WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


CMFS - AGORA E LEI - IDOSOS - BANNER SITE POLÍTICA IN ROSA 729X90PX

:: ‘Secretaria’

Secretária chama ACM Neto de covarde e garante que ele não terá seu voto: “Traição sórdida e rasteira”

Cintia Machado

Ex-vereadora e atual secretária de Habitação de Feira de Santana, Cintia Machado – Foto: Reprodução/Redes Sociais

A ex-vereadora e atual secretária de Habitação de Feira de Santana, Cintia Machado, utilizou suas redes sociais nesta quinta-feira (04) para externar sua indignação com a não indicação do ex-prefeito José Ronaldo para vice-governador na chapa encabeçada por ACM Neto para concorrer ao Governo da Bahia. Cintia fez duras críticas ao candidato do União Brasil e não escondeu a sua tristeza e decepção com a sua escolha. Neto anunciou Ana Coelho (Republicanos) como sua vice na tarde desta quinta-feira (4).

Cintia Machado citou como princípios imutáveis a lealdade, fidelidade e amizade, princípios esses que vem com a educação. “Ouvir o candidato ACM Neto falar em sua coletiva, como se nada tivesse acontecido, que o mais velho da chapa é ele que tem 43 anos. Como se isso fosse alguma coisa. Tenho 20 anos de vida pública e quero sempre ter ao meu lado os mais velhos porque eles sempre vão ter experiências que nós não temos. Eles sempre vão ter conselhos a nos dar”.

Ela chamou de “conversinha” a forma como ele descartou o ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho. “Mas foi Ronaldo que colocou o seu nome há quatro anos a disposição quando ele não teve coragem. Foi covarde. Não foi candidato a governador porque sabia de como estavam as pesquisas. Mas o nosso ex-prefeito foi corajoso. Foi para ganhar ou perder”, externou.

Cintia lembrou que desde o início da pré-campanha foi Ronaldo quem levou a ACM Neto diversos prefeitos e que fez praticamente a sua campanha. “Muitos prefeitos nem queriam ficar com ACM Neto. E recebemos essa notícia de que uma mulher, que ninguém sabe quem é, nem conhece, com todo respeito a mulher, assume a vice. É ótimo uma mulher na chapa, mas também uma traição o que ele fez com José Ronaldo”.

A secretária espera que a cidade de Feira de Santana dê a resposta a Neto nas urnas, já que são mais de 400 mil feirenses votantes. “Somos nós que precisamos mostrar para ele que Feira de Santana é uma cidade que ele deveria respeitar. Ele mostrou não só falta de respeito pelo ex-prefeito José Ronaldo, mas pelo prefeito Colbert, por todos nós e pela cidade”, relatou. :: LEIA MAIS »

Secretaria da Saúde de Salvador responde críticas do governador Rui Costa

Secretaria da Saúde de Salvador

Foto: Google Street View

O governador Rui Costa, em visita ao município de Anguera, nesta terça-feira (12), criticou a cobertura de saúde da cidade de Salvador. Rui Costa ressaltou que o que ele mais gosta é de cuidar das pessoas, principalmente na saúde e educação. E comparou as cidades de Anguera, onde estava em ato oficial, e do interior com a capital baiana. Segundo ele, Salvador tem a pior cobertura de saúde da Bahia. Todos os municípios que estavam presentes no evento e representados por seus prefeitos, de acordo com Rui, têm uma cobertura muito maior do que Salvador.

A reportagem do site Política In Rosa entrou em contato com a assessoria de comunicação do órgão questionando sobre o assunto. Em resposta, ela destacou que durante gestões anteriores a capital baiana apresentava um dos menores índices de cobertura de Atenção Básica do país.

Veja a nota enviada ao site:

A Secretaria Municipal da Saúde destaca que durante gestões anteriores a capital baiana apresentava um dos menores índices de cobertura de Atenção Básica do país. Em dezembro de 2013, Salvador tinha apenas 18% da população soteropolitana assistida pelos serviços primários. Nos últimos anos, registramos o maior crescimento de cobertura de atenção básica entre as capitais brasileiras, saltando para cerca de 60% em 2022, o que representa significativos investimentos em novos postos de saúde e contratação de recurso humanos como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e dentistas.

Secretaria de Saúde descarta suspeita de varíola do macaco na Bahia

O caso suspeito da doença causada pelo vírus Monkeypox (conhecida como varíola do macaco) que estava sendo investigado pelos centros de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) de Salvador e o da Bahia  foi descartado laboratorialmente. O resultado foi divulgado na manhã desta quinta-feira (16) pelo laboratório de referência nacional.

A suspeita foi em indivíduo residente na capital baiana que apresentou a tríade de sintomas da doença: febre alta de início súbito, adenomegalia e erupção cutânea. O indivíduo encontra-se internado em unidade hospitalar da rede privada, em Salvador.

Monkeypox é uma zoonose viral, do gênero Orthopoxvirus, da família Poxviridae, que se assemelha à varíola humana, erradicada em 1980. A doença cursa com febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão. :: LEIA MAIS »

João Roma propõe nova Secretaria para focar no semiárido baiano

João Roma propõe nova Secretaria para focar no semiárido baiano

Foto: Max Haack

O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), defendeu um foco específico de atenção para o semiárido baiano e declarou que, se eleito governador criará uma Secretaria do Semiárido para concentrar ações para o desenvolvimento desta região do estado.

“Tenho comentado sempre que é fundamental que tenhamos um foco específico para o semiárido. Hoje vemos uma estrutura focada na transversalidade e isso, muitas vezes, se transforma em um jogo de empurra, pois são várias áreas dando opinião e ninguém consegue ‘matar no peito’ e dar sequência a soluções cujas tecnologias estão dominadas, com tecnologias plausíveis para alavancar a produtividade de toda a região”, disse João Roma, na manhã desta sexta-feira (3), em entrevista aos apresentadores Milena Rios e Jailton Mota do Programa Comando da Notícia, da Rádio Jacobina FM.

O pré-candidato bolsonarista prosseguiu: “é importante a gente criar a Secretaria do Semiárido para acabar com esse jogo de empurra e poder efetivamente trabalhar de forma integral e superar a questão da transversalidade e observar todas essas facetas e criar uma estrutura que, cada vez mais, possa ajudar na produtividade do homem do campo”.

Roma explicou ainda que o empecilho maior pode estar não no acesso a tecnologias, mas na dificuldade, por exemplo, para escoar a produção ou na falta de energia elétrica suficiente para atrair empreendimentos ao semiárido. “Às vezes o gargalo a essa produção é um acesso, é uma estrada vicinal, é uma estrada pela qual o produtor não está conseguindo fazer o transporte, fazer justamente toda a logísticas daquela produtividade. Às vezes é energia elétrica que não tem”, enumerou o pré-candidato a governador do PL. :: LEIA MAIS »

Secretaria de Saúde de Feira de Santana detecta 104 novos casos de HIV, sífilis e hepatites

De janeiro a novembro deste ano, 294 pessoas foram diagnosticadas com o vírus HIV em Feira de Santana

Foto: Raylle Ketlly

Em Feira de Santana, 966 testes rápidos para diagnóstico das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) foram realizados durante a campanha Dezembro Vermelho. Deste total, 78 tiveram resultado positivo para sífilis, 22 para o HIV e outros 4 para hepatites virais – o que representa um percentual de 10%. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde.

Os pacientes diagnosticados estão sendo acompanhados pelo Centro Municipal de Referência em IST/HIV/AIDS, no Centro de Saúde Especializada Dr. Leone Coelho Lêda (CSE), que atende mais de 3 mil pessoas por meio de uma equipe multidisciplinar composta por médicos infectologistas, obstetras, ginecologista e pediatra, além de uma equipe de enfermeiros, psicólogos, odontólogos, assistente social e nutricionista.

Anualmente o órgão realiza a campanha Dezembro Vermelho, que chama atenção para a prevenção, diagnóstico precoce do HIV e do tratamento contra a Aids, além de outras infecções sexualmente transmissíveis. Este ano, também reforçou quanto a proteção dos direitos das pessoas infectadas e as medidas de prevenção – o preservativo é uma medida simples que pode evitar o contágio, método disponibilizado gratuitamente em qualquer unidade de saúde. :: LEIA MAIS »

Secretaria da Saúde da Bahia propõe otimizar recursos e equipamentos para ampliar assistência

Secretaria da Saúde da Bahia propõe otimizar recursos e equipamentos para ampliar assistência

Foto: Divulgação/Sesab

Com o objetivo de ampliar a assistência à saúde a partir da otimização dos equipamentos e recursos públicos já disponíveis, as secretarias estaduais da Saúde (Sesab) e Relações Institucionais (Serin) se reuniram nesta terça-feira (05), com 22 prefeitos do Consórcio Interfederativo de Saúde do Alto Sertão, em Guanambi.

“A nossa proposta é vocacionar o Hospital Regional de Guanambi apenas para a média e alta complexidade nas especialidades clínicas, cirúrgicas, obstétricas e pediátricas, a exemplo da neurocirurgia e o parto de alto risco. E neste cenário é possível ampliar o atendimento aos pacientes mais graves e, simultaneamente, reduzir a necessidade de transferências para a capital ou outras regiões”, afirma a secretária estadual da Saúde, Tereza Paim.

“A reorganização da rede assistencial na região possibilitará o fortalecimento de hospitais municipais e, de pelo menos quatro hospitais complementares ao Regional de Guanambi nos municípios de Caculé, Riacho de Santana, Palmas de Monte Alto e Caetité”, ressalta a titular da pasta estadual da Saúde.

A relevância sobre o debate foi reiterada pelo prefeito de Iuiu e presidente do Consórcio de Saúde Alto Sertão, Reinaldo Góes, que, na oportunidade,  pleiteou a ampliação do número de leitos, sobretudo, de UTIs. :: LEIA MAIS »

Vereador afirma que existe possibilidade de assumir Secretaria

Vereador Pedro Américo (DEM)

Vereador Pedro Américo (DEM)

O vereador Pedro Américo (DEM), em entrevista ao site Política In Rosa, informou que há conversas sobre a possibilidade de ser secretário e abrir a sua vaga no Legislativo feirense para o suplente de vereador Marcos Lima (DEM). “Faço parte de um grupo político e ele tem um espaço. Hoje o secretário Pablo Roberto é uma pessoa que eu defendo, atuo e ele será candidato a deputado. Por isso ele deverá se afastar das atividades de secretário porque a Lei preconiza isso. Existe um interesse do grupo e também um debate que fazemos com a sociedade de que eu possa substituí-lo nessa missão”, disse.

Pedro ressaltou que sempre disse que quando se faz parte de um grupo, você não toma uma decisão sozinho. “Se meu grupo entender, as pessoas que fazem política conosco nos bairros e nas comunidades entenderem, o prefeito Colbert Filho também entender e de fato fazer esse convite, eu aceitarei”, falou.

O vereador ressaltou que, quando se elegeu, foi com o interesse de fazer o melhor por Feira de Santana. “Acho o espaço na Câmara importante apesar de toda confusão, de todos os conflitos que estamos tendo e a sociedade tem visto. As acusações levianas, algumas gritarias. Mas a Câmara tem um papel importante e a gente precisa cuidar disso. Sendo secretário ou vereador quero fazer o melhor para Feira, para a população e deixar na história marca do nosso trabalho e o do nosso grupo político”, afirmou.

Questionado se houve convite do prefeito para que ele assuma uma Secretaria, Pedro Américo disse que não houve um convite formal. “Houve uma sondagem. Nós conversamos sobre a questão de Marcos Lima e o próprio também conversou com o prefeito no interesse de retornar a Câmara de Vereadores. O prefeito ligou me consultando, quando Marcos Lima esteve conversando com ele, se havia interesse da minha parte e eu disse que não poderia tomar essa decisão sozinho. Ainda disse que quando ele tivesse de fato uma formalização desse pedido e de qual seria o meu espaço, onde a gente pode contribuir, poderia falar comigo. Não quero ser secretário de qualquer forma. Não quero ir para um lugar onde eu não possa contribuir com a cidade”, relatou. :: LEIA MAIS »

Vereador entra com representação contra prefeito e secretária de Educação

Foto: Divulgação/Ascom

O vereador Jhonatas Monteiro (PSOL) protocolou, na última segunda-feira (30), uma representação no Ministério Público (MP) contra o prefeito Colbert Martins da Silva Filho e contra a secretária de educação, Anaci Bispo Paim, pelos danos causados à coletividade em função do descumprimento dos protocolos de biossegurança na retomada das aulas em modalidade híbrida nas escolas municipais.

Os protocolos, elaborados com atraso pela Secretaria Municipal de Educação (SEDUC) e apresentados à APLB e aos conselhos municipais, foram aprovados nos referidos conselhos, mas não foram postos em prática. No dia 23 de agosto, data em que as aulas presenciais deveriam ser retomadas, diversas escolas não tiveram condições de reabrir porque as/os estudantes e professoras/es não receberam os kits com materiais de proteção individual e a infraestrutura sanitária não foi garantida, com várias unidades registrando falta de ventilação nas salas de aula e inexistência de água para higiene pessoal. Também não foi garantido o transporte escolar e merenda para as/os estudantes. Além disso, parte da categoria docente permanece sem receber as duas doses da vacina contra a Covid-19.

Diante dessa situação, o vereador pede ao MP que seja instaurado inquérito civil para investigar o dano à coletividade de estudantes e profissionais da rede municipal de ensino, e que por meio de ação civil pública seja determinada a publicidade dos protocolos estabelecidos internamente pela Secretaria Municipal de Educação, o cumprimento dos protocolos de biossegurança estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), bem como regularização do transporte escolar, do pagamento do professorado e da entrega da merenda escolar ao alunado. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia