WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


Secom - GOVERNO PRESENTE, FUTURO PRA GENTE 2024

:: ‘Entrevistas’

Governador comenta sobre Aeroporto e Centro de Convenções de Feira de Santana

Governador Jerônimo Rodrigues foto Anderson Dias Site Política In Rosa

Governador Jerônimo Rodrigues – Foto: Anderson Dias/Site Política In Rosa

Em entrevista coletiva no município de Irará, o governador Jerônimo Rodrigues foi questionado pelo site Política In Rosa sobre as melhorias no Aeroporto de Feira de Santana e as obras do Centro de Convenções.

Sobre o Aeroporto de Feira de Santana, o governador afirmou que a preocupação maior, que eram as obras, já foram superadas. “Superamos a parte de obras, de terminal, de pista. Acho que essa parte está bem superada. Minha preocupação agora são os voos. Estivemos com a empresa Gol anunciando um voo Paris-Salvador, da Air France, e o primeiro voo será no dia 28 de outubro. Aonde eu vou tenho apresentado uma demanda nossa”, disse.

E continuou: “Essa parte de obra, recurso, investimento, eu não tenho mais preocupação. Estamos em cima, cobrando. O que nós estamos fazendo lá e faremos ainda na parte de pista está dentro do nosso planejado. É me preocupar para ter voo. Não justifica ter voos regionais. É isso que eu quero fazer agora, minha preocupação”, afirmou.

Centro de Convenções

Já sobre as obras do Centro de Convenções, Jerônimo Rodrigues falou que toda semana pede fotos para acompanhar as obras. “Me encontrei com o dono da empresa no lançamento do VLT em Salvador e perguntei se podia fazer uma visita a obra agora em julho e ele respondeu: governador, a chuva atrapalha, pois, a época é de chuva. A parte interna anda bem, mas a parte externa não anda. Então, meu prazo contratual que era em outubro ou novembro, ele vai cumprir. Mas eu queria para setembro. De qualquer forma, está mantido. Estou muito contente com o que já vi lá”, informou.

Vereador apresenta projeto que autoriza Prefeitura mudar circuito da Micareta de Feira de Santana

vereador Edvaldo Lima foto ANDERSON DIAS SITE POLÍTICA IN ROSA

Vereador Edvaldo Lima (UB) – Foto: Anderson Dias/Site Política In Rosa

O vereador Edvaldo Lima (UB) apresentou, na Câmara Municipal de Feira de Santana (CMFS), o projeto de lei de N° 32/2024, que autoriza a Prefeitura mudar o circuito da Micareta de local. A Micareta acontece hoje na Avenida Presidente Dutra. Edvaldo justifica que muitos empresários e pessoas que trabalham naquela localidade lhe procuraram com o intuito de fazer essa mudança.

“Empresários da Presidente Dura me pediram que eu fizesse uma interferência junto ao município para a mudança de local da Micareta. E, diante disso, apresentei um projeto nesta Casa. Esse projeto autoriza o prefeito do município fazer a mudança de local da Micareta, buscando outra localidade para a realização da mesma”, disse.

Mas no projeto não consta o lugar para o qual iria a festa momesca. Edvaldo até tem um para o qual desejaria que a festa fosse, mas, segundo o vereador, opinar ou colocá-lo na matéria seria invadir a competência do município. “Esse projeto será pautado em breve nesta Casa e todos os vereadores poderão debater sobre ele. Sendo aprovado esse projeto, o município tem toda uma autorização do Poder Legislativo para buscar o local adequado”, afirmou.

Ainda de acordo com Edvaldo, para ele, o local mais adequado seria o Parque de Exposições João Martins da Silva. “Observamos que no Rio de Janeiro tem os sambódromos que fazem o Carnaval e não atrapalha a vida da cidade daquela grande capital. Então, no Parque de Exposições é um local grande e muito bom para que o município possa preparar para a próxima Micareta. Podem preparar e deixar tudo pronto para que faça uma grande festa”, declarou.

Ele ressalta que não é a favor da festa. “Mas não vou de contra a quem gosta. Tem outro local que pode ser realizada a Micareta: a Avenida Nóide Cerqueira. Isso é só a minha opinião e sugestão que não constei no projeto. Com esse projeto, o prefeito poderá debater com os empresários da Avenida Presidente Dutra, a imprensa, o governo com toda sua estrutura e chamar a sociedade civil para dialogar e fazer a mudança”, informou.

Edvaldo Lima finalizou dizendo que a Micareta era realizada anos anteriores na Marechal Deodoro, depois foi para Getúlio Vargas e agora está na Presidente Dutra. “E agora não pode mudar para outro local? Sim. É desenvolver a cidade”, assegurou.

Colbert Filho afirma que RMFS não sai do papel por falta de vontade política do Governo do Estado

Colbert Martins Filho Foto ANDERSON DIAS SITE POLÍTICA IN ROSA.

Prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho – Foto: Anderson Dias/Site Política In Rosa

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), é autor do projeto que originou a criação oficial da Região Metropolitana de Feira de Santana (RMFS) enquanto era deputado federal e aliado a base do Governo do Estado. Ela foi sancionada pelo então governador Jaques Wagner, em 6 de julho de 2011, pela Lei Complementar Estadual nº 35ª, e entrou em vigor a partir do dia 7 de julho de 2011, mas ainda não foi colocada na prática e regulamentada.

Além de Feira de Santana, a RMFS é composta pelos municípios de Amélia Rodrigues, Conceição da Feira, Conceição do Jacuípe, São Gonçalo dos Campos e Tanquinho. Já as Áreas de Expansão Metropolitana são compostas pelos municípios de Anguera, Antônio Cardoso, Candeal, Coração de Maria, Ipecaetá, Irará, Santa Bárbara, Santanópolis, Serra Preta e Riachão do Jacuípe.

Questionado pelo site Política In Rosa porque a RMFS nunca saiu do papel, Colbert Filho afirmou que é por falta de vontade política do Governo do Estado. “A Região Metropolitana precisa ter duas coisas importantes: primeiro, um conselho de representantes que decidem como funciona, fiscaliza e controla a RMFS. E o segundo e mais importante é que tem que ter um fundo, pois o dinheiro federal só vem se for para um fundo. Não existe nem conselho e nem fundo. O que nós temos não é nem uma Região Metropolitana, é um arremedo. A de Salvador também não funciona, é a mesma coisa. Nós estamos andando para trás nessa questão porque existem muitos recursos federais”, disse.

Colbert Filho disse ainda que uma coisa que o PT estimula muito é consórcio. “Mas no consórcio tem que haver participação de todos os municípios. Participação financeira. No caso da Região Metropolitana, não. O que vem para Feira de Santana é exatamente o necessário para ser aplicado. Existe uma contrapartida municipal como qualquer recurso federal que vem para a cidade e isso a gente faz com absoluta naturalidade. Mas não exige a necessidade de um consórcio com participação de recurso municipais. Como existe recursos para a Região Metropolitana, principalmente na área de mobilidade, segurança, saúde e na agricultura, nós temos a capacidade de, reorganizando a RMFS, angariar e trazer mais recursos que não estão vindo para Feira porque a Região Metropolitana significativamente não funciona”, afirmou.

“Se meu nome for consenso entre os partidos, estarei pronto para ajudar José Ronaldo”, diz Zé Chico sobre vaga de vice

suplente de deputado federal Zé Chico

Foto: Anderson Dias / Política In Rosa

ex-prefeito de Araci e suplente de deputado estadual, Silva Neto (PDT), em entrevista coletiva no município de Santo Estêvão, no último sábado (27), falou que as conversas sobre o apoio do PDT ao pré-candidato a prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (UB), estão acontecendo de maneira muito produtiva entre o mesmo e o presidente da estadual do PDT, deputado federal Félix Mendonça.

Silva Neto foi questionado se esse apoio passa por indicar o vice numa chapa encabeçada por José Ronaldo, a exemplo do empresário e suplente de deputado federal, Zé Chico (PDT). “O nome de Zé Chico é de extrema relevância política em Feira de Santana.  Ele foi candidato a deputado federal e teve quase 35 mil votos em Feira de Santana. Então, naturalmente, é um pré-candidato a vice com bastante bagagem política e com voto na urna. Isso é incontestável. Acredito que a força de Zé Chico para essa composição ela seja considerável forte, grande e isso é algo que traz ao PDT um nível de relevância ainda maior”, declarou.

Após a veiculação da matéria, Zé Chico (PDT) entrou em contato com o site Política In Rosa para falar que a entrevista estava muito boa e afirmou que está trabalhando, ouvindo as pessoas e os partidos. “Vamos trabalhando, ouvindo as pessoas, os partidos e, principalmente, os eleitores. Se o meu nome for um consenso entre os partidos, estarei pronto para ajudar o ex-prefeito José Ronaldo a retornar para a Prefeitura de Feira de Santana”, disse.

“Vamos trabalhar para construir e consolidar uma candidatura a Assembleia Legislativa da Bahia”, diz Thiancle Araújo

Thiancle Araújo foto Anderson Dias Site Política In Rosa

Prefeito de Castro Alves, Thiancle Araújo (PSD) – Foto: Anderson Dias/Site Política In Rosa

O prefeito de Castro Alves e presidente da Federação dos Consórcios Públicos da Bahia (FECBAHIA), Thiancle Araújo (PSD), em entrevista ao site Política In Rosa, falou sobre a sucessão municipal e o seu futuro político. Ele relatou que esse ano o seu grupo político tem como foco demostrar que o projeto pode continuar através do pré-candidato a prefeito Jadson Soares. Vale destacar que Araújo está em seu segundo mandato como prefeito da cidade e por isso não pode mais concorrer à Prefeitura nas eleições 2024.

Vaga de vice

Indagado se já tem um nome de pré-candidato (a) a vice-prefeito (a) definido pelo grupo para ser indicado na chapa encabeçada por Jadson, Thiancle afirmou que o nome ainda está sendo estudado, analisado e construído. “Temos o período até as convenções para poder estudar e decidir como vai ficar”, disse.

Futuro

Thiancle falou que, agora, vai focar na eleição municipal. “Mas é claro que a partir da finalização de meu mandato como prefeito, vamos trabalhar para construir e consolidar uma candidatura a Assembleia Legislativa da Bahia”, informou.

Ele contou que essa candidatura a deputado estadual é um desejo do seu grupo, do governador Jerônimo Rodrigues e do senador Otto Alencar. “Vamos estruturar para possivelmente lançar uma candidatura a deputado estadual”, afirmou.

Questionado se já está confirmada a sua candidatura a deputado, Thiancle Araújo informou que irá construir esse caminho. “Há um desejo. Precisamos construir. Ninguém é candidato de si próprio. Ainda vamos ter o momento de dialogar e construir, mas vamos trilhar nesse caminho”, declarou.

Silva Neto acredita que há uma disputa entre os nomes de Zé Chico e Sérgio Carneiro para vaga de vice de José Ronaldo

Silva Neto foto Anderson Dias Site Política In Rosa

Silva Neto – Foto: Anderson Dias/Site Política In Rosa

O ex-prefeito de Araci e suplente de deputado estadual, Silva Neto (PDT), em entrevista coletiva no município de Santo Estêvão, no último sábado (27), falou que as conversas sobre o apoio do PDT ao pré-candidato a prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (UB), estão acontecendo de maneira muito produtiva entre o mesmo e o presidente da estadual do PDT, deputado federal Félix Mendonça. “Acredito que o PDT tem uma tendência natural a caminhar com o apoio a José Ronaldo”, disse.

Silva Neto afirmou que essa decisão foi tomada diante das conversas que ocorreram entre Felix e Ronaldo. “Estou falando de uma tendência política em virtude das últimas notícias de diálogos que ocorreram ao longo desse prazo”, revelou.

Questionado se esse apoio passa por indicar o vice numa chapa encabeçada por Ronaldo, a exemplo do suplente de deputado Zé Chico, Silva Neto destacou que o nome de Zé Chico é de extrema relevância política em Feira de Santana. “Ele foi candidato a deputado federal e teve quase 35 mil votos em Feira de Santana. Então, naturalmente, é um pré-candidato a vice com bastante bagagem política e com voto na urna. Isso é incontestável. Acredito que a força de Zé Chico para essa composição ela seja considerável forte, grande e isso é algo que traz ao PDT um nível de relevância ainda maior”, declarou.

Sobre uma possível briga entre Zé Chico e Sérgio Carneiro pela indicação, Silva Neto disse que política sempre tem disputa e é muito natural a disputa por uma vaga na vice de um pré-candidato como José Ronaldo, que foi prefeito por muitas vezes no município.

“É um pré-candidato com condições reais de disputar e vencer as eleições. E é natural que quem esteja com partido busque essa posição numa disputa interna. Acho tudo isso muito saudável. Toda e qualquer disputa que eleve o nível do partido, do processo democrático, ela deve ser considerada. Acredito que há uma disputa entre os nomes de Zé Chico e Sérgio Carneiro. São nomes relevantes para a política de Feira de Santana, tem históricos importantes e creio, que para o PDT, isso é muito importante porque o partido ganha essa relevância no processo político na cidade. E, com certeza, a escolha será a melhor para Feira de Santana”, reiterou. :: LEIA MAIS »

PSOL ainda não definiu se terá candidatura ou apoiará outro candidato, diz Jhonatas Monteiro

Jhonatas Monteiro foto Anderson Dias Site Política In Rosa

Vereador Jhonatas Monteiro (PSOL) – Foto: Anderson Dias/Site Política In Rosa

O vereador Jhonatas Monteiro (PSOL) afirmou, em entrevista ao site Política In Rosa, que ainda não foi definido no debate interno nem do PSOL e nem da federação que a sigla tem com o Partido Rede Sustentabilidade no município se irão ter candidato a prefeito ou se irão apoiar outro candidato. “Até dia 06 de abril tivemos a entrada de novas pessoas para a disputa eleitoral. Nós estávamos em campanha de filiação e não queríamos fechar o debate eleitoral sem a escuta de quem entra”, explicou.

O partido acredita que essa espera para a definição é uma forma de consideração com quem vem chegando agora para construir com a sigla. “Ainda tem o fato de que se tem uma complexidade no cenário eleitoral aqui do município. Existe um anseio de uma parte das pessoas para que houvesse uma candidatura própria do PSOL e que fosse a partir do meu nome. Isso não sou eu que estou dizendo, aparece até nas próprias pesquisas que as outras forças políticas tem encomendado. É sentido, inclusive, nas ruas. Até porque as pessoas não se identificam com as outras candidaturas. E é compreensível”, disse.

E continuou: “Ao mesmo tempo, existe uma preocupação, principalmente de quem é organizado em associação comunitária, sindicato, algum tipo de coletivo de luta ou movimento social, em torno da falta de presença do PSOL na próxima legislatura se eu não estiver na chapa. Também existe um debate para a minha reeleição. A questão maior é que nós ainda não definimos posição sobre isso”.

A definição final só virá ao longo do mês de abril, junto com esse processo de entrada de novos filiados, porque a legenda quer fazer isso com a calma devida, aguardando fazer todo o diálogo com as outras forças políticas. “E ainda tem o fato de que temos, há 24 anos, o mesmo grupo político na Prefeitura. Isso traz também toda uma responsabilidade para pensar no que nós desejamos fazer diante disso, frente a possibilidade de o ex-prefeito José Ronaldo voltar a Prefeitura”, explica.

Jonathas explica que quando disse voltar, estava se referindo a Ronaldo como prefeito, já que o grupo que ele comanda nunca saiu. “Ele [o ex-prefeito] continua controlando a Prefeitura mesmo com o prefeito atual sendo Colbert Martins Filho. De qualquer forma, isso traz uma preocupação ainda maior e a temos uma sensibilidade em relação a isso. Por isso ainda não fechamos um posicionamento, pois todas as coisas precisam encaixar dentro de uma estratégia que o PSOL tem de disputa do rumo do município”, afirmou.

Monteiro ainda afirmou que costuma dizer que não basta tirar o que não presta, é preciso saber o que de melhor se colocar no lugar. “E é isso que também não conseguimos amadurecer ainda e faremos isso até o final de abril”. :: LEIA MAIS »

A Micareta de Feira de Santana sempre foi a melhor e a maior do Brasil, diz José Ronaldo

José Ronaldo foto Anderson Dias Site Política In Rosa

José Ronaldo – Foto: Anderson Dias/Site Política In Rosa

O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (UB), fez uma avaliação da Micareta de Feira 2024. Para ele, a Micareta de Feira de Santana sempre foi a melhor e a maior do Brasil.

“Está de parabéns a Prefeitura Municipal pela organização da festa. A festa foi muito bem organizada. Isso mostra, mais uma vez, essa pujante festa. Festa que, depois do Carnaval de Salvador, enxergo como a que dá mais público na rua, que é a Micareta de Feira de Santana. E o bacana de tudo é que na paz e no amor, e sem nenhuma violência”, afirmou em entrevista ao site Política In Rosa.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia