WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Mobilidade - CoronaVírus X Transporte SECOM - AÇÕES FEIRA

:: ‘Mulher’

Eremita Mota fala sobre importância da mulher na política em meio à pandemia do coronavírus

 

Vereadora Eremita Mota - Foto Karoliny Dias

Vereadora Eremita Mota – Foto: Karoliny Dias

Mais uma vez a vereadora Eremita Mota (PSDB) foi à tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na manhã desta segunda-feira (27), para falar da importância da mulher na política. A edil citou que as candidatas do PSDB estão determinadas e unidas trabalhando diuturnamente e com coragem buscando a vitória.

Eremita não escondeu o orgulho do time feminino formado no PSDB. Ela ainda alertou aos partidos políticos que ajudem as mulheres que compõem o seu quadro a não desistir de entrar na política. “A mulher precisa muito entrar na política. Os partidos devem trabalhar influenciando e ajudando a cada uma delas em seu desejo de chegar a Câmara de Vereadores. Não se pode apenas focar em completar legenda, mas que todas estejam focadas no objetivo que é trabalhar em prol do povo e conseguir a vitória”, afirma. :: LEIA MAIS »

Hospital da Mulher realiza triagem para laqueadura e inserção de DIU

Hospital da Mulher realiza triagem para laqueadura e inserção de DIU

Foto: Elói Corrêa

No dia 21 de março, o Hospital da Mulher, no Largo de Roma, em Salvador, promoverá uma triagem para consultas com especialistas em planejamento familiar com atendimento voltado à inserção de DIU e realização de laqueadura e atendimento com especialistas em mastologia.

O diretor técnico do Hospital da Mulher, Paulo Sérgio Andrade, explica que o atendimento será por demanda espontânea, das 7h às 9h. “Esta é uma ação com intenção de captação das pacientes que desejam realizar um planejamento familiar e será voltado para aquelas que pretendem fazer a laqueadura tubária ou uso do DIU. Após a triagem, essa paciente estará matriculada no Hospital da Mulher para dar todo segmento até a realização do procedimento desejado”.

Para conseguir o atendimento, é necessário levar RG, comprovante de residência e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). As mulheres que pretendem fazer a laqueadura precisam ter 25 anos ou mais, dois filhos vivos e apresentar o RG das crianças. Já aquelas que irão buscar a inserção do DIU precisam ter entre 18 e 40 anos, não estar gestante e nem em período pós-parto, estar com exame preventivo em dia e ultrassom transvaginal em mãos. Já para o atendimento com mastologista é preciso apresentar exames de imagem (MMG, USG ou ressonância magnética das mamas) com BIRADS 4, 5 ou 6; resultado de biópsia que indique carcinoma, sarcoma, células com atipias ou tumor filoides; saída de sangue pelo mamilo ou ferimento em pele da mama, aréola ou mamilo; ou nódulo palpável. :: LEIA MAIS »

Profissionais devem registrar violência contra a mulher em prontuário

deputada estadual Talita Oliveira (PSL)

Deputada estadual Talita Oliveira (PSL) – Foto: Divulgação

Obrigar os profissionais de atendimento médico a registrar casos de violência contra a mulher no prontuário de atendimento é o que propõe a deputada estadual Talita Oliveira (PSL), com o Projeto de Lei 23.769/2020, apresentado na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). De acordo com a parlamentar, a medida é para fins de estatística e prevenção, dando à Secretaria de Segurança Pública acesso aos casos que não são denunciados.

Caso o profissional de pronto atendimento médico de hospitais, clínicas e laboratórios dos setores público e privado da Bahia não realize o registro, sofrerá sanção administrativa, define o Artigo 2º do projeto. E o prontuário com registro de violência contra a mulher deve ser encaminhado à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) num prazo de 24 horas. Se não houver Deam na região, o prontuário deverá ser enviado ao Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher (CDDM).

Na justificativa, Talita Oliveira lembrou da Lei Federal 11.340/2006, que criou mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Tal combate se dá por meio de um conjunto articulado de ações da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios. “Para que haja efetividade por parte da política pública para coibir este tipo de violência, é necessária a integração operacional dentre as áreas. Este projeto objetiva facilitar este compartilhamento de informações, de forma que medidas possam ser tomadas em prol da segurança das mulheres”, explicou Talita. :: LEIA MAIS »

Hospital da Mulher registra aumento de 63% no atendimento a adolescentes grávidas

Hospital da Mulher

Hospital da Mulher – Foto: Reprodução

O número de atendimentos a adolescentes no Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, aumentou 63% em 2019. Em 2018 o Hospital da Mulher atendeu 461 adolescentes entre 12 e 18 anos. No ano passado, nesta mesma faixa etária, foram registrados 753, sendo que 97 atendimentos foram prestados à adolescentes com as idades entre 13 e 15 anos. Diante destes números, a conscientização dos riscos da gravidez na adolescência é um dos temas mais trabalhados pelo Serviço de Planejamento Familiar Ambulatorial do Hospital da Mulher. O setor atua com o objetivo de auxiliar a mulher na chegada dos filhos e garantir para adultos, jovens e adolescentes uma vida sexual sem culpa e sem riscos à saúde. Agora o serviço também é ofertado para as mães da Casa da Puérpera e Mãe Canguru.

Com recursos próprios, o Governo Municipal investiu 354.475,00 mil reais na aquisição de dois tipos de contraceptivos de longa duração e que ainda não são ofertados pelo SUS ( Sistema Único de Saúde): o Implante e o DIU Mirena. O Serviço de Planejamento Familiar foi implantado em 2019, pelo prefeito Colbert Martins Filho, e vem garantindo acesso gratuito desses contraceptivos para pacientes de Feira de Santana que tenham parido no Hospital da Mulher. Cerca de 30 mulheres são assistidas pelo serviço todas às sextas-feiras, dia em que é feito o atendimento. O acompanhamento às pacientes é feito pela equipe médica do Serviço de Planejamento Familiar, coordenada por dr. Francisco Paulo Cerqueira Mota, coordenador da Residência Médica do HIPS e Preceptor do Planejamento Familiar.

O prefeito Colbert Martins, médico por formação, disse que o Serviço de Planejamento Familiar é de suma importância na redução dos índices da prematuridade. “A gravidez na adolescência pode transformar um momento vital em crise e também oferecer riscos às adolescentes, aos recém-nascidos, às famílias e também para a sociedade. Orientar é preciso e isso vem sendo feito pela equipe do Hospital da Mulher”, destaca Colbert. :: LEIA MAIS »

Prefeitura diz que chegada de pacientes de outros municípios sem regulação causa superlotação no HM

Hospital da Mulher

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Feira de Santana informou que a chegada de pacientes de outros municípios, sem regulação, tem causado superlotação na emergência do Hospital Inácia Pinto dos Santos (Hospital da Mulher), neste início de ano. Em apenas 10 dias a unidade registrou 282 atendimentos, dentre os quais 51 de gestantes oriundas de outros municípios sem regulação.

O Governo Municipal, por meio da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, considera preocupante a situação e vai comunicar aos órgãos competentes a superlotação da maternidade. O prefeito Colbert Martins Filho, médico por formação, observa que o fato do Hospital da Mulher ser uma unidade referência em obstetrícia na Bahia, acaba sendo a preferência por parte das gestantes. “É compreensível que seja requisitado por muitos municípios, e até muitas vezes por escolha das próprias gestantes por ser o Hospital da Mulher referência em Parto Humanizado e por ter uma assistência qualificada através de profissionais, médicos Ginecologistas Obstétricos, Técnicos e Enfermeiras Obstétricas, capacitados para lidar com a gestante desde a sua chegada até a hora do parto. Entretanto devemos entender que existe a Central de Regulação para encaminhar pacientes para locais onde há vagas, e não sobrecarregar o Hospital da Mulher”, ressalta Colbert. :: LEIA MAIS »

Com baixo estoque, Banco de Leite do Hospital da Mulher precisa de doação

Com baixo estoque, Banco de Leite do Hospital da Mulher precisa de doação

Foto: Divulgação

“Toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite humano”. A informação é da bióloga Camila Martins, coordenadora do Banco de Leite Humano do Hospital da Mulher Inácia Pinto dos Santos. No mês de janeiro, a preocupação com o baixo estoque é maior, em virtude de ser o pior período do ano para o setor. Neste sentido a Prefeitura, através da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, intensifica o chamamento junto ao público alvo nesta época do ano, com o tema: “Doar leite materno é um gesto que pode salvar vidas. Qualquer quantidade é importante”. As interessadas podem entrar em contato através do telefone 3602-7156 ou nas redes sociais utilizando a hastag: #DoeLeiteMaterno.

“Para doar, basta ser saudável e não tomar medicamentos que interfiram na amamentação. E além de tudo a doação de leite beneficia os bebês que estão na UTI Neonatal, pois as mães desses bebês enfrentam problemas com a produção de leite materno. Como a mãe não fica perto do filho o tempo todo, o estresse é maior, e em alguns casos, a produção é menor. Recebendo o leite materno, esses bebês têm mais chances de recuperação e também de viver com qualidade se a alimentação for exclusiva de leite humano e protegidas de infecções, diarreias e alergias”, afirma a bióloga. :: LEIA MAIS »

Hospital da Mulher assina convênio com UFRB para aprimorar atendimento

Hospital da Mulher assina convênio com UFRB para aprimorar atendimento

Foto: Divulgação

Com o objetivo de melhorar a assistência do Hospital Inácia Pinto dos Santos (Hospital da Mulher) á população, o Governo do prefeito Colbert Martins Filho, através da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, autarquia da Prefeitura Municipal, assinou convênio com a Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) para o programa de Reestruturação dos Hospitais Públicos. A parceria para orientação e assessoramento será firmada ainda este ano, com perspectivas para 2020-2021.

Pioneiro na gestão do projeto de pesquisa Lean Healthcare, o Hospital da Mulher de Feira de Santana visa aprimorar o atendimento, reduzir a superlotação e minimizar o tempo de espera, reduzindo custos e desperdícios, buscando através do programa de pesquisa maximizar o giro de leitos dentro do hospital.

De acordo com Cristiane Agra Pimentel, doutora em Engenharia de Materiais, docente do curso de Engenharia de Produção da UFRB, o projeto implantado em Feira de Santana servirá de formação para as alunas, que aplicarão em sala de aula toda experiência da prática adquirida em campo. “Para a universidade é uma forma de transformar vidas através do conhecimento acadêmico, pois expande fronteiras para alunos e professores efetuarem trabalhos que beneficiem a sociedade, além da aplicabilidade das teorias”, explicou. :: LEIA MAIS »

Banco de Leite do Hospital da Mulher está com baixo estoque

Banco de Leite do Hospital da Mulher está com baixo estoque

Foto: Fátima Brandão

O Banco de Leite Humano do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, está com baixo estoque. De janeiro a junho de 2019, a unidade contou com 967 doadoras voluntárias, quantitativo considerado abaixo do ideal. Com a proximidade do período de final e início de ano, quando geralmente as doações diminuem, a Prefeitura, através da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, busca sensibilizar mulheres que estejam em fase de amamentação.

O prefeito Colbert Martins Filho, médico por formação, observa que a baixa no estoque do Banco de Leite é preocupante. “Prejudica o aprovisionamento de leite aos bebês prematuros, de baixo peso ou portadores de patologias, internados nos leitos da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do HIPS e que não podem ser amamentados pela própria mãe, colocando assim em risco a nutrição e desenvolvimento desses bebês que só contam com leite doado para se alimentar”, pontua.

A presidente da Fundação Hospitalar, Gilberte Lucas, ressalta que o relatório de produtividade do BLH do Hospital da Mulher, que é apresentado a cada seis meses, aponta que 342 litros de leite foram coletados no primeiro semestre. “Em 2019 foram feitos 2.014 atendimentos individuais para checagem do perfil da doadora, com 1.316 atendimentos em domicílio, sendo cooptadas 967 doadoras voluntárias. Neste período o Banco de Leite Humano coletou 383,5 [trezentos e oitenta e três litros e meio] de leite materno que após passar pelo controle de qualidade foram distribuídos aproximadamente 342 litros”, salienta. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia