê em relação a outras cidades

Prefeitura de Feira de Santana foto Jorge Magalhaes

Prefeitura de Feira de Santana

A banda Arreio de Ouro acaba de ser contratada para tocar no São João de São José, grande festa junina da região, promovida no distrito Maria Quitéria pela Prefeitura de Feira de Santana. Esta atração substituirá a sanfoneira Lucy Alves, na programação do dia 23. O show dela foi cancelado pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) porque o cachê cobrado estava cerca de R$ 50 mil a mais em relação a suas apresentações em outras cidades próximas.

De acordo com a Prefeitura, a secretaria tentou renegociar o valor, mas houve resistência da produção da cantora. O show de Lucy Alves em Feira foi anunciado há cerca de um mês, quando o prefeito Colbert Martins Filho divulgou a programação do São João, no valor de R$ 110 mil. Acontece que na última sexta-feira a Secel descobriu que a forrozeira se apresentará em Itaberaba, a cerca de 200 km, por R$ 75 mil, e em Santa Terezinha, a 100 km, por R$ 60 mil. “Não há justificativa para que uma mesma atração se apresente num mesmo evento, em três cidades próximas, com cachês tão diferentes. Lamentamos muito o cancelamento, pois Lucy Alves é uma grande atração, mas em primeiro lugar está o cuidado com o dinheiro público”, afirma o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Felloni Borges.

A secretaria encontrou muitas dificuldades para afazer a substituição às vésperas dos festejos juninos, mas conseguiu a contratação de Arreio de Ouro, outra grande atração, de muito sucesso em Feira em todo o Nordeste, por R$ 75 mil.

Zona Azul precisa voltar a ser discutida, cobra vereador

Vereador Marcos Lima

Vereador Marcos Lima (PRP)

O vereador Marcos Lima (PRP) cobrou instalação da Zona Azul na cidade de Feira de Santana. O edil garantiu que fará uma indicação ao Executivo solicitando a instalação da Zona Azul em Feira de Santana. “Já tiveram várias tentativas, mas não foi à frente. Hoje não se encontra mais espaço para estacionar no centro da cidade e tem que se pagar estacionamento, que está caríssimo. A Zona Azul precisa voltar a ser discutida e vamos cobrar do Município esta ação”, prometeu.

Professores criticam não cumprimento de acordo feito com Governo Municipal

Professores criticam não cumprimento de acordo feito com Governo Municipal FOTO Política In Rosa Anderson Dias

Foto: Política In Rosa / Anderson Dias

Os trabalhadores em educação da Rede Municipal de Feira de Santana lotaram a sessão ordinária da Câmara de Vereadores nesta quarta-feira (20). A APLB Feira solicitou através de ofício o uso da tribuna livre e sua, Marlede Oliveira discursou no plenário e explicou a pauta de reivindicações e cobrou apoio dos vereadores. A categoria, que está em estado de greve, vem solicitando uma resposta do Governo Municipal sobre a Alteração de Carga horária de 20h para 40h, dos professores que ainda não foram contemplados; o cumprimento dos 5% da Regência de Classe dos Professores do Ensino Fundamental II, que deveria ser efetuado no mês de Janeiro deste ano, questões estas definidas em acordo no dia 5 de abril de 2017, com os representantes do Governo Municipal e documentado oficialmente, para o fim da Greve da Rede Municipal do ano passado, além do Reajuste salarial onde o restante de 4% seria discutido no mês de maio de 2018; o Plano de Carreira Unificado dos Trabalhadores em Educação, bem como os Precatórios do FUNDEF, no valor de 248.644.454,00 milhões que já estão nos cofres do Município e a APLB Feira solicita discutir junto ao Governo Municipal a garantia por direito, dos 60% para todos os trabalhadores em educação, ativos e aposentados.

A categoria solicita com urgência uma audiência com o prefeito do Município, Colbert Martins, que pediu um prazo até 31 de maio, para dar uma resposta sobre a pauta, o prazo acabou e não tivemos nenhuma resposta. Os vereadores precisam dar apoio aos professores quanto à questão dos precatórios, que, mesmo estando na justiça pode ser discutido e realizado um acordo com o Governo do Município. A próxima Assembleia da Rede Municipal está marcada para o dia 3 de julho, onde será feita uma avaliação, e a depender da posição do Governo nos próximos dias, a categoria poderá deflagravar uma greve da rede municipal.

Médicos se reúnem para discutir fluxo de atendimento da nova emergência do HGCA

Médicos se reúnem para discutir fluxo de atendimento da nova emergência do HGCA

Médicos se reúnem para discutir fluxo de atendimento

Discutir e analisar as etapas do processo de atendimento do paciente que chegará até a nova emergência do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) e sugerir modificações para diminuir o tempo de espera baseado no risco do paciente. Este foi o objetivo do encontro realizado na noite desta segunda-feira (18) no auditório do HGCA, com a presença de médicos e bucomaxilos, totalizando mais de 70 profissionais de saúde, que deverão atuar na nova emergência da unidade. Segundo Dr. André Guimarães, cirurgião cardiovascular e coordenador-geral da emergência do HGCA, a discussão referente a abertura da nova emergência foi bastante produtiva. “Debatemos diversas etapas de atendimento do paciente (acolhimento, classificação, espera, atendimento médico) e identificados possíveis gargalos. A implantação do acolhimento com classificação de risco e também do prontuário eletrônico sem dúvida vai modificar completamente o fluxo de atendimento na nova emergência do Clériston Andrade”, concluiu Dr. André Guimarães.

O prontuário eletrônico será realizado através do Sistema de Acompanhamento Hospitalar (SAH) e foi desenvolvido pela Secretaria da Saúde do Estado(Sesab). Durante o encontro foi formada uma comissão científica de médicos para criação de protocolos clínicos nas linhas de cuidado prioritária como infarto, AVC, sepse e trauma, além disso será revisado o protocolo de Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR) para o adaptá-lo à realidade local. A reunião contou com a presença do diretor-geral do HGCA, Dr. José Carlos de Carvalho Pitangueira, do vice-diretor médico, Dr. Aurélio Sciarretta, da coordenadora do SAME/Contas Médicas do HGCA, Karla Rios. “Além da nova estrutura física a emergência HGCA pretende avançar ainda mais em qualidade e ampliar o acesso de pacientes graves e semicríticos. Para isso acontecer toda rede de atenção às urgências (SAMU, Via Bahia, UPAs, PSFs e Policlínicas) deve funcionar de forma integrada”, afirmou Karla Rios, que também é integrante da comissão de desenvolvimento gerencial da nova Emergência.

Provas para candidatos a interprete de libras e procurador adjunto serão aplicadas no domingo

Câmara Municipal de Feira de Santana

Câmara Municipal de Feira de Santana

As provas prática e discursiva para os cargos de intérprete de libras e procurador jurídico adjunto, respectivamente, do concurso público da Câmara Municipal de Feira de Santana serão aplicadas no próximo domingo (24 de junho), no Colégio Estadual General Osório, localizado na Rua Castro Alves, bairro Serraria Brasil. Os portões do colégio serão abertos às 08 horas, com fechamento marcado para às 09 horas. O início das provas está previsto para as 09h15. Os candidatos deverão comparecer ao local de prova munidos do original de documento de identidade oficial com foto e de caneta esferográfica de tinta azul ou preta.

De acordo com o edital, os candidatos à vaga de procurador jurídico adjunto poderão utilizar, como material de consulta, o Código Civil Brasileiro, o Código de Processo Civil Brasileiro, a Consolidação das Leis do Trabalho, a Lei 8429 de 1992 (Lei de Improbidade Administrativa) e a Constituição da República de 1988 e demais legislações exigíveis no conteúdo programático, que não contenham prática processual e/ou modelos de petições. As relações com os nomes dos candidatos habilitados nas provas objetivas para realização da prova prática e discursiva estão disponíveis no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (http://www.ibfc.org.br/concurso/concurso_selecionado/317/).

PROVA DE TÍTULOS

Os candidatos às vagas de contador, devidamente habilitados na prova objetiva, e de procurador jurídico adjunto, convocados para prova discursiva, interessados em participar da Prova de Títulos deverão preencher o formulário de cadastro da Prova de Títulos disponível no endereço eletrônico do IBFC (www.ibfc.org.br), durante o período de 20 a 25 de junho de 2018. Após completado o preenchimento, imprimir duas vias do comprovante de cadastro dos títulos, reter uma para si e enviar a outra juntamente com os documentos comprobatórios via Sedex com AR (Aviso de Recebimento) ao IBFC – Rua Waldomiro Gabriel de Mello, 86 – Chácara Agrindus – Taboão da Serra (SP), CEP: 06763-020, indicando como referência no envelope “Câmara Municipal de Feira de Santana”, com data de postagem até o dia 26/06/2018.

Todos os documentos referentes à Prova de Títulos deverão ser apresentados em CÓPIAS frente e verso, autenticadas em cartório, cuja autenticidade será objeto de comprovação mediante apresentação de original e outros procedimentos julgados necessários, caso o candidato venha a ser aprovado.

São João de Maria Quitéria e Tiquaruçu abrem programação do Arraiá da Feira

São João de Maria Quitéria e Tiquaruçu abrem programação do Arraiá da Feira

Arraiá da Feira

O Arraiá de Feira começa nesta quinta-feira (21), com o São João de São José, em Maria Quitéria. Na localidade serão três dias de muito arrasta-pé, quadrilhas juninas, fogueiras, bandeirolas, comidas e bebidas típicas. E é claro: muita animação pra esquentar o frio. Na noite de abertura, logo após a coroação da rainha Laiane dos Santos, 17, o ronco da sanfona será comandado pelo cantor Alcymar Monteiro, principal atração da noite, mais Márcio Alves, que abrirá a festa, Jorge de Altino, Filipe Aladin e a banda Caviar com Rapadura.

Na sexta-feira, 22, o fole ficará por conta de Forró Adelino Alves, J. Sobrinho, Caracu com Ovo, Pablo e Adriano Reis. Já no sábado, 23, a festa será animada por Welder Bastos, Neném do Acordeon, Arreio de Ouro, Kamila e Thalita, e Pegada das Antigas. Nesse mesmo dia haverá show também no distrito de Tiquaruçu. O forró será comandado por Rafa Falcão, Mel Oliveira, Xote Garoto e Bete Dias. No domingo, 24, a noite será esquentada por Roquinho do Forró, Cangaia de Jegue, Forrozeiros do Norte, Wotimar e Jeovane.

O São Pedro será festejado nos distritos de Humildes, entre os dias 29 de junho a 1º de julho, Jaíba e Bonfim de Feira, nos dias 30 e 1º. Entre as atrações desses três dias de festa Dorgival Dantas, Adelmário Coelho, Chambinho do Acordeon, Os Clones e Timbaúba. A programação completa do São João e do São Pedro está disponível no site da Prefeitura de Feira de Santana (http://www.feiradesantana.ba.gov.br/secom/arraia.asp).

Aterro sanitário preocupa prefeito de Ilhéus

Coleta de lixo em Ilhéus

Coleta de lixo em Ilhéus

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, acompanhado do secretário municipal de Serviços Urbanos, Hermano Fahning, se reuniu esta manhã (20) em Salvador, com o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Demir Barbosa. Na sede do órgão, trataram de um dos assuntos considerados como “grave” pela atual gestão municipal, que é a situação do Aterro do Itariri, situado na rodovia BA-262, que liga a cidade a Uruçuca, gerenciado pelo Governo da Bahia. O prefeito se mostra extremamente preocupado com o desfecho da transferência do aterro do estado para o município, que deve acontecer em breve. “Há uma necessidade ambiental que exige o fechamento das atuais células do aterro, a recuperação de sua estrutura e toda a requalificação da área. Nossa proposta é que somente a partir destas ações é que o estado nos entregue para iniciarmos o processo de terceirização da gestão”, afirmou Mário Alexandre.

Serviços normalizados – Enquanto isso, ações corretivas feitas pela equipe de Ilhéus garantem o retorno a normalidade dos serviços a partir da tarde desta quarta-feira (20) a tarde. Os serviços estavam parados nas últimas horas em virtude da inadequada operação no local. Segundo a Secsurb, o município de Ilhéus quase sempre intervém com iniciativas financeiras, de recursos humanos e maquinários para dar paliativos à grave situação.

Para Hermano Fahning, esta operação deve ser da Conder que é a administradora do aterro.  “O diálogo que vem sendo estabelecido entre o prefeito de Ilhéus e o titular da Sedur é no sentido de que, antes da concretização da transferência, o estado faça novos investimentos no equipamento”, comentou. Ainda em Salvador, os gestores debatem um plano de otimização do Aterro do Itariri até o fim do ciclo de vida útil. Inaugurado em 2000, até hoje o aterro permanece sendo administrado pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), mas esta função não está entre as suas atribuições e, em breve, o estado deverá entregar esta gestão a Ilhéus. Itariri atende à demanda de Ilhéus e Uruçuca, recebe diariamente cerca de 250 toneladas de lixo e entulho, mas já ligou o seu sinal de alerta necessitando de novos investimentos.

Inscrições para o programa Mais Futuro terminam nesta quinta-feira

Terminam, nesta quinta-feira (21), as inscrições para a terceira etapa do Mais Futuro, programa estadual de assistência estudantil, através do site maisfuturo.educacao.ba.gov.br. A iniciativa oferece auxílio financeiro para os estudantes das universidades Estaduais de Feira de Santana (Uefs), de Santa Cruz (Uesc), do Sudoeste da Bahia (Uesb) e da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), que estejam em condições de vulnerabilidade socioeconômica, inscritos no CadÚnico, além de oportunidades de estágio no setor público.

Segundo o secretário da Educação, Walter Pinheiro, o programa vem contribuindo de forma decisiva para a permanência daqueles estudantes que mais precisam de apoio para continuar estudando. “Esta iniciativa já beneficiou mais de oito mil estudantes das universidades públicas estaduais nas duas primeiras etapas. Com o Mais Futuro, estamos contribuindo para que os estudantes concluintes do Ensino Médio tenham a garantia de que, ao ingressar em uma de nossas universidades, possam cursar e finalizar o Ensino Superior, principalmente para os de baixa renda, que por muitos motivos acabam abandonando a universidade“.

Os interessados em participar desta terceira etapa devem estar atentos para ter o registro atualizado no cadastro centralizado de programas sociais do Governo Federal (CadÚnico). Para fazer essa atualização é preciso ir até o setor responsável pelo CadÚnico ou pelo Bolsa Família na cidade em que mora. Caso não saiba onde fica o local de cadastramento, o interessado pode buscar essa orientação no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua casa. Em muitas localidades, o próprio CRAS realiza o cadastramento das famílias. Candidatos ao programa Mais Futuro também não devem possuir vínculo empregatício e não ter concluído qualquer outro curso de nível superior. O incentivo garante a permanência desses estudantes nas salas de aula e a conclusão dos cursos de graduação.

O valor da bolsa é de R$ 300 para quem estuda a até cem quilômetros de onde mora, ou de R$ 600 para os que vivem a uma distância maior, pois para estes há a necessidade de moradia temporária na cidade onde estuda. Estando dentro do perfil do programa, o estudante poderá receber o auxílio até completar dois terços do curso. No terço final da graduação, os beneficiários terão a opção e prioridade para ingressar em vagas de estágio de nível superior ofertadas por órgãos e secretarias do Governo do Estado.

Até o fim de 2018, cerca de R$ 50 milhões serão investidos pelo governo de estado no programa. O pagamento das bolsas é feito diretamente ao próprio estudante, através de cartão, em conta bancária criada exclusivamente com essa finalidade.

Conquista: Governo Municipal e Sindicato avançam com negociações

Governo Municipal e Sinserv avançam com negociações

Vitória da Conquista

Na tarde desta quarta (20), foi a vez da Administração Municipal se reunir com o  Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (Sinserv) para continuar com as negociações referentes à Campanha Salarial 2018. Na terceira rodada de negociação, a Prefeitura apresentou para a categoria de servidores a proposta de aumento salarial de 2,76%, mesma porcentagem do índice de inflação, e de 5% no vale-alimentação. “Houve uma evolução muito grande na mesa. Primeiro, porque as questões não financeiras já foram discutidas e a maior parte acertada. Segundo, por acenar com a reposição da inflação, pois é o que nos cabe nesse momento, dentro do cenário que a Prefeitura está vivendo”, comentou o secretário municipal de Administração, Jonas Sala.

Mais uma vez foram demonstrados os índices da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e as probabilidades de receita do Município. Na ocasião, o sindicato fez uma contraproposta que, segundo o secretário da pasta, será analisada pelo Governo Municipal. O próximo encontro está marcado para a próxima terça-feira (26). “A negociação é um processo. Eu creio que ela tem evoluído bastante e a Prefeitura tem demostrado a sensibilidade e o esforço para contemplar o pedido da categoria, dentro das suas possibilidades”, completou Sala.

O progresso nas negociações também foi sentido pelo presidente do Sinserv, José Marcos Amaral: “A gente sai da reunião vendo que teve um avanço. Foi uma reunião de respeito das duas partes e a gente fechou muitos pontos, inclusive com uma proposta de reajuste salarial e no vale-alimentação, e vamos sentar na terça para que possamos definitivamente fechar a questão financeira e levar para a categoria decidir”.

Coordenador da 3ª Ciretran fala sobre liminar que impede apreensão de veículos com IPVA atrasado

Silvio Dias

Coordenador da 3ª Ciretran, Silvio Dias.

Foi concedida nesta terça-feira (19) uma liminar que suspende as blitzes de IPVA na cidade de Feira de Santana. Nenhum carro pode ser apreendido pelo Detran pela falta do pagamento do imposto. Questionado pelo site Política In Rosa sobre quais providências seriam tomadas a partir de agora, o coordenador da 3ª Ciretran, Silvio Dias, afirmou que o órgão ainda não foi notificado. “Essa notificação acontecerá por Salvador tendo em vista que quem foi acionado foi o Detran em sua Diretoria Geral. Tão logo isso aconteça eu serei informado e em seguida nós tomaremos as ações necessárias para que não haja o recolhimento dos veículos. Decisão judicial se cumpre e depois se discute no âmbito do próprio Judiciário”, afirmou.

Ainda segundo Silvio, como todo órgão público o Detran se justificará e informará os motivos pelos quais os veículos são recolhidos. O coordenador salienta ainda que provavelmente a Procuradoria Jurídica entrará com uma ação junto ao Tribunal de Justiça do Estado da Bahia solicitando a cassação da liminar para que o processo siga e lá no mérito se decida se é plausível ou não as retenções.

Vereador sugere implantação de subprefeituras nos distritos de Feira

Vereador Edvaldo Lima

Vereador Edvaldo Lima (PP)

De acordo com o vereador Edvaldo Lima (PP), o gestor público estar em todos os lugares ao mesmo tempo, por conta da grandeza do Município. Por esse motivo, ele informou que dará entrada em uma indicação solicitando a implantação de subprefeituras nos distritos de Feira de Santana. “Em 2015 já fiz essa mesma indicação só que ao prefeito José Ronaldo. Pedi a implantação de subprefeituras em todos os distritos de Feira de Santana. São 700 mil habitantes em Feira e mais os moradores dos distritos. Farei uma nova indicação motivado pelas reclamações das pessoas que moram mais distantes. Segundo eles, quando queima uma lâmpada, eles precisam se deslocar à sede do Município para fazer a reclamação. Estarei dando entrada novamente na indicação e, se o Governo assim entender, pode implantar as subprefeituras dando estrutura adequada aos administradores dos distritos”, afirmou.

Semáforos de Feira de Santana serão reconfigurados

Semáforos no modo intermitente

Semáforos no modo intermitente

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), autorizou a reconfiguração dos semáforos para o modo intermitente nos principais cruzamentos nestes horários de menor fluxo e a adição de temporizadores em alguns destes equipamentos com o objetivo de garantir a segurança dos cidadãos que trafegam pelas ruas da cidade durante a noite – especialmente das 22h às 5h da manhã. A medida, que começou a valer a partir das 22h desta terça-feira (19), foi anunciada em entrevista coletiva realizada no Paço Municipal Maria Quitéria.

A mudança atende a indicação do vereador Marcos Lima. As novas configurações garantem mais segurança aos condutores, visto que os semáforos estarão em condições de intermitência (acendendo e apagando a luz amarela) das 22h até as 05h. Outro ponto levantado pelo prefeito é a não cobrança de multas nesses sinais no horário de intermitência.

Colbert orienta aos cidadãos toda cautela ao transitar pelos cruzamentos da cidade. “Ultrapassem com muito cuidado, obedecendo à velocidade da via, observar se vem outros carros e muito mais atenção com o pedestre”, pontua. No caso dos temporizadores, a Legislação Nacional de Transito deixa a critério do poder executivo adicionar aonde forem necessários os equipamentos. “A prefeitura faz as escolhas no ponto de vista técnico, para fazer as mudanças que funcionem da maneira mais rápida”. explicou o prefeito.

Targino fala sobre denúncia anônima feita à Polícia Federal

Deputado Targino Machado

Deputado Targino Machado (DEM)

Formado em medicina há mais de 37 anos, o deputado estadual Targino Machado (DEM) afirmou que nunca atrelou seu trabalho social a troca por apoios políticos ou votos. “Sempre desempenhei a minha atividade de médico voluntário às claras, nestes mais de 37 anos, de forma ininterrupta. Nos últimos nove anos, temos caminhado juntos a uma Associação Beneficente (ABLV), juntamente com outros colegas médicos de várias especialidades. Apesar da magnitude daquela obra social, nunca fizemos propaganda”, afirmou Targino.

O deputado disse ainda que por ter sido sempre aguerrido em sua atividade política colecionou inimigos “poderosos”. “Estes, sem escrúpulos, patrocinaram uma denúncia anônima à Polícia Federal para investigar a Obra Social, tudo previamente armado, para instruir um inquérito desprovido de propósito decente e fundamentos fáticos. Utilizaram a Polícia Federal para investigar a minha vida, como já fez o Secretário de Segurança Pública da Bahia com o seu aparato de investigação ilegal. Mas, ao final, nada encontraram que desabonasse a minha conduta. Nada encontrarão. Não tenho telhado de vidro”, destacou.

Chocolate produzido por estudantes em Gandu pode ser introduzido na merenda escolar

Chocolate produzido por estudantes em Gandu pode ser introduzido na merenda escolar

Foto: Alberto Coutinho

O chocolate produzido pelos estudantes do curso técnico em Nutrição e Dietética do Centro Estadual de Educação Profissional (Cetep) Baixo Sul, no município de Gandu, poderá ser utilizado na merenda escolar. O produto, que aproveita o potencial agrícola da região, tem 40% de cacau e é desenvolvido na Fábrica-Escola do Chocolate, que serve de laboratório para as aulas práticas. A iniciativa fomenta o empreendedorismo dos futuros técnicos de nível médio, além de promover a interação e formação da comunidade local.

Nesta terça-feira (19), a Fábrica-Escola do Chocolate promoveu uma degustação do chocolate 40% para gestores de escolas da região. Segundo a vice-diretora da Fábrica-Escola, Lindaura Costa, esta foi uma ação estratégica de apresentação do trabalho que vem sendo realizado na unidade em busca de parcerias. “Durante o evento, explicamos o objetivo da Fábrica-Escola e a importância do cacau na alimentação, para fomentar essa parceria com as escolas municipais, levando o chocolate para a merenda escolar. Também abrimos um calendário de visitação, tanto na fábrica quanto no Museu Genético do Cacau, para os estudantes da região, para que eles, além de conhecerem o lugar e o nosso trabalho, entendam melhor sua cultura”, explicou.

O estudante Leonardo Argolo, 18 anos, do 4º ano do curso de Nutrição e Dietética, conversou com os gestores sobre o processo de fabricação do chocolate. “Falei sobre a importância da fábrica na nossa formação e de tudo que aprendemos desde a colheita do cacau até o produto final. É um prazer divulgar nosso trabalho e esse produto riquíssimo, que é o cacau, para os gestores escolares do município e contar com a colaboração deles para levar o nosso chocolate para a alimentação escolar”, afirmou.

O diretor da Escola Municipal Ceres Libano, Ednaldo Silva, ficou entusiasmado com o trabalho formativo da Fábrica-Escola do Chocolate. “Tenho certeza que todo os diretores irão apreciar com prazer esses chocolates e vamos pensar com cautela nessa parceria maravilhosa. O nosso trabalho será incentivar a produção e o empreendedorismo local, bem como estimular o crescimento dos jovens de Gandu”, declara.

TCE desaprova contas de unidade da Secretaria de Educação

Em sessão plenária desta terça-feira (19.06), o Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA) desaprovou a prestação de contas da Diretoria Regional de Educação e Cultura (Direc-07/Itabuna), unidade vinculada à Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC), referente ao exercício de 2009 (Processo TCE/005295/2015). O voto do relator, conselheiro João Evilásio Bonfim, foi acompanhado pelos demais conselheiros, que consideraram graves as falhas e irregularidades apontadas pela equipe de auditores, entre as quais destacaram-se o fracionamento irregular de despesas e o pagamento de despesas antes do prazo de vencimento.

Durante a sessão, os conselheiros concluíram o julgamento de outros sete processos, sendo quatro relativos a auditorias e inspeções realizadas em órgãos da administração estadual, dois recursos de apelação e um embargo de declaração.

Prefeito de São Miguel das Matas é denunciado ao MPE

O Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta terça-feira (19), julgou parcialmente procedente a denúncia formulada pela vereadora do município de São Miguel das Matas, Valdeci Maia Fonseca Barreto, contra o prefeito José Renato Curvelo de Araújo, em razão de irregularidades na contratação direta, sem licitação, de empresa para fornecimento de combustíveis e lubrificantes no exercício de 2017. O relator, conselheiro Paolo Marconi determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual para que se apure a prática de ato ilícito ou de improbidade administrativa, e imputou multa no valor de R$15 mil.

Segunda a denúncia, a licitação que envolveu no total R$1.344.044,80, teve como objeto a contratação de empresa para fornecimento de combustíveis e lubrificantes para atender as diversas secretarias municipais. Segundo a relatoria, as contratações públicas, sejam decorrentes de procedimento licitatório ou de contratação direta, devem ser precedidas de uma ampla avaliação de propostas e efetiva pesquisa de preços, que devem ser feitas e documentadas.

Ocorre que o gestor não demonstrou, no processo de contratação, a inviabilidade de competição, a natureza singular do serviço, pesquisa de preço ou a notória especialização dos seus prestadores – requisitos indispensáveis para a utilização da inexigibilidade de licitação. Cabe recurso da decisão.

CÂMARA DE VEREADORES_somos parceiro_banner de site Política in Rosa - 500x500 gif


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia