WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


CMFS - AGORA E LEI - IDOSOS - BANNER SITE POLÍTICA IN ROSA 729X90PX

:: ‘Turismo’

Em Porto Seguro, ACM Neto ressalta potencial do turismo no Extremo-Sul para geração de renda e emprego

Em Porto Seguro, ACM Neto ressalta potencial do turismo no Extremo-Sul para geração de renda e emprego

Foto: Divulgação/Ascom

O pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) destacou o potencial turístico de toda a região do Extremo-Sul baiano durante evento realizado, nesta quinta-feira (30), em Porto Seguro. Com foco na geração de empregos e renda para a população da região, Neto defendeu a construção de um novo aeroporto que tenha capacidade de atender voos internacionais diretos em Porto Seguro.

A manutenção do aeroporto é uma demanda de toda a população e, com voos diretos vindos da Europa e outros continentes, vai contribuir com a internacionalização de Porto Seguro como destino turístico. O governo estadual já prometeu um processo de concessão para viabilizar o projeto, mas ainda não deu início aos trâmites.

“É um absurdo a limitação que existe em função da dificuldade operacional do aeroporto de Porto Seguro. A região precisa de um aeroporto internacional que possa abrir as portas de Porto Seguro e de todo o nosso litoral para o mundo inteiro. Isso vai aumentar o fluxo de turistas de maneira considerável, fomentando a geração de empregos e a movimentação da economia local. Esse é um compromisso de luta que eu tenho por cada um de vocês”, afirmou Neto.

O ex-prefeito de Salvador também defendeu a construção de trechos da BA-001 que consigam interligar os diversos destinos turísticos das Costas do Dendê, do Cacau, do Descobrimento e das Baleias e facilitar o acesso litorâneo rodoviário a Porto Seguro, permitindo aos turistas maior tempo de permanência na região e um fluxo facilitado às cidades do litoral da Bahia. :: LEIA MAIS »

ACM Neto destaca potencial econômico de Mata de São João e Camaçari e critica distanciamento do governo

ACM Neto destaca potencial econômico de Mata de São João e Camaçari e critica distanciamento do governo com os dois municípios

Foto: Divulgação/Ascom

O pré-candidato a governador, ACM Neto (União Brasil), visitou nesta terça-feira (14) as cidades de Mata de São João e Camaçari, na região metropolitana de Salvador.

Nos dois municípios, o ex-prefeito da capital destacou o potencial econômico no turismo e na indústria, respectivamente, e apontou um problema recorrente em cidades com gestões de oposição no cenário estadual: a ausência de investimentos do Governo do Estado, apesar da proximidade com a sede administrativa do poder estadual. “Aqui em Mata, temos no turismo um grande potencial. Mas, cadê? Falta governador para dar as mãos ao prefeito”, resumiu Neto.

“É preciso fazer um trabalho coordenado com o município. Precisa de um governador que invista em infraestrutura, que pegue o prefeito e rode esse Brasil com ele, atrás de empresários que queiram abrir novos hotéis, que queiram ampliar o setor de serviços, de bares, de restaurantes, de lojas. Que queiram vender o destino Litoral Norte para o mundo e queiram empregar o povo”, disse no discurso em evento político na cidade, que contou com diversas lideranças, entre elas o prefeito João Gualberto (PSDB).

Neto lembrou que a chamada Costa dos Coqueiros, onde está Mata de São João, viveu um ciclo de desenvolvimento baseado no turismo na década de 90 e início dos anos 2000, com uma série de obras de infraestrutura do governo do estado, a exemplo da BA-099, ou Linha Verde. Porém, nos últimos 16 anos, esse trabalho foi desacelerado.

Em seu discurso, o prefeito João Gualberto (PSDB) citou um dos maiores exemplos disso: há 16 anos, o governo do estado promete abrir uma estrada ligando a sede do município ao litoral, numa distância de 28 km. Sem ela, os matenses são obrigados a rodar mais de 70 km para chegar à Praia do Forte, passando por Camaçari. :: LEIA MAIS »

ACM Neto critica a politização da Secretaria de Turismo da Bahia

ACM Neto critica a politização da Secretaria de Turismo da Bahia

Foto: Divulgação/Ascom

O pré-candidato ao Governo da Bahia, ACM Neto (União Brasil), criticou, nesta quarta-feira (08), a politização da Secretaria de Turismo pela atual gestão do Estado. Neto ressaltou que falta corpo técnico para atuar no órgão, e que muitas vezes a Secretaria serve de objeto político para troca de favores entre os aliados do grupo que hoje administra a Bahia.

“Em 16 anos, qual foi a política consistente que o PT fez na Bahia para o turismo? Nenhuma. Ao contrário. Uma vergonha. Pegou a Secretaria de Turismo do estado, deu primeiro ao partido A, depois para o B, depois o C. Só passaram pela Secretaria de Turismo pessoas que não tinham competência. E o resultado disso, a consequência, o preço somos nós que estamos pagando”, pontuou.

“A Bahia perdeu em competitividade. Poderíamos estar muito mais forte do que estamos hoje se tivéssemos uma política séria e estruturada para o turismo”, salientou o ex-prefeito de Salvador.

Durante visita ao município de Cairu, ACM Neto destacou que Morro de São Paulo está entre um dos três destinos baianos mais procurados por turistas de todo o mundo, e defendeu a realização de planejamentos estratégicos para ampliar a movimentação econômica do turismo na região do Baixo Sul. O pré-candidato ressaltou a importância da manutenção do aeroporto de Valença, e enfatizou que a infraestrutura é parte essencial para a promoção do destino turístico.

“Óbvio que muitos desafios precisarão ser enfrentados para isso, e um deles é o de dar funcionalidade ao aeroporto de Valença. Hoje, o espaço está subutilizado, e pela falta de cuidado e o desinteresse comercial, corre até o risco de fechar e encerrar as suas operações”, disse. “E o movimento tem que ser o contrário. Precisamos assegurar movimentação e infraestrutura necessária para que ele seja a porta de entrada de pessoas do Brasil todo aqui para o Baixo Sul”, pontuou. :: LEIA MAIS »

Festas juninas devem movimentar cerca de R$ 2 bilhões nos principais destinos do país

Festas juninas devem movimentar cerca de R$ 2 bilhões nos principais destinos do país

Foto: São João de Campina Grande (PB) / Arquivo MTur

Chegou o tão aguardado mês de junho e, com ele, as tradicionais festas juninas paralisadas há dois anos por conta da pandemia. A saudade dos forrozeiros em aproveitar este período deve movimentar a economia dos principais destinos juninos do país em cerca de R$ 2 bilhões, segundo levantamento realizado pelo Ministério do Turismo junto às gestões municipais e estaduais. Ainda de acordo com a Pasta, o mês de junho registrou 151 festas de norte a sul do País – sendo mais da metade em festejos juninos – no Calendário de Eventos, que auxilia o turista no momento de planejar suas viagens e escolher destinos com oferta turística diferenciada e diversificada.

Segundo o ministro do Turismo, Carlos Brito, os números só confirmam a vontade do brasileiro em voltar a prestigiar um dos mais importantes festejos populares do Brasil. “Foram longos dois anos de paralisação que nos trazem uma saudade em curtir esta tradição brasileira. Serão festas que proporcionarão não só a exposição da nossa cultura para o mundo, como também a movimentação econômica, gerando emprego e renda para os profissionais das quadrilhas, comerciantes, e trabalhadores do setor de turismo”, ressalta.

Somente no estado da Bahia, o governo espera que cerca de 1,5 milhão de pessoas passem pelas festas juninas, que movimentarão R$ 1 bilhão na economia. Em Campina Grande (PB) estima-se movimentação de R$ 400 milhões, hotéis lotados e agências de viagens, que têm comercializado os roteiros preparados especialmente para a festa, com crescimento superior à última edição. Em Caruaru (PE), a prefeitura estima R$ 250 milhões na economia. Já em Parintins (AM), a tradicional festa dos bois Garantido e Caprichoso espera circular R$ 100 milhões na economia local. :: LEIA MAIS »

Ilhéus sedia maior evento de turismo da Bahia

Ilhéus terá semana dedicada à promoção do turismo

Foto: Cid Edson

Com vocação natural para o turismo, Ilhéus promove um dos eventos mais importantes dedicados ao setor. Sob o tema “Destinos turísticos, novas atitudes”, a Prefeitura, por meio da Secretaria Especial de Turismo, e a Associação de Turismo de Ilhéus (ATIL) realizam dos dias 26 a 28 de maio o Encontro de Gestores e Operadores de Turismo do Estado da Bahia (GESTUR), no Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães.

A iniciativa, inédita no Brasil, conta com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo,  sendo voltada aos prefeitos, secretários e operadores de turismo de aproximadamente 130 municípios baianos. A programação inclui debates, conferências e palestras sobre o setor.

O prefeito Mário Alexandre ressaltou que o evento faz parte da estratégia do governo municipal para impulsionar o turismo local, com o objetivo de preparar os profissionais para os desafios e mudanças do mercado. “A união entre os diversos agentes é fundamental para dar impulso ao desenvolvimento de Ilhéus e das cidades que fazem parte da nossa região. Nós acreditamos que esse trabalho de parceria é necessário para fortalecer a atividade turística, atender as demandas do setor e oferecer conforto e bem-estar aos visitantes e melhor qualidade de vida ao nosso povo”. :: LEIA MAIS »

Plano de retomada do Turismo na Bahia é lançado em Alagoinhas

Plano de retomada do Turismo na Bahia é lançado em Alagoinhas

Foto: Roberto Fonseca

Alagoinhas foi palco, nesta quarta-feira (10), do lançamento do plano do Governo do Estado que reinicia o Turismo na Bahia, após um momento de crise sanitária. O Viva Turismo Bahia irá fomentar, por meio de 4 eixos – biossegurança; capacitação e qualificação; infraestrutura; e promoção – a retomada da atividade econômica mais severamente prejudicada durante a pandemia da Covid-19.

O objetivo do plano, voltado para as 13 zonas turísticas mapeadas – Baía de Todos os Santos, Caminhos do Jiquiriçá, Caminhos do Sudoeste, Caminhos do Sertão, Caminhos do Oeste, Costa dos Coqueiros, Costa do Cacau, Costa do Descobrimento, Costa das Baleias, Chapada Diamantina, Lagos do São Francisco e Caminhos do Oeste e Salvador – inclui capacitação dos gestores públicos e da classe empresarial do Trade Turístico.

A Zona Caminhos do Sertão, da qual pertence Alagoinhas, inclui Feira de Santana, Canudos, Euclides da Cunha, Itapicuru, Tucano, Cipó, Uauá, Adustina, Irará, Banzaê, Paripiranga e Santo Estevão. Destas, 11 tiveram representação no evento, por meio da presença de secretários e diretores de Turismo e Cultura. Os grandes atrativos dessas cidades são a cultura, a gastronomia, o turismo religioso, o ecoturismo, turismo de saúde, turismo étnico e turismo técnico-científico. Alagoinhas se destaca também como pólo cervejeiro.

Compuseram a mesa de abertura do evento, o secretário de Turismo do Estado da Bahia Maurício Bacellar, o Superintendente João Henrique Paolilo, do mesmo órgão, o presidente da Câmara de Turismo Caminhos do Sertão Getúlio Andrade, o presidente da Câmara Municipal de Vereadores José Cleto, além do prefeito Joaquim Neto e da secretária de Cultura, Esporte e Turismo Iraci Gama. :: LEIA MAIS »

Ilhéus terá semana dedicada à promoção do turismo

Ilhéus terá semana dedicada à promoção do turismo

Foto: Cid Edson

Divulgar os atrativos naturais, históricos e culturais, fomentando a economia sustentável, é o objetivo da Semana de Turismo em Ilhéus, na Costa do Cacau, a partir de segunda-feira (27). O evento tem o apoio da Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA) e segue até 2 de outubro, com a participação de empresários do setor, da comunidade local e da imprensa. A programação terá atividades presenciais e on-line.

Visitas a localidades turísticas, como as praias do Sul e do Norte, Olivença, Rio do Engenho, Lagoa Encantada e Fazenda Yrerê, estão no roteiro do evento. Apresentações culturais, transmissões ao vivo pela internet e oficinas do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) completam o roteiro.

As atividades têm a finalidade de promover o destino Ilhéus e chamar a atenção para a importância do turismo enquanto vetor de desenvolvimento, capaz de integrar princípios da sustentabilidade, crescimento econômico e inserção social. :: LEIA MAIS »

Almadina quer entrar na rota do turismo rural

Foto: Tatiana Azeviche

Com serras, mata virgem e rios, a região de Almadina, no sul da Bahia, apresenta potencialidades para o turismo rural. O projeto para desenvolver uma rota na modalidade foi apresentado pelo município, na quarta-feira (4), em Salvador, durante encontro na Secretaria Estadual do Turismo (Setur).

“Almadina tem vocação para o lazer rural, porque reúne riquezas naturais. Vamos fazer estudos mais abrangentes para viabilizar a iniciativa, dentro da nossa proposta de ampliar as atividades turísticas no interior”, afirmou o titular da Setur, Maurício Bacelar.

O prefeito de Almadina, Milton Cerqueira, ressaltou as características do projeto. “A rota que queremos criar é extensa e inclui atrativos como a Pedra do Corcovado, que teria sido um local de turismo religioso há muitos anos; e a nascente do Rio Almada, que vai de Almadina à Lagoa Encantada, no município de Ilhéus”. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia