WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


GOVBA---POLÍTICA-IN-ROSA CMFS - BANNER SITE - INSTITUCIONAL - POLÍTICA IN ROSA 728x90 PMSE - SÃO JOÃO 2022 - POLITICA IN ROSA

:: ‘economia’

João Roma desafia adversários a reduzir impostos como Bolsonaro

João Roma e Jair Bolsonaro

João Roma e Jair Bolsonaro – Foto: Divulgação/Ascom

“Dizer que cuida de gente na propaganda é fácil. Quero ver na prática, zerando impostos em prol da população”, diz o pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), comparando o governador Rui Costa, que até hoje não aliviou o ICMS sobre os combustíveis, com o presidente Bolsonaro que, depois de reduzir IPI, zerar os tributos federais sobre óleo diesel e gasolina, suspendeu a cobrança do Imposto de Importação sobre produtos alimentícios.

“O trigo e a farinha de trigo estão isentos de imposto de importação para que o pão nosso de cada dia chegue à mesa do povo brasileiro mais barato. A medida foi anunciada ontem pelo Ministério da Economia e prevê isenção também para carne de boi desossada, carne de frango, milhos em grãos, bolachas e biscoitos”, informa Roma.

Para o pré-candidato bolsonarista, a ação do governo federal vai ampliar a oferta desses produtos, com a entrada de importados, e forçar a baixa de preços, causando a queda da inflação dos alimentos. “Será que o governo do PT na Bahia vai tomar alguma medida para reduzir o ICMS também? Até hoje esperamos a redução do ICMS para reduzir o preço do combustível em nosso estado”. :: LEIA MAIS »

Economia feirense inicia 2022 com saldo positivo de empregos formais

Carteira de Trabalho

Imagem: Getty Images

De acordo com as informações levantadas no Novo CAGED para o mês de janeiro de 2022, o saldo de emprego formal em Feira de Santana obteve um resultado positivo, em linha com o movimento observado nacionalmente. O total de trabalhadores admitidos superou o de desligados pelo décimo mês consecutivo. Em janeiro foram realizadas 3.947 admissões e 3.669 desligamentos, resultando em um saldo de 278 novos postos de trabalho.

A equipe do Programa Conhecendo a Economia Feirense da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) destaca que a despeito desses dados positivos para o mercado de trabalho local nos últimos meses, o cenário prospectivo para o mercado de trabalho em Feira de Santana permanece desafiador para o ano de 2022. :: LEIA MAIS »

Câmara de Feira de Santana devolve à Prefeitura R$ 2,4 milhões

Câmara de Feira de Santana devolve à Prefeitura R$ 2,4 milhões

Foto: Divulgação/CMFS

Investimento em equipamentos de segurança pública, em Feira de Santana, deve ser o destino da verba de R$ 2,4 milhões economizada pela Câmara Municipal e devolvida ao Poder Executivo nesta terça-feira (28). O presidente da Casa da Cidadania, Fernando Torres (PSD) reiterou a sugestão que ele tem defendido, nos últimos meses, durante a abertura da sessão solene que ele comandou esta manhã, realizada para devolução do recurso. Formaram a Mesa Oficial do ato público o prefeito Colbert Martins Filho, o senador Otto Alencar, o deputado federal Otto Filho, o deputado estadual Carlos Geilson e o procurador geral do Município, Carlos Alberto Moura Pinho. Secretários municipais e várias autoridades prestigiaram o evento.

“Evidentemente, a palavra final é do prefeito. O importante é que o Governo possa investir no social, onde achar melhor”, diz o dirigente. Porém, ele observa, a preferência do Legislativo é que Colbert possa aplicar o recurso na aquisição de 50 viaturas para reforçar a frota da Polícia Civil (10 veículos), Polícia Militar (30) e Guarda Municipal (10): “volto a pedir, em nome dos vereadores, que este valor possa ser investido em segurança pública. Afinal, infelizmente, esta cidade ostenta o título de cidade mais violenta do país”.

Fernando Torres agradeceu aos colegas vereadores que ajudaram a Câmara a economizar um valor inédito em sua história, ao final de um exercício financeiro. De modo especial, aos seus colegas da Mesa Diretora e aos que integram um grupo de apoio à Presidência da Casa. :: LEIA MAIS »

Bruno Reis fala sobre cessão do Sistema Integrado de Gestão de Pessoas para Prefeitura Feira de Santana

Bruno Reis foto Anderson Dias site Política In Rosa

Prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM) – Foto: Anderson Dias / site Política In Rosa

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (30), na Prefeitura Municipal de Feira de Santana, falou sobre a assinatura do Convênio de Cooperação Tecnológica para cessão do Sistema Integrado de Gestão de Pessoas (SIGP). “Assinamos o Convênio de Cooperação Tecnológica com a Prefeitura de Feira, onde Salvador está cedendo o seu sistema de gestão de pessoas. Sistema esse que nós elaboramos durante três anos e com um investimento de quase R$ 5 milhões”, disse.

Bruno ainda falou que, assim que o prefeito Colbert Filho soube que Salvador tinha essa ferramenta, solicitou a cessão. “Hoje estamos aqui para trazer o software para ser implantado na Prefeitura de Feira. Por um lado, isso vai possibilitar que a Prefeitura tenha uma economia, principalmente no controle do seu custeio da máquina pública, que ela seja mais eficiente e mais moderna, e possa ajudar em um momento de crise como esse que estamos passando por conta da pandemia e que comprometeu muito a nossa arrecadação. Que também possa ter um controle maior de seus gastos. Como também deixa de fazer esse investimento porque se Feira de Santana fosse contratar ou produzir um sistema como esse, teria que investir recurso da ordem de R$ 5 milhões. E a partir do momento que a Prefeitura de Salvador faz essa cessão de forma gratuita, a gente ajuda Feira de Santana a poupar recursos tão importantes no momento como esse”, ressaltou.

Sobre o funcionamento do programa, Bruno disse que ele é para a gestão de pessoas que controla toda folha de pagamento, benefícios, gratificações, vantagens que os servidores têm. “Tem muitas vantagens que, às vezes, é por um período. E ai não é por má gestão, não é por falta de atenção dos gestores. Mas uma Prefeitura grande como a de Feira de Santana, que tem uma quantidade enorme de servidores, é comum acontecer isso e como acontecia em Salvador antes desse programa. As pessoas permaneciam mais tempo com beneficio ou até mesmo recebiam um benefício que não faziam jus. E esse sistema veio para controlar isso. Inclusive para dar uma segurança maior para os gestores porque com isso fica mais fácil a nossa prestação de contas perante aos órgãos de controle. Esse sistema ajuda a controlar esse custeio e a gente saber com precisão quantos servidores tem em cada Secretaria, onde os servidores estão lotados, qual a remuneração de cada um, qual o custo para a implantação de uma nova unidade”, relatou. :: LEIA MAIS »

Economia feirense gera emprego formal pelo décimo primeiro mês consecutivo

Carteira de Trabalho

Imagem: Getty Images

De acordo com as informações levantadas no Novo CAGED para o mês de maio, o saldo de emprego formal em Feira de Santana obteve mais uma vez resultado positivo, em linha com o movimento observado nacionalmente e na Bahia.

Segundo a equipe do programa Conhecendo a Economia Feirense da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), apesar da continuidade do cenário pandêmico, o total de trabalhadores admitidos supera o de desligados pelo décimo primeiro mês consecutivo. Em maio, especificamente, foram realizados 3.392 admissões e 2.742 desligamentos, resultando em um saldo de 650 novos postos de
trabalho. :: LEIA MAIS »

Requalificação da Estrada do Feijão fortalece a economia, turismo e geração de empregos na Bahia

Foto: Artur Lopes / Concef

Uma das vias mais importantes para o escoamento de grãos, oleaginosas, minérios e da pecuária produzidos no oeste da Bahia, a rodovia BA-052, mais conhecida como Estrada do Feijão, passa por obras de requalificação em 159,85 quilômetros. O serviço é uma das principais solicitações dos moradores e produtores de toda região, beneficiando mais de 1,4 milhão de pessoas. As intervenções representam um investimento de R$ 45 milhões, mantêm 150 empregos diretos e devem ser finalizadas até o início do segundo semestre deste ano.

Com extensão de 545,4 quilômetros, o Sistema Rodoviário BA-052 tem início nas imediações de Feira de Santana, passa pelo município de Xique-Xique, de onde segue até Barra, na BA-160. O motorista Gelcivan Moura, morador de Ipirá, comemora a reforma e espera diminuir o tempo de viagem entre Ipirá e Feira de Santana. “Costumo passar pela estrada todos os dias e, antes dessa recuperação, eu precisava fazer revisão no carro toda vez que passava por aqui”, afirma.

A Concessionária Estrada do Feijão (Concef), responsável pela administração da via, também executa melhorias em toda extensão do sistema rodoviário, conforme o contrato de concessão estabelecido em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra). A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) atua como órgão regulador e fiscalizador da obra. :: LEIA MAIS »

Primeiro edital do Consórcio Nordeste gera economia de R$ 50 milhões

Primeiro edital do Consórcio Nordeste gera economia de R$ 50 milhões

Foto: Heudes Regis/GovernoPE

A primeira compra coletiva realizada pelo Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste) vai gerar uma economia de quase R$ 50 milhões para a região. A informação foi divulgada pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara, após reunião com representantes dos nove estados nordestinos no Palácio do Campo das Princesas, em Recife, nesta quarta-feira (6). O governador em exercício da Bahia, João Leão, participou da reunião.

A licitação conjunta para a compra de remédios envolveu a aquisição de 10 itens componentes especializados da assistência farmacêutica. O edital previa o investimento de R$ 133 milhões na aquisição dos medicamentos, mas a empresa vencedora do certame apresentou uma proposta final no valor de R$ 118 milhões. Os preços praticados pelos Estados antes do Consórcio Nordeste poderiam chegar aos R$ 166 milhões. Os medicamentos são fórmulas restritas para uso exclusivo na rede pública e vão abastecer farmácias de hospitais, ambulatórios e postos de saúde, que atendem uma população de mais de 57 milhões de nordestinos. :: LEIA MAIS »

Chocolat Bahia 2019 consolida polo chocolateiro e impulsiona economia

Chocolat Bahia 2019 consolida polo chocolateiro e impulsiona economia

Foto: Nadson Carvalho

O maior evento de cacau e chocolate da América Latina. Assim pode ser definido o Chocolat Festival 2019, encerrado no último domingo (21), em Ilhéus. Realizado com o apoio do Governo do Estado, o festival reuniu cerca de 60 mil pessoas e movimentou aproximadamente R$ 15 milhões em negócios, reunindo 170  expositores e mais de 70  marcas de chocolate. O festival possui características únicas  como produção de chocolate, mel de cacau, nibs, cauchaça, creme de, cacau caramelizado, sabonetes de cacau, etc; e uma estrada temática, a Estrada do Chocolate,  com fazendas centenárias, fábricas de chocolate, natureza exuberante.

O coordenador do Chocolat Festival 2019, Marco Lessa, destacou que “os resultados superaram todas as expectativas, numa  demonstração de que os consumidores passam a valorizar o chocolate de origem. Tivemos muitos lançamentos de produtos, com diversidade e inovação,  que  atraíram pessoas da região e de outros estados”. Ainda para Marcos, “é importante  conscientizar os cerca de 30 mil produtores de cacau, que sustentaram a economia sulbaiana durante décadas, de que eles podem se restabelecer dentro de um novo conceito, que é o chocolate de origem. Dessa maneira, iremos retomar, em bases sólidas e sustentáveis, o caminho do desenvolvimento”.

O Governo do Estado também marcou presença no festival com os estandes do  Centro Público de Economia Solidária (Cesol) Litoral Sul,com produtos de empreendimentos solidários e destaque para o lançamento do creme de cacau Cacauela; a Bahia Cacau, uma cooperativa que  já que comercializa chocolate e derivados no mercado paulista, a fábrica-escola do Chocolate do Centro Estadual de Educação Profissional Nelson Schau, com a instalação de uma planta industrial em que os alunos produziram chocolates e derivados de cacau, além da retomada as atividades da Câmara Setorial do Cacau, que define de ações conjuntas para o desenvolvimento da cadeia produtiva do cacau. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia