WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


.
.
PMSE---BANNER---SAO-JOAO-728x90

:: ‘polícia civil’

Bahia registra menor número de mortes violentas dos últimos 12 anos

Bahia registra menor número de mortes violentas

Foto: Divulgação/GovBA

O mês de maio de 2024 terminou com o menor número de morte violenta registrado pela Polícia Civil nos últimos 12 anos, na Bahia. Os índices criminais do período de janeiro a maio deste ano foram apresentados na manhã desta segunda-feira (10), no Centro de Operações e Inteligência (COI).

Com 347 casos, maio apresentou o menor número contabilizado para um mês nos últimos 12 anos, superando junho de 2020, quando foram computadas 348 ocorrências. No balanço dos cinco meses de 2024, a Polícia Civil registrou 1.928 casos este ano, contra 2.162 mortes em 2023, representando uma redução de 10,8%.

“A integração das Forças da Segurança, o investimento em efetivos e equipamentos, além da ampliação das ações de inteligência resultaram na redução das mortes. Fechamos 2023 com diminuição de 6% das mortes e, este ano, com muito trabalho e dedicação dos policiais e bombeiros, chegamos a 10,8% de queda dos índices”, destacou o secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner.

Número de prisões

Com uma média de 51 prisões realizadas por dia na Bahia, o número total de capturados chegou a 7.749, nos cinco primeiros meses de 2024. Na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram presas 7.482, o aumento é de 3,6%. Apenas no mês de maio, operações realizadas pelas Forças Estaduais e Federais localizaram mais de 100 criminosos. :: LEIA MAIS »

Polícia Civil utiliza aplicativo para investigações em tempo real na Micareta de Feira

Polícia Civil utiliza aplicativo para investigações em tempo real na Micareta de Feira

Foto: Tony Silva / Ascom-PC

A Polícia Civil da Bahia (PC-BA), de forma inédita no Brasil, está utilizando em operações especiais e grandes eventos o aplicativo CAD, e o aplicativo Agente de Campo, do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de Digitais e de Drogas (Sinesp), da Secretaria Nacional da Segurança Pública (Senasp).

A ferramenta, que será utilizada este ano na Micareta de Feira de Santana, vai orientar as equipes policiais em campo. Quando estiverem infiltrados ou ostensivos nos circuitos receberão, em tempo real, a geolocalização das ocorrências, com a natureza e especificação dos criminosos. A partir disso, eles vão poder diligenciar diretamente no ponto onde o fato está acontecendo.

O delegado Artur Guimarães, Coordenador de Operações de Polícia Judiciária, explica como vai funcionar o aplicativo. “O cidadão registra a ocorrência nos postos policiais e uma equipe de analistas faz a triagem da denúncia, enviado diretamente para os celulares dos policiais que estão em campo”. :: LEIA MAIS »

Reunião entre membros da OAB Feira e coordenador da Polícia Civil discute exercício da advocacia criminal

Reunião entre membros da OAB Feira e coordenador da Polícia Civil discute exercício da advocacia criminal

Foto: Divulgação/Ascom

A captação indevida de clientes, o acesso aos inquéritos policiais e o acompanhamento e realização de atos dos causídicos em sede de delegacia. Esses foram alguns dos temas discutidos na tarde de segunda-feira (5), durante uma reunião entre o Presidente da OAB Subseção Feira de Santana, Raphael Pitombo, o presidente da Comissão de Direito Criminal, Marcos Silva, e o vice-presidente da referida comissão, Daniel Vitor, em conjunto com outros advogados e advogadas criminalistas da cidade, e o coordenador de Polícia Civil do Interior, Dr. Yves Correia.

No encontro, que aconteceu na sede da OAB Feira, também estiveram presentes os delegados Dr. Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Homicídios; Dr. André Ribeiro, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos; Dra. Thiara Martins, titular da 1ª Delegacia Territorial, e Dr. Deivid Lopes, titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes. :: LEIA MAIS »

Membros da OAB Feira se reúnem com coordenador de Polícia Civil do Interior

Membros da OAB Feira se reúnem com coordenador de Polícia Civil do Interior

Foto: Divulgação/Ascom

Com o objetivo de abordar diversos pontos importantes para os advogados e advogadas que militam na esfera criminal em Feira de Santana e região, a exemplo do combate à captação indevida de clientes, o presidente da OAB Subseção Feira de Santana, Raphael Pitombo, e o vice-presidente da Comissão de Direito Criminal, Daniel Vitor, se reuniram, na tarde de quinta-feira (7), com o Coordenador de Polícia Civil do Interior, Dr. Yves Correia.

Também tratou-se no encontro, que aconteceu no Complexo de Delegacias do Sobradinho, sobre o direito do advogado em acompanhar todo o flagrante – e não só o interrogatório do custodiado, bem como a instalação de câmeras de segurança na Central de Flagrantes e a dispensa de juntada de petição e procuração para ter acessos aos procedimentos policiais.

Raphael Pitombo reforçou a importância do contato realizado com o representante da Polícia Judiciária, aproveitando a oportunidade para parabenizá-lo pela forma atenciosa que conduziu a reunião. :: LEIA MAIS »

Polícia Civil bate recorde de prisões em um dia na Bahia

Polícia Civil bate recorde de prisões em um dia na Bahia

Foto: Divulgação/Ascom PC

A oitava fase da Operação Unum Corpus, concluída no fim da tarde desta quinta-feira (16), estabeleceu um novo recorde: o de mais prisões realizadas pela Polícia Civil em um só dia. Foram 263 capturas, entre cumprimentos de mandados e autuações em flagrante, realizadas pelas 26 Coordenadorias Regionais de Polícia do Interior (Coorpins).

Entre os presos, há mais alvos com envolvimento no tráfico de drogas – 43 – e crimes contra o patrimônio – 42. No entanto, também houve dezenas de capturados por participação em crimes contra a vida, contra a dignidade sexual e violência doméstica, entre outros delitos. Foram apreendidos ainda 112 kg de drogas, 47 armas de fogo e 27 veículos.

A Delegada-Geral da Polícia Civil da Bahia, Heloísa Campos de Brito, elogiou o marcante trabalho realizado pelos servidores nas ações por todo o estado. “Foi um trabalho intenso, o que só demonstra a força, o profissionalismo e a eficiência da nossa Polícia Civil. É assim, como um só corpo, que fazemos a diferença na sociedade”, declarou. :: LEIA MAIS »

Polícia Civil prende mais de 400 criminosos em 60 dias

Polícia Civil prende mais de 400 criminosos em 60 dias

Foto: Haeckel Dias/Ascom-PC

Pessoas envolvidas com crimes contra vida, contra o patrimônio, tráfico de drogas, integrantes de organizações criminosas e suspeitos de violência doméstica e familiar foram retiradas do convívio social durante operações e ações investigativas dos Departamentos operacionais da Polícia Civil, nos 60 dias de 2023. As 474 prisões aconteceram na capital, Região Metropolitana de Salvador (RMS) e interior do estado.

Durante o bimestre, foram realizadas mais de 15 operações e ações pelos Departamentos de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), de Polícia do Interior (Depin), de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) e de Polícia Metropolitana (Depom), com o apoio da Coordenação de Operações Especiais (COE). No interior do estado, 308 pessoas, das quais 215 são envolvidas com os crimes contra a vida e o tráfico de drogas, foram presas por força de mandados judiciais e flagrantes.

Autores de homicídios e líderes de grupos criminosos da Bahia e de outros estados estão entre as pessoas presas neste ano, a exemplo de uma liderança de Minas Gerais, localizado em Eunápolis, em janeiro. As operações Depom Forte, Toca da Onça, Neutralização, Pacificatio, Caatinga Segura, Terra Prometida e Garrote foram ações policiais estratégicas e com atuação de centenas de policiais. No DCCP, a Operação Visão recuperou 42 veículos, prendeu sete suspeitos e realizou 1.624 abordagens de ônibus, carros e motocicletas.

A Delegada-Geral, Heloísa Campos de Brito, destaca a importância da continuidade do trabalho. “A Polícia Civil está empregando todos os recursos de inteligência, aliados as ferramentas tecnológicas da Instituição e as expertises das equipes de delegados, escrivães e investigadores, que trabalham em diversas áreas. Assim, vamos cada vez mais atuar com firmeza no combate aos crimes contra a vida, contra a dignidade sexual, contra o patrimônio e de violência doméstica e familiar. Neste escopo está a nossa maior missão que é proteger e servir sempre a população da Bahia”, comentou. :: LEIA MAIS »

Provas do concurso do Departamento de Polícia Técnica serão realizadas dia 11 de dezembro

O Governo da Bahia publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (2) a convocação dos candidatos aptos a fazerem as provas objetivas e discursiva do concurso do Departamento de Polícia Técnica (DPT). As provas serão aplicadas em Salvador no dia 11 de dezembro e o cartão de convocação contendo o local, a sala, e o horário de realização está disponível no site da organizadora do certame, o IDECAN (www.idecan.org.br), na aba “Local de Prova”, também a partir desta sexta-feira (2).

Os candidatos devem comparecer aos locais de provas uma hora antes do fechamento dos portões munidos de documento de identificação com foto, caneta esferográfica de tinta azul ou preta, cartão de convocação, máscara e comprovação do ciclo vacinal completo contra a covid-19 (incluindo doses de reforço). As provas objetivas terão 100 questões de múltipla escolha, abordando conhecimentos gerais e específicos. A prova discursiva será composta de um texto dissertativo.

O concurso público para o DPT, unidade subordinada à Secretaria da Segurança Pública (SSP), oferece 456 vagas de nível superior, sendo 166 para perito criminal, 103 para perito médico legista, 10 para perito odonto-legal e 177 para perito técnico. As carreiras integram quadro de pessoal da Polícia Civil e terão carga horária semanal de 40h. :: LEIA MAIS »

Estado da Bahia entrega unidade da Polícia Civil e autoriza obra na BA-502

Complexo Policial Investigador Bandeira

Complexo Policial Investigador Bandeira – Foto: Mateus Pereira/GOVBA

A reforma do prédio da Polícia Civil integrante do Complexo Policial Investigador Bandeira, em Feira de Santana, foi inaugurada nesta sexta-feira (22). Na unidade, funcionam a 1ª Delegacia Territorial (DT), a Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e um núcleo da Delegacia de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). A obra foi realizada pelo Estado da Bahia, através da Secretaria de Segurança Pública (SSP), com investimento superior a R$ 8 milhões e inclui a reforma do prédio e a modernização dos equipamentos e do sistema de registro de inquéritos. A nova estrutura dispõe de câmeras de monitoramento, depósitos para armas e drogas em cada uma das delegacias e rampas de acesso.  Além disso, há espaços destinados ao treinamento de agentes.  O ato de inauguração contou com a presença do governador Rui Costa e outras autoridades.

Na ocasião, também foi assinada autorização para a construção de uma sede para a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), em Feira de Santana. Atualmente, a Deam funciona em um imóvel alugado.

Além da inauguração, foi assinada uma ordem de serviço que autorizou a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) a iniciar a obra de duplicação e restauração de seis quilômetros da BA-502, no trecho entre Feira de Santana (Tomba) e São Gonçalo dos Campos (Tapera). O investimento previsto é de R$ 39,6 milhões. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia