WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Seminário

:: ‘Vereador Zé Filé’

Zé Filé faz questionamento, é ameaçado com a Corregedoria e dispara: “Esqueceram da acusação de venda de drogas nesta Casa”

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS), ao discursar a favor da aprovação do requerimento 148/2019 de autoria do vereador Roberto Tourinho (PV), fez um questionamento que causou polêmica na Câmara Municipal de Feira de Santana. Após ouvir muitos discursos de vereadores governistas pedindo a rejeição da proposta, Zé Filé disparou. “Será que o prefeito está pegando dinheiro e dando aos vereadores para fazer essa defesa toda? Pois da maneira que eles defendem parece que estão acobertando alguma coisa”.

Logo veio a reação da base governista. O vereador Cadmiel Pereira (PSC), em pela ordem, disse que pela força do regimento interno a atitude questionada pelo colega se configure como quebra de decoro. “Há uma responsabilidade sobre a fala do vereador Zé Filé a qual ele quer induzir que há compra de voto por parte do Executivo com o Legislativo. Peço que encaminhe para a Corregedoria, pois não estou aqui para ser induzido por fala de colega. Peço uma retratação ou a questão do decoro tem que ser julgada pela corregedoria da Casa”, disse.

Resposta da presidência

Ao ouvir o pedido de Cadmiel, o vereador Alberto Nery (PT), vice-presidente do Legislativo feirense e que no momento ocupava a presidência, pediu que constasse em ata o questionamento de Zé Filé pedindo para enfatizar a palavra “será”. O que causou rejeição dos governistas. Nery disparou. “Se esse ‘será’ é acusação a alguém que ele pegue a carapuça e leva a Corregedoria da Casa”.

O vereador Isaías de Diogo (PDT) rebateu a fala do presidente alertando que a palavra “será” colocava em cheque até mesmo ele que estava presidindo a sessão mesmo sendo oposição. “Esse ‘será’ não me acusa em nada”, respondeu Nery.

“Esqueceram da acusação de venda de drogas”

De volta com a palavra, Zé Filé pediu desculpas se algum colega se sentiu ofendido e alertou para o fato de que vereador de oposição não pode dizer nada na Casa. “Vereador de oposição não tem direito de falar nada. Aqui nessa Casa todo mundo pode fazer tudo, menos vereador de oposição. Ninguém recorda quando houve acusação de venda de drogas nesta Casa. Se fosse eu teriam me tirado o mandato. E agora querem tomar meu mandato alegando falta de decoro porque simplesmente estou defendendo o povo. É brincadeira um negócio desses”, lamentou.

Zé Filé já tem destino: PSD

Fernando Torres e Zé Filé

Fernando Torres e Zé Filé

Ainda em entrevista ao site Política In Rosa, o ex-deputado federal Fernando Torres (PSD) falou sobre a situação do vereador Zé Filé (PROS) que sempre o apoiou como pré-candidato a prefeito de Feira de Santana e fez duras críticas ao governo do ex-prefeito José Ronaldo (DEM) e do atual prefeito Colbert Filho (MDB). “Zé Filé poderá vim para o PSD se quiser. O partido está de portas abertas para ele. Ele se elegeu pela coligação PSD e PROS, mas eu o considero do PSD. Não vejo mudança em Zé Filé, vejo continuidade se ele vir para o PSD”, disse.

De acordo com Torres, as portas da legenda estão abertas, só depende do vereador. Resta saber se Zé Filé irá apoiar quem ele sempre fez uma oposição acirrada no Legislativo feirense. A pergunta que fica é: qual será o comportamento Zé Filé, principalmente na tribuna da Casa, caso isso aconteça?

Situação do vereador Zé Filé é incerta com o anúncio de Fernando Torres

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

Fernando Torres anunciou que é pré-candidato a vereador e que apoiará o atual prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho, em sua eleição para prefeito. Vale ressaltar que o vereador Zé Filé (PROS) faz parte da base de apoio de Fernando Torres. O vereador não cansou de dizer que era dele o seu apoio para prefeito e faz uma oposição ferrenha ao atual prefeito, Colbert Martins. Além de concorrente de Zé Filé, Fernando Torres apoia a quem ele faz oposição. Fica a pergunta: como ficará a situação de Zé Filé? O site Política In Rosa tentou entrar em contato com o vereador, mas o telefone dele está desligado.

Vereador chama chefe de gabinete do prefeito de ‘dono de Feira de Santana’

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS) em seu pronunciamento na sessão desta segunda-feira (18), na Câmara Municipal de Feira de Santana, teceu duras críticas ao chefe de gabinete do prefeito. “Quero fazer uma critica ao ‘dono de Feira de Santana’, o tal do Mário Borges. Quarta-feira passada houve uma manifestação dos moradores da estrada da Pedra da Canoa, próximo à localidade de Santa Rosa. Mário Borges esteve lá e conversou com as pessoas e prometeu mandar as máquinas em breve. No outro dia, ele voltou lá e disse que não mandou as máquinas porque este vereador estava na reunião que ele fez a promessa”, relatou.

“O que está acontecendo Mário Borges? Feira tem dois prefeitos: Mário Borges e o prefeito Colbert. Ele foi secretário, se candidatou a vereador e não foi para lugar nenhum, de tão ruim que é. Mário, você não está fazendo nenhum favor para Zé Filé não. Acorde para a vida que você não é dono de Feira. Se sexta-feira as máquinas não estiverem lá, volto aqui”, disse Filé.

Zé Filé ainda ressaltou a fala do chefe de gabinete do prefeito Mário Borges. “Ele disse que passou na estrada a 80km por hora. Fez isso porque o carro que você usa é pago pelo povo de Feira. Um ônibus não pode fazer isso não, até porque seria uma falta de responsabilidade”, finalizou.

Projeto visa saber informações sobre obras paradas em Feira de Santana

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS) é autor do projeto de lei de número 169/18 que dispõe sobre a obrigatoriedade do Poder executivo divulgar informações sobre obras públicas paralisadas. O projeto visa saber quais são os motivos, o tempo de interrupção e nova data prevista para o término das obras. Como é um vereador oposicionista, é incerto saber se esse projeto de Zé Filé será ou não aprovado pela Casa nesta segunda-feira (26). Provavelmente não.

“Fernando Torres vem aí”, diz Zé Filé sobre Prefeitura de Feira de Santana

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS) disse ter certeza de que este governo está chegando ao fim. “Fernando Torres vem ai. Se essa administração que ai está há 20 anos continuar, Feira de Santana vai acabar. O povo está sofrendo, não tem água, não tem comida, não tem lazer”, finalizou.

Vereador denuncia insatisfação de funcionários das unidades de saúde

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS) denunciou a insatisfação de trabalhadores da saúde de Feira de Santana. Segundo o vereador, o salário baixo é a principal reclamação. “Nos PSF’s as pessoas estão trabalhando insatisfeitas. Feira de Santana é o município que paga o pior salário aos profissionais da assistência social. Infelizmente, o desemprego é grande e essas pessoas se sujeitam a esse tipo de exploração”, afirmou.

Zé Filé pede que cooperados da Prefeitura de Feira de Santana recebam 13º salário

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS) reivindicou o pagamento do 13º salário aos cooperados que prestam serviço à Prefeitura Municipal de Feira de Santana. O edil defendeu a igualdade de direitos no funcionalismo público no município, com a garantia de férias e demais benefícios para os trabalhadores contratados por meio das cooperativas. “Peço ao prefeito que pague o 13º dos cooperados, eles têm o mesmo direito dos funcionários que prestam serviço à prefeitura e recebem tudo aquilo que é assegurado ao trabalhador. Vocês acham isso justo? Está chegando o fim do ano, todos receberão salário a mais, só os cooperados não receberão”, reclamou, pedindo apoio aos colegas vereadores para reforçar a sua reivindicação através de indicações ao Executivo.

Filé ressaltou que o Município dispõe de recursos para arcar com as despesas. “Feira de Santana tem dinheiro para tudo, menos para pagar o salário dos cooperados. Do jeito que o prefeito faz, o povo não tem condições de comprar nada no fim de ano. Prefeito, mude esse governo. Vereadores, ajudem esse povo que necessita de uma renda que venha dar condições de comprar um chinelo para o filho. O salário do dia a dia não permite que comprem nada”, protestou.

Vereador pede direitos trabalhistas para cooperados

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS) pediu ao prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), que contemple os cooperados com direitos trabalhistas na sessão desta quarta-feira (03). Filé pediu a atenção do prefeito também para os funcionários das cooperativas. “Os cooperados não têm direito ao 13º salário e não podem reclamar, pois se fizerem isso serão demitidos. É assim que os cooperados são tratados, como escravos. Isso ele não vê. O salário do profissional de qualquer cidade pequena é 3,4 salários mínimos, em Feira paga apenas um salário”, pediu.

De acordo com Zé Filé, há pais e mães de família que dependem do salário das cooperativas que passam por dificuldade. “Eles ficam sonhando em receber o 13º salário. Peço a Colbert que libere esse salário. Está chegando o final de ano e eles precisam. O ex-prefeito não deu esse direito e quero saber quem está lucrando com isso. Fiz um requerimento querendo informações sobre os custos, quantidade de pessoas, mas não me deram porque não é interesse da Prefeitura passar essa informação. Espero que o prefeito seja cara nova ano que vem. Que pague aos cooperados os direitos que todo trabalhador tem”, explicou.

“Secretário não tem que ficar com a bunda colada na cadeira, tem que ir pra rua”

 

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

Finalmente, de acordo com o vereador Zé Filé (PROS), o prefeito de Feira de Santana Colbert Martins Filho (MDB) fez uma visita ao conjunto Feira X. De acordo com Zé Filé, na manhã desta terça-feira (25), Colbert andou pelo bairro para verificar as suas necessidades. Ele cobrou ainda que o mesmo fosse feito com o conjunto Viveiros. “Secretário não tem que ficar com a bunda colada na cadeira, tem que ir pra rua. Prefeito, coloque todos para fora depois no ano que vem. Feira de Santana tem que ter a cara do prefeito novo e não do prefeito antigo. Esses secretários que estão aí está todos cansados”, disparou.

Vereador critica discurso de oposicionista

Vereador João Bililiu

Vereador João Bililiu (PPS)

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta terça-feira (11), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador João dos Santos-Bililiu (PPS) disse não concordar com o pronunciamento do colega Zé Filé (PROS). “Peço desculpas aos senhores pelo pronunciamento do meu amigo Zé Filé. Acho lindo quando vou ao circo e vejo o palhaço. Passou 20 anos mamando nas tetas e depois quando as tetas estão secas não serve para mais nada. Tenho certeza que falar é fácil, mas vivenciar o dia a dia é difícil”, pontuou Bililiu.

Para finalizar, o vereador comparou a posição política de Zé Filé a um casamento. “ Portanto, tenho convicção de que ninguém aceita palavras bonitas. Passou 20 anos vivendo bem e agora está criticando. É como um casal que depois de 20 anos resolve se separar. O colega está pregando uma propaganda que não é verdade”, findou.

Zé Filé reforça críticas de Bililiu e diz: “Todos os gestores têm a sua parcela de culpa”

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS), concordando com as reclamações do vereador João Bililiu (PPS),  também criticou o descaso do Poder Público com os moradores dos bairros adjacentes da Lagoa Grande. O edil informou que tem visitado a localidade. “Os governos têm que intervir naquela situação. Está insustentável”, disse.

Na oportunidade, o edil afirmou que a responsabilidade de proporcionar o bem-estar do povo não é exclusiva do Governo do Estado. “Eu sei o que o povo tem passado. Eu estou sempre junto. Faço a minha parte. Alguns vereadores acham que a culpa é só do Estado. Estão errados. Todos os gestores têm a sua parcela de culpa, ou seja, a responsabilidade é de todos. Afinal de contas, para onde vai o dinheiro do IPTU recolhido naquele bairro? Subir aqui e criticar é muito fácil. Todos nós devemos de algum modo contribuir para a mudança”, finalizou.

“Concurso da Guarda Municipal é para enrolar o povo”, diz vereador

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS) criticou o número de vagas disponibilizadas no edital do concurso da Guarda Civil Municipal de Feira de Santana. Para Filé, o Município está indo de encontro com a Lei 56/2016, que estabelece o número de 471 guardas municipais em atuação no município, que tem uma população de 627.470 habitantes. “Esse concurso é para enrolar o povo. Em Feira de Santana existem 155 guardas, enquanto deveria ter 471. É uma falta de respeito com o povo feirense. Assim como o gestor que faliu Feira de Santana, esse de agora também não tem condições de administrar nossa cidade”, criticou.

Em aparte, o vereador e líder governista, Lulinha (DEM), rebateu as críticas. “O nobre colega não leu o edital do concurso. Inicialmente, serão convocados 50 aprovados no concurso e haverá cadastro de reserva, podendo convocarem, posteriormente, até 500 novos guardas municipais”, explicou.

Trabalhadores da Micareta ainda não foram pagos, denuncia vereador

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS) questionou a falta de pagamento das pessoas que trabalharam na Micareta de Feira deste ano. Segundo ele, a dívida já dura 60 dias e a justificativa da Prefeitura é a falta da data de nascimento dos trabalhadores. “A Micareta foi uma maravilha, já passou, quero lamentar pelas pessoas que estavam trabalhando e cobrar do prefeito o pagamento delas. Quero saber o que está acontecendo, que estas pessoas ainda não foram pagas? Quero saber do prefeito, do secretário, do diretor de eventos, onde colocaram o dinheiro que era para pagar àquelas pessoas que trabalharam debaixo de chuva. Já se foram quase 60 dias e nada. É bonito fazer festa desse jeito? Aposto que os cantores contratados para tocarem meio metro já receberam, mas o pobre, pai de família ainda não”, questionou.

Segundo o vereador, a justificativa apresentada pela Prefeitura não procede. “Alegam que está faltando a data de nascimento dos trabalhadores. Que mentira. Sabe porque eu sei que é mentira? Porque também já trabalhei como eles, debaixo de sol e chuva e também esperei mais de 30 dias para ser pago. Sem contar que quando a pessoa é chamada para trabalhar tem que apresentar vários documentos e certidões, então a data de nascimento não é desculpa, pois consta nos documentos. É o povo trabalhador sendo humilhado”, disparou.

Levante a Voz - Todos contra a Dengue Câmara Municipal de Feira de Santana - Lado a Lado


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia