WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Trabalho Infantil

:: ‘Carnaval 2018’

Família Última Hora lança música de trabalho durante o Carnaval de Salvador

Família Última Hora O Carnaval de Salvador, maior festa de rua do planeta, tem espaço para todos os estilos musicais. E foi no domingo, 11 de fevereiro, em plena a folia momesca, que o grupo Família Última Hora,lançou sua música de trabalho ‘Vem no Rebolou’durante entrevista para a Rádio Líder Fm e demais emissoras que compoem a ABRAÇO (Associação das Rádios FM Comunitárias). Ao todo, foram mais de 60 emissoras transmitindo o carnaval de Salvador para toda Bahia, através do sinal gerado pela Líder Fm de Laje.

Para Nal Pires, vocalista do grupo, lançar a música no circuito da folia foi algo desafiador, porém, muito positivo para todo o grupo. “Foi o início de um ciclo, que se consolida com shows por toda a Bahia. Ser convidado para um evento de tal magnitude no carnaval de Salvador, a maior manifestação popular do planeta, é realmente um sonho realizado e um grande passo para alcançar o sucesso”, pontuou.

Com pouco mais de quatro meses e sempre preocupado em mostrar um trabalho de qualidade, o Família Última Hora tem como referencias musicais, grandes artistas do cenário nacional: Dilsinho, Ferrugem, Diogo Nogueira, Jorge Aragão, Turma do Pagode e Sorriso Maroto,são alguns dos artistas que servem de inspiração e exemplo para os integrantes do Grupo Família Última Hora.

No repertório do grupo, que é eclético e escolhido com muito carinho, não pode faltar o samba do Recôncavo, que é uma das expressões mais culturais da Bahia. E, foi seguindo esse conceito, que surgiu a música de trabalho do grupo, “Vem no Rebolou”, composta por Marcone Júnior (voz, banjo e cavaco), e promete ser um dos hits que vai conquistar o público. O CD de trabalho deve ser lançado ainda em 2018.

Componentes: Nal Pires (vocalista) Rogério (vocal e tamborim), Marcone Júnior (voz, banjo e cavaco), Uoxiton (percussão), Danilo (percussão) Guego (percussão), Olair (backing vocal e surdo) e Paco (cavaco e violão / free lance). Contatos para shows: 71 99211-7735 / 71 98635-6832.

Leo Prates destaca valorização de ambulantes e foliões no Carnaval

O aumento de atrações sem cordas e a ampliação do espaço dos foliões nos circuitos do Carnaval de Salvador, em 2018, receberam destaque do presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Leo Prates (DEM), na tarde desta terça-feira (13). No camarote da Casa, no Campo Grande (Circuito Osmar), o chefe do Legislativo Municipal enfatizou o trabalho da Casa na fiscalização da festa momesca e os 70 anos dos Direitos Humanos.

“É um momento importante para celebrar. É uma carta importante para nós celebrarmos e acredito que a Câmara vem cumprindo o seu papel de fiscalização. No apoio e na assessoria da execução da festa”, frisou Prates.

O presidente também falou da valorização da Prefeitura de Salvador junto aos trabalhadores ambulantes. Segundo ele, o Executivo vem dando dignidade aos trabalhadores informais. “Cada um tem seu isopor, seu sombreiro e os filhos tem um local especifico para ficar. Então, é um carnaval que gera negócio, gera renda, mas sobretudo preserva o seu povo”, observou.

Mais de 1.200 documentos são encontrados pela PM no Carnaval

Mais de 1.200 lotes que reúnem os documentos perdidos pelos foliões foram catalogados até terça-feira (13), último dia de Carnaval, pela Ouvidoria da Polícia Militar, que funciona no Quartel dos Aflitos. O serviço é disponibilizado anualmente pela PM para garantir ao folião o resgate do documento de identificação perdido e encontrado pelas patrulhas.

Segundo o coordenador de documentos recuperados, capitão Jeferson França, “Cada lote pode ter mais de um documento armazenado para facilitar a devolução ao cidadão que, em alguns casos, perde todos de uma única vez”.

Devolução

A entrega começa na segunda-feira (19) no SAC do Shopping Barra. O serviço de devolução funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados das 9h às 13h. Porém, antes de se dirigir ao SAC Barra, é fundamental que o cidadão busque no site www.pm.ba.gov.br, no link “Documentos perdidos”, se a sua identificação foi localizada. Caso seja, o cidadão deve anotar o código informado pelo sistema e apresentar no posto do SAC.

“Prefeito dá moral a ‘bunda mole’ que fica falando mal dele”, dispara Igor Kannário

Igor Knnário Carnaval 2018O vereador e cantor pela cidade de Salvador, Igor Kannário (PHS), ao passar pelo circuito do Campo Grande nesta segunda-feira (12), parou o trio em frente ao camarote da Prefeitura e teceu duras críticas ao gestor ACM Neto. “Cadê o prefeito? Ele está aí? Quer dizer que eu que sou filho dele e ele não me dá moral? Eu tenho ciúmes. Ele fica dando moral a bunda mole que fala mal dele pelas costas”, criticou.

De 2011 a 2018, lesões corporais na folia têm redução de 57,3%

De 2011 a 2018, lesões corporais na folia têm redução de 57,3%De 143 casos para 61. Essa é a redução expressiva de 57,3% alcançada pelas forças de segurança do Estado nos casos de lesão corporal, comparando os anos de 2011 e 2018, no acumulado de quinta-feira ao domingo de Carnaval. A redução é equiparada à queda nos registros de feridos pelas unidades de saúde envolvidas na festa.

Também comparando o período entre 2011 e 2018, a redução gradativa  dos crimes contra o patrimônio pode ser percebida.  Enquanto em 2011 foram contabilizados 625 situações de furtos e roubos, este ano, o número caiu para 440, -29,6%.

“Os números mostram que o aperfeiçoamento do trabalho policial em grandes eventos têm resultado direto nos resultados na ponta e o folião é o principal beneficiado”, destacou o secretário Maurício Teles Barbosa.

Domingo

O quarto dia oficial de festa também não registrou crime grave dentro dos circuitos. Os casos de furtos e roubos tiveram queda de 177 em 2017, para 123 este ano; e os de lesão corporal, um acréscimo de 19 no ano passado para 23 em 2018.

O domingo de festa ainda foi marcado pela produtividade policial com o cumprimento de três mandados de prisão – dois dentro do circuito e um fora –  todos procurados por roubo.

Kiki Bispo defende Carnaval do Centro e diz que festa está em constante renovação

Vereador Kiki Bispo“Esse é o Carnaval da fantasia. É uma tendência que veio para ficar e mostra que a folia de Salvador está em constante processo de renovação, sempre absorvendo novas ideias”. A avaliação é do embaixador da Câmara no Carnaval, vereador Kiki Bispo (PTB). Presente ao camarote da Câmara neste domingo (11), no Circuito Osmar, Kiki diz que “manter forte esse Carnaval do Centro é o grande desafio para todos os agentes envolvidos na organização”.
Ao lembrar que é a festa mais importante da cidade, o vereador afirma que é preciso pensar o Carnaval o ano inteiro, já que a folia deve acompanhar o movimento que vem do próprio folião. “O Furdunço e o Fuzuê são exemplos de que as inovações precisam ser validadas pelo povo, que é o verdadeiro protagonista da festa. Isso garante que o Carnaval de Salvador seja sempre esse sucesso”, disse.

Sobre “grande caldeirão” que é a folia, Kiki reforça que cada elemento é importante e precisa ter seu espaço garantido. “É um mix de atividades. Os blocos têm sua importância, assim como os camarotes, os trios independentes e o Carnaval de bairros, cada vez mais forte”, diz, destacando que fez questão de estar presente à abertura do Carnaval de Cajazeiras, no sábado (10), para avaliar e anotar ideias para o próximo ano.

Para o embaixador da folia na Câmara, a cada ano a programação dos bairros está mais elaborada, com atrações qualificadas, mais estrutura e mais conforto para as famílias. “Não podemos esquecer que quem faz o Carnaval é o povo e o povo está na rua”, salienta o vereador Kiki Bispo.

Foliões podem denunciar recusa de corrida por taxistas pelo WhatsApp

Recusar corridas por serem de curta distância, ou lesar passageiros com cobrança ilegal, sem uso do taxímetro, são algumas das condutas que poderão ser denunciadas à Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) durante o Carnaval. Em caso de constrangimentos, o usuário poderá denunciar o taxista infrator pelo WhatsApp (71) 99977-5135 ou pelo “Fala Salvador”, através do 156. O número disponibilizado pelo WhatsApp é exclusivo para receber mensagens, não está válido para ligações.

Quem, por ventura, esquecer algum item num táxi precisa ter em mãos o número do alvará e, em seguida, informar, pelo WhatsApp, o ocorrido. Com a identificação do veículo, os pertences serão resgatados e devolvidos ao usuário. O folião que optar pelo serviço de táxi para deixar os circuitos da festa deverá procurar por um dos 15 pontos implantados pela secretaria, onde a equipe de fiscalização estará presente. Outras denúncias referentes a trânsito e transporte podem ser feitas pelo número 118.

Vereadora critica organização do “Pipoco”

Vereadora AladilceA vereadora Aladilce Souza (PCdoB) criticou a organização do “Pipoco”, evento da prefeitura que na noite de terça-feira (6) contou com o trio do cantor Léo Santana. O final do percurso aconteceu no Farol da Barra, mas, para surpresa dos foliões e motoristas, a via principal da orla não foi interditada, gerando congestionamento de automóveis, que se misturavam entre os transeuntes.

O evento reuniu milhares de pessoas que tiveram que dividir espaço com carros e ônibus no Farol da Barra, causando diversos princípios de confusão. Taxistas presos no engarrafamento se queixaram do prejuízo, além dos usuários que tiveram que descer dos ônibus.

Segundo Aladilce, a prefeitura foi irresponsável e negligente por não interditar a via. “A região do Farol estava com seus principais acessos bloqueados para os foliões, que tinham que se espremer entre os carros. Ontem reuniu muita gente, foi muito empurra-empurra, várias pessoas passando mal e a qualquer momento poderia ter acontecido um acidente maior. O prefeito ACM Neto tem que agradecer aos céus por ninguém ter se machucado mais gravemente”, afirmou.

Carnaval de Salvador terá faixa exclusiva de ônibus e táxis fiscalizada por radar

A Transalvador e a Secretaria de Mobilidade (Semob) vão implantar uma faixa exclusiva de ônibus e táxis, fiscalizada por radar, na Av. Centenário, durante o Carnaval, com o intuito de levar os foliões mais rapidamente ao circuito Barra-Ondina. Mototaxistas credenciados também terão o benefício, em faixa própria monitorada por agentes de trânsito. Foliões poderão ainda usar o serviço Expresso Carnaval, de linhas de ônibus que levam a todos circuitos sem parada, com saídas a cada 15 minutos dos shoppings Salvador e Salvador Norte.

De acordo com Fabrizzio Muller, superintendente da Transalvador, esses são serviços especialmente preparados para os foliões que preferirem curtir o Carnaval sem carro. “Queremos estimular o uso do transporte público e reduzir a possibilidade de acidentes – causados pelo excesso consumo de bebida alcoólica – e, além disso, melhorar a mobilidade no entorno da festa”, explicou.

A faixa exclusiva para ônibus e táxis funcionará à esquerda da Av. Centenário, com acesso fiscalizado por radar, das 13h às 4h, entre quinta-feira (08) e quarta-feira de Cinzas (14), do Departamento de Polícia Técnica (DPT) ao primeiro retorno após a comunidade do Calabar. A faixa para mototáxis credenciados vai do retorno do Calabar à Rua Deocleciano Barreto, com desvio para a via marginal à Centenário. O acesso de veículos não autorizados é infração gravíssima, penalizada com sete pontos na carteira e multa de R$293,47. Já a área preferencial para ônibus da Av. Anita Garibaldi será na faixa da direita, entre a Rua Professor Edgard Mata e a interseção com a Avenida Adhemar de Barros.

Expresso Carnaval – Cada bilhete do Expresso Carnaval 2018 custa R$ 25, sendo R$5 do cartão, que pode ser recarregado e utilizado por uma família inteira. A partir da segunda viagem, o trecho ida e volta passa a custar R$20, com estacionamento incluído. O bilhete já está disponível nos postos de venda instalados no Salvador Shopping (Piso L2) e no Salvador Norte (Piso L2). Os usuários poderão deixar os veículos estacionados nos shoppings, enquanto seguem para os circuitos oficiais.

A medida mantém o automóvel em segurança e, consequentemente, garante uma diversão despreocupada no Carnaval para o folião. “É um serviço consagrado, com experiências bem sucedidas nos últimos anos. Esse tipo de serviço contribui para a melhoria da mobilidade na cidade e o usuário passa a ter mais conforto e segurança para curtir a festa Momesca”, explica o titular da Semob, Fábio Mota.

Entre os dias 08 e 13 de fevereiro, 50 ônibus estarão à disposição da população, das 13h às 6h, com saídas a cada 15 minutos para levar e trazer as pessoas aos circuitos de forma contínua. As linhas sairão do Salvador Shopping e Salvador Norte Shopping com destino aos Barris (Centro), Barra e Ondina, sem paradas no percurso.Serão disponibilizadas 2 mil vagas de estacionamentos para quem utilizar o Expresso Carnaval, sendo 1,2 mil no Salvador Shopping e 800 no Salvador Norte. “O mesmo cartão pode ser utilizado para conduzir diversas pessoas, contanto que seja realizada a recarga compatível com o número de usuários”, diz Mota, lembrando que um único cartão de acesso pode ser abastecido com múltiplas cargas de R$ 10 (cada trecho, ida ou volta) e compartilhado com outros usuários. Além disso, a aquisição do cartão permite estacionamento do veículo em um dos shoppings, sem custo adicional.

Linhas Expresso Carnaval 2018:

– Salvador Shopping – Ondina: Parada em Ondina, no ISBA;

– Salvador Shopping – Barra (via Barris): Paradas na sede da Transalvador (Barris) e na Av. Centenário (atrás do Vitória Center);

– Salvador Norte Shopping – Barra: Paradas na sede da Transalvador (Barris) e na Av. Centenário (atrás do Vitória Center).

MP recomenda ao Estado e Município que fiscalizem bandas e blocos para que cumpram ‘Lei Antibaixaria’

O Ministério Público estadual expediu recomendações ao Estado da Bahia e Município de Salvador para que fiscalizem artistas, blocos e outras organizações carnavalescas, que forem financiados com recursos públicos, para que cumpram a Lei Municipal nº 8.826/2012 e a Lei Estadual nº 12.573/2012, conhecida como ‘Lei Antibaixaria’. A orientação da promotora de Justiça Lívia Santana é para que apliquem as penalidades previstas, sobretudo aos artistas, bandas e blocos mencionados no relatório 2017, produzido pelo Observatório da Discriminação Racial LGBT e Violência contra a Mulher.

No documento, o MP recomenda ainda que Estado e Município façam constar nos contratos as cláusulas de advertência e que determinem a fiscalização das entidades carnavalescas que estejam violando a determinação do art. 41, do Estatuto do Carnaval, que estabelece que o trio elétrico e o carro de som deverão ter afixados em suas laterais mensagens com o seguinte teor: “exploração sexual de crianças e adolescentes, discriminação racial, homofobia e violência contra a mulher são crimes! Denuncie! Disque 100!”. “Deve ser considerada ainda a Resolução 17/19 sobre direitos humanos, orientação sexual e identidade de gênero, do Conselho de Direitos das Nações Unidas, voltada para a conscientização global dos desafios de direitos humanos enfrentados por indivíduos LGBT, bem como para a mobilização de apoio a medidas para o combate à violência e à discriminação em razão da orientação sexual e identidade de gênero”, afirmou a promotora de Justiça Lívia Santana.

Atuação do MP no Carnaval será apresentada nesta segunda

 

Atuação do MP no Carnaval será apresentada nesta segundaSerá apresentado nesta segunda-feira (05), às 10h, o projeto integrado de atuação do Ministério Público estadual no Carnaval 2018. O evento será realizado na sede do órgão, no CAB, onde será lançada a campanha publicitária que traz como slogan “Ministério Público: ao seu lado na folia”. Composta por outdoor, cartazes, faixas, spot, pulseiras de identificação para crianças, adesivos, banners, backdrop, ventarolas, camisas e peças digitais para redes sociais, a campanha tem como mote informar à sociedade que promotores de Justiça e servidores públicos trabalharão em postos fixos e de forma itinerante pelos circuitos oficiais, a fim de atender as demandas do cidadão e fiscalizar a organização da festa. Além da apresentação das peças publicitárias, serão divulgados também os postos de atendimento e toda a atuação do Ministério Público no Carnaval, que visa coibir casos de violência contra a mulher e população LGBT, racismo, injúria e discriminação racial, intolerância religiosa, violação de direitos de crianças e adolescentes e na área de proteção da saúde, do meio ambiente, crimes praticados pela internet, entre outros.

“Se não jogar limpo com a categoria não haverá limpeza no Carnaval’’, ameaça sindicato

A direção do Sindilimp-BA, com a presença do vereador Luiz Carlos Suíca, tem realizado assembleias nas empresas de limpeza urbana de Salvador para tratar a questão da Operação Carnaval. De acordo com o sindicato, a decisão é praticamente unânime, ou a prefeitura e as empresas jogam limpo com os trabalhadores ou não haverá limpeza no Carnaval.

Ainda segundo o sindicato, os trabalhadores pensam na sociedade e evita que ação prejudique a cidade, porém, se o patronato não atuar com respeito, a qualidade do serviço prestado ano após ano, sendo Salvador uma das cidades elogiadas pela limpeza no período de Carnaval, não será a mesma e a cidade ficará suja.

‘’Quem trabalha merece respeito e receber tudo que é devido. Nossa categoria é parceira da cidade no que tange sua limpeza nos circuitos carnavalescos. Sem uma recompensa merecida quanto ao valor da diária e da refeição, não haverá o recolhimento das toneladas de lixo. Se isso ocorrer será porque a categoria não foi valorizada. Os trabalhadores em limpeza merecem e exigem um tratamento melhor por parte das empresas, não somente no Carnaval. Somos aqueles que preparam a limpeza para o início da festa, limpamos a sujeira no decorrer da festa para que esta siga seu rumo sem sujeiras e somos os últimos a sair dos circuitos da folia, porém não estamos brincando e sim trabalhando. As assembleias e organização em cada base dos trabalhadores em limpeza urbana continuam e se as empresas pagarem para ver a nossa capacidade de luta, acabarão por pagar muito caro’’.

Policiais Civis ameaçam entrar em greve

Polícia Civil da BahiaA próxima Assembleia dos Policiais Civis irá ocorrer, nesta quinta-feira(1), das 9 às 12hs, na sede da Associação dos Funcionários Públicos da Bahia ( AFPBA), localizada na Carlos Gomes, centro da capital baiana, com a possibilidade de realização de greve. O Delegado-Geral da Polícia Civil, Bernadino Brito, baixou a Portaria 080/2018, que, de forma compulsória, obriga a Polícia Civil a aderir às diárias e escalas de plantões, durante a realização do carnaval de Salvador, previsto para acontecer a partir de 8 de fevereiro.

O Vice-Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes, classifica a medida como “autoritária” e “desrespeitosa”  ao querer impor à categoria uma condição de trabalho análoga à escravidão. O sindicalista destaca que a diária no valor R$149,00 é incompatível com as despesas de alimentação, hospedagem e transporte. “Os policiais saem do interior para vir trabalhar na capital e esses valores são totalmente aviltantes. Os servidores acabam dormindo em viaturas e colégios. O Governo ao invés de sentar para negociar e corrigir os valores pagos, institui uma Portaria que tem como objetivo ameaçar a categoria. O sindicato irá protocolar Ações Judiciais e vai promover mobilizações políticas em todo o Estado”, denuncia Lopes.

O presidente do SINDPOC, Marcos Maurício, garante que o sindicato vai reagir de todas as formas para tentar “barrar” mas esse golpe do Governo do Estado contra  a categoria. “Não vamos ficar de braços cruzados diante de mais um ataque os direitos  dos policiais civis da Bahia!”, enfatiza o dirigente sindical.

MP recomenda a Saltur que garanta horário dos desfiles no Carnaval 2018

Medidas preventivas, que visam minorar possíveis problemas ocorridos durante o Carnaval de Salvador, vêm sendo adotadas pelo Ministério Público estadual desde o início do mês de janeiro. Diversas reuniões já foram realizadas, inclusive com associações de blocos carnavalescos, entidades e órgãos que participam da organização da festa. Na última semana, uma recomendação foi expedida ao presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Issac Edington, para que ele garanta o cumprimento dos horários de desfiles dos trios independentes, que estejam sob sua responsabilidade, durante a folia momesma. Os promotores de Justiça Carlos Robson de Oliveira Leão, Luciano Taques Ghignone e Rita Tourinho orientaram que seja feita a devida fiscalização e adotadas as medidas sancionatórias em casos de atrasos que comprometam a organização do evento e o esquema de segurança.

Os promotores de Justiça também requisitaram cópias das listagens com os respectivos horários de desfiles das entidades e trios elétricos independentes que participarão do Carnaval com as informações acerca das providências adotadas. Eles consideraram a necessidade da efetiva obediência ao calendário da festa não só quanto aos dias de realização, mas também aos horários de saída das atrações, tendo em vista a repercussão nas atividades policiais. “Os levantamentos realizados nas reuniões de avaliação dos Carnavais dos anos anteriores demonstraram que os atrasos nos desfiles das atrações, decorrentes da inobservância dos horários definidos, repercutiram no planejamento de algumas atividades”, afirmam os promotores de Justiça.

CÂMARA DE VEREADORES_somos parceiro_banner de site Política in Rosa - 500x500 gif


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia