WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘vacina’

Prefeito de Feira de Santana impõe condições para continuidade em cargos municipais

Prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB) – Foto: site Política In Rosa / Anderson Dias

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), foi questionado em entrevista coletiva pelo radialista Osvaldo Cruz sobre a polêmica envolvendo as vacinas produzidas para o coronavírus. Segundo o radialista, metade da população diz que não tomaria a vacina se não fosse obrigatório. Já a outra metade tomaria. Osvaldo então perguntou se o prefeito tomaria para servir de exemplo.

Colbert foi enfático: “Tomo a vacina. A vacina é necessária. Essa discussão já é antiga. Na época da poliomielite e do sarampo não houve essa discussão e não está havendo essa discussão com relação ao HPV. Essa é uma discussão ruim pra nós porque se você vacinar 50% das pessoas as outras 50% podem ser fonte de contaminação. A vacina não deverá ser obrigatória, mas a vacina tem que ser convencida”, disse.

De acordo com Colbert, enquanto ele for prefeito, só quem assume cargo na Prefeitura é quem apresentar certificado de vacinação. “É a mesma coisa do Exército, se você chegar no Exército sem vacina, você não entra. Aqui na Prefeitura também não vai entrar”, declarou. Vale ressaltar que a vacina ainda não foi disponibilizada para a população.

Mais de 80% da população deve ser vacinada para combater circulação do coronavírus, afirma infectologista

Ceuci Nunes, diretora-geral do Instituto Couto Maia – Foto: Carol Garcia/GOVBA

A médica infectologista Ceuci Nunes é diretora-geral do Instituto Couto Maia (Icom), um dos primeiros hospitais a receberem os pacientes de Covid-19 na Bahia. Nesta breve entrevista, ela responde perguntas e fala sobre a importância da vacina, especialmente diante do grande número de notícias falsas circulando nas redes sociais. Para ela, a vacina contra a Covid-19 surge rapidamente, impulsionada pela existência da pandemia, que uniu cientistas de todo o mundo na pesquisa em busca da cura, e também pelo estágio de desenvolvimento tecnológico que o planeta alcançou.

Para a infectologista, a rapidez na produção da vacina não coloca em cheque a segurança nem a eficácia do medicamento. Ceucí também destaca que, para que o vírus pare de circular, como foi a erradicação da varíola, é preciso que grande parte das pessoas seja imunizada – mais de 80% da população. “Não vamos ter medo da vacina, a gente precisa ter medo da doença que está matando milhões de pessoas no mundo. A vacina é a luz no fim do túnel. A gente precisa é pedir ao Ministério da Saúde, aos governantes, que consigam vacinas, as mais diversas, para todos os brasileiros”.

Veja a entrevista: :: LEIA MAIS »

Cerca de 9.450 doses da vacina contra influenza foram recebidas pela Secretaria de Saúde

Cerca de 9.450 doses da vacina contra influenza foram recebidas pela Secretaria de Saúde

Foto: Divulgação / PMFS

Cerca de 9.450 doses da vacina contra a influenza foram recebidas pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana no final da tarde desta segunda-feira, 06. O quantitativo faz parte da quarta remessa enviada para a primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra influenza (gripe) e as doses estão sendo distribuídas a todas as unidades básicas de saúde e de saúde da família nesta terça-feira, 07.

A previsão, segundo informa a coordenadora do setor de Imunização Simone Neves, é que metade das 101 unidades de saúde estejam abastecidas até o final da tarde. “Orientamos que os idosos e trabalhadores da saúde que ainda não foram vacinados procurem a unidade de saúde mais próxima com caderneta de vacinação e documento de identidade, a ausência desses documentos não impede a vacinação. Os trabalhadores da saúde devem apresentar também qualquer registro que comprove a função em estabelecimentos de saúde ou comprovante de matrícula para os estudantes em estágio”, explica Simone Neves.

Ainda de acordo com ela, estratégias de vacinação dos trabalhadores da saúde continuam ocorrendo. “Para evitar grande fluxo de pessoas nas unidades, a orientação do setor de imunização é para que as empresas de saúde  com o quantitativo superior a 30 funcionários encaminhem um ofício solicitando as doses para vacinar os trabalhadores em seus respectivos locais de trabalho. O documento deve ser entregue no setor Rede de Frio, localizado na Secretaria Municipal de Saúde”, orienta.

No total, cerca de 65.115 doses já foram aplicadas. A meta é imunizar 90% de cada público alvo. Em Feira de Santana os idosos já ultrapassaram a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, alcançando 104,02% de vacinados, ou seja, 51.343 doses administradas. Já os trabalhadores da saúde ainda se encontram com 43,26% de pessoas vacinadas, totalizando 13.772 pessoas. :: LEIA MAIS »

Feira de Santana recebe duas mil doses da vacina pentavalente

Feira de Santana recebe duas mil doses da vacina pentavalente

Foto: Raylle Ketlly

Duas mil doses da vacina pentavalente, que se encontram em desabastecimento nacional, foram recebidas pela Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde, na última quinta-feira, 07. O quantitativo representa 70% do fornecimento de rotina. As doses se encontram disponíveis nas 12 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e sendo distribuídas de forma gradativa para as 20 Unidades de Saúde da Família (USF) dos distritos a partir desta segunda-feira, 11. Neste primeiro momento, aqueles que precisam atualizar a caderneta vacinal da criança devem se dirigir a uma dessas UBS ou USF, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h e as salas de vacina das 8h às 16h30. Os locais foram definidos a partir de uma estratégia elaborada pela Secretaria de Saúde para atender a demanda diante da redução e desabastecimento do fornecimento da vacina.

De acordo com a supervisora da Vigilância Epidemiológica, Neuza Santos, até o momento não há previsão para recebimento de novas doses. “Entramos em contato com o Núcleo Regional Centro Leste, que nos fornece as vacinas, e nos informou que também não tem essa informação”, afirma.

A falta da vacina em diversas regiões do país foi motivada por um desabastecimento nacional, após reprovação do controle de qualidade por parte da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), impedindo assim a distribuição dos lotes por parte do Ministério da Saúde. :: LEIA MAIS »

Vacina gratuita contra a gripe já imunizou 66 mil feirenses

Vacina gratuita contra a gripe já imunizou 66 mil feirenses

Vacina gratuita contra a gripe

Mais de 66 mil pessoas já foram vacinados contra a gripe em Feira de Santana. Somente no dia “D” de mobilização nacional, realizado no último sábado, 12, 10 mil pessoas foram imunizadas. A meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar 90% do público alvo, que corresponde a 128 mil pessoas.

Seguindo o cronograma de vacinação por categoria, até esta sexta-feira, 18, a prioridade é para gestantes, puérperas – até 45 dias após o parto – e idosos. No momento, 34,82% das gestantes e 45,41% dos idosos foram imunizados. As puérperas representam um número maior, com 57,46% de mulheres vacinadas.

Quem não procurou as unidades para imunização dentro das datas estabelecidas por categoria, têm até o dia 1º de junho para receber a vacina. Segundo o encarregado pela referência técnica de imunização, Carlos Henrique Valverde, também têm direito a vacina portadores de doenças crônicas, professores das redes pública e privada, indígenas, pessoas privadas de liberdade (presos) e funcionários do sistema prisional.

Na Bahia, mais da metade dos adolescentes precisam se vacinar contra HPV e meningite

O Ministério da Saúde está convocando adolescentes de todo país para se vacinarem contra HPV (Papiloma Vírus Humano) e meningite. A preocupação da Pasta é com as baixas coberturas vacinais em todos os estados da federação. Na Bahia, desde a incorporação da vacina HPV no Calendário Nacional, a cobertura com as duas doses é de 37,3% entre meninas de 9 a 14 anos e 37,2% entre os meninos de 12 e 13 anos, com a primeira dose. Devem se vacinar contra meningite os adolescentes de 12 e 13 anos. Na nova Campanha Publicitária de Mobilização e Comunicação para a Vacinação do Adolescente contra HPV e Meningites, o Ministério da Saúde convoca 10 milhões de adolescentes de todo o país para atualizarem suas cadernetas de vacinação. Deverão ser vacinadas contra o HPV, meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Neste ano, o Ministério da Saúde está ampliando a faixa etária da vacina meningite C, que agora passa a ser 11 a 14 anos de idade. No ano passado, estavam sendo vacinados contra a doença meninas e meninas de 12 a 13 anos. “Esta campanha está completamente de acordo com a mudança de foco que estamos implantando no Ministério da Saúde, que é priorizar a prevenção. Estamos investindo na prevenção para evitar que as pessoas fiquem doentes”, explicou o ministro Ricardo Barros.

A campanha publicitária será veiculada no período de 13 a 30 de março e traz o slogan “Não perca a nova temporada de Vacinação contra a meningite C e o HPV”, e utiliza a linguagem das séries famosas de TV para aproximar dos adolescentes.

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, Carla Domingues, lembra que as vacinas contra o HPV e a meningocócica C fazem parte do calendário de rotina disponível nas unidades do SUS. “É importante ressaltar que é uma campanha informativa, de esclarecimento e não uma campanha de vacinas. É importante para alertar sobre a necessidade da vacinação, esclarecendo o que é mito e boato, e informações verdadeiras, baseadas em estudos científicos”, observou a coordenadora.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia