WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-CRQM

:: ‘Transporte coletivo de Feira de Santana’

Vereador critica valor de tarifa e pede que o transporte coletivo seja de qualidade

Vereador Marcos Lima

Vereador Marcos Lima (PRP)

Em entrevista ao site Política In Rosa, o vereador Marcos Lima (PRP) falou que a tarifa cobrada na passagem do transporte coletivo de Feira de Santana é uma das mais caras do país. “Feira de Santana é uma cidade grande que está em desenvolvimento e tem uma população ativa que precisa do transporte público. Mas esse transporte deve ser de qualidade. Sempre fui a favor e lutei por isso. Há três anos pedi ônibus com ar-condicionado e muitas pessoas acharam que era uma coisa de outro mundo e não é”, disse.

De acordo com Marcos, esse é um direito de quem paga pelo serviço já que é um equipamento a mais nos ônibus que dá um conforto maior ao passageiro. Pontualidade também é um problema na opinião do vereador. “Pelo valor pago os ônibus deveriam passar com hora marcada”, concluiu.

Auditoria no transporte coletivo de Feira de Santana custará aproximadamente R$ 790 mil

Auditoria no transporte coletivo de Feira de Santana custará aproximadamente R$ 790 mil

Foto: Divulgação

Pela primeira vez, o transporte coletivo em Feira de Santana será alvo de uma auditoria, sob a responsabilidade de empresa especializada. Nesta terça-feira (21), o prefeito Colbert Martins Filho assinou contrato com a Deloitte Brasil Auditoria e Consultoria Empresarial, vencedora de processo licitatório, para realizar o trabalho. A auditoria representará um raio x em todos os números que permeiam o serviço, prestado pelas empresas de concessionárias de transporte urbano Rosa e São João. Com previsão de ser entregue em seis meses, a análise vai nortear o Município, com base em dados concretos, em relação ao contrato mantido com as concessionárias, verificando se existe efetivamente desequilíbrio econômico-financeiro em prejuízo delas.

“Nós vamos requerer um detalhamento das duas companhias, a exemplo do número de passageiros transportados, custo de combustível, pneus, entre outros, e projetar essas informações reais dos últimos anos de operação pelo prazo do contrato firmado com o Município para que possamos apontar, ao final, a tarifa que equilibra o contrato previsto em edital”, explica Eduardo Oliveira, responsável pela indústria de Government & Public Services e pelos serviços de ICP (Infrastructure & Capital Projects) da Deloitte no Brasil. O custo da auditoria é de R$ 790 mil aproximadamente. A Deloitte Brasil Auditoria e Consultoria Empresarial é uma das mais renomadas do país na atividade especializada.

O prefeito Colbert Filho diz que o investimento terá “custo-benefício relevante” para o Município. “Teremos uma auditoria independente, de alto nível, distante de eventuais influências, que municiará a Prefeitura de dados precisos e importantes para tomada de posições”, afirma o gestor municipal. :: LEIA MAIS »

Líder governista informa que empresa terá seis meses para pagar dívidas

Vereador LulinhaO vereador e líder governista, Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM), durante discurso na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão ordinária desta quarta-feira (29) voltou a afirmar que o serviço de transporte coletivo de Feira de Santana não sofrerá perda dos ônibus, conforme denunciado pelo vereador Roberto Tourinho (PV) na sessão do último dia 28 de novembro.

“O vereador Roberto Tourinho fez uma denuncia sem apresentar todos os detalhes. A empresa São João teve seu pedido de recuperação judicial deferido e recebeu prazo de seis meses para regularizar seus débitos. Até lá, nenhum mandado de busca e apreensão de veículo poderá ser cumprido. Portanto, os ônibus não serão retirados de circulação”, afirmou.

O vereador Zé Filé (PROS) lamentou a situação. “A empresa deu início às atividades no município há dois anos e já pediu recuperação judicial para regularizar as dívidas em seis meses. Esse é o tempo suficiente para arrumarem as malas e irem embora da cidade”, disse.

A partir de agosto, meia passagem aos domingos só com o cartão Via Feira

Cartão Via FeiraA partir do dia 13 de agosto, o usuário do transporte coletivo de Feira de Santana que optar por pagar a passagem aos domingos em dinheiro, vai pagar pelo valor integral da tarifa. O valor da meia passagem, que é garantido desde maio de 2013, poderá ser obtido apenas através do uso do cartão Via Feira, o qual pode ser emitido de forma totalmente gratuita na sede da Via Feira. Assim como nos outros dias da semana, o uso do cartão aos domingos vai proporcionar ao usuário mais agilidade no embarque, comodidade e principalmente segurança.

O uso do cartão dá direito também à integração (o passageiro tem até uma hora para integrar com outa linha sem passar pelo terminal), permitindo que o passageiro chegue ao seu destino mais rápido e com menor custo. Tudo isso com mais segurança para todos, passageiros e colaboradores.

Mais de 100 milpassageiros cadastrados que utilizam o cartão Via Feira, já usufruem das vantagens diariamente. O sistema de transporte coletivo de Feira de Santana é composto atualmente de 217 carros, oferecendo101linhasatingindo toda área urbana e rural. Diariamente são percorridos 51 mil quilômetros permitindo de forma democrática e social a mobilidade de toda a população.

Grande parte das cidades brasileiras fazem gestão do transporte coletivo por meio de sistemas bilhetagem eletrônica. Em consonância com este pensamento, a Via Feira busca através de investimentos e da tecnologia, estar cada dia mais em conectada com as necessidades da população, para proporcionar o melhor serviço para aos seus usuários.

Vereador diz que empresa de ônibus “faz o que quer” e líder do governo rebate

Vereador Marcos Lima e Veredor José CarneiroO vereador Marcos Lima (PRP) fez duras crítica a empresa Rosa, concessionária do transporte coletivo de Feira de Santana. De acordo com o vereador, a empresa chegou dizendo que ia resolver os problemas da cidade contratando ônibus novos para o Município e ao contrário disso teve os veículos recolhidos pela justiça. “A empresa Rosa faz o transporte público que quer”, criticou.

Em aparte, o líder do Governo na Câmara, vereador José Carneiro (PSDB), garantiu que a Rosa nem nenhuma empresa em Feira de Santana fazem o que querem. “Nós temos um Governo sério, respeitado e comprometido com a cidade comandada pelo prefeito José Ronaldo”, pontuou.

Empresa Rosa garante a SMTT manutenção do serviço

SMTT E EMPRESA ROSAO secretário de Transportes e Trânsito, Pedro Boaventura, e o diretor da Rosa, Rodrigo Rosa, conversaram longamente sobre as providências que estão sendo tomadas para que a empresa volte a transportar passageiros na cidade, de acordo com o contrato em andamento.

Pedro Boaventura recebeu o executivo, em seu gabinete, na manhã desta quarta-feira, 8. Foi informado por Rodrigo Rosa que as negociações com banco credor continuam e que os veículos, mesmo não sendo usados, continuam em Feira de Santana.

Eles também conversaram sobre as medidas administrativas que estão sendo tomadas pela Prefeitura de Feira de Santana, face ao problema. Disse que a empresa vai apresentar a defesa e toda a documentação será encaminhada à Procuradoria Geral do Município.

O executivo da Rosa afirmou que a empresa continua a negociação com o agente financeiro e que está focada em garantir o direito de ir e vir da população, com qualidade, pontualidade e segurança.

Os veículos que estão chegando e passando por vistoria pela SMTT, retornarão à cidade de origem logo depois dos acertos com o banco. Mas, de acordo com ele, se as partes não chegarem a um acordo, a empresa tem um plano para atender a demanda.

O diretor do Departamento de Transportes, Rodolfo Suzart, disse que todas as 50 linhas sob a responsabilidade da Rosa estão sendo atendidas normalmente.

Cartões do Via Feira não recadastrados até março serão bloqueados

estudanteOs estudantes que utilizam o transporte coletivo de Feira de Santana devem ficar atentos para o período de recadastramento do cartão Via Feira Estudantil para o período letivo de 2017. Este procedimento é necessário para que o estudante continue a ter o benefício da meia passagem. Em Feira de Santana, o direito ao abatimento de 50% no valor da passagem é previsto por lei para o estudante, desde que o pagamento seja feito por meio do cartão.

Mais de 3 mil alunos já foram recadastrados. O cartão não recadastrado até março somente poderá realizar novas cargas se efetivar o seu recadastro, podendo ser utilizado sem qualquer prejuízo apenas enquanto tiver créditos. A Via Feira orienta que o aluno não deixe o recadastramento para a última hora. Caso não seja feito o recadastramento, os cartões serão bloqueados para inserir créditos. Os novos estudantes que pretendem adquirir o cartão, devem se dirigir à sede da Via Feira munidos de seus documentos pessoais, e comprovante de matrícula do ano letivo de 2017 para fazer o cadastramento com biometria facial, que serve para evitar o uso indevido no momento do registro do débito da passagem.

RECADASTRO

Para o estudante que já tem o cartão e pretende fazer o recadastramento, deve acessar o site da Via Feira, www.viafeira.com.br, e ter em mãos o comprovante de matrícula original referente ao ano letivo de 2017 e documentos pessoais. Após a conclusão do processo, o estudante receberá um protocolo que deverá ser anotado no verso do comprovante de matrícula. Este comprovante de matrícula deve ser entregue em um dos pontos de coleta, que são os terminais de transbordo central, sul e norte, ou na sede da Via Feira, localizada na Rua Osvaldo Cruz, nº 165, bairro Kalilândia.

A confirmação da revalidação ocorrerá em um prazo de até cinco dias, a contar da data da entrega do comprovante de matrícula no ponto de coleta. Os terminais funcionam das cinco horas da manhã à meia noite todos os dias, inclusive nos finais de semana. E a sede da Via Feira, funciona de segunda a sexta feira, das sete horas da manhã às cinco da tarde.

RECARGA

A recarga do cartão pode ser feita em todos os terminais de transbordo, Central, Sul e Norte, além da sede da Via Feira, localizada na Rua Osvaldo Cruz, nº 165, bairro Kalilândia. E também em mais de 36 lugares, facilitando a recarga para o usuário, e gerando renda e emprego em vários estabelecimentos da cidade. É possível ter acesso à lista da rede credenciada, através do sitehttp://www.viafeira.com.br/rede-credenciada. Em caso de perda ou roubo do cartão, o bloqueio pode facilmente ser efetivado na própria sede da Via Feira, munido da xerox e original do seu documento pessoal com foto.

Passagem de ônibus em Feira terá aumento

Passagem de ônibus em Feira terá aumentoO aumento no valor da tarifa social do transporte coletivo de Feira de Santana oscilará entre 7,12% e 8,79%. Os índices, anunciados pelo Conselho Municipal de Transportes, serão analisados pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho. Hoje, a passagem urbana e para cinco distritos custa R$ 3,10, se o pagamento for no cartão, e R$ 3,30 quando o pagamento é em dinheiro. Para Jaguara, Bonfim de Feira e Tiquaruçu, o valor é R$ 3,90.

O Conselho Municipal de Transportes, que é formado por vários segmentos locais, se reuniu na tarde desta quinta-feira, 12, na SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito). O secretário Pedro Boaventura disse que no mais breve espaço de tempo a Ata da reunião será lavrada e encaminhada ao prefeito, que fará as avaliações pertinentes. “Vai ler o que foi discutido e apresentado, decidir qual o valor a ser cobrado”. Uma das propostas apresentadas é que o novo valor facilite o troco. “Se ficar em R$ 3,33 que seja arredondado para R$ 3,30, sempre para baixo”, explicou o secretário.

Pedro Boaventura afirmou que a reunião não se limitou às discussões sobre os novos valores da tarifa no transporte público de Feira de Santana. “Conversamos sobre a instalação de motossímetro nas motocicletas do sistema de transporte, atualização da documentação das vans, sobre os táxis não vistoriados, transporte escolar e melhoras no sistema em 2016”, disse. O sistema de transporte de passageiros local tem mais de 2,4 mil veículos.

Empresas agora atendem idosos nos bairros

Vereador Correia Zezito (PSL)

Vereador Correia Zezito (PSL)

O vereador Correia Zezito (PSL) lembrou uma reclamação sua às empresas que fazem o transporte coletivo de Feira de Santana, a Rosa e São João, de que era desumano os idosos chegarem ao ginásio de esportes da cidade de madrugada fazerem seu recadastramento para terem direito a gratuidade. De acordo com o vereador, o problema foi resolvido. “Eles fizeram melhor, estão indo aos bairros cadastrar os idosos para que eles não precisem chegar à fila de madrugada”, disse. Correia ressaltou que nos próximos dias as empresas estarão no bairro do Tomba e depois irão para o Jardim Cruzeiro.

Karoliny Dias

Descartada greve dos rodoviários em Feira de Santana

IMG_2241E o que tanto os usuários do transporte coletivo de Feira de Santana temiam não vai acontecer. Após a realização de uma assembleia nas primeiras horas da manhã de hoje os rodoviários não entrar em greve. A categoria aceitou, portanto o aumento de 10% oferecido pelas empresas Rosa e São João, o mesmo oferecido aos rodoviários da capital baiana.

Ainda assim, os dirigentes das empresas reclamam de prejuízo. De acordo com os mesmos, o transporte clandestino está tirando usuários do sistema o que causa prejuízo aos cofres das empresas. O presidente do Sintrafs, Alberto Nery, comemorou a vitória. “Também conseguimos o reajuste no ticket de alimentação, bem como a redução do desconto em folha de 12% para 10. É importante deixar claro que encaminhamos as reivindicações desde o último dia 28 de março e desde então discutimos e esgotado todas as possibilidades”, disse.

Karoliny Dias 

Carlito pede aplicação de leis para impedir clandestinos

download (7)O vereador Carlito do Peixe (DEM) afirmou que uma das promessas da empresa era de colocar mais 40 ônibus para atender aos estudantes que estavam de volta às aulas. Carlito ressaltou ainda o problema que é o transporte público na cidade e que é preciso entendimento para a aplicação das leis para impedir o transporte clandestino na cidade, um das principais reclamações das empresas que atualmente são detentoras da concessão.

Prestação de contas

O vice-líder do governo, o vereador Marcos Lima (PRP) ressaltou que as empresas estão a poucos meses a frente do transporte coletivo de Feira de Santana e o lucro não vem em tão pouco tempo. “Falando em carta, eles deveriam mandar também a sua prestação de contas para a sociedade e não mandar apenas uma carta para a sociedade falando de suas dificuldades”, disse.

Karoliny Dias

Empresas de ônibus alegam estar em dificuldades

Vereador Edvaldo Lima (PP)

Vereador Edvaldo Lima (PP)

As empresas de transporte coletivo de Feira de Santana, a Rosa e São João, reclamaram da situação financeira em que se encontram através de uma carta aberta enviada aos feirenses. Elas reclamam que não há cumprimento de promessas por parte do governo municipal, o que está prejudicando diretamente ambas. “O governo municipal tem que cumprir com o que foi prometido na licitação, como foi prometido”, reclamou o vereador Edvaldo Lima (PP), autor da denúncia na Casa.

As empresas alegam ainda que o investimento foi alto na cidade e que não estão tendo retorno, lembrando o transporte clandestino de Feira de Santana é um dos que prejudicam.

Palavra do presidente do Sintrafs

De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Feira de Santana e também vereador, Alberto Nery (PT), ambas não estão depositando o FGTS dos seus funcionários. Parece um quadro visto antes da cidade quando as empresas 18 de Setembro e Princesinha ainda eram as concessionarias.

“Eu avisei”

O vereador Beldes Ramos (PT) também opinou sobre o assunto. “Eu avisei a eles que estavam vindo para uma cidade em que tudo era improvisado e que ia dar trabalho”, disse. O vereador ainda ressaltou que as empresas sabiam do grande problema que era o transporte clandestino e do esquema que existe para que eles se matenham.

Karoliny Dias

Imagens podem ajudar a identificar autor de vandalismo dentro de ônibus

_nibus Novos - Vinicius Gomes (1)A frota é zero quilômetro, mas o problema é antigo. Pichações e bancos rasgados em um dos veículos novos do sistema de transporte coletivo de Feira de Santana. O caso está sendo investigado com ajuda das imagens geradas pelo sistema de videomonitoramento instalado nos ônibus, o que facilita a identificação dos autores.

De acordo com o secretário municipal de Transportes e Trânsito, Pedro Boaventura, providências estão sendo adotadas para conter ações desse tipo. O secretário lamenta que isso ocorra exatamente quando há manifestações de aplauso da população pelo esforço da Prefeitura para colocar nas ruas uma frota de ônibus 100% zero quilometro e prestar um serviço eficiente.

“Não vamos tolerar em hipótese alguma que o vandalismo e suas práticas danosas atentem contra um patrimônio que serve a toda comunidade”, pontuou.

Pedro Boaventura considera o prejuízo intencional contra as empresas concessionárias e contra aqueles que precisam do ônibus em seus deslocamentos no dia a dia.  “Isso nós não vamos permitir”, garante. Do mesmo pensamento compartilham os rodoviários, permissionários, usuários e autoridades da área que estão juntos no objetivo de coibir a prática.

Fonte: Secom Feira de Santana

CÂMARA DE VEREADORES_somos parceiro_banner de site Política in Rosa - 500x500 gif


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia