WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS - Mobilidade - Pavimentação EMBASA - SITE POLÍTICA IN ROSA

:: ‘Coronavírus’

Prefeito de Feira e governador definem estratégias sobre combate ao coronavírus

Colbert Martins Filho

Prefeito de Feira, Colbert Martins Filho – Foto: Renata Maia

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), e o governador do Estado, Rui Costa (PT), conversaram nesta sexta-feira, 22, por duas vezes. Uma delas por telefone, no horário do almoço, outra já no final da tarde, através de videoconferência, para tratar de assuntos de interesse da população da maior cidade do interior da Bahia no que diz respeito a luta contra o coronavírus.  Na videoconferência, em que participaram outros prefeitos, discutiu-se a proposta do governador quanto a antecipação de feriados na próxima semana.

O prefeito feirense acolheu a sugestão, que considera estratégica neste momento de combate que os baianos travam diante da pandemia. Os feriados de 2 de julho e de São João serão antecipados para a próxima semana em Feira de Santana, Salvador, Itabuna, Ilhéus, Jequié, Lauro de Freitas, Candeias, Ipiaú e Camaçari. O feriadão será segunda (25), terça (26) e quarta-feira (27) – Feira antecipou o feriado da padroeira da cidade, Nossa Senhora Santana, que é comemorado em 26 de julho -, para garantir a redução da taxa de transmissão, assim como fez a prefeitura de São Paulo. Apenas serviços de saúde, emergências, farmácias, supermercados e agências de banco funcionarão.

No contato que mantiveram por telefone, Colbert solicitou a Rui Costa empréstimo de respiradores, para o município de Feira de Santana, caso não seja solucionado nos próximos dias, pelo fornecedor, o atraso na entrega dos equipamentos, já adquiridos pela Prefeitura. “O governador foi sensível, acenando positivamente em nos ajudar, caso necessário”, disse o prefeito. :: LEIA MAIS »

MP recomenda ao prefeito de Valença que não faça uso promocional da distribuição de benefícios

O Ministério Público estadual recomendou ao prefeito, secretários e vereadores do Município de Valença que não façam uso promocional, em favor de qualquer agente público, de possível distribuição gratuita de bens, serviços, valores ou benefícios decorrentes de socorro à situação da pandemia do coronavírus. A promotora de Justiça Lívia Luz Farias, que tem atribuição na área eleitoral, encaminhou a recomendação às autoridades orientando ainda que, casa haja tal distribuição, sejam fixados critérios objetivos para o momento.

Lívia Farias também destacou que “não deve ser permitido o uso dos programas sociais mantidos pela administração municipal para promoção de candidatos, pré-candidatos, filiados, partidos e coligações e que o prefeito, secretários e vereadores devem orientar os servidores públicos incumbidos da execução dos programas quanto à vedação de qualquer propaganda ou enaltecimento de candidato, pré-candidato ou partido”. Além disso, que comuniquem ao MP, no prazo de cinco dias após a execução, a distribuição gratuita de bens, serviços, valores ou benefícios, para fins de acompanhamento da execução financeira e administrativa, bem como do controle de atos que eventualmente excedam os limites da legalidade e afetem a isonomia entre os candidatos. :: LEIA MAIS »

“O prefeito Colbert Martins é uma pessoa muito difícil de lidar”, dispara deputado

Deputado estadual Pastor Tom

Deputado estadual Pastor Tom – Foto: Anderson Dias/site Política In Rosa

O deputado estadual Pastor Tom (sem partido), questionado pelo site Política In Rosa se já tinha sentado com o prefeito Colbert Martins Filho para conversar sobre as ações que estão sendo desenvolvidas no município sobre o combate ao coronavírus. Tom foi enfático em sua resposta. “O prefeito Colbert Martins Filho é uma pessoa muito difícil de lidar. A gente tenta ligar, conversar e não consegue. É muito difícil falar com o prefeito. E se ele disser que é fácil, eu digo que é mentira. Porque tentei conversar várias vezes até pra ajudar ainda mais nesse momento que estamos passando”, declarou. Pastor Tom falou também sobre as ações tomadas pelo prefeito.

Fechamento do comércio

Tom disse ainda que não aceita algumas restrições e atitudes que ele tomou, mas quem está “com a caneta é ele”. “Ele faz o que deve fazer. Quero ver esse hospital de campanha se tornar realidade. Do tempo que falou em abrir esse hospital, então, estou vendo muita conversa e pouca ação”, cobrou.

Pastor Tom disse que é a favor do comércio aberto. “Quem está passando dificuldade é quem mora nos bairros periféricos. Quando tem essa parada no comércio, o empresário e pessoas concursadas o dinheiro está caindo todo mês. Já aquelas pessoas que precisam sobreviver todos os dias, não tem dinheiro. Sou contra o comércio fechado, mas que abra com restrição”.

Empresa abre seleção de funcionários para Hospital de Campanha

Hospital de Campanha de Feira de Santana

Foto: Divulgação/PMFS

A empresa responsável pela administração do Hospital de Campanha de Feira de Santana criado para atender pacientes contaminados com o novo coronavírus (Covid-19) iniciou o processo de seleção para contratação de funcionários. As inscrições começaram na terça-feira, 19, e seguem até sexta-feira, 22.

Os cargos têm salários que variam entre R$ 1.100 e R$ 12 mil, todos com adicional insalubridade, por conta dos riscos inerentes à atividade e também vale transporte. As inscrições são realizadas no site da S3 Saúde (clique aqui para ter acesso).

Todo processo seletivo será feito pela empresa Arttha & Gestão RH e os candidatos passarão por diversas etapas de avaliação. Os aprovados serão contatados via email e whattsapp, informados no ato da inscrição. :: LEIA MAIS »

Prefeito de Feira alerta que medidas restritivas foram tomadas para preservar vidas

Feira de Santana

Foto: Divulgação/PMFS

O prefeito Colbert Martins Filho alerta que as medidas restritivas para o enfrentamento da calamidade pública de saúde decorrente do coronavírus (Covid-19) no âmbito do município de Feira de Santana, foram adotadas em razão da necessidade de segurança da vida das pessoas. Com isso, baixou Decreto Municipal determinando o fechamento do comércio no período de 21 de maio até o próximo dia 1º de junho.

As novas medidas restritivas com relação ao funcionamento do comércio, indústria e serviços em Feira de Santana foram adotadas, conforme destacou o prefeito Colbert Martins Filho, em razão da grande quantidade de aumento do número de casos de coronavírus no último dia. “Subimos 25 casos em um dia só. Essa projeção já era esperada, mas a velocidade do crescimento da doença está nos preocupando”, justificou.

Outra razão extremamente importante apontada pelo prefeito para a adoção da medida restritiva de fechar novamente o comércio de Feira de Santana tem sido a lotação de hospitais. “Eu tenho repetido aqui várias vezes que se fossem necessárias ações restritivas eu tomaria e tomei porque a quantidade de leitos disponíveis em Feira de Santana ontem (dia 17) estava completamente ocupada, tanto os leitos de UTIS públicas quanto na rede privada, todos os leitos a quem ontem (dia 17) eu procurei estavam ocupados, com as doenças que as pessoas têm, e as pessoas acontecem ter todos os dias”, observou. :: LEIA MAIS »

HGCA 2 pode ficar pronto dentro de um mês, afirma secretário de Saúde

Secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas

Secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas – Foto: Divulgação/Sesab

O secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, inspecionou neste domingo (17), as obras do Hospital Geral Clériston Andrade 2, em Feira de Santana, que terá 40 leitos de UTI dedicados ao coronavírus (Covid-19). “A previsão é que, dentro de um mês, a Bahia ganhe mais 40 novos leitos de UTI para enfrentamento ao Coronavírus, com uma das estruturas mais modernas do estado”, afirma Vilas-Boas.

De acordo com o titular da pasta estadual da Saúde, estão sendo investidos R$ 50 milhões entre obras e equipamentos. “A nova unidade possui 8.000 m², em três pavimentos. No andar térreo será instalado o setor de bioimagem, com dois tomógrafos e ressonância, bem como o maior Centro de Hemorragia Digestiva do interior do estado. O primeiro pavimento será destinado a 40 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e o segundo terá o segundo maior centro cirúrgico do estado, com 12 salas operatórias”, ressalta o secretário. :: LEIA MAIS »

Mais da metade dos pacientes que pegou Covid-19 se recuperou, informa Prefeitura de Feira

Coronavírus

Coronavírus – Foto: Divulgação/PMFS

Mais da metade dos pacientes diagnosticados com a Covid-19 em Feira de Santana recuperou a saúde. A quantidade de pessoas infectadas no município, até esta quarta-feira, 12, segundo a Secretaria de Saúde, chegou a 156, com 80 pessoas recuperadas. Os números locais são quase 80% maiores do que, por exemplo, os registrados em Salvador, onde o índice de cura dos pacientes chega a 30%. Em termos de Brasil, este índice, que leva em conta o total de casos que tivera desfecho, varia na faixa de 40%. Na Bahia, fica em torno de 28%.

A eficiência das equipes de saúde, principalmente no tratamento e acompanhamento dos pacientes, está diretamente relacionada ao significativo número de pessoas curadas, e considerado muito positivo pelas autoridades sanitárias.

O trabalho reflete na baixa quantidade de óbito. Até esta quarta-feira, Feira de Santana registrou um caso de morte pela Covid-19, um dos mais baixos índices do país entre os municípios com mais de 500 mil habitantes. :: LEIA MAIS »

Testes rápidos positivos passam a ser aceitos para notificação da Covid-19

Testes rápidos positivos passam a ser aceitos para notificação da Covid-19

Foto: Ascom/SESAB

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) publicou nesta semana um novo manual que detalha o passo a passo para a notificação dos casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) pelas prefeituras e unidades de saúde. O documento também define os critérios a serem adotados para a coleta de material biológico e o tipo de teste adequado para cada situação.

O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, ressaltou que, “diante de um resultado positivo de teste rápido ou RT-PCR, a notificação deve ser feita imediatamente pelas instituições de saúde do setor público ou privado, em todo o território nacional”.

O documento elaborado pela Sesab esclarece que o teste rápido deve possuir registro na Anvisa e ser validado pelo Instituto Nacional e Controle e Qualidade em Saúde (INCQS). “Além disso, o resultado deve ser interpretado por um médico”, afirmou a diretora da Vigilância Epidemiológica da Bahia, Márcia São Pedro. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia