WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘Uefs’

Zé Neto propõe nova emenda para ampliação do Ambulatório Pós-Covid da UEFS em Feira de Santana

Foto: Divulgação / Ascom

Uma nova emenda do deputado federal Zé Neto (PT) deve ser designada para o Ambulatório Pós-Covid da UEFS, no Centro Social Urbano (CSU), em Feira de Santana. O equipamento, inaugurado na terça-feira (3), foi viabilizado através de emenda de R$ 2,14 milhões do próprio Zé Neto, em parceria com a UEFS, o Governo do Estado e a Prefeitura.

“Tendo em vista que esse Centro de Reabilitação tem capacidade inicial para atender 100 pacientes por dia com sequelas da Covid-19, em seis especialidades, nosso Mandato se coloca à disposição para designar nova emenda visando a ampliação desse equipamento, especialmente nos atendimentos de fisioterapia e psicologia que vão exigir uma demanda considerável”, justifica o deputado. :: LEIA MAIS »

Uefs retoma discussão sobre Plano de Desenvolvimento Institucional

Reunião PDI – Foto: Divulgação / Uefs

O Plano de Ação referente ao PDI 2017 – 2021 da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) foi avaliado e monitorado na manhã desta quinta-feira (15). A iniciativa foi coordenada pela equipe da Assessoria Técnica e de Desenvolvimento Organizacional (Asplan) e reuniu além de pró-reitores, assessores e diretores de unidades organizacionais, o reitor, vice-reitora e chefe de gabinete da Instituição.

De acordo com Derneval Lisboa, assessor técnico da Asplan, o objetivo da atividade foi antes de mais nada, avaliar o andamento das ações propostas pela Gestão para o alcance das metas da Instituição dentro do período 2017-2021, as adequações que se fizeram necessárias em decorrência da pandemia de Covid-19 e as prioridades que diante da atual circunstância se apresentam. “O momento foi de grande valia pois conseguimos com a participação ativa dos gestores e coordenadores identificar e priorizar as ações que terão uma atenção maior para o seu desenvolvimento no âmbito da Universidade”, explicou.

Para o professor Evandro do Nascimento, reitor da Uefs, o momento foi oportuno para deixar evidente o quanto as ações de planejamento são essenciais, mesmo num cenário atípico como o que estamos vivendo.  “O contexto de excepcionalidade da pandemia não nos exime de cuidar dos instrumentos de planejamento institucional. Pelo contrário, requer continuar pensando a universidade de forma estruturante. A experiência foi muito positiva”, afirmou. :: LEIA MAIS »

Uefs será local de vacinação contra a Covid-19

Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs)

Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs)

O campus da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) será utilizado pela Prefeitura Municipal como local de vacinação contra a Covid-19. O acordo foi firmado após visita técnica realizada na tarde da quarta-feira (30), com presença do reitor, Evandro do Nascimento, e do secretário de saúde, Marcelo Britto.

Inicialmente a vacinação ocorrerá em parte das salas de aula da Instituição. Conforme solicitação da Secretaria Municipal de Saúde, a Uefs vai disponibilizar, além do espaço físico, equipamentos e suporte de TI, e pessoal para triagem do público.

“Para a Uefs, acolher o pleito da Secretaria Municipal de Saúde de realizar a vacinação no campus é uma forma de contribuir com a sociedade no enfrentamento à pandemia da Covid-19”, declarou o reitor da Uefs, professor Evandro do Nascimento. (Uefs)

Uefs instala câmeras no campus

A Unidade de Infraestrutura e Serviços da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uninfra/Uefs), em continuidade às ações definidas pelo Plano de Retomada das Atividades Presenciais da instituição, realizou a instalação de câmeras no pórtico principal do campus. Esse projeto faz parte de uma Prova de Conceito (POC), para definição de um novo protocolo de acesso ao campus e tem prazo de 30 dias para avaliação das funcionalidades do sistema.

Foram instaladas duas câmeras, sendo uma câmera para leitura de placas de veículos e outra para o reconhecimento facial. O uso de tecnologias de segurança visam à implementação de um sistema eletrônico de monitoramento em substituição ao cartão manual convencional entregue e recebido na portaria principal. :: LEIA MAIS »

Valor da cesta básica registra leve queda em abril

Cesta básica em Feira de Santana

Foto: Reprodução / OLX

A cesta básica de Feira de Santana teve custo de R$ 413,09 em abril, o que significa queda de 0,52% em relação a março. No trimestre, a queda foi um pouco mais acentuada, chegando a 0,95%. Em 12 meses, no entanto, observa-se elevação do seu custo em 9,37%. De acordo com a equipe de professores e alunos da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) que atuam no Programa “Conhecendo a Economia Feirense: custo da cesta básica e indicadores socioeconômicos”, os produtos que registraram maior elevação nesses 12 meses foram o óleo (78,37%), o arroz (59,62%) e a carne (34,38%). A elevação do preço médio da carne apresenta grande impacto no custo da cesta, considerando que se trata do alimento cujo peso é o mais significativo no conjunto dos produtos que compõem a cesta. Em abril, o gasto do cidadão feirense com a aquisição da carne alcançou 29,1% de toda a despesa com compra dos produtos da cesta.

Concentrando a atenção nos valores pesquisados em abril, dos doze produtos levantados (açúcar, arroz, banana-da-prata, café, carne, feijão, farinha, leite, manteiga, óleo, pão e tomate), as maiores reduções de preço médio foram verificadas na farinha (-6,33%), na banana-da-prata (-4,79%) e na carne (-2,66%). Também registraram queda de preço médio a manteiga, óleo e arroz.

As maiores elevações de preço médio foram notadas no café (5,18%), açúcar (4,75%) e tomate (4,34%). O pão, feijão e leite apresentaram aumentos de menor magnitude: 2,02%, 1,45% e 0,43%, respectivamente. :: LEIA MAIS »

Uefs mantém avaliação positiva da graduação pelo MEC em meio a desafios da pandemia

Foto: Divulgação / Uefs

O ano de 2020 foi marcado pelo impacto da Covid-19 nas atividades das universidades. O principal deles foi a adaptação ao Ensino Remoto Emergencial, tendo em vista a impossibilidade de realização de atividades presenciais em condições seguras para a comunidade universitária. A pesquisa científica também tem sido afetada nos últimos anos pelo desmonte do sistema nacional de ciência e tecnologia. E a pós-graduação tem vivido um clima de incertezas, corte de bolsas de mestrado e doutorado, e redução do financiamento pela Capes.

Em meio aos desafios impostos por esse cenário adverso, a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) comemora o fato de se destacar em qualidade de ensino superior do país, mantendo o conceito 4 do Índice Geral de Cursos (IGC), indicador divulgado pelo MEC na última semana. O IGC tem como nota máxima o conceito 5, obtido apenas por 46 instituições, das 2.070 avaliadas.

O reitor da Uefs, professor Evandro do Nascimento, considera que “os indicadores de avaliação demonstram a consolidação do ensino de qualidade na Uefs, fruto do trabalho de toda a comunidade universitária”. :: LEIA MAIS »

Custo da cesta básica tem pequena variação em março

O valor da cesta básica de Feira de Santana apresentou elevação de 0,22% em março, alcançando R$ 415,27. No trimestre, a elevação foi um pouco maior: 0,92%. Já a variação anual foi mais significativa, tendo chegado a 14,84%. De acordo com os professores e alunos da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) que trabalham no Programa “Conhecendo a Economia Feirense: custo da cesta básica e indicadores socioeconômicos”, o produto com maior variação no seu preço médio em 12 meses foi o óleo, que registrou aumento de 90,15%. Considerando o peso relativo do produto na composição da cesta, é importante mencionar a variação do preço médio da carne, que foi exatamente de 38,74%, também em 12 meses. Em março de 2020, a carne pesava 24,96% no custo da cesta e, agora, em março de 2021, pesa 30,16%: incremento de pouco mais de 5 p.p (pontos percentuais).

Concentrando a atenção na variação mensal dos preços médios dos doze produtos alimentícios que compõem a cesta básica: açúcar, arroz, banana-da-prata, café, carne, feijão, farinha, leite, manteiga, óleo, pão e tomate, verifica-se que nove apresentaram aumento de preço médio no mês de março. A maior elevação foi a do preço da manteiga (4,19%), seguida pelo aumento da farinha (2,55%) e da banana-da-prata (2,17%). Os demais produtos que registraram incremento de preço foram açúcar, café, carne, feijão, óleo e pão. Nesses seis casos, o aumento do preço médio ficou abaixo dos 2%.

Dos três produtos que tiveram redução do seu preço médio, o que apresentou variação mais relevante foi o tomate, uma vez que a queda do preço chegou a 8,89%. A queda do preço do leite foi de 1,68% e a do arroz foi de 1%. :: LEIA MAIS »

Uefs realiza testes de detecção da Covid-19 e executa sanitização no campus

Foto: Edvan Barbosa

Com a finalidade de proteger as comunidades que integram a instituição e a população local, a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) promoveu esta semana medidas de combate ao coronavírus. As providências consistiram na execução de teste para constatação do COVID-19 e sanitização de ambientes no campus universitário.

Foram realizados testes rápidos para detecção do SARS-CoV-2 direcionados ao público de trabalhadores da manutenção, vigilância e limpeza, profissionais que atuam de forma presencial no campus. A atividade, desenvolvida através do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Vigilância da Saúde (Nupevs), resultou em 98 testes. A ação contou também com apoio dos professores Eddy de Oliveira e Rogério Santos (DCBIO) e da Unidade de Infraestrutura e Serviços (Uninfra).

“A importância de se realizar os testes é detectar indivíduos infectados e encaminhá-los para diagnóstico final, tratamento e isolamento social”, declarou Erenilde Marques de Cerqueira, coordenadora do Nupevs. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia