WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


POLICLÍNICA DE FEIRA - SECOM

:: ‘vendas’

Vendas no varejo baiano crescem 2,1% em 2019 e superam taxa nacional

As vendas no comércio varejista baiano em 2019 cresceram 2,1% em comparação a 2018, de acordo com a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – realizada em âmbito nacional – e analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan). O crescimento de 7,4% em dezembro de 2019, na comparação com igual mês do ano anterior, contribuiu para o resultado positivo.

“Essa taxa do acumulado do ano foi a maior dos últimos quatro anos consecutivos e supera a média nacional, que registrou a expansão no volume de negócios de apenas 1,8%. O avanço de dezembro também foi bem superior ao nacional, que foi de 2,6%. Este desempenho do varejo baiano está relacionado ao aumento da empregabilidade, uma vez que a Bahia liderou a geração de empregos formais no Nordeste em 2019, com 30.858 novos postos de trabalho, através de políticas públicas que vêm dinamizando vários setores econômicos”, avaliou o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro. Na análise sazonal, o comércio varejista no estado baiano foi positivo em 1,3%. :: LEIA MAIS »

Comércio abre em horário especial para Dia dos Pais

Comércio do centro de Feira funcionará em horário especial

Foto: Divulgação

O comércio do centro de Feira de Santana vai funcionar excepcionalmente neste domingo, 4, com vistas a demanda relacionada ao Dia dos Pais, que acontecerá no dia 11. Entre segunda-feira e sexta-feira, as lojas adotarão horário ampliado. Estão autorizadas a ficarem abertas até as 19h. No sábado, atenderão à clientela até as 15h.

Para determinar que o comércio amplie horários e abra no domingo, a Prefeitura de Feira de Santa, que faz este tipo de autorização, atendeu a pleitos do sindicatos patronal e dos trabalhadores. Tradicionalmente o comércio local abre em horários diferenciados para atender aos consumidores que desejam antecipar a compra das lembranças tradicionalmente entregues aos pais neste dia.

O Dia dos Pais é uma das datas comemorativas que o comércio registra aquecimento nas vendas. Outras importantes, em termos de vendas, são o Dia das Mães, dos Namorados e da Criança. (Secom)

Vendas do comércio varejista aumentam em janeiro de 2018

Dando continuidade aos bons números registrados no ano passado, o comércio varejista entrou 2018 com renovada demonstração de força. Em janeiro, as vendas no setor avançaram 3,2%  em relação ao mesmo período do ano passado, registrando décimo mês consecutivo de crescimento.

Com esse resultado, as vendas do comércio varejista acumulam alta de 2,5% nos últimos 12 meses, a maior taxa desde novembro de 2014. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira (13).

Marcell Moraes defende que clínicas vendam medicamentos de forma fracionada

Deputado Marcell MoraesAs clínicas veterinárias, pet shops e “estabelecimentos congêneres deverão vender medicamentos veterinários de forma fracionada”, desde que “o estabelecimento obtenha uma licença especial concedida pela autoridade sanitária estadual, o fracionamento seja efetuado pelo médico-veterinário responsável pelo estabelecimento; a embalagem contenha todas as informações de fábrica e mencione nome e endereço do estabelecimento que efetuou a venda fracionada”. Isto é o que propõe o deputado Marcell Moraes (PV) em projeto de lei que determina a venda fracionada de pelo menos “30% de todos os medicamentos disponíveis para comercialização”.

A proposição, na opinião do deputado, “distingue-se por ter como objetivo central a vida animal”. De acordo com os especialistas da medicina veterinária, assegura o parlamentar, da mesma maneira que ocorre com o ser humano enfermo, o animal não necessita fazer uso de todos os comprimidos ou medicamentos que se encontram em uma embalagem, sendo necessário somente o uso de uma parcela daquele montante em determinadas circunstâncias. Então, “a venda apenas em grandes quantidades representa um imenso prejuízo à vida da fauna silvestre ou doméstica, visto que encarece o custo do medicamento, inviabilizando muitas vezes o acesso ao mesmo”.

“Ademais”, continua Marcell Moraes, “os benefícios ao consumidor são imensos”. Ele garante que o projeto de lei está “em total harmonia com os princípios do Código de Defesa do Consumidor” e que “fortalece essencialmente o princípio da Vulnerabilidade do Consumidor, visto que a despeito de real necessidade do animal, o adquirente é muitas vezes obrigado a comprar quantias exorbitantes do medicamento prescrito”.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia