WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘deputado estadual Robinson Almeida’

Deputado denuncia gestão de Colbert Martins ao MP por irregularidades em contrato na Educação

Deputado estadual Robinson Almeida (PT) – Foto: Cecília Oliveira

O deputado estadual Robinson Almeida (PT) apresentou, nesta sexta-feira (16), denúncia ao Ministério Público Estadual contra a Prefeitura de Feira de Santana apontando irregularidades na contratação da empresa Confiança Serviços e Soluções em Mão de Obra Eireli, sediada em Salvador, para fornecimento de trabalhadores para Secretaria Municipal de Educação na Princesa do Sertão.

O parlamentar acusa a gestão de Colbert Martins (MDB) de improbidade administrativa com violação dos deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e também do princípio da economicidade. Robinson observa que o contrato, no valor aproximado de R$ 6 milhões, foi assinado na mesma semana em que o município decretou estado de calamidade e a paralisação das atividades educacionais presenciais em decorrência da pandemia do Coronavírus.

Robinson Almeida aponta para o desvio de finalidade na prática do ato administrativo e o elevado custo do contrato em meio a suspensão das aulas nas unidades escolares da rede municipal. O deputado também chama a atenção para um suposto superfaturamento e irregularidade na contratação de pessoal, com manipulação dos valores pagos aos trabalhadores. Um funcionário contratado pela terceirizada que deveria receber, pelo contrato firmado, R$ 3.356 ganha, na verdade, R$ 1.045,00, dois mil, trezendo e nove reais a menos do que o valor estabelecido no contrato assinado com a gestão do prefeito Colbert Martins Filho (MDB). Robinson Almeida também sugere ao Ministério Público avaliação sobre suposta burla à regra constitucional do concurso público, uma vez que as contratações foram formalizadas em ano eleitoral, o que pode configurar oferta de emprego público em troca de votos, o que é proibido pela legislação eleitoral. :: LEIA MAIS »

Deputado sugere bônus de energia da Coelba para pequenas empresas da economia solidária

Deputado estadual Robinson Almeida

Deputado estadual Robinson Almeida (PT)

Depois da aprovação do projeto que permite o governo da Bahia pagar a conta de energia de 880 mil famílias de baixa renda, o vice-líder do governo do estado na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado estadual Robinson Almeida (PT), sugeriu que a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (COELBA) dê um bônus de 100 KW.H de energia aos micro e pequenos empresários da economia solidária (produtores rurais, marisqueiras, pescadores, artesãos) no período de crise causado pela pandemia do Coronavírus.

De acordo com o parlamentar, a empresa tem garantido o pagamento, sem inadimplência, de quase 900 mil contas de energia por mês, o que já lhe garante uma sustentabilidade financeira para dá contrapartida aqueles consumidores e empreendedores que têm perdas econômicas na crise. A sugestão do deputado é que o governador Rui Costa e o presidente da ALBA, Nelson Leal, cobrem da Coelba um bônus de 100 KW.H para descontar do valor original da tarifa por três meses. :: LEIA MAIS »

Projeto “Ouvindo Feira” inicia no Distrito de Bonfim

Projeto “Ouvindo Feira” inicia no Distrito de Bonfim

Foto: Reprodução

O deputado federal e pré-candidato a prefeito de Feira de Santana, Zé Neto (PT), juntamente com o deputado estadual Robinson Almeida, vereador Alberto Nery e entre outras lideranças, deram início neste domingo (29) ao projeto “Mandatos Itinerantes, Ouvindo Feira”. O objetivo do projeto é visitar bairros e distritos de Feira de Santana para ouvir as demandas de moradores. O primeiro a receber esse projeto foi o distrito de Bonfim de Feira.

De acordo com o deputado Zé Neto, o projeto Ouvindo Feira foi um sucesso total no distrito de Bonfim de Feira. “Pôde reunir diversas comunidades da região para trazer suas opiniões, reclamações e apontar caminhos para melhorar a vida onde moram. Agradeço muito à parceria com o PT, com Robinson Almeida e Alberto Nery, fazendo com o que nossos mandatos, de forma itinerante, possam cumprir esse importante papel de escutar nossa gente e legitimar ainda mais nossas ações. Agradeço também a todos os militantes, como o nosso querido Albertino Carneiro, ex-presidente do PT e fundador do MOC, lideranças, direção partidária e colaboradores que construíram um importante momento de democracia e diálogo”, disse.

O deputado estadual Robinson Almeida ressaltou que irão percorrer os bairros e distritos de Feira para ouvir as demandas da população e lutar por políticas públicas junto as esferas federal, estadual e municipal, nas áreas de saúde, educação, infraestrutura, transporte digno, fomento à economia e geração de postos de trabalho e renda, etc, que garantam mais qualidade de vida aos cidadãos feirenses. “Em Bonfim de Feira, por exemplo, muitas são as queixas e o abandono por parte do poder público local explícito. Juntos vamos lutar para reverter esse quadro e garantir os direitos fundamentais da população”, relatou.

Já o vereador Alberto Nery informou que ficou triste com o descaso que constatou no local. “Nos reunimos com lideranças, moradores e ouvimos os problemas do distrito. Ficamos triste com o descaso que constatamos do Poder Público Municipal, principalmente na área da Saúde e da Educação. Vamos fazer a nossa parte, buscando as soluções dos problemas, incluindo aqueles que competem ao Estado”, disse. :: LEIA MAIS »

Comissão de Educação aprova Moção de Repúdio ao ministro da Educação

Deputado estadual Robinson Almeida

Foto: Divulgação

Por iniciativa do deputado estadual Robinson Almeida (PT), a Comissão de Educação, Cultura e Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) aprovou de forma unânime, na manhã desta terça-feira (19), uma Moção de Repúdio ao ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez que, em entrevista, referiu-se aos brasileiros de maneira ofensiva. “O brasileiro viajando é um canibal, rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião. Ele acha que sai de casa e pode carregar tudo”, afirmou em entrevista o ministro.

A declaração, entretanto, causou a indignação dos membros da Comissão de Educação, o que culminou na aprovação da Moção de Repúdio. “A declaração é injuriosa, caluniosa e preconceituosa. O ministro deveria respeitar o país que lhe acolheu. Respeite os brasileiros, senhor ministro, o senhor é de outro país, e é muito bem-vindo ao nosso, desde que o senhor respeite o nosso povo”, afirmou Robinson Almeida, autor da proposição.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia