WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘Mulher’

Hospital da Mulher amplia o número de leitos para parto normal

Hospital da Mulher amplia o número de leitos para parto normal

Foto: Anderson Cley

O Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, entregou para a população mais oito leitos de obstetrícia para parto normal, nesta quinta-feira (13). Eles foram construídos com recursos próprios da Prefeitura Municipal, por meio da Fundação Hospitalar de Feira de Santana.

Os investimentos possibilitam ampliar a capacidade de atendimento. Desta forma, a expectativa é que recebem cerca de 100 gestantes em busca dos serviços ginecológicos e obstétricos, por mês. Os novos leitos estão na Enfermaria D.

De acordo com a presidente da Fundação Hospitalar, Gilberte Lucas, a ampliação na capacidade de atendimento visa fortalecer a obstetrícia no município. :: LEIA MAIS »

Eremita Mota fala sobre importância da mulher na política em meio à pandemia do coronavírus

 

Vereadora Eremita Mota - Foto Karoliny Dias

Vereadora Eremita Mota – Foto: Karoliny Dias

Mais uma vez a vereadora Eremita Mota (PSDB) foi à tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na manhã desta segunda-feira (27), para falar da importância da mulher na política. A edil citou que as candidatas do PSDB estão determinadas e unidas trabalhando diuturnamente e com coragem buscando a vitória.

Eremita não escondeu o orgulho do time feminino formado no PSDB. Ela ainda alertou aos partidos políticos que ajudem as mulheres que compõem o seu quadro a não desistir de entrar na política. “A mulher precisa muito entrar na política. Os partidos devem trabalhar influenciando e ajudando a cada uma delas em seu desejo de chegar a Câmara de Vereadores. Não se pode apenas focar em completar legenda, mas que todas estejam focadas no objetivo que é trabalhar em prol do povo e conseguir a vitória”, afirma. :: LEIA MAIS »

Hospital da Mulher realiza triagem para laqueadura e inserção de DIU

Hospital da Mulher realiza triagem para laqueadura e inserção de DIU

Foto: Elói Corrêa

No dia 21 de março, o Hospital da Mulher, no Largo de Roma, em Salvador, promoverá uma triagem para consultas com especialistas em planejamento familiar com atendimento voltado à inserção de DIU e realização de laqueadura e atendimento com especialistas em mastologia.

O diretor técnico do Hospital da Mulher, Paulo Sérgio Andrade, explica que o atendimento será por demanda espontânea, das 7h às 9h. “Esta é uma ação com intenção de captação das pacientes que desejam realizar um planejamento familiar e será voltado para aquelas que pretendem fazer a laqueadura tubária ou uso do DIU. Após a triagem, essa paciente estará matriculada no Hospital da Mulher para dar todo segmento até a realização do procedimento desejado”.

Para conseguir o atendimento, é necessário levar RG, comprovante de residência e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). As mulheres que pretendem fazer a laqueadura precisam ter 25 anos ou mais, dois filhos vivos e apresentar o RG das crianças. Já aquelas que irão buscar a inserção do DIU precisam ter entre 18 e 40 anos, não estar gestante e nem em período pós-parto, estar com exame preventivo em dia e ultrassom transvaginal em mãos. Já para o atendimento com mastologista é preciso apresentar exames de imagem (MMG, USG ou ressonância magnética das mamas) com BIRADS 4, 5 ou 6; resultado de biópsia que indique carcinoma, sarcoma, células com atipias ou tumor filoides; saída de sangue pelo mamilo ou ferimento em pele da mama, aréola ou mamilo; ou nódulo palpável. :: LEIA MAIS »

Profissionais devem registrar violência contra a mulher em prontuário

deputada estadual Talita Oliveira (PSL)

Deputada estadual Talita Oliveira (PSL) – Foto: Divulgação

Obrigar os profissionais de atendimento médico a registrar casos de violência contra a mulher no prontuário de atendimento é o que propõe a deputada estadual Talita Oliveira (PSL), com o Projeto de Lei 23.769/2020, apresentado na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). De acordo com a parlamentar, a medida é para fins de estatística e prevenção, dando à Secretaria de Segurança Pública acesso aos casos que não são denunciados.

Caso o profissional de pronto atendimento médico de hospitais, clínicas e laboratórios dos setores público e privado da Bahia não realize o registro, sofrerá sanção administrativa, define o Artigo 2º do projeto. E o prontuário com registro de violência contra a mulher deve ser encaminhado à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) num prazo de 24 horas. Se não houver Deam na região, o prontuário deverá ser enviado ao Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher (CDDM).

Na justificativa, Talita Oliveira lembrou da Lei Federal 11.340/2006, que criou mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Tal combate se dá por meio de um conjunto articulado de ações da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios. “Para que haja efetividade por parte da política pública para coibir este tipo de violência, é necessária a integração operacional dentre as áreas. Este projeto objetiva facilitar este compartilhamento de informações, de forma que medidas possam ser tomadas em prol da segurança das mulheres”, explicou Talita. :: LEIA MAIS »

Hospital da Mulher registra aumento de 63% no atendimento a adolescentes grávidas

Hospital da Mulher

Hospital da Mulher – Foto: Reprodução

O número de atendimentos a adolescentes no Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, aumentou 63% em 2019. Em 2018 o Hospital da Mulher atendeu 461 adolescentes entre 12 e 18 anos. No ano passado, nesta mesma faixa etária, foram registrados 753, sendo que 97 atendimentos foram prestados à adolescentes com as idades entre 13 e 15 anos. Diante destes números, a conscientização dos riscos da gravidez na adolescência é um dos temas mais trabalhados pelo Serviço de Planejamento Familiar Ambulatorial do Hospital da Mulher. O setor atua com o objetivo de auxiliar a mulher na chegada dos filhos e garantir para adultos, jovens e adolescentes uma vida sexual sem culpa e sem riscos à saúde. Agora o serviço também é ofertado para as mães da Casa da Puérpera e Mãe Canguru.

Com recursos próprios, o Governo Municipal investiu 354.475,00 mil reais na aquisição de dois tipos de contraceptivos de longa duração e que ainda não são ofertados pelo SUS ( Sistema Único de Saúde): o Implante e o DIU Mirena. O Serviço de Planejamento Familiar foi implantado em 2019, pelo prefeito Colbert Martins Filho, e vem garantindo acesso gratuito desses contraceptivos para pacientes de Feira de Santana que tenham parido no Hospital da Mulher. Cerca de 30 mulheres são assistidas pelo serviço todas às sextas-feiras, dia em que é feito o atendimento. O acompanhamento às pacientes é feito pela equipe médica do Serviço de Planejamento Familiar, coordenada por dr. Francisco Paulo Cerqueira Mota, coordenador da Residência Médica do HIPS e Preceptor do Planejamento Familiar.

O prefeito Colbert Martins, médico por formação, disse que o Serviço de Planejamento Familiar é de suma importância na redução dos índices da prematuridade. “A gravidez na adolescência pode transformar um momento vital em crise e também oferecer riscos às adolescentes, aos recém-nascidos, às famílias e também para a sociedade. Orientar é preciso e isso vem sendo feito pela equipe do Hospital da Mulher”, destaca Colbert. :: LEIA MAIS »

Prefeitura diz que chegada de pacientes de outros municípios sem regulação causa superlotação no HM

Hospital da Mulher

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Feira de Santana informou que a chegada de pacientes de outros municípios, sem regulação, tem causado superlotação na emergência do Hospital Inácia Pinto dos Santos (Hospital da Mulher), neste início de ano. Em apenas 10 dias a unidade registrou 282 atendimentos, dentre os quais 51 de gestantes oriundas de outros municípios sem regulação.

O Governo Municipal, por meio da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, considera preocupante a situação e vai comunicar aos órgãos competentes a superlotação da maternidade. O prefeito Colbert Martins Filho, médico por formação, observa que o fato do Hospital da Mulher ser uma unidade referência em obstetrícia na Bahia, acaba sendo a preferência por parte das gestantes. “É compreensível que seja requisitado por muitos municípios, e até muitas vezes por escolha das próprias gestantes por ser o Hospital da Mulher referência em Parto Humanizado e por ter uma assistência qualificada através de profissionais, médicos Ginecologistas Obstétricos, Técnicos e Enfermeiras Obstétricas, capacitados para lidar com a gestante desde a sua chegada até a hora do parto. Entretanto devemos entender que existe a Central de Regulação para encaminhar pacientes para locais onde há vagas, e não sobrecarregar o Hospital da Mulher”, ressalta Colbert. :: LEIA MAIS »

Com baixo estoque, Banco de Leite do Hospital da Mulher precisa de doação

Com baixo estoque, Banco de Leite do Hospital da Mulher precisa de doação

Foto: Divulgação

“Toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite humano”. A informação é da bióloga Camila Martins, coordenadora do Banco de Leite Humano do Hospital da Mulher Inácia Pinto dos Santos. No mês de janeiro, a preocupação com o baixo estoque é maior, em virtude de ser o pior período do ano para o setor. Neste sentido a Prefeitura, através da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, intensifica o chamamento junto ao público alvo nesta época do ano, com o tema: “Doar leite materno é um gesto que pode salvar vidas. Qualquer quantidade é importante”. As interessadas podem entrar em contato através do telefone 3602-7156 ou nas redes sociais utilizando a hastag: #DoeLeiteMaterno.

“Para doar, basta ser saudável e não tomar medicamentos que interfiram na amamentação. E além de tudo a doação de leite beneficia os bebês que estão na UTI Neonatal, pois as mães desses bebês enfrentam problemas com a produção de leite materno. Como a mãe não fica perto do filho o tempo todo, o estresse é maior, e em alguns casos, a produção é menor. Recebendo o leite materno, esses bebês têm mais chances de recuperação e também de viver com qualidade se a alimentação for exclusiva de leite humano e protegidas de infecções, diarreias e alergias”, afirma a bióloga. :: LEIA MAIS »

Hospital da Mulher assina convênio com UFRB para aprimorar atendimento

Hospital da Mulher assina convênio com UFRB para aprimorar atendimento

Foto: Divulgação

Com o objetivo de melhorar a assistência do Hospital Inácia Pinto dos Santos (Hospital da Mulher) á população, o Governo do prefeito Colbert Martins Filho, através da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, autarquia da Prefeitura Municipal, assinou convênio com a Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) para o programa de Reestruturação dos Hospitais Públicos. A parceria para orientação e assessoramento será firmada ainda este ano, com perspectivas para 2020-2021.

Pioneiro na gestão do projeto de pesquisa Lean Healthcare, o Hospital da Mulher de Feira de Santana visa aprimorar o atendimento, reduzir a superlotação e minimizar o tempo de espera, reduzindo custos e desperdícios, buscando através do programa de pesquisa maximizar o giro de leitos dentro do hospital.

De acordo com Cristiane Agra Pimentel, doutora em Engenharia de Materiais, docente do curso de Engenharia de Produção da UFRB, o projeto implantado em Feira de Santana servirá de formação para as alunas, que aplicarão em sala de aula toda experiência da prática adquirida em campo. “Para a universidade é uma forma de transformar vidas através do conhecimento acadêmico, pois expande fronteiras para alunos e professores efetuarem trabalhos que beneficiem a sociedade, além da aplicabilidade das teorias”, explicou. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia