WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Mobilidade Congestionamento NOVO CLÉRISTON ANDRADE

:: ‘Vereadora Neinha Bastos’

Da base de Colbert, Neinha diz que suplente de vereador e cabo eleitoral estão tendo mais respaldo que vereador

Vereadora Neinha

Vereadora Neinha (PTB)

A vereadora Neinha Bastos (PTB), em seu pronunciamento na sessão ordinária desta quarta-feira (12), na Câmara Municipal de Feira de Santana, chamou a atenção do prefeito Colbert Martins Filho para o tratamento que ela vem recebendo da base governista. “Quero hoje chamar atenção para dizer do meu carinho e respeito pelo prefeito Colbert Filho, mas ele precisa saber, verdadeiramente, quem é e quem não é. As eleições nem começaram ainda, mas vereador precisa estar perto de seu líder, falar com seu líder. Vereador precisa de apoio e vejo que suplente de vereador e cabo eleitoral estão tendo mais respaldo que vereador. Está juntando quem está lá fora e espalhando quem está aqui dentro”, pontuou.

Neinha ainda chamou a atenção do prefeito Colbert Filho para o comportamento dos vereadores da base. “Chamo atenção do prefeito para o comportamento e atitudes que vereadores estão tendo aqui dentro. Se é politica, a partir de hoje serei diferente. A bondade desta vereadora está sendo confundida. Estou vendo gente lá fora com mais respaldo que eu. Se não trabalhar, não renova mandato. Colbert, tenho respeito, mas não poderia estar guardando isso. Se não falasse estaria sofrendo calada e isso não é bom”, disse.

A edil lembrou que teve 4 mil votos e não é valorizada. “Estou aqui para lutar por uma eleição, para fazer política. Tenho identidade e sirvo a um Deus, sou política e vereadora, mas canto de carroceria não vou aceitar. Me deixar para ‘quando der’, não. Não estou aqui para isso. Quando entramos aqui deixamos de ser criança. Se tem os protegidos e abraçados não sei aonde estou. Até ontem, me perguntei aonde estou, pois não tenho nada que me dê respaldo”, avaliou.

Vereadores evangélicos tecem duras críticas a Marcha para Jesus

Isaías de Diogo, Edvaldo Lima e Neinha Bastos

Isaías de Diogo, Edvaldo Lima e Neinha Bastos – Foto: montagem site Política In Rosa

O vereador Isaías de Diogo (PDT) em seu discurso na sessão ordinária desta segunda-feira (14), na Câmara Municipal de Feira de Santana, teceu duras críticas a Marcha para Jesus, realizada no último sábado (12), principalmente pela falta de convite aos vereadores. “Venho me manifestar em relação ao que aconteceu em Feira no último sábado, na 26ª Marcha para Jesus. Incrível o que todos os vereadores da bancada evangélica dizem: nós não fomos comunicados da realização da Marcha. A manchete do Jornal Folha do Estado diz que o evento conta, mais uma vez, com o apoio da Prefeitura e na foto mostra o secretário de Relações Interinstitucionais, Nau Santana, e o vereador Cadmiel Pereira em reunião com o organizador do evento, o apóstolo Edson. O secretário não nos comunicou da realização do evento e Cadmiel foi o único vereador convidado”, pontuou Isaías.

E continuou. “Apóstolo Edson, você conseguiu desfazer uma conquista da cidade, um projeto desta Casa em tornar a Marcha um patrimônio imaterial da cidade. Conhece a palavra de Deus e não cumpriu. Secretário Nau, deveria respeitar os vereadores, principalmente os evangélicos; muito me admira essa postura que o senhor e o vereador Cadmiel adotaram. O vereador Edvaldo Lima se sentiu ofendido porque Cadmiel foi o único convidado para representar o Legislativo”, disse.

Em aparte, o vereador Edvaldo Lima (PP) disse ter se sentido humilhado no evento. “Estive presente na Marcha, juntamente com o deputado José de Arimatéia e, para nossa surpresa, não fomos convidados para participar da oração. Fiquei até preocupado com essa atitude, pois entendo que pastor Edson é uma pessoa respeitosa, mas não entendi ele convidar apenas um vereador para representar a cidade. Só vi lá eu, o deputado e o vereador Cadmiel, então ele poderia chamar todos para fazer a oração. Atitude equivocada do pastor e deve rever seus conceitos. Vou encaminhar um ofício pedindo os gastos com essa Marcha”, prometeu.

Participando do debate, a vereadora Neinha Bastos (PTB) também não concordou com a falta de convite aos vereadores e afirmou que o Reino de Deus nunca foi dividido. “Alguém queria a gloria só para si e Deus disse que a glória Dele não será de ninguém. Quem está cumprindo as orientações de Deus mandaria um ofício para esta Casa convidando a todos. Não entendi essa postura dos organizadores, limitou a classe evangélica sem necessidade nenhuma. Não vejo uma Marcha para Jesus, e sim um evento para tratar do ego e do poder. Onde não tem paz, Jesus não habita. Se faz uma Marcha e não convida as autoridades, não foi feito para Deus. Minha Igreja não foi convidada, ficamos sabendo pelas redes sociais. Antes de qualquer coisa, primeiro agregue, convide, junte, una. Lamento, pois todos os anos somos convidados e este ano não”, criticou. :: LEIA MAIS »

“Judas sempre esteve ao lado de José Ronaldo”, acusa vereadora

Vereadora Neinha

Vereadora Neinha (PTB)

A vereadora Neinha Bastos (PTB) disse em entrevista ao site Política In Rosa que o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, tinha vários Judas ao seu lado. A edil não disse diretamente a quem se referia, mas provavelmente diz respeito a investigação que o Ministério Público vem fazendo nas cooperativas que prestavam serviços ao Governo Municipal. “Quando Jesus selecionou os 12 discípulos no meio tinha um Judas. O que eu vejo hoje é muita injustiça, falatório e palavras que só vem pra machucar até um líder. José Ronaldo tem um futuro promissor e vejo as pessoas querendo de todo jeito denegrir a imagem de um homem que fez tanto por Feira de Santana. Tudo está nas mãos da justiça e as pessoas que ficam procurando o tempo todo encontrar algo é porque quer ser igual a ele. As pessoas só falam de quem dá fruto”, disse.

Neinha ainda ressaltou que quando Judas traiu Jesus, não precisou apontá-lo. “Esse não era o papel de Jesus. Te convido para sentar na mesa e participar de um governo e depois tu me trai com palavras e denúncias? Se Judas estava sentado ao lado de Jesus, Judas sempre esteve ao lado de José Ronaldo”, finalizou.

Vereadoras reclamam de atendimento dado pela Secretaria de Desenvolvimento Social

Eremita Mota e Neinha Bastos montagem Política In Rosa

Eremita Mota (PSDB) e Neinha Bastos (PTB) / montagem Política In Rosa

A vereadora Eremita Mota (PSDB) reclamou, em seu discurso na manhã desta segunda-feira (20) na Câmara Municipal de Feira de Santana, do atendimento dado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social as pessoas, principalmente mulheres que buscam os serviços prestados pelo órgão. Segundo a vereadora, nos encontros que tem participado, tem recebido muitas reclamações de mulheres que são maltratadas nos setores que compõem o órgão, em especial no Bolsa Família. “A maioria das pessoas que realizam esses atendimentos são homens. Quando uma mulher questiona o que aconteceu com o seu Bolsa Família, por exemplo, eles mandam procurar o antigo Governo brasileiro. Questionam ainda porque elas querem esse dinheiro. A resposta não condiz com o bom atendimento e o respeito que a mulher merece”, criticou.

Eremita destacou que ficou triste com tantos depoimentos de mulheres dizendo que a Secretaria que mais as maltrata é a que deveria acolhê-las. A vereadora concluiu a sua fala ressaltando que a cidade de Feira de Santana merece secretários, diretores e de pessoas que tenham educação. “Se não gostam de trabalhar com pessoas digam que não querem trabalhar com atendimento. Se vai fazer esse tipo de trabalho, trate de ser educado”, finalizou.

Neinha também critica

A vereadora Neinha Bastos (PTB) concordou com Eremita, reforçou a sua fala e garantiu que vai tratar pessoalmente da situação com o prefeito Colbert Martins Filho. “Se assumem cargos para atender que atendam bem. Não existe político sem povo. Quem está sentado para maltratar o povo saiba que nesta Casa existem vereadores para denunciar. O papel desses funcionários dessa Secretaria é viabilizar o atendimento ou atrapalhar?”, questionou. Neinha relatou que já testemunhou situações lamentáveis no órgão. “Também estive na Secretaria de Desenvolvimento Social, assim como a vereadora Eremita e percebi o mau atendimento às pessoas e testemunhei uma situação que me deixou estarrecida. Quem senta na cadeira do órgão público deve ter boa vontade. Fica aqui a minha indignação a essa situação”, concluiu.

“Quem não tem padrinho ligado ao Governo do Estado vai morrer”, diz vereadora

Vereadora Neinha

Vereadora Neinha (PTB)

A vereadora Neinha Bastos (PTB) lembrou que a saúde é um assunto que está sendo freqüentemente sendo discutido na Câmara Municipal de Feira de Santana por conta da preocupação que os vereadores têm. “Quando vejo algum vereador falar que as unidades de saúde estão uma calamidade, eu pergunto onde fica o atendimento de alta complexidade da cidade? A fila da morte na Bahia é a transferência e o apadrinhamento. Quem não tem padrinho ligado ao Governo do Estado vai morrer. Fica aqui minha indignação em relação à saúde ofertada pelo Estado à Feira de Santana”, disse.

Vereadora critica redução de leitos de alta complexidade do SUS

Vereadora Neinha

Vereadora Neinha (PTB)

A vereadora Neinha Bastos (PTB) em seu discurso na Câmara Municipal de Feira de Santana nesta quarta-feira (18), reforçou a informação de que a dificuldade na saúde da Bahia está na falta de leitos de alta complexidade e informou o descredenciamento do SUS no hospital Alayde Costa em Salvador.

“O Estado findou o convênio do SUS com o hospital Alayde Costa, ou seja, estamos sem leitos de alta complexidade. Isso quer dizer que aumentou as mazelas na saúde baiana. Estamos numa crise em relação a falta de leitos e ainda tiram mais. Como vai ficar a Bahia? O Estado fechou as portas para a população baiana. É difícil. Gostaria que a imprensa ficasse atenta sobre isso. Hoje, a vergonha na saúde de Feira está na falta de leitos, um paciente com AVC, por exemplo, não tem leito para se tratar”, argumentou.

Vereadora reclama de abandono de escola estadual em Bonfim de Feira

Vereadora NeinhaA vereadora Neinha Bastos (PTB) em seu discurso na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana na sessão da última terça-feira (17), denunciou o abandono de uma escola estadual localizada no distrito de Bonfim de Feira. A edil não falou o nome da escola, mas convidou o vereador Alberto Nery (PT) para conferir de perto a situação em que a instituição se encontra. “O distrito de Bonfim de Feira precisa de uma escola estadual e a que lá existe está fechada, abandonada, tomada pelo mato. Até cobra tem no local. Se o governo municipal não tomasse providência, as crianças e adolescentes daquele distrito não teriam onde estudar. Isso é um absurdo”, criticou.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia