WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Trabalho Infantil

:: ‘Permissionários’

Proposta de transformação é apresentada aos permissionários do Centro de Abastecimento

Proposta de transformação é apresentada aos permissionários do Centro de Abastecimento

Foto: Washington Nery

A transformação pela qual passou o Centro de Abastecimento da cidade de Teresina, capital do Piauí, foi conhecida recentemente pelo prefeito Colbert Martins Filho. Atualmente o equipamento é considerado uma referência pela Organização das Nações Unidas (ONU). Tendo como base a experiência vista na Ceasa Nova, o gestor municipal se reuniu com permissionários do Centro de Abastecimento de Feira de Santana para apresentar uma proposta de transformação do entreposto local. O encontro aconteceu no Gabinete do Prefeito, na tarde desta quarta-feira, 8, com participação do secretário de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Junior, e do administrador do entreposto, Delorme Martins.

O prefeito explicou que a Ceasa Nova, de Teresina, tem estrutura semelhante ao equipamento feirense. “Hoje são 1.800 permissionários. Houve uma profunda mudança de perfil, o que resultou numa maior quantidade de negócios, melhores condições de trabalho para os comerciantes, e movimentam, diariamente, algo em torno de R$ 60 milhões”. Colbert frisou que o primeiro passo para uma mudança, com esta amplitude, é a participação de todos os permissionários. “Temos que ter o pensamento de organização e profissionalização”.

Colbert observou que o entreposto piauiense sofria com problemas semelhantes aos que são encontrados no Centro de Abastecimento de Feira de Santana. “Prostituição, bebida, som alto, lixo. Tudo isso foi fazia parte da realidade deles, mas foi disseminado com a Ceasa Nova. Ou seja, se eles conseguiram resolver esses problemas, nós também podemos”. Uma das iniciativas que tem dado resultados importantes na Ceasa Nova de Teresina é o Banco de Alimentos. Trata-se de um setor que recicla sobras de mercadorias, que normalmente seriam descartadas no lixo, e encaminha tudo que pode ser aproveitado para entidades carentes. “O que não serve como alimento, é transformado em adubo. Esse trabalho resulta na reciclagem de 1 tonelada por dia”, ressaltou Colbert.

O secretário de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Junior (foto), reiterou que o entreposto feirense tem todas as condições de alcançar o mesmo patamar da Ceasa Nova de Teresina. “Com a participação de todos, é possível alcançarmos isso. Hoje, 10% dos garis de Feira de Santana atuam no Centro de Abastecimento. Todos os dias deixam tudo limpo, e no dia seguinte a sujeira está toda lá novamente. Ou seja, para haver mudança tem que ter a cooperação de todos”.

Os permissionários demonstraram entusiasmo com a proposta de revitalização do Centro de Abastecimento de Feira de Santana. “Hoje não temos nem 2% da clientela feirense no entreposto. Isso é muito negativo para a imagem do nosso Centro. Tenho 62 anos de idade, e 43 destes dentro do Centro de Abastecimento. E estou muito confiante em ver o nome do nosso entreposto resgatado”, declarou o comerciante Ademar Silva. Para Edmária Mederiros, presidente da Associação de Comerciantes do Centro de Abastecimento, a participação dos permissionários na discussão das melhorias é fundamental. “É muito bom vermos que a Prefeitura está buscando um projeto de revitalização, a partir de um modelo que já deu certo em outra cidade”.

Permissionários escolhem linhas do transporte alternativo em sessão pública

Classificados para explorar o transporte alternativo em Feira tem até sexta para retirada do DAM

Serviço de Transporte Público Alternativo e Complementar (STPAC)

Os 105 permissionários que explorarão, a título precário, o Serviço de Transporte Público Alternativo e Complementar (STPAC), em Feira de Santana, participarão, dia 9, de uma sessão pública quando escolherão as linhas onde vão atuar e assinarão o contrato com a Prefeitura. Os primeiros que escolherão são aqueles que apresentaram maior proposta financeira. Todos os futuros permissionários efetuaram o pagamento da primeira parcela referente à outorga. O restante do valor ofertado será dividido em quatro parcelas, que serão pagas anualmente e será corrigido por um dos índices financeiros oficiais. A primeira chamada para verificação dos presentes vai acontecer às 9h. Caso todos os convocados não estejam presentes, a segunda chamada será feita às 9h30, quando se iniciará a sessão com os que estiverem no auditório.

Será respeitada a ordem de classificação para a escolha da linha e assinatura do contrato. O licitante que porventura chegar após ter se iniciado o procedimento, e já não tenha sido chamado, terá o direito de escolha da vaga normalmente. Caso já tenha passado a sua ordem de classificação, fará a escolha da sua vaga no momento que se apresentar, podendo escolher apenas as vagas ainda não escolhidas até momento da sua chegada. Quem não comparecer à sessão pública vai escolher as vagas remanescentes, evento que vai ser realizado no Gabinete da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, em data posterior. A sessão está marcada para ser iniciada às 8h30, no auditório Dr. João Batista de Cerqueira, na Secretaria Municipal de Saúde, à avenida João Durval Carneiro, na Estação Nova.

Os permissionários deverão apresentar cópia e original da cédula de identidade (pessoa física), cópia do ato constitutivo, estatuto, ou contrato social em vigor, devidamente registrado (pessoa jurídica), prova de registro comercial (empresa individual). Mais as certidões negativas atualizadas de regularidade com a Fazenda Federal, Estadual e Municipal; de Regularidade do FGTS e Trabalhista. A licitação para o STPAC vai render aos cofres do município R$ 7.381.301,01, divididos em cinco parcelas de R$ 1.476.260,01.

CÂMARA DE VEREADORES_somos parceiro_banner de site Política in Rosa - 500x500 gif


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia