WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘Vereador Roberto Tourinho’

“Ao fazer parte de um grupo não vendi a minha alma e nem calei a minha voz”, dispara Tourinho

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) afirmou, em seu discurso na Câmara Municipal de Feira de Santana, que nunca mudou o curso da sua trajetória política, ou seja, nunca se elegeu por uma coligação e no curso do mandato aderiu a qualquer que fosse o governo. “Se existe alguém que tem lado sou eu. Estou no meu sétimo mandato de vereador e durante seis deles fui vereador de oposição do primeiro ao último dia. Na última eleição o meu partido apoiou o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, mas isso não me tirou o direito, o raciocínio e muito menos a minha independência de me posicionar nessa Casa. Eu sou aliado, não sou alienado. Eu penso e tenho as minhas posições”, disparou.

Tourinho lembrou ainda que quando ficou insatisfeito com o ex-prefeito José Ronaldo fez questão de protocolar em seu gabinete uma solicitação em que o deixava a vontade para exonerar os poucos cargos que o pertencia. “O meu mandato é muito maior do que cargos que possam ter”, completou. Ele ainda ressaltou que é aliado do atual prefeito, Colbert Martins, mas que é ate o dia em que entender que deve se portar desta forma sem com isso lhe tirar o direito de divergir. “Não cheguei a esta Casa por causa de prefeito ou deputado. Cheguei principalmente pelo meu trabalho político e pelos amigos que tenho. Isso me dá a liberdade de votar como eu devo votar. Ao fazer parte de um grupo não vendi a minha alma e nem calei a minha voz”, explicou.

“Não mordo e assopro ao mesmo tempo”, diz José Carneiro

Vereador José Carneiro

Vereador José Carneiro (PSDB)

Após o discurso do vereador Roberto Tourinho (PV), dizendo que “é aliado político e não alienado” e que por isso age de acordo com a sua consciência na vida pública, o presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador José Carneiro (PSDB) parece que enviou não uma indireta, mas uma direta para o colega. Na sequência da fala de Tourinho, Carneiro disparou. “Quero dizer a quem interessar possa que não mordo e assopro ao mesmo tempo”.

E ainda fez uma observação, essa já se dirigindo diretamente ao colega. “O senhor não ficou a vida na oposição. O senhor se elegeu com o prefeito José Falcão e não fez oposição a ele”. Tourinho explicou que quando tomou posse em seu primeiro dia de mandato como secretário e assim que voltou a Casa já o fez como oposição. “Eu participei do Governo, por isso não fiz oposição”, explicou.

Não satisfeito, José Carneiro voltou a rebater. “O senhor também participou do Governo José Ronaldo como secretário”. E Tourinho mais uma vez não fugiu ao debate. “Participei do Governo porque participei da campanha, não fui candidato a vereador e fui convidado. Como também tive e tenho a total liberdade para dizer o que eu penso e o que eu acho”. Carneiro garantiu que também goza da mesma liberdade.

“Proposta indecente”, diz Tourinho sobre chamado para Gerusa ser candidata a deputada federal

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

Fazendo uma análise da candidatura da vereadora Gerusa Sampaio (DEM) a deputada federal, o vereador Roberto Tourinho (PV) pontuou algumas dificuldades que a candidata deverá enfrentar. “Para candidata a deputado estadual seriam necessários 45 mil votos. Para federal, a senhora vai precisar de 80 mil votos. Fica uma dica, comece pegando o apoio dos vereadores desta Casa, ligados ao seu líder, e que ainda não têm candidatos definidos”, sugeriu.

Tourinho lembrou ainda que em 2010, Colbert Filho foi candidato a deputado federal pela oposição e na eleição seguinte saiu candidato aliado de José Ronaldo e teve uma queda expressiva na votação. “Tenha cuidado. Esses candidatos que vêm de fora, são trazidos pelos líderes. Essa proposta que lhe fizeram é indecente”, alertou.

Gerusa era candidatura a deputada estadual e, na opinião de Tourinho, com reais chances de conseguir a sua eleição. Com a desistência de Zé Chico, o DEM ficou sem candidato a deputado federal e o ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho pediu que Gerusa ocupasse esse espaço que ficou vago.

Demora nas obras do BRT faz vereador formar comissão para visitação

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) afirmou que formará uma comissão de vereadores para saber os motivos pelos quais as obras do BRT em Feira de Santana estão paradas. “Uma das obras mais discutidas nos últimos anos é o BRT. Elas tiveram início no dia 24 de junho de 2015 e já estamos em 12 de junho de 2018, ou seja, vai completar três anos e durante um bom período estas obras ficaram paralisadas por indetermináveis ações e representações judiciais. Isso fez com que as obras ficassem paradas por um tempo. Tão logo Colbert assumiu a Prefeitura  e quando cobrado pela imprensa sobre a conclusão do BRT, afirmou que seriam concluídas no fim deste ano. Faltam apenas seis meses para findar o ano e talvez o prefeito tenha sido induzido ao erro quando deu este prazo”, pontuou Tourinho.

O edil relatou mais que o BRT foi fruto de um empréstimo de R$ 90 milhões, feito pelo ex-prefeito José Ronaldo, e depois um aditivo. “R$ 90 milhões corresponde a 10% do orçamento do Município. A exceção das duas trincheiras, observa-se de que as demais obras referentes ao BRT apresentam um atraso em seu cronograma. A imprensa cobra, a população anseia e esta Casa, de forma natural, acompanha e deseja a conclusão dessa obra’, afirmou.

Ainda no uso da tribuna, Tourinho disse que como presidente da Comissão de Obras, Infraestrutura, Meio Ambiente e Agricultura da Casa, formará uma comissão de vereadores para visitarem as obras do BRT. “Vamos marcar uma data e anunciar para os colegas para que possamos visitar as obras do BRT, pois teremos em agosto a audiência pública para discutir este equipamento e o transporte público coletivo e precisamos fazer o dever de casa. Se os empresário garantiram que virão à audiência, vamos cobrar algumas atitudes e para isso precisamos saber os motivos da paralização da obra”, disse.

Para finalizar, Tourinho ressaltou a importância da obra do BRT. “Quando passo pelo BRT não vejo ninguém trabalhando. São uma média de R$ 100 milhões, que não podem cair no esquecimento. A comissão irá propor esta visita e fazer nosso dever de casa, tomando conhecimento dos motivos das obras estarem paradas”, findou.

Tourinho afirma que não se arrepende das apreensões de sons enquanto era secretário

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) comentou sobre as apreensões de sons que fez enquanto estava como secretário de Meio Ambiente de Feira de Santana. O discurso do vereador se deu porque nesta terça-feira, dia 5 de junho, comemora-se o Dia Internacional do Meio Ambiente. “Enquanto era secretário fazendo o meu trabalho não estava preocupado em perder votos. Se pudesse teria apreendido mais. E, diferente do que achavam, me elegi com a maior quantidade de votos que já tive. Temos que fazer a coisa certa e combater o que é errado”, afirmou.

Grupo dos incendiários x Grupo dos bombeiros: “Não faço parte de nenhum”

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

Na sessão desta terça-feira (29), o vereador Roberto Tourinho (PV) dividiu a Câmara Municipal de Feira de Santana em dois grupos: o dos incendiários e dos bombeiros. A fala do vereador se deveu ao  fato de que um grupo de vereadores se declarar como independentes nesta segunda-feira (28). Tourinho ressaltou que não faz parte de nenhum deles. “Respeito todas as opções políticas. Prefiro ser o que sempre fui: o fogo, a tocha, aquele que está o tempo todo lutando e defendendo meus ideais”, disse Tourinho.

Ainda segundo o vereador, existem digitais por trás desta mobilização e por isso fez um alerta aos colegas. “Tomem cuidado para que os soldados que estão de prontidão não sejam os que venham ainda a receber medalhas por terem combatido a luta. Cuidado. Eu já estiva na Faixa de Gaza e é uma luta desigual. Estou preocupado com os salva vidas desta luta. Cuidado com os bombeiros, pelotão de insatisfeitos”, alertou.

O edil lembrou que a insatisfação dos colegas não é com Colbert e sim com os insurgentes que não estão tendo o tratamento igual a dos bombeiros. “E isso vem desde o Governo passado, mas só agora chegaram ao limite”, avaliou.

“Se cercar vira hospício, se colocar a lona vira circo”

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) comentou a ida do vereador Edvaldo Lima (PP) à Câmara Municipal de Feira de Santana a cavalo. Tourinho disparou a seguinte frase. “Quando eu disse que se cercasse a Câmara de Vereadores viraria um hospício e se colocasse uma lona viraria um circo fui duramente criticado. Hoje só precisa cobrar ingresso para assistir o espetáculo que está acontecendo fora dessa Casa”.

Tourinho pede que quatro projetos de sua autoria sejam promulgados pela Câmara

vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

Segundo o vereador Roberto Tourinho (PV), quatro leis de sua autoria não foram sancionadas pelo prefeito José Ronaldo e nem promulgadas pela Câmara de Feira de Santana. A Lei Orgânica do Município disse que a Prefeitura Municipal tem o prazo de 15 dias úteis para vetar ou sancionar. Passado esse prazo a Câmara Municipal de Feira de Santana deve promulgar a lei. “Estou requerendo o cumprimento do Regimento Interno e que a Câmara promulgue as leis. O hábito do cachimbo não pode deixar a boca torta, solicito o cumprimento do Regimento e que as leis sejam promulgadas”, afirmou.

“Espero que a paz continue reinando neste lugar”

Vereador LulinhaCausou uma grande polêmica em todo o estado da Bahia a fala do vereador Roberto Tourinho (PV) sobre a Câmara Municipal de Feira de Santana. “Se jogar lona vira circo, se cercar vira hospício”, disse Tourinho na sessão desta segunda-feira (05). O vereador Marcos Lima (PRP) chegou revoltado e exigiu energicamente do presidente que providências fossem tomadas sobre a fala do colega. Uma reunião com todos os edis foi convocada pelo presidente da Casa, o vereador José Carneiro (PSDB). Após quase meia hora reunidos a sessão foi retomada com a seguinte frase do líder do Governo, o vereador Lulinha (DEM). “Espero que a paz continue reinando neste lugar”. Então tá.

“A Rosa e a São João, numa manobra sem vergonha, estão começando a tirar ônibus e colocar microônibus”, denuncia Tourinho

vereador Roberto TourinhoO vereador Roberto Tourinho (PV) destacou que está alertando sobre a situação financeira das empresas que são permissionárias do transporte coletivo da cidade e da recuperação judicial da São João e sobre o BRT. Para Tourinho, as empresas não terão condições de operar o novo sistema. Exemplo disso, segundo o vereador, é que em algumas comunidades os ônibus estão sendo retirados e substituídos por microônibus, o que traz para eles economia com mão de obra e custos. “A Rosa e a São João, numa manobra sem vergonha, estão começando a tirar ônibus e colocar microônibus. Eles já estão começando a fazer isso em algumas localidades como no bairro Três Riachos”, alertou.

“Uma empresa que não tem condições de pagar terá condições de operar o BRT?”, questiona vereador

Vereador Roberto TourinhoRespondendo a fala do líder do Governo, o vereador Lulinha (DEM), o vereador Roberto Tourinho (PV) voltou a reafirmar o pedido de apreensão de seis ônibus da empresa São João pelo banco Mercedes Benz. “O processo está suspenso por seis meses, é verdade. O que o senhor não entender e que o Governo Municipal não entendeu é que se uma empresa não tem dinheiro para pagar seis ônibus, essa empresa terá de R$ 8 a R$ 10 milhões para implantar os ônibus articulados do BRT? É isso que não está sendo dito ao povo de Feira de Santana”, disparou.

O vereador reclamou ainda que o governo está calado e o BRT está custando para o Município R$ 90 milhões. “Não existe BRT sem os ônibus articulados”, completou. Tourinho concluiu sua fala dizendo que foi o Governo Municipal que blindou as empresas para que elas não participassem da audiência pública que discutiria a situação financeira das mesmas.

Roberto Tourinho denuncia que empresa terá mais seis ônibus apreendidos

vereador Roberto TourinhoO vereador Roberto Tourinho (PV) denunciou que a justiça determinou a apreensão de seis ônibus da empresa São João, a mesma que pediu recuperação judicial e não participou da audiência pública na semana passada que pedia explicações sobre a situação financeira da mesma. “A empresa São João terá mais seis ônibus retirados das ruas por causa de uma carta precatória civil busca e apreensão requerido pelo banco Mercedes Benz do Brasil. A decisão foi para que seja feita a busca e apreensão de seis veículos de propriedade da empresa”, criticou.

O vereador lembrou que a Prefeitura Municipal tomou um empréstimo no valor de R$ 90 milhões para a implantação do BRT. “Se a Prefeitura não tomar cuidado com essas empresas não terá BRT e terá que pagar o empréstimo”, alertou. O vereador concluiu dizendo que essas empresas não terão condições de colocar para funcionar o BRT. “Elas não tem condições de operar o BRT”, finalizou.

“A grande maioria dos empresários que exploram o transporte coletivo no Brasil são picaretas”, dispara Tourinho

Vereador Roberto TourinhoFalando sobre a audiência pública realizada na última sexta-feira (24), o vereador Roberto Tourinho (PV) criticou os representantes das empresas de transporte coletivo urbano que operam na cidade de Feira de Santana. “Eles deram a estapafúrdia justificativa que houve um erro de digitação dizia que a data era diferente a que constava no ofício enviado a sede das empresas. Por isso se negaram de comparecer a essa Casa. O vereador disse que não tem como acreditar na seriedade dessas empresas, principalmente na São João após a entrada do pedido de recuperação judicial porque não tem condições de pagar os seus credores e se negarem a vir a Casa dar explicações.

“A sua não vinda só mostra uma manobra para não dar explicações. Vou me dedicar e vamos fazer um verdadeiro pente fino nessas empresas que operam o sistema de transporte coletivo dessa cidade. A grande maioria dos empresários que exploram o transporte coletivo no Brasil são picaretas. Mudam-se as coleiras, mas os cachorros são os mesmos. São iguais a cachorros: é latindo, mas não larga o osso”, disparou.

Vereador denuncia que empresa que operará BRT está em processo de pré-falência; empresa esclarece

vereador Roberto TourinhoO vereador Roberto Tourinho (PV) fez uma grave denúncia em seu discurso na manhã desta terça-feira (31), na Câmara Municipal de Feira de Santana. Conforme o vereador, a empresa São João, vencedora da licitação para operar o sistema de transporte de passageiros de Feira de Santana, está em processo de recuperação judicial. A empresa deu entrada no pedido no último dia 09 de outubro na 2ª Vara dos Feitos de Relação de Consumo, Cível e Comercial.

Tourinho questionou a viabilidade da empresa São João continuar atuando no sistema de transporte do município. Além de prazo para pagar as dívidas, ela solicitou à Justiça que os ônibus adquiridos por financiamento bancário possam permanecer na empresa.

“A empresa São João está em processo de pré-falência judicial. É essa empresa que tem o compromisso com o Município de colocar ônibus novos para operar no BRT. Será que essa empresa, que não honra com seus compromissos hoje, honrará os futuros?”, questionou o vereador.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Auto Ônibus São João Ltda., empresa consolidada há mais de 50 anos no mercado de transporte público urbano brasileiro, vem pela presente nota esclarecer à comunidade feirense acerca do pedido de recuperação judicial registrado sob o nº 0513460-43.2017.8.05.0080, em trâmite perante a 2ª Vara de Feitos às Relações de Consumo, Cíveis e Comerciais da Comarca de Feira de Santana.

O mencionado pedido judicial de recuperação tem como finalidade exclusiva o restabelecimento da solidez e saúde financeira da empresa, bem como a preservação de suas funções sociais, quais sejam, a manutenção dos vínculos com todos os seus colaboradores, indistintamente, e a prestação de um serviço público essencial de qualidade a todos os cidadãos que dele necessitem.

A medida tem origem no contexto econômico, político e social presente em todo o país, o qual trouxe restrições financeiras a muitas empresas e, até mesmo, a muitos lares brasileiros.

Neste ambiente, com o pedido de recuperação judicial, a Auto Ônibus São João Ltda. observa o devido processo legal, pleiteando perante um Poder Judiciário incólume e independente auxílio jurídico para alcançar seus objetivos fundamentais: o restabelecimento de suas forças de atuação em um mercado com o qual colabora há mais de 50 anos, prestando um serviço essencial à população desta cidade e de outras do interior do Estado de São Paulo, e a continuidade de sua trajetória de crescimento e colaboração com o poder público.

A Auto Ônibus São João Ltda. reitera o seu compromisso e transparência de sempre com a sociedade feirense, colocando-se à disposição para o esclarecimento de eventuais questionamentos.

Feira de Santana, 31 de outubro de 2017.

Auto Ônibus São João Ltda.

Assessoria de Comunicação

Vereador pede instalação de Delegacia do Idoso em Feira

vereador Roberto TourinhoNa sessão desta segunda-feira (23), a Câmara Municipal de Feira de Santana aprovou, em discussão única e por unanimidade dos presentes, o Requerimento de nº 234/2017, de autoria do vereador Roberto Tourinho (PV), que solicita do governador Rui Costa (PT) a implantação de uma Delegacia do Idoso no município de Feira de Santana, “atendendo assim o desejo de uma comunidade de idosos, muitas vezes vulnerável de malfeitores, que insistem na prática criminosa contra a pessoa idosa”.

“O Centro de Abastecimento necessita de melhorias”, reivindica Tourinho

Vereador Roberto TourinhoNo uso da tribuna, na sessão ordinária desta segunda-feira (16), na Casa da Cidadania, o vereador Roberto Tourinho (PV) pediu que o Governo Municipal adote melhorias no Centro de Abastecimento e informou que agendará uma audiência pública para discutir com comerciantes, empresários, população e Governo quais são essas melhorias. “No próximo mês, o Centro de Abastecimento, maior entreposto comercial de Feira de Santana, construído pelo ex-prefeito José Falcão, completará 41 anos de existência. Quem tem menos de 40 anos de idade não se recorda de que nossa em cidade tinha uma feira livre todo sábado e segunda-feira, que se hoje ainda existisse, já tinha passado da Avenida Nóide Cerqueira. As ruas começavam a ser ocupadas na tarde da sexta e liberas após a feira da segunda. Mas, preocupado com o pequeno agricultor, aquele da agricultura de subsistência, o ex-prefeito José Falcão, em quase quatro anos, construiu o Centro de Abastecimento”, relatou Tourinho.

O edil lamentou que nem todos os governantes deram a atenção devida ao entreposto comercial. “Em determinados momentos ele foi relegado, inclusive sendo chamado de ‘Centro de Aborrecimento’. Alguns governantes buscaram melhorar o local, mas atualmente ele vem perdendo sua essência. Os atacadistas estão tomando a essência do entreposto de abrigar os pequenos comerciantes. Sem espaços, esses comerciantes estão indo para o meio da rua que deve ser do motorista e para as calçadas que deveriam ser dos pedestres. Estamos vivendo essa Índia. Quem conhece a Índia tem a impressão que está no centro de Feira de Santana”, pontuou.

Tourinho disse que fez este relato para mostrar que tem pessoas preocupadas com a revitalização do Centro de Abastecimento e que o Governo Municipal precisa se posicionar. “Se a administração pensa que o melhor é privatizar, terceirizar, tirar os atacadistas, ampliar ou reformar, vamos discutir. O que não pode é continuar na situação que  está. Tem muita gente que sobrevive do C.A e ele está abandonado. Falta segurança no local, só este ano quatro pessoas já foram mortas. Aquele não é um local fechado e todos os finais de semana tem seresta, mas não é casa de show. Até onde sei, na Estação da Música não vende melão ou outras frutas, no Jonny Club não vende feijão ou farinha, então porquê tem que ser permitido a realização de serestas no C.A e o Poder Público fecha os olhos?”, questionou.

Para finalizar, Tourinho afirmou que é preciso discutir o entreposto. “Não tenho nada contra os atacadistas, mas o local precisa abrigar os pequenos comerciantes que hoje estão nas ruas. Porém, vão dividir o lugar com lama ou com o lixo? A culpa não é do administrador do local nem do secretário, contudo o Poder Público precisa se manifestar e se o prefeito for se licenciar para a campanha de senador quem assumirá é o vice-prefeito e temos que perguntar qual o pensamento do Governo para o local. Através da Comissão de Obras, Infraestrutura, Meio Ambiente, da qual faço parte, vou solicitar uma audiência pública com as classes interessadas para discutirmos o assunto”, findou.

“Governo goste ou não, vou discutir situação do Centro de Abastecimento”, diz Tourinho

vereador Roberto TourinhoO vereador Roberto Tourinho (PV) prometeu que não esqueceria a situação atual do Centro de Abastecimento e garantiu que não se furtaria de falar sobre os transtornos enfrentados por comerciantes e consumidores. Tourinho falou também sobre os dois assassinatos que aconteceram no entreposto em pouco espaço de tempo. “O Centro de Abastecimento que não vem recebendo atenção devida do Governo Municipal. Essa semana, mataram mais uma pessoa dentro do entreposto. O Centro virou palco de seresta. Precisamos discutir a atual situação daquele local, que é de tamanha importância para a economia do nosso município. O Governo goste ou não goste”, afirmou.

Roberto Tourinho explica saída do PSB e se deixará o PV

Lídice da Mata e Roberto TourinhoEm seu discurso durante a II Conferência realizada pelo Jornal Grande Bahia, a senadora Lídice da Mata (PSB) afirmou que “roubaram” Roberto Tourinho, hoje no PV, do seu partido. Questionado pelo site Política In Rosa se há possibilidade de voltar à legenda, Tourinho destacou que sempre teve uma ótima relação com a senadora. O vereador explicou que esteve durante 14 anos no PSB onde me elegi por três ou quatro vezes com várias lideranças. “Não deixei o PSB por nenhum desentendimento com o diretório. Ele sempre foi um partido ligado umbilicalmente ao PT e em Feira de Santana tivemos uma insatisfação com o PT na condução de alguns processos e isso me levou a deixar o PSB”, explicou.

O vereador disse ainda que não esconde a simpatia que tem pelo PSB e a amizade que tem com a senadora Lídice da Mata por ter sempre recebido manifestação de carinho e afeto por ela. “No momento não tenho porque deixar o PV que é um partido que me recebeu e me acolheu bem, mas política é como uma nuvem: você olha agora para o céu ela está em uma posição e amanhã ela está em outra”, explicou.

CÂMARA DE VEREADORES_somos parceiro_banner de site Política in Rosa - 500x500 gif


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia