WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘reajuste de ônibus em Salvador’

Secretaria de Mobilidade detalha reajuste de ônibus em Salvador

Fabio MotaO reajuste na tarifa dos ônibus urbanos de Salvador, que entrou em vigor nesta segunda-feira (2), foi detalhado em entrevista coletiva realizada esta manhã pelo secretário de Mobilidade, Fábio Mota (Semob). O gestor explicou que o acréscimo no preço – que a partir de hoje é de R$3,60 – leva em consideração estudos realizados pela Agência Reguladora e Fiscalizadora dos Serviços Públicos de Salvador (Arsal). Baseado em contrato assinado à época da concessão do serviço, o reajuste considera os gastos das empresas com insumos, manutenção e a inflação do período. Na coletiva, Fábio Mota lembrou ainda das melhorias implantadas no setor nos últimos quatro anos.

O secretário disse que Salvador ainda possui a menor tarifa entre as grandes metrópoles do país. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, o valor é de R$3,80. Já em Belo Horizonte, a tarifa, que também foi reajustada nesta segunda-feira, custa agora R$4,05. Segundo ele, o estudo da Arsal verificou que havia um desequilíbrio entre o serviço oferecido e o valor da tarifa e isso precisou ser corrigido.

“Mesmo com o reajuste, a tarifa de Salvador ainda consegue ser mais barata se comparada às grandes capitais, mesmo a Prefeitura não subsidiando o sistema, como acontece no Rio e em São Paulo. Em São Paulo, por exemplo, o município injeta R$ 2,5 bilhões para manter os valores e ainda aumenta a segunda parte da integração, coisa que aqui não ocorre. O mesmo ocorre no Rio, com subsídio de cerca de R$1 bilhão do poder público. Em Salvador, a Prefeitura optou por não subsidiar para sobrar mais recursos para áreas essenciais como educação e saúde”, frisou.

Estudo – O contrato de concessão atualmente em vigor determina que uma revisão tarifária ocorra a cada quatro anos. Já o reajuste do preço da passagem é feito anualmente. Para determinar o valor a ser cobrado foi solicitado um estudo à Arsal, que chegou em R$3,60. O valor da revisão foi determinado a partir do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) (40%) e do preço do óleo diesel S10 que abastece os ônibus.

Contrapartida e melhorias – O secretário destacou que os empresários do setor tem obrigações com o município, como a realização de melhorias no sistema, renovação da frota a cada quatro anos, implementação do Bilhete Único e Domingo é Meia e implantação dos módulos-conforto, entre outros itens. A rede de mobilidade de Salvador dispõe atualmente de 2.600 ônibus urbanos rodando em 600 linhas.

As melhorias implementadas pela Prefeitura no sistema público de transporte são: redução do tempo de vida da frota, que agora é de quatro anos; a instalação de localizador por GPS em todos os veículos, permitindo o monitoramento 24 horas inclusive via aplicativo de celular (CittaMobi), através do qual os cidadãos também podem fazer denúncias e sugestões; a disseminação de máquinas de recarga, passando de três para cerca de 50 unidades nos últimos quatro anos; a gratuidade do cartão do Bilhete Único, que antes era cobrado; ônibus 24 horas; integração e Bilhete Único.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia