WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


Feira de Santana-IPTU

:: ‘vereador Alberto Nery’

Após reunião entre Angelo, Geilson e Nery, PT lança Zé Neto como pré-candidato a prefeito de Feira

reunião entre Angelo, Geilson e Nery

Reunião entre Angelo, Geilson e Nery – Foto: Reprodução

Na última sexta-feira (12) os ex-deputados Angelo Almeida, Carlos Geilson, que agora é Ouvidor Geral do Estado da Bahia, e o vereador Alberto Nery (PT) tiveram um encontro em um restaurante da cidade. Em sua rede social, Angelo Almeida postou a foto dos presentes com os dizeres: “A entrada, o prato e a sobremesa foi com ingredientes para as eleições 2020”.

Após esse encontro, o Partido dos Trabalhadores (PT) lançou no último sábado (13), em reunião com a executiva, a pré-candidatura do deputado federal Zé Neto a Prefeitura de Feira de Santana nas eleições de 2020. Participaram do encontro o diretório, a militância, filiados e simpatizantes do partido, o deputado estadual Robinson Almeida e o vereador Alberto Nery. Zé Neto foi o escolhido do partido por unanimidade.

Agora é aguardar como vai ser esse desfecho e se os pré-candidatos de oposição ao prefeito Colbert Martins Filho será só Zé Neto, se haverá outro, se terá como vice Geilson ou Angelo. Geilson também já demonstrou a sua vontade de concorrer.

Oposicionista quer explicações sobre auditoria no transporte público de Feira de Santana

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

O vereador Alberto Nery (PT) em seu discurso na Câmara Municipal de Feira de Santana, nesta quarta-feira (27) cobrou da Prefeitura o resultado da auditoria realizada pela empresa Deloitte Brasil Auditoria e Consultoria Empresarial para analisar o equilíbrio econômico e financeiro do contrato de concessão do transporte urbano.

“O propósito era verificar se as empresas têm lucro ou prejuízo. Elas alegam que o valor de R$ 3,90 não é rentável. Estão com a proposta de retirar os cobradores”, disse o vereador ao cobrar uma explicação.

Nery chama Marcos Lima de vaidoso e critica comportamento de Edvaldo Lima

Alberto Nery, Marcos Lima e Edvaldo Lima montagem site Política In Rosa

Alberto Nery, Marcos Lima e Edvaldo Lima – montagem site Política In Rosa

Na semana passada o líder do Governo, vereador Marcos Lima (PRP) pediu que o projeto de lei que versa sobre o aumento dos professores fosse adiado de pauta. Ao assumir da tribuna da Casa, o oposicionista, vereador Alberto Nery (PT) disse que eles fez isso apenas por vaidade porque ao discursar os professores lhe deram as costas. “Esses professores moram em Feira de Santana e aqui pagam seus impostos. Eles têm direito de apoiar ou vaiar quem quiserem. O líder do Governo não levou em consideração o que indicado pelo prefeito Colbert Martins”, disparou.

“O senhor está aposentado hoje batendo “lavanca”

Nery ainda criticou o vereador Edvaldo Lima (PP) que apoiou Marcos Lima no adiamento da pauta lembrando a ele que em sua época de sindicalista não era assim que agia. “Edvaldo foi dirigente sindical e durante essa sua trajetória tinha outro comportamento. Ouvia e defendia a classe trabalhadora. Peço ao senhor que não entre nessa de votar contra trabalhador porque faz parte da base do Governo. Faz jus a sua historia. O senhor está aposentado hoje batendo “lavanca”, não como vereador. Isso aqui é uma passagem. Amanha poderemos não ser vereadores”, afirmou. Edvaldo é motorista de ônibus aposentado.

Desdobramentos

Marcos Lima acabou retirando o pedido de adiamento e o projeto entrou em votação sendo aprovado em primeira discussão. O objetivo é que esse projeto seja votado em segunda discussão hoje.

Taxas de guinchos em Feira estão altas, denuncia vereador

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

O vereador Alberto Nery (PT) voltou a criticar o líder do Governo, o vereador Marcos Lima (PRP). Em entrevista ao site Política In Rosa, Nery chamou de contradição o vereador defender uma esfera política e condenar outra. O oposicionista se referia ao fato de Marcos ter denunciado os altos valores dos guinchos cobrados pelo Governo do Estado e exigir que o valor fosse revisto. “Quando Marcos Lima denunciou os valores cobrados pelo Detran estava certíssimo. Era realmente alto. Eu não defendi o Estado neste caso porque a taxa era absurda. Mas o que o Poder Público Municipal também cobra é alto, R$ 244,48 numa taxa de guincho para carros. Vi denúncias também de pessoas que chegaram no momento em que o seu carro estava sendo guinchado e não deram a eles o direito de retirar os seus pertences. Isso é uma falta de respeito com o cidadão. A pessoa já está pagando um valor altíssimo e não tem nem direito de tirar seus pertences”, finalizou.

“Um absurdo”

Em resposta, Marcos Lima admitiu que o valor cobrado pelos guinchos em Feira de Santana é absurdo. “Vou estar com o prefeito Colbert Martins em breve e irei relatar essa situação para ver se podemos ter uma redução também”, finalizou.

“Vossa Excelência só não disse em junho de que ano”, diz Nery sobre entrega de obra do Governo Municipal

Alberto Nery e Marcos Lima-montagem Política In Rosa

Alberto Nery e Marcos Lima-montagem Política In Rosa

O líder do Governo, vereador Marcos Lima (PRP), discursou falando os feitos do Governo Municipal. Marcos fez uma defesa veemente do trabalho do prefeito Colbert Martins Filho. Dentre eles o Shopping Popular. Segundo Marcos, em junho a obra estará pronta. A obra do Shopping Popular tem sido criticada pela demora na sua entrega. Na presidência da Casa, o vereador oposicionista Alberto Nery (PT) disparou. “Vossa excelência só esqueceu de dizer em junho de que ano”.

Oposicionista pede que Câmara continue com independência e coloca seu nome a disposição para 2020

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

O vereador oposicionista e 1º vice-presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Alberto Nery (PT), desejou que em 2019 a Casa continue com independência. “Espero que neste ano de 2019 a Câmara continue com a sua independência e que possa estar votando os projetos que vem do Executivo que tragam benefícios para o povo de Feira de Santana. Espero também que possamos produzir projetos que sejam importantes para a população. Não quero continuar pensando que esta Casa é um puxadinho do Executivo”, relatou ao site Política In Rosa.

Para 2020

Nery disse ainda que cogita a possibilidade de ser candidato a prefeito de Feira de Santana em 2020. “Qualquer cidadão feirense que estar na política ele pleiteia um dia dirigir o seu município e comigo não seria diferente. Não entrei pra ser vereador e me perpetuar. Não dependo do mandato de vereador para manter a minha família. É um sonho de todo parlamentar, mas não posso ser ‘candidato de mim mesmo’. Faço parte de um grupo que é da base do Governo do Estado e estarei neste exército para apoiar o candidato que o grupo entender que seja bom para o nosso município. Se entenderem que meu nome representa bem estará à disposição”, disse Nery.

Oposicionista questiona postura de Colbert e diz que a cidade vive um marasmo

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

O vereador Alberto Nery (PT) usou a tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana para criticar o posicionamento do atual prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB). De acordo com o vereador, em entrevistas recentes a veículos de imprensa, o prefeito afirmou que o seu governo será de continuidade, o quê na opinião do oposicionista, não solucionará os problemas do município. “Continuidade de quê, Sr. prefeito? Do marasmo em que se encontra a cidade? Continuidade das obras paradas? Continuidade do caos que vive o centro comercial de Feira de Santana, sem qualquer ordenamento urbano?”  questionou. Para Nery, a expectativa dos eleitores e dos moradores da cidade é bem diferente do que está sendo apresentado. “Colbert, você lutou durante décadas para se tornar prefeito. Quando finalmente consegue conquistar o cargo, não imprime sua identidade e não mostra a sua cara? Veja o legado deixado pelo seu saudoso pai”, ponderou.

Ainda durante seu discurso, Nery sugeriu a mudança no secretariado que ele afirmou viver um cansaço. “Muitos fizeram um bom trabalho, mas é preciso renovar, conferir ânimo novo e mostrar a cara da sua gestão. Todo gestor público busca sua equipe e nós esperávamos isso de Colbert também”, opinou. Problemas da gestão anterior, a exemplo de denúncias em irregularidades de licitação e o péssimo posicionamento do município em um ranking da Educação, também foram abordados. “Parece que a prefeitura não mudou a gestão. O ex-prefeito continua dando as ordens de lá de sua casa. Já tivemos a informação de que ele se manifestou contra a aprovação do orçamento impositivo, sob o argumento de que a medida dá “poder” a oposição. Felizmente o atual prefeito parece não pensar assim e o projeto já foi aprovado em primeira discussão e já estou cobrando ao presidente da Casa que coloque a segunda discussão na pauta ainda este ano”.

Nery finalizou o seu discurso lamentando a postura. “É muito triste ver que Colbert se tornou o prefeito e não está tendo sabedoria para dar a sua direção ao governo. Esperávamos muito mais dele. Recentemente eu e alguns colegas fomos visitar uma obra. Segundo o secretário da pasta, em 90 dias ela seria concluída. Mas, na semana seguinte, a obra estava finalizada. Quer dizer: Eles mesmos estão boicotando a gestão do prefeito? Está na hora de Colbert mostrar a cara. Vem aí 2019, e nós esperamos que ele possa verdadeiramente assumir a prefeitura e fazer as mudanças necessárias para o desenvolvimento de Feira”.

Orçamento Impositivo é aprovado em Feira de Santana

Câmara Municipal de Feira de Santana

Foto: Anderson Dias / Política In Rosa

Os vereadores de Feira de Santana poderão indicar a aplicação de verba para áreas e ações que julgarem adequadas. É o que determina projeto de lei de n 114/2018 que trata do Orçamento Impositivo aprovado em segunda discussão nesta segunda-feira (26). A partir do ano que vem, os vereadores terão emendas individuais que podem chegar até 0,9% do orçamento anual do município. A lei que já havia sido apresentada anteriormente pelo vereador Alberto Nery (PT), sem aprovação da maioria, desta vez foi subscrita por diversos edis. “Eu quero agradecer a todos os vereadores que entenderam a importância do projeto e o aprovaram. Não poderia deixar de agradecer ao prefeito Colbert Martins que, até pela sua vasta experiência como parlamentar, reconheceu a importância do projeto para os vereadores e para a cidade. Agora, teremos mais uma ferramenta na busca de soluções de problemas das comunidades. Somos muito cobrados por melhorias pontuais em bairros e distritos e ficávamos algemados, pois não tínhamos autonomia”, explicou Nery.

De acordo com o projeto e a média do orçamento anual do município, estima-se que cada vereador poderá indicar até R$ 500.000,00 em emendas.  “Com o orçamento impositivo aprovado, cada vereador terá autonomia de indicar para onde deve ir o recurso da emenda. Mas isso também exige ainda mais responsabilidade. Não podemos indicar a execução de obras que não terão como serem mantidas a longo prazo, a exemplo de creches e postos de saúde, que além da estrutura física precisam de profissionais para funcionar. De qualquer maneira, quando a indicação é feita de maneira responsável, quem ganha é a comunidade, uma vez que seus representantes possuem mais um instrumento de resolução dos problemas da cidade”, comemorou Nery.

Oposicionista diz que tem pessoas “ficando ricas em cima do trabalho dos outros”

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

O vereador oposicionista, Alberto Nery (PT), abordou a atuação das cooperativas em Feira de Santana. Segundo o vereador, elas foram criadas para não terem fins lucrativos e os valores arrecadados devem ser divididos igualmente entre os cooperados, mas isso não é o que acontece. “Quem gere os valores arrecadados são os presidentes das cooperativas. Precisamos levar a denúncia ao MP, pois têm pessoas ficando ricas em cima do trabalho dos outros. O atual Governo Municipal não mudou nada em relação à atuação das cooperativas no governo passado e isso não vai mudar. Nós, enquanto fiscalizadores, é que devemos fazer a denúncia”, disse.

“Vá trabalhar e pare de fazer picuinha”, dispara Nery para Lulinha

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

Falando do edil Lulinha que é líder do Governo, o vereador Alberto Nery questionou quando ele reconhecerá que as eleições acabaram e que o povo da Bahia reconheceu o trabalho do governador Rui Costa. “Reconhece tanto que o reelegeu com 75,5% dos votos válidos. E ele insiste e ficar fazendo críticas e picuinha com o Governo do Estado. As eleições já passaram, Lulinha, vá trabalhar. Faça o seu trabalho. Bolsonaro ganhou no país, mas aqui na Bahia ganhamos. Em apenas quatro cidades do estado Bolsonaro ganhou. Aceite”, disparou.

Nery disse ainda que o PT reconheceu o resultado das urnas, não fará terceiro turno como Aécio Neves fez e fará oposição a Jair Bolsonaro. “Mas estou cansado de picuinhas. Às vezes me ausento da sessão porque se fala muita besteira aqui nessa tribuna e não tenho paciência de ouvir. Enquanto isso um colega seu, o vereador Gilmar Amorim (PSDC) cobra aqui a poda de uma árvore”, criticou.

“Não acredito em um projeto que faz apologia à violência”, diz Alberto Nery

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

Ao desejar ao presidente eleito Jair Bolsonaro um bom governo, o vereador Alberto Nery (PT) criticou o modelo de gestão pregado pelo futuro líder da nação, revelou decepção com os grandes medalhões das igrejas do país e desaprovou as propostas de redução da maioridade penal e mudanças no Estatuto do Desarmamento. “Não acredito em um projeto que faz apologia à violência. O novo presidente vai reunir sua equipe para mudar o Estatuto do Desarmamento e reduzir a maioridade penal. Mas, para isso, precisamos mudar a desigualdade social do país, dar oportunidade para esses jovens estudar e trabalhar. Punir um adolescente não é a solução”, refletiu.

Alberto Nery ratifica importância da aprovação do Orçamento Impositivo

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

Os vereadores de Feira de Santana poderão, a partir do ano de 2019, indicar a aplicação de verba para áreas e ações que julgarem adequadas. É o que prevê o projeto de lei de n 114/2018 que determina o Orçamento Impositivo aprovado em primeira discussão nesta segunda-feira (15). Segundo o projeto, os vereadores terão emendas individuais que podem chegar até 0,9% do orçamento anual do município. A lei que já havia sido apresentada anteriormente pelo vereador Alberto Nery (PT), sem aprovação da maioria, desta vez foi subscrita por diversos edis. “Conhecemos a realidade da cidade de perto, ouvindo diariamente a comunidade. Isso nos permite saber onde são necessárias as obras e investimentos. Nem sempre conseguimos convencer o Poder Público dessa necessidade, principalmente quando se está na oposição. Com o orçamento impositivo aprovado, cada vereador terá autonomia de indicar para onde deve ir o recurso da emenda. Quem ganha com isso é a comunidade, uma vez que seus representantes possuem mais um instrumento de resolução dos problemas da cidade”, comemorou Nery.

De acordo com o projeto e a média do orçamento anual do município, estima-se que cada vereador poderá indicar até R$ 500.000,00 em emendas. O projeto precisa ser aprovado em segunda discussão, o que deve ocorrer nesta terça-feira (16).

Nery parabeniza comissão da Marcha para Jesus e diz: “estava virando um verdadeiro carnaval”

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

O vereador Alberto Nery (PT) parabenizou a comissão organizadora da Marcha para Jesus, realizada no último sábado (01), em Feira de Santana. “A Marcha para Jesus estava virando um verdadeiro carnaval, com venda de bebidas alcoólicas no decorrer do percurso e assaltos aos participantes. A retirada dos trios elétricos garantiu um evento ordeiro, com fieis proclamando a palavra de Deus. Parabéns à nova comissão”, disse.

Líder da oposição é eleito vice-presidente da Câmara

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

Fortalecer a oposição na Câmara Municipal de Feira de Santana. Este é objetivo do vereador Alberto Nery (PT), eleito vice-presidente da nova Mesa Diretiva da Casa da Cidadania. A eleição, realizada na manhã desta segunda-feira (03), garantiu a presença da oposição na Mesa e reelegeu o vereador José Carneiro como presidente da Casa. Para Nery, o cargo reforça a independência que a Casa deve ter do Executivo e é uma ferramenta para inibir manobras que garantem a aprovação de projetos de interesse do Executivo, sem o debate. “Estou fazendo parte dessa Mesa por entender que o trabalho do vereador José Carneiro desenvolvido na presidência, com transparência e respeito aos colegas será mantido. Além disso, acredito que a Mesa não será uma serviçal do Executivo Municipal; ao contrário, terá independência para dirigir os trabalhos da cidade de Feira e da população. Por isso me propus a fazer parte dessa chapa”, destacou.

Ainda durante a sessão, Nery agradeceu aos colegas. “Fico feliz e honrado com a confiança que os meus colegas demonstraram ter mais um vez no meu trabalho. Em meu primeiro mandato, fui segundo vice-presidente da Mesa; no segundo, fui eleito corregedor da Casa e agora o primeiro vice-presidente, por unanimidade dos votos.”, lembrou Nery.

A eleição foi realizada nesta segunda-feira (03), mas a posse só acontecerá no próximo dia 02 de janeiro. “Esperamos que a oposição possa ter mais voz na Câmara para continuar lutando para que os debates ocorram e os projetos que verdadeiramente beneficiem a comunidade que representamos, sejam aprovados”, finalizou Nery.

CÂMARA DE VEREADORES_somos parceiro_banner de site Política in Rosa - 500x500 gif


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia