WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Fala Feira 156

:: ‘Vereador Roberto Tourinho’

Roberto Tourinho denuncia ônibus da empresa Rosa com placa falsificada

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) denunciou que um ônibus da empresa Rosa que toda em Feira de Santana foi apreendido pela Superintendência Municipal de Trânsito (SMT) com placa falsificada. O ônibus roda para a Conder com o número da linha 13538. Tourinho lembrou que no Rio de Janeiro vários empresários do transporte coletivo estão na cadeia. “Quem falsifica placa de veículos geralmente são marginais. Marginais que cometem roubam bancos e matam pessoas. Estamos investigando as empresas Rosa e São João que estão fazendo o que querem na cidade de Feira de Santana. até o último dia que estiver aqui vou continuar denunciando porque os responsáveis têm que ser punidos”, afirmou.

Tourinho disse ainda que receberá outras informações sobre os crimes dos empresários e não terá receio de tornar público o que essa “corja vem fazendo na cidade de Feira de Santana”.

Vereador critica falta de acessibilidade em Feira de Santana

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência que é comemorado no dia 3 de dezembro, foi lembrado nesta terça-feira (27) pelo vereador Roberto Tourinho (PV), para anunciar que o Conselho Municipal, que é presidido por Gorete Cerqueira, vai realizar uma blitz visando identificar as carências desse segmento da população. Ele elogiou a iniciativa e lamentou a falta de acessibilidade em Feira de Santana. “Somos a 2ª maior cidade da Bahia, a 34ª do Brasil, o maior entroncamento rodoviário do Norte Nordeste e enfrentamos sérios problemas no dia a dia”, afirmou Tourinho.

O edil ainda destacou a falta de rampas de acesso para cadeirantes, bem como de sinalização no trânsito e ausência de locais adaptados para deficientes visuais. “Em grande quantidade de ônibus o elevador não funciona, é só para inglês ver”, denunciou.

“Feira de Santana tem um dos piores transportes públicos do país”, critica vereador

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) falou sobre as duas Audiências Públicas realizadas na última semana no plenário da Câmara Municipal de Feira de Santana, atendendo solicitações da Comissão de Obras, Urbanismo, Infraestrutura Municipal, Agricultura e Meio Ambiente, presidida pelo mesmo. “Na audiência pública realizada na quinta-feira (08) tentamos debater sobre a retirada de algumas linhas de ônibus em localidades da zona rural, que passará a ser operada por permissionários de vans. Infelizmente, não resolvemos nada. O secretário ficou no chove e não molha. Feira de Santana tem um dos piores transportes públicos do país, mas a retirada dos ônibus da zona rural vai prejudicar muito o homem do campo e, consequentemente, a economia de nossa cidade. Na sexta-feira tratamos sobre a duplicação da BR 116 Norte e ficou esclarecido que serão construídos os retornos, viadutos, passarelas e pistas de desaceleração e a construção beneficiará os moradores dos distritos de Matinha, Maria Quitéria e Tiquaruçu. Foi muito proveitosa discussão”, disse Roberto Tourinho.

“Cargos em cooperativas são usados como moeda de troca”, dispara vereador

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) disse ter ouvido atentamente o discurso do colega Pastor Tom (PATRIOTA) que cobrou das cooperativas o pagamento de 13º salário e férias aos cooperados. “Vou trazer uma informação à Casa: a implantação de cooperativas é coisa de 20 anos no Brasil e em Feira de Santana tem sido de forma acelerada. Está sendo usada como moeda de troca e poucos têm a coragem de falar o que estou falando. Os cooperados hoje são um número maior que os efetivos do Município. Há um efetivo ganhando um salário mínimo e ao lado um cooperado, apadrinhando de político, que não realiza o trabalho e fica apenas pedindo apoio ao padrinho, ganhando mais”, disse Tourinho. “Vereadores que têm 300 indicados no Governo, contratados através de cooperativas, usa como moeda de troca, barganha. É assim que muitos se mantém no poder. Pegam uma UPA, posto de saúde, unidade de saúde, Reda, e fazem de conta que são seus. Essas cooperativas, esses contratos, são nefastos, fazem mal ao Governo. Os que ali estão é para arranjar votos para seus indicados, não estão preocupados com o Município”, pontuou.

Segundo o edil, em Feira nesses últimos anos, teve responsáveis por isso para se manterem no poder. “E agora estão fazendo discurso de que os cooperados estão recebendo pouco, sendo que muitas vezes recebem mais que os efetivos. Muitas vezes, os cooperados ganham duas ou três vezes mais que os efetivos que vão se aposentar com um salário mínimo, trabalhando 40 horas por dia”, disse.

Tourinho ainda disse que de 2001 em diante, Feira entrou em uma escala de até 400 cargos por vereador. “Os cooperados, realizando a mesma função, tem salários distintos, dependendo da cooperativas que são contratos. Já ouvi muita gente pedir para trocar de cooperativa para ganhar melhor”, finalizou.

Após vereador tecer críticas a Ronaldo e ex-prefeitos, líder do Governo puxa microfone

Vereador Roberto Tourinho e o líder do Governo Lulinha-montagem Política In Rosa

Vereador Roberto Tourinho e o líder do Governo, vereador Lulinha-montagem Política In Rosa

O vereador Roberto Tourinho (PV), após a aprovação em primeira discussão do projeto de lei de nº 114/2018 que determina o Orçamento Impositivo nesta segunda-feira (15), sofreu com a intempestividade do líder do Governo, o vereador Lulinha (DEM). Enquanto discursava fazendo críticas aos colegas pelo fato de ter sido discutido na Câmara Municipal de Feira de Santana anteriormente a possibilidade de haver o Orçamento Impositivo, mas nunca ter acontecido por haver uma proibição do ex-prefeito José Ronaldo e de ex-prefeitos, Tourinho teve o microfone bruscamente tirado pelo líder do Governo com a justificativa de que o seu tempo havia acabado (veja o vídeo). “Eu ainda não terminei de falar. Pelo que me consta o senhor não é o presidente desta Casa, vereador”, reagiu Tourinho, continuando a sua fala.

Roberto Tourinho pede revisão do sistema de votação por parte do TRE-BA

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) chamou a atenção do TRE e TSE para que fosse revista a forma como as eleições foram conduzidas, pois segundo ele, as mudanças não foram favoráveis para o pleito. “Quero falar mais uma vez para que o TRE e o TSE corrijam os erros ocorridos em Feira de Santana. Se tivermos esse mesmo problema em uma eleição municipal, onde a presença dos eleitores nas urnas é bem maior, haverá grande prejuízo à população do nosso município. Identificamos que em Feira de Santana, cerca de 30 mil pessoas deixaram de votar, pois não fizeram o recadastramento da Biometria e a instalação das máquinas não surtiu eleito, pois o objetivo é evitar que o eleitor escrevesse seu nome e fosse direto para a máquina, havendo redução do tempo de votação. Mas, o que aconteceu foram que as máquinas, na maioria, não fizeram a leitura da digital apenas com o polegar e alguns tiveram quer colocar todos os dedos, o mesmo tempo que gastaria para colocar os nomes”, pontuou Tourinho.

O edil lembrou mais que a junção das sessões eleitorais também dificultou a votação. “Houve concentração para votação, juntaram três sessões e apenas uma urna. Na sessão que voto, sempre tinham duas urnas, então a sessão que tinha em media 300 pessoas votando, passou a ter mil pessoas votando, com apenas uma urna, o que formou fila quilométrica”, disse.

Para finalizar, Tourinho observou a falta de treinamento dos voluntários que trabalharam no pleito. “As pessoas que trabalharam nesta eleição, com todo o respeito, não foram treinadas para dirigirem às sessões. Muitas não sabiam praticamente nada. Fui chamado  a atenção por ter colocado em minha camisa preguinhas de dois candidatos e tive que explicar que meu ato era legal. Mas, isso reflete um despreparo e não vou culpar a pessoa que estava ali sem receber nada, de forma voluntária”, finalizou.

“José Ronaldo fez como o escorpião: traiu”, acusa Tourinho

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) fez a leitura da fábula “O escorpião e o sapo” em seu discurso na manhã desta quarta-feira (03), fazendo comparativos com o atual cenário político da Bahia. “Ouvi o líder do Governo, o vereador Lulinha (DEM) falando e entendo a importância da escola, mas educação não se resume à construção de escolas, mas sim ao cumprimento de meta estabelecida pela valorização da educação e vários outros pontos de uma administração municipal. Reconheço que escolas foram construídas, mas não podemos deixar de dizer que existem muitas falhas. Fui procurado por uma diretora, que me informou que até o momento a escola não tinha recebido farda. Quando busquei o por que fui informado de que houve um atraso no processo licitatório”, pontuou Tourinho. E continuou garantindo que trabalha em prol do povo e não para agradar lideranças políticas. “Sou um vereador que compõe a base, portando sou um aliado e não um alienado. Debato, divirjo e apoio o que deve ser apoiado. Não estou aqui por pedidos, mas sim pela minha história e amigos que me confiaram os votos. Por isso, não se pode deixar de ter a sensibilidade de entender que, quando o governo erra, deve ser criticado com o desejo de que os erros sejam corrigidos. Não se pode confundir apoio com atos de subserviência”, avaliou.

Sobre a fábula “O escorpião e o sapo”, Tourinho disse que fez a leitura a pedido de alguns profissionais da imprensa, destacando que aquele era um momento oportuno para repeti-la. “Quem é escorpião, morre escorpião. É quem a vida toda só sabe trair, ferroar, fazer da política o laboratório da maldade. Existem pessoas que dormem e acordam pensando de que forma vão trair, apunhalar. Está na corrente sanguínea”, comparou. E continuou. “Imaginem de que ACM Neto, pelo qual não tenho simpatia, presidente do DEM, coordenador da campanha de Geraldo Alckmin no Nordeste, que tem Ronaldo como seu candidato ao Governo do Estado, teve que ouvir Ronaldo pedir votos para outro candidato à Presidência, faltando poucos dias para as eleições. Ronaldo fez como o escorpião: traiu. A pessoa deve ter postura na vida. Quem trai em Feira, trai na Bahia, no Brasil. Não posso aceitar um ato desta natureza”, observou.

Tourinho disse mais que a discussão hoje não é se Ronaldo vai ganhar no estado, e sim o tamanho da derrota em Feira; se vai perder por muito ou por pouco. “Acho que não deveria perder em Feira, pois tem uma carreira política na cidade, a qual não podemos negar. Ele tem serviço prestado, mas a população cansou e está chateada pela maneira como foi conduzida”, avaliou. E finalizou, desejando sabedoria à população na hora de votar e respondendo a pergunta de Lulinha, em quem ele irá votar para governador da Bahia. “Que Deus dê sabedoria e que a população escolha a melhor opção. Meu candidato não é Ronaldo, se quer eu digo, pois não digo nos cantos. Não faço como muitos, que não têm coragem de falar aqui e falam nos cantos, nas salas. Homem público tem que ter coragem, não fico nas esquinas confabulando. E digo: desejo sucesso à Vossa Excelência, assim como os demais vereadores que são candidatos, mas não percam de vista a coragem que norteia o homem”, findou se dirigindo a Lulinha.

“Targino colocou muito mais gente em evento do que o candidato a governador do DEM”, dispara Tourinho

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) disse admirar ditados antigos e fez relação deles com a atual campanha para o Governo do Estado da Bahia. “Gosto muito do ditado dos mais velhos e têm dois que admiro: “Quem semeia vento colhe tempestade” e “Boa cama faz quem nela se deita”. Quero dizer que a situação de desespero do candidato do DEM nesta eleição é o reflexo destes dois ditados. Hoje, a discussão não é o resultado da eleição na Bahia e sim como será em Feira de Santana. Este é o comentário nos meios políticos. Sabe por quê? Porque boa cama faz quem nela se deita. Quem semeia vento colhe tempestade”, pontuou Tourinho.

Ainda no uso da tribuna,Tourinho comparou os eventos realizados pelo candidato a  Governo do Estado do DEM e do deputado Targino Machado, em uma casa de shows da cidade. “Targino, como candidato a deputado estadual, colocou muito mais gente no Prime do que o candidato ao Governo do Estado do DEM. Sabe por quê? Porque os correligionários do ex-prefeito cansaram. Estavam por ai dizendo do tratamento que receberam. Esta aí o resultado do que foi feito em Feira de Santana. O resultado de quem maltratou, de quem traiu. Pena que poucos têm a coragem de chegar a público e dizer”, observou.

Candidato opositor na eleição passada, Tourinho apoiará José Carneiro

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV), que manifestou seu interesse na última eleição da Câmara Municipal de Feira de Santana para ser o presidente do Legislativo feirense, afirmou ao site Política In Rosa de que não irá concorrer as eleições para esse biênio. “Estamos caminhando para ter uma chapa única. O vereador e atual presidente, José Carneiro (PSDB), tem conseguido agregar votos para concorrer à presidência da Câmara e ninguém é candidato de si só. Ele [Zé Carneiro] contará com meu apoio”, disse.

“Pedir votos em instituições religiosas é crime”

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV), em seu discurso na Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão desta terça-feira (28), parabenizou o Ministério Público pela decisão que torna crime eleitoral o ato de pedir votos em instituições religiosas.

“Decisão acertadíssima da Justiça. O Ministério Público vai estar atento a essa prática. O argumento é bastante simples: não é que a igreja não possa participar da vida política, mas o púlpito religioso não deve ser usado para promover candidatos”, destacou, cumprimentando os estudantes do curso de Direito e demais presentes nas galerias da Casa.

“Ao fazer parte de um grupo não vendi a minha alma e nem calei a minha voz”, dispara Tourinho

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) afirmou, em seu discurso na Câmara Municipal de Feira de Santana, que nunca mudou o curso da sua trajetória política, ou seja, nunca se elegeu por uma coligação e no curso do mandato aderiu a qualquer que fosse o governo. “Se existe alguém que tem lado sou eu. Estou no meu sétimo mandato de vereador e durante seis deles fui vereador de oposição do primeiro ao último dia. Na última eleição o meu partido apoiou o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, mas isso não me tirou o direito, o raciocínio e muito menos a minha independência de me posicionar nessa Casa. Eu sou aliado, não sou alienado. Eu penso e tenho as minhas posições”, disparou.

Tourinho lembrou ainda que quando ficou insatisfeito com o ex-prefeito José Ronaldo fez questão de protocolar em seu gabinete uma solicitação em que o deixava a vontade para exonerar os poucos cargos que o pertencia. “O meu mandato é muito maior do que cargos que possam ter”, completou. Ele ainda ressaltou que é aliado do atual prefeito, Colbert Martins, mas que é ate o dia em que entender que deve se portar desta forma sem com isso lhe tirar o direito de divergir. “Não cheguei a esta Casa por causa de prefeito ou deputado. Cheguei principalmente pelo meu trabalho político e pelos amigos que tenho. Isso me dá a liberdade de votar como eu devo votar. Ao fazer parte de um grupo não vendi a minha alma e nem calei a minha voz”, explicou.

CÂMARA DE VEREADORES_somos parceiro_banner de site Política in Rosa - 500x500 gif


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia