WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia







Profissionais de imprensa são imunizados em Feira de Santana

Foto: Anderson Dias / site Política In Rosa

Neste sábado (05), profissionais de comunicação de Feira de Santana foram imunizados a Covid-19. A vacinação ocorreu na UniFTC durante toda a manhã com a Oxford/Astrazeneca após uma intensa luta do Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba). O Sindicato quer garantir a imunização desses profissionais que estão expostos com o risco de contrais a doença e, mesmo assim, levando informações para toda a população.

O secretário de Comunicação de Feira de Santana, Edson Borges, em entrevista ao site Política In Rosa, afirmou que a categoria está também na linha de frente e, assim como outros grupos que estão tendo essa oportunidade de se vacinar, a categoria dos Jornalistas e Radialistas também tem esse direito. “Aliás, um direito reconhecido pela própria Justiça. O próprio Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) é favorável a essa vacinação. Estamos cumprindo rigorosamente a portaria da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que é uma comissão que regula e determina as regras da vacinação, evidentemente que seguindo o Plano Nacional de Imunização”, disse.

Ele informou ainda que as empresas mandaram as relações dos profissionais que estão atuando e trabalhando na área. Foram disponibilizadas em média 150 doses. “Inicialmente, foram 150 doses disponibilizadas para esses profissionais. Essa quantidade consideramos suficiente. Começamos com os profissionais de 40 anos acima e, à medida que esses forem vacinados, baixamos a idade”, completou.

“Somos o 3° seguimento da economia nacional que mais tem adoecido e morrido profissionais de Covid-19”, diz presidente do Sinjorba

Presidente do Sindicado dos Jornalistas da Bahia, Moacy Neves – Foto: Anderson Dias / site Política In Rosa

O presidente do Sindicado dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba), Moacy Neves, afirmou que, com a vacinação da categoria, a sensação é de alívio e de dever cumprido por parte do sindicato de garantir a imunização dos profissionais de imprensa. “Quero homenagear, inclusive, todos os nossos colegas que perderam a vida, mandar as nossas condolências as suas famílias e aos colegas de trabalho que conviviam com esses profissionais que faleceram. Só aqui no Estado já foram 26 mortos. Quero também me solidarizar com mais de 400 jornalistas e radialistas baianos que adoeceram de Covid-19, pois estão na linha de frente trabalhando, indo aos locais de aglomeração e com grande possibilidade de contaminação como hospitais, postos de saúde e filas de vacinação para produzir as suas matérias que o ouvinte, o telespectador, o leitor de jornal e sites recebem todos os dias em suas residências”, destacou ao site Política In Rosa.

Moacy ainda destacou que a informação que os profissionais tem levado é de qualidade com base na ciência, ouvindo as autoridades sanitárias e informando bem a população, o que é fundamental no combate a pandemia. “Para fazer esse trabalho bem feito temos que estar trabalhando in loco. Temos que ter o contato com o dia a dia da cidade onde nós residimos e trabalhamos. E isso nos expõe a contaminação. Por isso, nós somos hoje o 3° seguimento da economia nacional onde mais tem adoecido e morrido profissionais em termos percentuais. Foi com base nisso que reivindicamos a vacinação dos profissionais de imprensa e a CIB, que é formada pelos secretários de saúde municipais e o secretário de saúde estadual, definiu essa vacinação compreendendo os argumentos jurídicos, técnicos e epidemiológicos que foram apresentados pelo Sinjorba”, relatou.

Sinjorba fala sobre MP e sua tentativa de barrar imunização de profissionais da imprensa: “Parece guerra política”

Moacy Neves e Marly Caldas – Montagem site Política In Rosa

Moacy Neves, presidente Sindicado dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba), destacou que a vacinação dos profissionais da comunicação é uma realidade na Bahia. “O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) deveria sossegar, cuidar do que interessa e não tentar atrapalhar uma tentativa do Estado e dos Municípios de imunizar uma categoria essencial durante a pandemia. Parece que o MP transformou isso numa guerra política. Não queríamos entrar nesse debate, pois nosso debate é técnico e epidemiológico. Mas, se o Ministério Publico politizou, a gente também vai politizar e vamos continuar firme para defender essa bandeira custe o que custar. Ela é justa, legítima e juridicamente aprovável”.

Já Marly Caldas, que é representante do Sinjorba em Feira de Santana, disse que o Ministério Público não tem direito de proibir nada. “O Ministério Público está se arvorando de direitos que ele não tem para perseguir uma classe que não parou durante a pandemia. A essencialidade do nosso trabalho é muito importante que seja reconhecida. Todo mundo parou, mas os Jornalistas não pararam. Eles estavam nos hospitais e em todos os cantos onde tinham gente e notícias. O que a gente percebe é que essa perseguição atrasou um pouco a nossa vacinação, mas não conseguiu vencer porque nós estamos sustentados pela Justiça e pela lei”, disse.

Secretaria de Educação adota medidas para possível volta às aulas

FOTOS TIRADAS ANTES DA PANDEMIA – Foto: Andreyse Porto/ Arquivo

A Prefeitura de Feira de Santana, por meio da Secretaria de Educação, está colocando em ação o planejamento estratégico para um possível retorno às aulas de forma híbrida ou presencial. Para isso, os serviços de manutenção das escolas estão sendo intensificados.

Procedimentos para realização do processo licitatório para a aquisição de uniformes e kit escolares aos 51.722 estudantes da Rede Municipal de Educação estão sendo concluídos.

“Para adquirir os materiais necessários ao atendimento dos estudantes, a gestão pública precisa fazer o planejamento a médio e longo prazo, viabilizar o processo de licitação que muitas vezes é burocrático e finalmente adquirir que os itens mais importantes vão chegar a cada uma das 206 escolas municipais”, pontua a secretária de Educação, Anaci Paim.

Apesar do período pandêmico, o governo municipal continua investindo na Educação para atender aos estudantes e oferecer as aulas no modo não presencial. A estrutura para o retorno presencial deve estar preparada para receber os alunos quando os índices de contágio pela Covid-19 estejam controlados e a grande maioria dos trabalhadores em Educação esteja vacinada. :: LEIA MAIS »

Governo do Estado fomenta ampliação do mercado de cacau e chocolates

Foto: Divulgação / Secom

Que o chocolate é um alimento adorado pelos brasileiros por ser de um sabor que agrada quase todos os públicos, não resta dúvidas. Com tantas opções entre chocolates finos, premium, gourmet, com 20, 30, 40, 50 e até 100% cacau, fica difícil escolher qual consumir, mas a agricultura familiar baiana tem possibilitado que esta iguaria tenha um lugar de destaque nas vendas e no consumo do país.

De acordo com o Chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Jeandro Ribeiro, as características fundiárias da região cacaueira mudaram, dos 68 mil estabelecimentos que plantam cacau, hoje, na Bahia, 53 mil são da agricultura familiar, o que traz para o estado importantes contribuições no ponto de vista cultural e econômico. “Diante desse cenário, o Governo do Estado através da SDR unificou esforço para promover ações e políticas públicas para a agricultura familiar na região do cacau. Nunca na história da Bahia a agricultura familiar recebeu tanto investimento, nestes últimos seis anos foram investidos mais de R$ 42 milhões em projetos de inclusão socioprodutiva em toda a região produtora de cacau e derivados”, avaliou Jeandro.

Os chocolates da Bahia Cacau, marca da Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado e Adjacências (Coopfesba), localizada em Ibicaraí despontam no mercado, e já são comercializados em 40 municípios baianos e em seis estados brasileiros, em supermercados, padarias, lojas de conveniência e de produtos naturais, restaurantes e plataformas marketplaces especializadas em delivery de alimentos.

O faturamento anual é de R$900 mil para a cooperativa, já os 104 cooperados tem uma renda mensal de cerca de um salário mínimo. Esse resultado é fruto de R$ 3 milhões em investimento do Governo do Estado, por meio do Bahia Produtiva. :: LEIA MAIS »

Uefs instala câmeras no campus

A Unidade de Infraestrutura e Serviços da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uninfra/Uefs), em continuidade às ações definidas pelo Plano de Retomada das Atividades Presenciais da instituição, realizou a instalação de câmeras no pórtico principal do campus. Esse projeto faz parte de uma Prova de Conceito (POC), para definição de um novo protocolo de acesso ao campus e tem prazo de 30 dias para avaliação das funcionalidades do sistema.

Foram instaladas duas câmeras, sendo uma câmera para leitura de placas de veículos e outra para o reconhecimento facial. O uso de tecnologias de segurança visam à implementação de um sistema eletrônico de monitoramento em substituição ao cartão manual convencional entregue e recebido na portaria principal. :: LEIA MAIS »

Profissionais de imprensa acima de 40 anos podem se vacinar neste sábado (05)

Foto: Wevilly Monteiro

Amanhã, 5, das 8h às 12h, profissionais de imprensa em Feira de Santana acima de 40 anos poderão se vacinar contra a Covid-19, na UniFTC. A vacinação ocorrerá em uma sala reservada para este público prioritário.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que a relação em ordem alfabética com o nome completo, número do RG e a data de nascimento dos profissionais deve ser encaminhada pelos veículos de imprensa ao e-mail secretario.sms@pmfs.ba.gov.br até 16h de hoje, 4. Apenas, serão vacinados aqueles que atuam na linha de frente realizando coberturas externas da pandemia.

Para se vacinar são essenciais documentos pessoais com foto (RG original, carteira de trabalho), CPF, comprovante de residência em nome da pessoa a ser vacinada, ou em nome de pai ou mãe ou com alguma comprovação de vínculo. Se for aluguel, um documento que comprove a locação. É importante ressaltar que deve ser comprovado a relação de trabalho com a empresa na qual atua por meio de carteira de trabalho ou contrato. :: LEIA MAIS »

Rodoviários de Feira de Santana deflagram greve por tempo indeterminado

Ônibus extras reforçam transporte público para o domingo de eleição

Foto: Divulgação

Os trabalhadores do transporte rodoviário de Feira de Santana decidiram deflagrar greve por tempo indeterminado, a partir da próxima segunda-feira (7). A decisão é decorrente do descumprimento dos acordos coletivos de trabalho, especialmente a falta de pagamentos salariais.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Feira de Santana, Alberto Nery, afirma que em assembleia geral extraordinária da categoria, realizada dia 6 de maio, no Terminal Central, ficou definido que se os salários não fossem pagos nas datas acordadas, permaneceria o indicativo de greve. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia