WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘Ronda Maria da Penha’

Prefeitura planeja implantação da Ronda Maria da Penha em Ilhéus

Foto: Divulgação / PMI

Garantir proteção às mulheres vítimas de violência doméstica, esse é o principal objetivo da Ronda Maria da Penha (RMP), projeto que chega a Ilhéus através da interlocução da gestão municipal com o governo baiano.

Para avaliar e debater a implementação do serviço, o prefeito Mário Alexandre e o vice Bebeto Galvão receberam a visita da major da Polícia Militar, Denice Santiago, na tarde da última quarta-feira (9). No encontro, que também contou com a presença da primeira-dama Soane Galvão, foram discutidas medidas para promoção da saúde dos profissionais que atuam nos órgãos de segurança pública do município.

“Estamos extremamente felizes com a visita da major Denice. Juntos vamos construir um diálogo para viabilizar ações voltadas à proteção das mulheres e projetos para melhorar a segurança pública e dar apoio aos nossos servidores. Deixo o meu abraço ao governador Rui Costa e reforço que estamos à disposição para levar melhores condições de vida ao nosso povo”, declarou Mário Alexandre.

Denice Santiago é criadora da RMP, que desde 2015 atua na prevenção e repressão de atos de violações de dignidade das mulheres, no enfrentamento da violência doméstica e familiar e na garantia do cumprimento das medidas protetivas. Além de debater a viabilização do projeto em Ilhéus, a major explicou que o Governo da Bahia pretende instalar centros psicossociais com atendimento especializado, em atenção à saúde mental dos servidores lotados nas companhias do interior. :: LEIA MAIS »

Irecê passa a contar com Ronda Maria da Penha

Irecê passa a contar com Ronda Maria da Penha

Foto: Divulgação/PMI

A Ronda Maria da Penha, uma das mais importantes ferramentas de combate à violência contra a mulher, teve o seu lançamento em Irecê na manhã desta segunda-feira (01), na sede do 7º Batalhão de Policia Militar do município. A ação é fruto de parceria da Prefeitura com o Estado, por meio da PM.

Presente no ato, o prefeito Elmo Vaz destacou a importância da ação. “A violência doméstica, especialmente neste período de pandemia, vem alcançando índices alarmantes em todo o Brasil. Assim, a Ronda Maria da Penha é uma grande conquista para a nossa cidade, e agradeço a todos que se empenharam para que isto acontecesse”, disse.

Coordenadora da ação em Irecê, a Capitã Sheila Dias explicou que a Ronda veio para somar esforços junto a uma rede que já atua no enfrentamento da violência contra a mulher na cidade. “Vamos trabalhar na assistência às mulheres do município com medidas protetivas decretadas pela Justiça”, explica. “A Ronda é composta por uma dupla de policias, homem e mulher, que seguem um protocolo de ação para acompanhamento, garantindo que o agressor não volte a ter contato com a vítima”. :: LEIA MAIS »

Quitéria diz que Ronda Maria da Penha precisa chegar a todas as regiões da Bahia

Quitéria diz que Ronda Maria da Penha precisa chegar a todas as regiões da Bahia

Foto: Divulgação

“Nós mulheres não podemos nos calar nem nos deixar intimidar pelos agressores”. Foi com estas palavras que a pré-candidata a deputada federal pelo Avante, Maria Quitéria, reforçou a importância das políticas públicas e do fortalecimento das redes de enfrentamento à violência contra mulher durante o aniversário de cinco anos da Associação de Mulheres Guerreiras de São Roque do Paraguaçu que reuniu, neste sábado (11), cerca de 100 ativistas em Salinas da Margarida.

A instituição, que foi fundada pela ativista Marli Medina após o assassinato da irmã Rita de Cássia e da sobrinha Priscila Medina, ambas vítimas de feminicídio, vem desenvolvendo um importante trabalho de combate à desigualdade social, valorização e empoderamento da mulher em toda região. “Me sinto honrada em puder falar para mulheres simples, mas que têm o mesmo objetivo de trocar experiências, de se empoderar. Saio daqui ainda mais convicta que tenho o papel de somar nesta luta”, afirmou.

Ela também comentou a divulgação, na sexta-feira, da edição 2018 do Anuário Brasileiro de Segurança Pública que analisou as estatísticas de homicídios de mulheres no País e apontou que, na Bahia, 474 mulheres foram mortas em 2017, sendo 74 vítimas de feminicídio. “A Polícia Militar e a Polícia Civil vem desenvolvendo um importante trabalhado preventivo e combativo aqui na Bahia. A Ronda Maria da Penha é um exemplo disso, já que em apenas três anos de funcionamento realizou mais de nove mil fiscalizações de Medidas Protetivas com base na Lei Maria da Penha. É preciso que essas medidas sejam intensificadas e a Ronda chegue a todas as regiões da Bahia”, reforçou Quitéria.

Sede da Ronda Maria da Penha em Lauro de Freitas será inaugurada hoje

Sede da Ronda Maria da Penha em Lauro de Freitas será inaugurada hojeAs componentes da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher em Lauro de Freitas participaram de uma reunião de planejamento para implantação da Ronda Maria da Penha na cidade. O encontro, no Terminal Turístico Mãe Mirinha de Portão, contou com a presença da secretária de Políticas para Mulheres e da major Denice Santiago, comandante da Ronda na Bahia.

“Pra mim é uma honra estar em Lauro de Freitas e hoje estamos começando a celebrar uma parceria que já existe. Trazer a ronda para o município é dizer às mulheres que estamos com elas. E a iniciativa da prefeita, que é uma mulher cônscia, que arroja e que entende que os limites existem e devem ser trabalhados, mas não podem nos parar, é fundamental”, destacou a major.

Durante a reunião major Denice explicou que programa não faz atendimento aberto, atua com assistência às mulheres que cumprem medida protetiva e fiscaliza as medidas deferidas pelo juiz. A sede da Ronda Maria da Penha no município, nas Aldeias SOS, na avenida Amarílio Tiago, será inaugurada nesta terça-feira (17). Antes de começar o atendimento a equipe que atuará em Lauro de Freitas vai passar por uma capacitação. “As mulheres agora sabem que existe uma força policial para protegê-las”, ressaltou a major.

Para a prefeita Moema Gramacho “a Ronda Maria da Penha é um trabalho singular. A major Denice encarnou essa questão e nós estamos tendo a oportunidade de trazer para Lauro de Freitas. E ter a major Denice conosco é uma honra. Ela que tem esse olhar sensível na luta contra a violência contra as mulheres”.

A secretária de Políticas para Mulheres, Bárbara Chaves, falou da Ronda como uma conquista que não se limita apenas a SPM. “Missão dada, missão cumprida. A vinda da ronda para o município é um ganho e um grande presente e eu já conto com cada um dos secretários da gestão, que são extremamente envolvidos e comprometidos. A transversalidade, que é uma prioridade da gestão, flui muito bem entre nós”.

A Ronda Maria da Penha é um programa do governo da Bahia executado pela Secretaria de Segurança Pública por meio da Polícia Militar. Com a proposta inicial de dar assistência às mulheres esposas de policias vítimas de violência doméstica que  se estendeu para fora da corporação, a ronda foi criada em março de 2015. O comando da ronda rendeu a major este ano o Prêmio Claudia – a maior premiação feminina da América Latina – na categoria Políticas Públicas.

João Bililiu destaca ações Ronda Maria da Penha

Vereador João BililiuO vereador João Bililiu (PPS) durante pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania nesta segunda – feira (09) destacou de forma honrosa a grande mulher, mãe e corajosa major da Polícia Militar da Bahia, Denice Santiago.

Denice é responsável pela Ronda Maria da Penha no estado da Bahia. A major em sua trajetória, recebeu o Prêmio Claudia, maior premiação feminina da América Latina.

Em Feira de Santana, foram registrados 600 ocorrências de violência contra mulher apenas no primeiro semestre em 2017. No comando da tenente Edilene Silva dos Santos, a Ronda Maria da Penha, em Feira de Santana  que vem desenvolvendo um importante e eficiente trabalho de monitoramento e acompanhamento de diversas vitimas  de violência contra a mulher.

“A lei de minha autoria que inclui a Semana Municipal de Conscientização e Combate à Violência Contra a Mulher no calendário da nossa cidade no mês de março, vai mobilizar a população, principalmente aos homens para o respeito e carinho a favor da mulher, agressão é covardia”, reafirmou vereador João Bililiu.

Governo lança Projeto Ciranda Rural com a Ronda Maria da Penha em Ilhéus

O Governo do Estado lança, nesta quinta-feira dia (3), o Projeto Ciranda Rural com a Ronda Maria da Penha, uma iniciativa que propõe ações preventivas e integradas de enfrentamento da violência cometida contra as mulheres do campo. O evento acontece às 14h, no Teatro Municipal do município de Ilhéus, Território Litoral Sul.

A solenidade contará com as presenças do secretário de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues; das secretárias de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, e de Política para Mulheres (SPM), Julieta Palmeira; e do comandante geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Anselmo Brandão.

A Ciranda Rural com a Ronda Maria da Penha é uma iniciativa da SDR, em parceria com as secretarias de Segurança Pública (SSP), de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), de Políticas para Mulheres (SPM), da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) e de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS).

A ação será realizada pela Superintendência de Políticas Territoriais e Reforma Agrária (Sutrag), vinculada à SDR, para apoiar as mulheres rurais da agricultura familiar, assentadas, quilombolas e marisqueiras dos 27 Territórios de Identidade da Bahia. Serão realizadas 54 oficinas educativas com temas como Relações Interpessoais, Relações de Gênero e Conhecimento Prático da Lei Maria da Penha. A primeira Ciranda com a Ronda Maria da Penha acontece nesta sexta-feira (4), no Assentamento Frei Vantuy, em Ilhéus.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia