WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘WhatsApp’

“Não dá para ficar dialogando pelo WhatsApp”, critica Átila do Congo sobre atuação das lideranças de governo na CMS

Vereador Átila do Congo (Patriota) – Foto: Reginaldo Ipê

O vereador Átila do Congo (Patriota) elevou o tom na tribuna da Câmara Municipal de Salvador (CMS) nesta quarta-feira (07) para criticar a interlocução do líder e vice-líder de governo na condução dos projetos com o executivo municipal. O edil lamentou que a comunicação só esteja sendo feita pelo aplicativo de mensagem WhatsApp.

“Entendo que é um momento difícil de pandemia, porém, nós estamos todos aqui saindo para vir à Câmara trabalha e não vejo uma valorização pelo governo municipal. É uma situação complicada, acho que os nossos projetos da base precisam ser ouvidos, não dá para ficar falando por WhatsApp apenas quando o prefeito ou a vice quiserem responder”, disparou Átila.

O parlamentar cobrou ainda uma atuação mais presente do líder e vice-líder do governo na Casa Legislativa. “Vejo a inclinação do presidente Geraldo Jr para nos ajudar e reconheço o trabalho do vereador Edvaldo Brito na comissão dele nas tratativas com os projetos, porém, o que mais ouço aqui são reclamações de colegas sobre a dificuldade em avançar as propostas”, disse. :: LEIA MAIS »

Foliões podem denunciar recusa de corrida por taxistas pelo WhatsApp

Recusar corridas por serem de curta distância, ou lesar passageiros com cobrança ilegal, sem uso do taxímetro, são algumas das condutas que poderão ser denunciadas à Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) durante o Carnaval. Em caso de constrangimentos, o usuário poderá denunciar o taxista infrator pelo WhatsApp (71) 99977-5135 ou pelo “Fala Salvador”, através do 156. O número disponibilizado pelo WhatsApp é exclusivo para receber mensagens, não está válido para ligações.

Quem, por ventura, esquecer algum item num táxi precisa ter em mãos o número do alvará e, em seguida, informar, pelo WhatsApp, o ocorrido. Com a identificação do veículo, os pertences serão resgatados e devolvidos ao usuário. O folião que optar pelo serviço de táxi para deixar os circuitos da festa deverá procurar por um dos 15 pontos implantados pela secretaria, onde a equipe de fiscalização estará presente. Outras denúncias referentes a trânsito e transporte podem ser feitas pelo número 118.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia