WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Peixaria

:: ‘saúde’

Geilson publica foto com Fábio Vilas-Boas no Dia do Médico

Geilson publica foto com Fábio Vilas-Boas no Dia do Médico

Foto: Reprodução

No dia que foi comemorado o Dia do Médico, o deputado estadual Carlos Geilson (PSDB), que recentemente declarou que vai integrar a base do governador Rui Costa (PT), fez uma homenagem aos médicos com uma imagem dele e do secretário Estadual de Saúde Fábio Vilas-Boas. “Rendo minhas homenagens no Dia do Médico a todos os profissionais da Medicina na figura do amigo, médico e secretário de Saúde, Dr. Fábio”, afirmou.

Prefeitura de Alagoinhas inaugura nova base do SAMU nesta sexta

Prefeitura de Alagoinhas inaugura nova base do SAMU nesta sexta

Foto: Divulgação

Após realizar 4 grandes entregas à Atenção Básica, no início do mês, a Prefeitura de Alagoinhas, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU), inaugura, nesta sexta-feira (19), a nova base do SAMU, com um investimento de quase R$ 30 mil no serviço de média complexidade que funciona ininterruptamente para garantir o socorro rápido à população em situações de urgência e emergência. A solenidade de inauguração do espaço será realizada às 18h, nos lotes 11 e 12 do Jardim Petrolar, Q. 19, próxima à entrada do Clube ASFEB, onde está localizada a nova sede. No total, serão 17 municípios da área de abrangência beneficiados com a nova base, que conta agora com sala, copa, quarto de descanso para profissionais, estacionamento permanente para ambulâncias, almoxarifado e depósito, em uma estrutura completamente equipada de acordo com as portarias estabelecidas pelo Ministério da Saúde. “Vamos garantir a efetividade do serviço, otimizando o tempo-resposta entre a chamada da população e fortalecendo o encaminhamento ao serviço hospitalar de referência. É preciso ressaltar que as pessoas não vão para a base do SAMU. Elas ligam e nós prestamos o atendimento. Com a nova estrutura, vamos acomodar melhor a parte administrativa do serviço e os profissionais, assegurando o atendimento imediato às chamadas”, pontuou Silvia Telles, diretora do SAMU.

Com o investimento, o serviço, que opera com 2 ambulâncias de suporte básico e uma de suporte avançado, deve trazer melhorias a médicos, enfermeiros, coordenadores, técnicos de enfermagem e condutores que trabalham no setor. “São investimentos que transformam a realidade do acolhimento em saúde no município. Este é um serviço que, por si só, já se define e se respalda pela própria importância. A mudança de espaço é providencial. Não apenas porque o estado vai necessitar daquele local para a instalação do Hemoba, mas para alocar o serviço em um espaço que ofereça melhor conforto à equipe. Quando a equipe está em um espaço mais adequado, a prestação de serviços também acaba sendo mais qualificada, então se já atendíamos às normas preconizadas pelo Ministério da Saúde, agora vamos poder otimizar isso exponencialmente. É mais um ponto de atenção de assistência na rede qualificada”, destacou o secretário municipal de saúde Moacir Lira.

A SESAU informou que o SAMU presta socorro em qualquer lugar, seja ele privado ou público, após chamada gratuita feita através do 192 e que, mesmo com a mudança, o serviço será contínuo, ininterrupto, sem prejuízo para a população. A partir desta sexta-feira (19), os profissionais já estarão operando na nova base.

SUS ofertará novo medicamento para hepatite C; eficácia superior a 90%

Hepatite C

Foto: Reprodução

O Sistema Único de Saúde (SUS) passará a ofertar um novo medicamento para o tratamento de hepatite C crônica em adultos: o sofosbuvir em associação ao velpatasvir (SOF/VEL). A decisão foi publicada em portaria do Diário Oficial da União, nesta terça-feira (16). A inclusão do medicamento na rede pública foi recomendada após análise da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), que se reuniu no final de agosto para debater o assunto. A análise indicou uma eficácia superior a 90% em testes que verificaram a manutenção de níveis indetectáveis do vírus no sangue 12 semanas após o final do tratamento.

Ainda segundo a avaliação realizada, o uso do SOF/VEL pode gerar uma economia de R$ 155 milhões a R$ 175 milhões no primeiro ano de incorporação, se comparado aos tratamentos antivirais disponíveis atualmente. O prazo máximo para efetivação da oferta do medicamento no SUS é de 180 dias, a partir da publicação no Diário Oficial.

Hepatite C

A hepatite C é uma doença infecciosa que causa inflamação aguda ou crônica do fígado. Causada pelo vírus HCV, a enfermidade tem como principal modo de contaminação a via sanguínea. Transfusões de sangue, hemodiálise, agulhas, seringas e materiais intravenosos são as mais recorrentes. Cerca de 80% dos pacientes são assintomáticos ou apresentam sinais e sintomas inespecíficos, comuns a diversas doenças crônicas do fígado, o que leva a diagnósticos tardios. Do total de pessoas infectadas com o vírus, aproximadamente 60% a 85% evoluem para a forma crônica da doença.

Segurança, Saúde e Meio Ambiente no Trabalho Rural e Urbano serão discutidos em seminário

Nos dias 6 e 7 de novembro será realizado o I Seminário Segurança, Saúde e Meio Ambiente no Trabalho Rural e Urbano de Feira de Santana, no Sesi/Senai, na avenida Eduardo Froes da Motta, bairro Campo Limpo. As inscrições devem ser efetuadas através do site www.fundacentro.gov.br. A realização é da Prefeitura, Ministério do Trabalho e Emprego e a Fundacentro (Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho). A abertura está prevista para as 8h30 com a palestra “A Questão do Uso de Agrotóxicos e a Necessidade da Preservação Ambiental e a Sustentabilidade”, que será ministrada pelo promotor de Justiça Substituto da Regional Ambiental do Recôncavo Sul, Julimar Barreto. Às 10h haverá relatos de experiências, entre eles, a atuação do SAMU 192 em Feira de Santana. Ainda no primeiro dia constam na programação as palestras “Impactos Causados por Agrotóxicos X Agroecologia X Experiências Exitosas no Território”, às 11h, e “Segurança e Saúde em Estabelecimentos de Saúde”, 14h.

Já no dia 7, quarta-feira, às 8h, haverá a apresentação das atividades educacionais promovidas pela Unamacs (Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cidadania Sustentável), com as gestoras Elisângela Lucena e Erika Teles. Na sequência as apresentações do projeto Nascentes Vivas, do Departamento de Educação Ambiental, da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam), e a Regulamentação Municipal do Transporte Rodoviário de Produtos na Legislação de Feira de Santana. Nesse dia também haverá mesa redonda temática: Agravos a Saúde e ao Meio Ambiente.

O seminário tem como objetivo “contextualizar saúde, segurança e meio ambiente no trabalho rural e urbano, a apresentando dados que possam dimensionar os efeitos do trabalho no desencadeamento de doenças e acidentes no trabalho”. O público alvo são profissionais da área de segurança e saúde do trabalho; associações e sindicatos; trabalhadores rurais e urbanos; gestores de instituições governamentais, ambientalistas e interessados em prevenção de acidentes.

68 mil consultas de pré-natal foram realizadas na Rede Municipal de Saúde nos últimos dois anos

68 mil consultas de pré-natal foram realizadas na Rede Municipal de Saúde nos últimos dois anos

Alessandra Magalhães – Foto Raylle Ketlly

Os cuidados com a saúde do bebê devem começar desde a descoberta da gestação. Assim, mães e famílias têm a disposição às consultas de pré-natal, onde recebem orientações para um desenvolvimento saudável da criança, com o acompanhamento da caderneta vacinal e a realização dos exames necessários. Em Feira de Santana, o pré-natal é feito através das 115 Equipes de Saúde da Família e pelas 13 Unidades Básicas de Saúde. Nos últimos dois anos, aproximadamente 68 mil consultas foram realizadas. Uma assistência completa fornecida gratuitamente durante toda a gravidez. “O Ministério da Saúde preconiza no mínimo sete consultas, distribuídas entre os profissionais: médico, enfermeiro e odontólogo. Por isso o ideal é que ao descobrir a gestação, de preferência no primeiro trimestre, essa gestante seja localizada pelo Agente Comunitário de Saúde para comparecer a Unidade”, ressalta a referência técnica em saúde da mulher, Alessandra Magalhães.

A fim de motivar a adesão completa do acompanhamento, os profissionais de saúde utilizam de estratégias para motivar as mamães. Na Unidade de Saúde da Família do Parque Getúlio Vargas, as usuárias que fizeram o pré-natal corretamente, conforme orienta o Ministério, foram presenteadas com um book fotográfico, com direito a maquiagem, cabeleireira e adereços. “Fazer esse ensaio fotográfico foi uma forma de estimular o cuidado com a saúde do bebê. Muitas mães que realizaram o pré-natal não têm condições de ter esse registro, então a ideia foi compensá-las por esse cuidado”, afirma a enfermeira Flávia Oliveira.

Para relembrar essas ocasiões, a enfermeira Flávia guarda na unidade um mural com fotos de todas as pacientes. “Durante o acompanhamento eu sempre coloco fotos delas em um mural na sala da unidade é uma forma de carinho e elas sempre visualizam ao retornar após o parto”, relata.

Assinada OS para implantação da Policlínica Regional de Saúde em São Francisco do Conde

Assinada OS para implantação da Policlínica Regional de Saúde em São Francisco do Conde

Foto: Divulgação

O secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas Boas, assinou na manhã desta quarta-feira (03), em conjunto com o prefeito Evandro Almeida, a ordem de serviço para a implantação da Policlínica Regional de Saúde em São Francisco do Conde. Com investimento superior a R$ 10 milhões entre obras, equipamentos e mobiliário, a unidade ofertará assistência de média complexidade em diversas especialidades médicas e será referência para cerca de 270 mil habitantes da Região Metropolitana de Salvador. “Atualmente, oito policlínicas estão em funcionamento no interior da Bahia e outras nove estão em construção”, destacou Fábio.

Secretaria de Saúde vai estimular os pais a participarem do pré-natal

Secretaria de Saúde vai estimular os pais a participarem do pré-natal

Foto: Raylle Ketlly

Enfermeiros da rede de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde passam por capacitação para inserir os pais durante as consultas de pré-natal. O treinamento foi encerrado na sexta-feira, 28, com objetivo de estimular a presença do homem durante a gestação e para acompanhamento de saúde, diminuindo os índices de doenças. A equipe de saúde deverá estimular a presença do companheiro em consultas de pré-natal, sendo necessário a participação dele em pelo menos duas consultas. “A primeira para a solicitação de exames e a segunda para receber o diagnóstico. O pai vai receber uma caderneta onde será registrado o acompanhamento vacinal e triagem”, afirma a referência em saúde do homem, Isabela Machado.

Durante as consultas haverá a solicitação de exames laboratoriais. “Essa medida é para que haja o diagnóstico precoce de algumas doenças no companheiro que possam afetar bebê”, informa. As mulheres em que o parceiro não for o pai da criança, poderão inseri-los no grupo da família. “Agora o grupo de gestante passará a se chamar grupo da família, onde os homens poderão participar das atividades e também serão incluídas parceiras ou mãe das gestantes. A medida é para que a mãe tenha o apoio de outra pessoa durante a gestação”, informa Isabela. “A presença deles na unidade de saúde é uma oportunidade para conscientizar sobre métodos contraceptivos, uso do álcool e tabagismo, como também abordar sobre planejamento familiar”, ressalta Isabela.

Estudo aponta que 75% dos idosos brasileiros usam apenas o SUS

Estudo aponta que 75% dos idosos brasileiros usam apenas o SUS

Foto: Erasmo Salomão

No Dia Nacional e Internacional do Idoso, celebrado nesta segunda-feira (1º), o Ministério da Saúde divulgou estudo com dados inéditos sobre o perfil de envelhecimento desta população no Brasil. O Estudo Longitudinal da Saúde dos Idosos Brasileiros (ELSI-Brasil) faz parte de uma rede internacional de grandes estudos longitudinais sobre o envelhecimento e traz informações sobre como a população está envelhecendo e os principais determinantes sociais e de saúde. A ideia é que esse estudo traga subsídios para a construção e adequação de novas políticas públicas para fortalecer a saúde do idoso. O Elsi- Brasil apontou que 75,3% dos idosos brasileiros dependem exclusivamente dos serviços prestados no Sistema Único de Saúde, sendo que 83,1% realizaram pelo menos uma consulta médica nos últimos 12 meses. Nesse período, foi identificado ainda 10,2% dos idosos foram hospitalizados uma ou mais vezes. Quase 40% dos idosos possuem uma doença crônica e 29,8% possuem duas ou mais como diabetes, hipertensão ou artrite. Ou seja, ao todo, cerca de 70% dos idosos possuem alguma doença crônica. “Nós temos que cuidar da saúde dos brasileiros desde a infância para que eles tenham uma vida cada vez mais saudável. Isso significa voltar nossas ações para uma alimentação saudável, para a promoção de atividades físicas, inibir o consumo do álcool e do tabaco, e ainda para as pessoas com idade acima de 60 anos, oportunizar o diagnóstico de doenças de forma cada vez mais precoce. É dessa maneira que podemos oferecer à nossa população um envelhecimento saudável”, afirmou o Ministro da Saúde, Giberto Occhi.

O estudo apontou também que 85% da população com 50 anos ou mais vivem em área urbanas. E entre os relatos sobre os hábitos de comportamento, 43% dos idosos acompanhados pelo estudo disseram ter medo de cair na rua. “Mais de 80% da população se diz satisfeita com a atenção que ela recebe. Então ter um sistema público de saúde universal é extremamente importante. O SUS possui bons indicadores de resolutividade, então é necessário que se preserve o sistema que é modelo para o mundo. Se você melhora a condição de saúde da população, você também aumenta a longevidade no trabalho”, ressaltou a pesquisadora da Fiocruz Minas Gerais, Maria Fernanda Lima-Costa.

Para a realização do ELSI-Brasil foram investidos R$ 7,3 milhões. Deste total, R$ 4,2 milhões são do Ministério da Saúde e R$ 3,1 milhões do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. A pesquisa foi coordenada pela professora Maria Fernanda Lima-Costa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Minas Gerais. Na primeira etapa, participaram da pesquisa pessoas com 50 anos ou mais entre os anos 2015 e 2016 em 70 municípios nas cinco regiões do país. A idade de 50 anos foi utilizada devido ao interesse em analisar o período de transição do momento produtivo para o início da aposentadoria dos idosos (60 anos ou mais). Atualmente, os idosos representam 14,3% dos brasileiros, ou seja, 29,3 milhões de pessoas. E, em 2030, o número de idosos deve superar o de crianças e adolescentes de zero a quatorze anos. Em sete décadas, a média de vida do brasileiro aumentou 30 anos saindo de 45,4 anos, em 1940, para 75,4 anos, em 2015.

O envelhecimento da população tem impactos importantes na saúde, apontando para a importância de organização da rede de atenção à saúde para a oferta de cuidados longitudinais. As doenças crônicas não transmissíveis atualmente afetam boa parte da população idosa. De acordo com pesquisas anteriores promovidas pelo Ministério da Saúde, 25,1% dos idosos tem diabetes, 18,7% são obesos, 57,1% tem hipertensão e 66,8% tem excesso de peso. Também são responsáveis por mais de 70% das mortes do país. :: LEIA MAIS »

Ilhéus: Implantada Classe Hospitalar para jovens internados no HRCC

Implantada em Ilhéus Classe Hospitalar para jovens internados no HRCC

Foto: Divulgação

Jovens e adultos internados no Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC) terão aulas durante o período de permanência na unidade. O ato inaugural do Serviço de Atendimento à Rede em Ambiências Hospitalares e Domiciliares (Programa Sarahdo) aconteceu nesta quarta-feira (26), com a presença do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, acompanhado dos secretários estaduais de Saúde, Fábio Vilas Boas e de Educação, Walter Pinheiro. Presentes também os secretários municipais, Geraldo Magela (Saúde) e Gil Gomes (Governo); o diretor geral do HRCC, Hernani Vaz Krüger; o superintendente estadual de Políticas para a Educação Básica, Ney Campello e coordenadora do programa, Veruska Poltronier. Participaram da solenidade, ainda, a diretora do (NTE-5), Josefina Castro; diretor técnico do HRCC, Cláudio Moura Costa; diretora da Atenção Básica de Ilhéus, Érika de Jesus; representantes dos Conselhos de Educação e Saúde de Ilhéus, além dos vereadores, Fabrício Nascimento e Pastor Matos. A iniciativa se transformou em política pública assegurada por lei, a fim de garantir o direito de estudantes do Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos/EJA, que se encontram nos leitos hospitalares ou em atendimento médico domiciliar, a darem continuidade aos seus estudos. Segundo os coordenadores, quando um aluno da rede adoece e vai para um leito ou fica em casa por conta de um problema de saúde, ele está sendo condenado ao abandono escolar naquele período.

Melhora da autoestima – O prefeito Mário Alexandre ressaltou mais este apoio do Governo do Estado para o sul da Bahia, em especial para Ilhéus. “Este serviço cria a possibilidade de acesso ao contexto escolar, diminui os efeitos negativos da internação e contribui para a melhora da autoestima do aluno. Queremos espelhar esta ação para nas unidades de saúde do município”, destacou.

Walter Pinheiro disse que, com este programa, a escola está indo até o hospital. “A classe escolar faz a cobertura do aluno que teve de se afastar da escola comum. Estamos fazendo isso também na educação profissional, para fechar 2018 com oferta desta proposta em todos os 417 municípios baianos. Esse é o modelo de escola que entendemos e não mais a escola que só acontece somente na sala de aula”, comentou o secretário.

Direito assegurado – O secretário Fábio Vilas Boas avaliou a iniciativa como fundamental para inclusão da população no acesso à saúde. “O programa serve para pessoas que estão hospitalizadas por doenças ou consequências de acidentes ou traumas. A partir de agora, vamos poder assegurar à criança, jovem ou adulto das escolas estaduais a continuidade do processo educacional no âmbito hospitalar”, destacou. :: LEIA MAIS »

Secretário de saúde da Bahia reage a críticas de candidatos ao serviço de regulação

Secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas

Secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas.

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, entrou na seara eleitoral para rebater os candidatos ao governo do estado que fazem ataques ao funcionamento da Central de Regulação nos hospitais públicos. Zé Ronaldo (DEM) e João Santana (MDB) chamam o serviço de “fila da morte”. “Eu estou tranquilo em relação a isso. É muito claro que todo problema complexo não tem solução simples. Temos trabalhado a longo prazo nos quatro anos. Para fazer isso de forma sólida e sustentável tivemos que traçar várias ações. Entre agosto e setembro injetamos quase mil leitos hospitalares. Hoje tiramos 206 pacientes que moravam em hospitais, que faziam hemodiálise, por exemplo”, argumentou Villas-Boas durante entrevista ao programa Se Liga Bocão, na Itapoan FM, nesta segunda-feira (24). “Hoje todo dia a Central de Regulação atende 500 pacientes. Todos os dias surgem de 400 a 600 pacientes […] temos na tela 1500 pacientes na fila em todo estado. Giro 500 por dia e surgem 500 por dia”, continuou o secretário.

Segundo ele, o estado reuniu uma equipe de especialistas para analisar caso a caso as pendências e em breve realizar mutirão de cirurgias e procedimentos necessários. “Vamos fazer mutirão para limpar mil pacientes que estão no estoque […] vamos passar a ter capacidade instantânea em 24 horas […] hoje temos condições de acabar com a fila da regulação”, assegurou.

De acordo com Villas-Boas, o governo da Bahia pleiteia 150 milhões de dólares em Brasília para apoiar municípios no serviço de atenção básica, a fim de evitar sobrecarga no serviço de regulação para média e alta complexidade. Ele comentou ainda sobre a relação com o governo do presidente Michel Temer e o envio de recursos solicitados pela Bahia para ações em saúde. “Além da obrigação não [temos recebido], temos vários pleitos”.

“Recentemente o ministro esteve na inauguração Couto Maia, anunciou liberação de dinheiro para a gente para fazer uma série de intervenções. Esse dinheiro nunca veio, ficou só no gogó. Temos uma interlocução muito boa graças ao vice-governador João Leão. De todos os ministérios do governo Temer, o Ministério da Saúde é o que tem sido mais atencioso com a Bahia, mas do ponto de vista concreto, recursos significativos como nós precisamos, acabamos sem receber nesse período desde o golpe. Temos mais de R$ 50 milhões de habilitações para serem reconhecidas pelo ministério e estamos lutando. O ministro Gilberto Occhi tem nos recebido lá em Brasília, tem sido muito atencioso, mas o dinheiro mesmo que a gente está atrás, eu estou correndo para ver se vem”. (BNews)

Residências terapêuticas de Feira de Santana são referência em todo o estado

Coordenadora de Saúde Mental, Robervânia Cunha

Coordenadora de Saúde Mental, Robervânia Cunha / Foto: Raylle Ketlly

Com acomodação semelhante a um hotel, as Residências Terapêuticas promovem assistência a 42 portadores de transtornos mentais. O serviço da Secretaria Municipal de Saúde conta com 11 unidades espalhadas pela cidade, sendo nove do tipo I, que comporta até oito residentes e duas que passam por reforma de adequação para tipo II, com capacidade para acolher mais pessoas. Destinadas a portadores de transtornos mentais que tiveram histórico de internação prolongada, mas apresentam condições de serem reinseridos na sociedade, as residências terapêuticas do município são referência de atendimento em toda Bahia desde a reforma psiquiátrica de 2003. A informação é da coordenadora de Saúde Mental, Robervânia Cunha. “Através das residências, os moradores contam com o acompanhamento de cuidadores, técnico de enfermagem, enfermeiro e médico. Eles têm direito a três refeições diárias fornecidas por um restaurante e podem escolher o cardápio do dia, recebendo até benefício para a compra de lanches, conforme a dieta”, ressalta.

O encaminhamento de pacientes é feito através de hospital psiquiátrico, que seleciona e passa a relação de nomes com possíveis candidatos e uma equipe de desinstitucionalização, responsável pela retirada da situação de interno, dá os encaminhamentos. “Os candidatos passam por processo de reabilitação para reaprender o convívio em sociedade, fazem uma visita ao futuro lar e passam o dia na residência para conhecer os moradores. Através desse contato, criam laços afetivos com a equipe e se habituam com a futura rotina”, explica Robervânia Cunha. As residências estão localizadas nos bairros: Brasília, Capuchinhos, Jomafa, Parque Getúlio Vargas, Ponto central, Queimadinha e Santa Mônica. A maioria dos candidatos são órfãos ou possuem famílias sem condições para mantê-los em casa. “Este é o nosso principal público”, ressalta.

Secretário de Saúde dá autorização para licitação do Hospital Geral Clériston Andrade 2

Secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas

Secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas.

Nesta quarta-feira (19), às 8h30, o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, autoriza a licitação para construção do Hospital Geral Clériston Andrade 2 (HGCA 2). A assinatura do documento ocorrerá no auditório do HGCA, mesmo local da coletiva de imprensa.  Serão investidos cerca de R$ 48 milhões para a construção da nova unidade ao lado do prédio atual. O novo hospital contará com 40 leitos de terapia intensiva (UTI), centro cirúrgico com 11 salas, além de um serviço de Endoscopia Digestiva e serviço de Apoio Diagnóstico e Terapêutico, que ofertará exames e ações de diagnóstico e de terapia.

Primeira base descentralizada do SAMU em Feira de Santana será inaugurada nesta terça

Coordenadora do SAMU, Maiza Macedo

Coordenadora do SAMU, Maiza Macedo.

A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde, inaugura nesta terça-feira, 18, a nova base descentralizada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A base será instalada no Estacionamento do Paço Municipal Maria Quitéria, ampliando a oferta do serviço e possibilitando uma assistência ainda mais rápida para a população. É a primeira base descentralizada que será inaugurada em Feira de Santana. Outras três existem em Conceição de Jacuípe, Irará e Santo Estevão.

De acordo com a coordenadora do SAMU, Maiza Macedo, o projeto da Prefeitura envolve quatro pontes dentro da cidade, a base da João Durval, essa do Centro, uma na região Norte e outra na região Sul. “Escolhemos começar pelo centro da cidade, que é o local onde circula um grande número de pessoas, contribuindo também para um volume maior de chamadas nessa região”, informa.

A inauguração fará parte da programação do aniversário da cidade e contará com a presença do prefeito Colbert Martins Filho, da Secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas e demais autoridades.

Justiça determina restabelecimento de exames no útero no HGCA

Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA)

Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA)

Uma decisão proferida pelo juiz Gustavo Hungria, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Feira de Santana, em face de pedidos apresentados pelo promotor de Justiça Audo Rodrigues, visa garantir o restabelecimento do serviço de histeroscopia no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). O juiz determinou a intimação do Estado da Bahia para que, em 48 horas, demonstre o cumprimento da liminar que determinou o retorno do serviço.

A histeroscopia é um exame realizado para observar a cavidade uterina, o canal cervical e a vagina. A grande vantagem é a possibilidade de ser realizada em ambulatório, sem o uso de anestesia e sem internação. Desde o mês de abril, explica o promotor de Justiça, o Estado descumpre a liminar que o obrigou a retomar a execução dos exames de histeroscopia. O ente federativo chegou a recorrer, mas o Tribunal de Justiça negou o pedido. Por isso, Audo Rodrigues ingressou esta semana com pedido de execução da liminar, visando restabelecer o serviço de histeroscopia para atendimento das usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) dos 127 municípios da área de abrangência do Hospital Geral.

Novo laboratório de análises clínicas da Fundação Hospitalar será entregue nesta quarta

Novo laboratório de análises clínicas da Fundação Hospitalar será entregue nesta quarta

Foto: Andrews Pedra Branca

Nesta quarta, 12, às 18h30, a Prefeitura Municipal de Feira de Santana entrega à comunidade feirense um novo laboratório de análises clínicas, totalmente reformado e ampliado pela Fundação Hospitalar de Feira de Santana (FHFS). Instalado há 26 anos e responsável pela realização de mais de 300 mil atendimentos/ano – ultrapassando a marca de um bilhão e 600 milhões de exames entre 2013 e 2018 – o novo equipamento de saúde atenderá tanto pacientes do complexo materno-infantil que reúne o Hospital Municipal da Criança Dr. José Eduacy Lins e o Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, bem como a população em geral. As obras contemplaram ampliação da sala de bacteriologia, bioquímica, hematologia e da área da recepção com rampa para acessibilidade, proporcionando mais conforto e segurança aos pacientes. Uma nova sala de repouso feminina e masculina de funcionários da unidade, novos sanitários para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, além de banheiro infantil, sala de coordenação e administração, setores técnicos I e II, salas de coleta infantil e adulta foram construídas.

Já estrutura das redes elétrica e hidráulica foram modificadas e novas esquadrias (portas e janelas) instaladas, bem como parte da calha do telhado substituída. O laboratório recebeu nova pintura e as paredes internas foram revestidas com pastilhas e as externas com cerâmica. Piso de alta resistência, instalação da rede logística (novos telefones e computadores), luminárias de emergência e extintores de incêndio fazem parte do conjunto de investimentos executados com recursos próprios do município, totalizando R$ 219 mil. Segundo Gilberte Lucas, presidente da FHFS, “as melhorias servem para ampliar a capacidade de atendimento e humanizá-lo ainda mais”. Durante o período de execução das obras, a população recebeu atendimento para coleta e exames laboratoriais em uma unidade provisória situada na mesma rua do novo laboratório e, também, em um espaço interno do Hospital da Mulher.

Horário de funcionamento

O horário de funcionamento do novo laboratório será de segunda a sexta, das 7h às 17h. A oferta continua a mesma: exames laboratoriais como hemograma (exame de sangue), exame parasitológico de fezes, urina, microbiologia, imunologia, bioquímica e ainda hormonais.

Lauro de Freitas realiza primeiras cirurgias de retirada de nódulos mamários na rede municipal

Lauro de Freitas realiza primeiras cirurgias de retirada de nódulos mamários na rede municipal

Hospital Municipal Dia Jorge Novis (HMJN)

A Prefeitura de Lauro de Freitas incorporou mais uma prestação de serviço à saúde na rede municipal. Na última quarta-feira (29), quatro mulheres realizaram procedimentos de setorectomia (intervenção cirúrgica para remoção de nódulos mamários) no Hospital Municipal Dia Jorge Novis (HMJN). Estas foram as primeiras cirurgias realizadas no município pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Apenas outros cinco municípios, incluindo a capital, realizam esse procedimento em rede própria na Bahia.

Elisa Daltro, diretora administrativa do Jorge Novis, comemora a ampliação dos serviços. “As mulheres não encontravam essa prestação de serviço aqui no município. Era preciso recorrer a rede de saúde do Estado na capital e passar por uma longa fila de espera. Agora passamos a oferecer o atendimento aqui no Jorge Novis. O serviço se adequa ao foco resolutivo do hospital dia, de assegurar ao paciente nos casos de baixa e média complexidade, que a sua necessidade seja atendida com satisfação no próprio hospital”.

O mastologista e cirurgião, Marques Vinicius Gomes, que também atende a consultas na Policlínica Municipal Professor Carlos Bastos, na Vila Praiana, explica que a setorectomia é uma cirurgia de pequeno porte. “O ato cirúrgico é simples e de rápida recuperação. Após a paciente receber anestesia local e sedativo, fazemos a retirada dos nódulos. A cirurgia dura em média 40 minutos. A paciente tem alta no mesmo dia e retorna cinco dias após o operatório para avaliação e troca do primeiro curativo”.

Serviços da Saúde

A Central de Regulação de Lauro de Freitas encaminha atendimentos preventivos à saúde da mulher por meio de consultas com mastologistas, ultrassonografia, mamografia e punção. Para marcar os serviços, a requerente deve levar solicitação médica e cartão SUS na Regulação, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

Consórcio decide modelo de contratação de pessoal da Policlínica de Saúde Metro Recôncavo Norte

Consórcio decide modelo de contratação de pessoal da Policlínica de Saúde Metro Recôncavo Norte

Foto: Edgard Copque

Os municípios que serão atendidos pela Policlínica de Saúde Metro Recôncavo Norte se reuniram nesta quarta-feira (29) para definir o modelo de contratação do quadro de funcionários que vai atuar no equipamento. Convocada pela prefeita de Lauro de Freitas Moema Gramacho, presidenta do Consórcio Público que vai administrar a Policlínica, o encontro aconteceu na União dos Municípios da Bahia (UPB), no CAB. Além de Moema, estiveram presentes os prefeitos de Conde, Antonio Eduardo, e os secretários de Saúde Elias Natan (Camaçari), Maria Betânia (Simões Filho) e Tatiane Rebouças (Mata de São João). Os municípios presentes aprovaram por unanimidade a contratação por concurso público. “Temos que antecipar a contratação para que a partir do momento em que a Policlínica comece a funcionar o quadro de funcionários esteja devidamente capacitado para atender nossos munícipes com qualidade e de forma humanizada”, destacou a prefeita de Lauro de Freitas.

Durante a reunião, a presidenta do Consórcio orientou os representantes municipais que encaminhem para aprovação da Câmara de Vereadores de cada cidade a despesa mensal que caberá a cada município para manutenção da Policlínica.  O valor do custeio para cada Prefeitura foi definido proporcional a quantidade de habitantes. A unidade vai atender a um total de 828,245 mil habitantes dos sete municípios beneficiados. Para a Prefeitura de Lauro de Freitas o valor mensal para custeio será de R$159.827,34 mil.

A Policlínica de Saúde Metro Recôncavo Norte deveria atender 16 municípios, porém por questões de logística e custo os municípios de São Francisco do Conde, Itaparica, Saubara, Santo Amaro, São Sebastião do Passé, Pojuca, Candeias, Itaparica e Madre de Deus migraram para outros consórcios.  A partir de agora o Consórcio segue com os municípios de Lauro de Freitas, Conde, Mata de São João, Dias d´Ávila, Vera Cruz, Camaçari e Simões Filho, onde está localizada a Policlínica. Para o coordenador de consórcios do Estado da Bahia, Nelson Portela, a expectativa com a Policlínica Metro Recôncavo Norte é a melhor possível. “Hoje nós já temos oito consórcios formados e funcionando. Ouvimos muitos elogios dos munícipes que estão sendo atendidos e dos prefeitos. O grau de satisfação das pessoas é muito grande tanto do espaço físico, quanto dos equipamentos, atendimento e curto tempo de espera já que os procedimentos são todos com hora marcada”.

A Policlínica vai oferecer consultas com angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia. Também serão disponibilizados exames especializados como ressonância magnética, tomografia, mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, eletromiografia, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, dentre outros. Os municípios vão receber do Estado um ônibus com ar condicionado, televisão e Wi-Fi, para transportar os pacientes até Simões Filho. A previsão é que a Policlínica fique pronta em dezembro e comece a funcionar em janeiro.

Programa Mais Médicos será ampliado em Ilhéus

Programa Mais Médicos

Programa Mais Médicos

A Secretaria de Saúde de Ilhéus (Sesau) aguarda a abertura de edital do Ministério da Saúde para formação de oito equipes que contarão com profissionais do Programa Mais Médicos. Um dos objetivos é ampliar o atendimento da Atenção Básica no município. Os novos médicos reforçarão o atendimento nas unidades de saúde dos bairros Nelson Costa I e II, Iguape e Alto do Basílio I e II. Também serão beneficiados os moradores das localidades rurais de Inema, Pimenteira e Banco Central. Atualmente, três profissionais do programa atuam nos postos de saúde dos bairros Ilhéus II, Nossa Senhora da Vitória e Teotônio Vilela.

O secretário de Saúde, Geraldo Magela, informa que o Programa Mais Médicos estava bloqueado, mas já foi atualizado pela atual gestão.  “No momento, a equipe da Atenção Básica da Sesau está cuidando da inscrição do município de Ilhéus, que encaminhou o pedido de 12 equipes, mas conseguimos cadastrar oito médicos”. Ainda de acordo com o secretário de Saúde de Ilhéus, esta ação segue orientação do prefeito Mário Alexandre, para que o município se empenhe em atender às demandas da população. Ao destacar a importância do Mais Médicos para o município, Magela ressaltou que o programa faz parte do pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), a fim de levar médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais.

CÂMARA DE VEREADORES_somos parceiro_banner de site Política in Rosa - 500x500 gif


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia