WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘Legislativo Feirense’

Insatisfeito com salário de R$ 880 para temporários, Fernando Torres pretende fazer concurso

Fernando Torres (PSD)

“Pretendemos no futuro fazer um concurso”, anuncia o presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, Fernando Torres (PSD). Ele observa que existe a necessidade de que sejam preenchidas vagas em áreas que se encontram carentes de servidores efetivos na Casa, a exemplo do setor de limpeza.

Em entrevista coletiva para a imprensa, nesta segunda-feira (11), disse que a Mesa Diretiva está examinando, através de uma espécie de auditoria, o contrato de uma empresa, terceirizadora de mão de obra, que fornece trabalhadores para o Legislativo feirense. Entende que precisa ser apurado sobre o valor do salário pago aos colaboradores. Enquanto a contratada recebe da Câmara R$ 3 mil por funcionário cedido, a remuneração de cada um é de aproximadamente R$ 880. “Não acho que os impostos custem tudo isso. Precisamos fazer uma auditoria, o que está sendo providenciado, pela própria Mesa. Não vamos aceitar essa situação”, afirma. :: LEIA MAIS »

Jhonatas Monteiro vê “independência” perante o Executivo como prioridade da Câmara de Feira

Vereador Jhonatas Monteiro (PSOL)

Vereador que obteve a maior votação para a Câmara Municipal de Feira de Santana nas últimas eleições e também a maior na história da cidade (8.292 votos), o professor Jhonatas Monteiro (PSOL) vê como prioridade da nova legislatura a “necessidade de independência” da Casa frente à Prefeitura. Assim ele se manifestou ao declarar abstenção na escolha dos integrantes da nova Mesa Diretiva, sexta-feira (1), em que o vereador Fernando Torres (PSD) foi vitorioso por unanimidade do plenário – a abstenção não conta como voto contra, nem a favor.  Considera que a nova Mesa eleita “ainda é uma aposta, uma esperança de compromisso que se espera que se cumpra no sentido de que haja respeito à oposição nessa Casa e, mais do que isso, o respeito ao Legislativo frente àquilo que muitas vezes a Prefeitura impõe como fato consumado”. Se houvesse disputa entre mais de um candidato, disse ele, não teria dúvida de se posicionar e “faria tudo aquilo necessário para derrotar o (candidato do) Governo”.

Sobre a participação dos representantes da oposição ao prefeito Colbert Martins Filho (MDB) na chapa eleita para dirigir a Câmara – o vereador Sílvio Dias (PT) foi escolhido para a 1ª vice-presidência – disse ter consciência de que se trata de uma formalidade prevista no Regimento Interno da Casa. :: LEIA MAIS »

Após fala do prefeito, vereador questiona se a Secretaria de Educação está preparada para que às aulas retornem agora

Vereador Professor Ivamberg (PT) – Foto: site Política In Rosa / Anderson Dias

O vereador eleito, Professor Ivamberg (PT), disse ao site Política In Rosa que sua bandeira na Câmara Municipal de Feira de Santana será educação e saúde. “O prefeito Colbert Filho falou em seu pronunciamento, ao tomar posse, a questão do retorno das aulas. Temos que ver se a Secretaria Municipal de Educação está preparada para que essas aulas retornem agora com essa segunda onda da Covid-19 que estamos enfrentando. A gente sabe que a educação é dever de todos, direito do Estado e da família. E, se é dever de todos, nenhum aluno vai poder ficar sem estudar e para nenhum aluno ficar sem estudar a gente tem que levar essa tecnologia, esses computadores que aqui foram ditos pelo prefeito a todos os rincões de Feira de Santana. Aos lugares mais distantes e mais longínquos. Então isso requer uma vigília constante. Nós vamos estar fiscalizando para que a educação seja prioridade na cidade”, disse.

Liderança do PT

Como líder do PT no Legislativo feirense, Ivamberg disse que vai buscar o diálogo com o Governo Municipal cobrando, principalmente as promessas de campanha. “Temos uma promessa de reforma de mais de 50 mil casas e dentre outras. Temos que cobrar as promessas que tragam benefício para a população, pois tem promessas que sabemos que são faraônicas. Mas foram ditas e iremos cobrar”, declarou.

“É um avanço”, diz Eremita sobre presença de duas mulheres na Mesa Diretiva da Câmara

Vereadora Eremita Mota (PSDB)

A vereadora Eremita Mota (PSDB), em entrevista ao site Política In Rosa, disse que ser reeleita pela quinta vez como vereadora e participar novamente da Mesa Diretiva da Câmara Municipal de Feira de Santana o maior sentimento que tem é o de gratidão. As duas mulheres que participarão da Mesa Diretiva do Legislativo feirense no próximo biênio é Eremita e a vereadora Lú de Ronny (MDB).

“O novo presidente reconhece o nosso trabalho, o nosso potencial aqui na Casa. Ele [Fernando] seguiu o exemplo de vários prefeitos. Um exemplo é o do prefeito de Salvador, Bruno Reis, que colocou dez mulheres em sua gestão. Fiquei muito feliz. É um avanço dado as mulheres aqui da Bahia. Aqui na Câmara não foi diferente. Está indo duas mulheres pra Mesa Diretiva e estou muito feliz”, declarou.

Secretariado

Questionada sobre a sua participação no governo de Colbert Martins Filho como secretária de Educação e se foi chamada para fazer parte do novo secretariado, Eremita disse que a indicação foi um acordo com o partido PSDB e entende que teve uma dimensão de compromisso. “Não sei a decisão acertada. O meu lugar é aqui na Câmara. Mas o que vai acontecer com o partido acho que é o próprio partido que vai ter que resolver isso com o prefeito”, informou.

Silvio Dias sobre presidência da Câmara: “Tentei colocar meu nome como terceira via, mas não deu”

Vereador Silvio Dias (PT) – Foto: site Política In Rosa / Anderson Dias

Eleito vereador e primeiro vice-presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, Silvio Dias (PT), disse ao site Política In Rosa que a sensação é muito boa, mas de ampla responsabilidade. “O aumento da responsabilidade é quando você senta na cadeira para representar o povo de Feira de Santana. Não apenas os quase quatro mil eleitores que votaram em mim, mas toda a cidade. É essa responsabilidade que nós estamos trazendo para a Câmara. A responsabilidade de cobrar independência da Casa, de ter leis voltadas para aquilo que o nosso povo precisa, ser a voz do povo, principalmente o povo mais simples e carente de nossa cidade. Isso nós faremos aqui incansavelmente”, disse.

Eleição do Legislativo feirense

Sobre a eleição para a Mesa Diretiva da Câmara, Silvio Dias destacou que colocou seu nome para a disputa da presidência de forma independente, mas que não foi possível. “Existe uma regra no Regimento Interno da Casa que determina que a chapa só pode ser inscrita com sete. Não obtivemos os números. Então fomos para o que está no regimento. No artigo 7 parágrafo 5 do regimento determina que a oposição deve fazer parte da Mesa Diretiva e isso nós cobramos. Não foi simplesmente um acordo, foi sim uma cobrança daquilo que está no Regimento Interno da Casa. Se no passado não cobravam, agora a oposição vai cobrar o seu direito e seu papel. Dessa forma, cobramos e estamos seguindo o regimento. Então a oposição tem nosso nome na mesa e o do vereador Galeguinho SPA (PSB)”, declarou.

Dias ainda declarou que a ideia da oposição era ter a sua própria chapa concorrendo a presidência. “Era a única chapa independente. Tanto a chapa de José Carneiro (MDB) como a de Fernando Torres (PSD), sabíamos que não eram independente. Por isso que nós tínhamos a visão de colocar o nosso nome como uma terceira via para concorrer à presidência da Câmara, mas, como vimos, não foi possível”.

Oposição

Silvio ressaltou que a oposição será forte com seu nome, o do professor Ivamberg (PT), Jhonatas Monteiro (PSOL), Galeguinho SPA (PSB) e outros que estarão marchando com eles. “Faremos valer a vontade do povo, mas de forma independente. Termos uma Câmara independente em relação ao Executivo”, disse. :: LEIA MAIS »

Luiz da Feira é o novo corregedor do Legislativo feirense

Vereador Luiz da Feira

Vereador Luiz da Feira

O vereador Luiz da Feira (PROS), que nesta sexta-feira (01) foi empossado para o seu segundo mandato na Câmara Municipal de Feira de Santana, foi eleito para o cargo de Corregedor do Legislativo feirense no biênio 2021-2022.

Luiz foi eleito por seus pares, com 14 voto favoráveis, em processo realizado logo após a escolha da nova Mesa Diretiva da Casa. Houve disputa com o vereador Correia Zezito (Patriota), que obteve cinco votos. Registrou-se uma abstenção, do vereador Jurandy Carvalho – o presidente da sessão, José Carneiro (MDB), só votaria em caso de empate.

O novo corregedor substituirá a vereadora Gerusa Sampaio, que ocupou a função no período 2019-2020. Zelar pelo cumprimento do Código de Ética e Decoro Parlamentar e observar a postura dos vereadores quanto as suas responsabilidades e também no tratamento respeitoso com os pares e à sociedade são os compromissos do corregedor, previstos na Resolução de número nº 386, datada do ano 2001. Por ato próprio ou em virtude de representação fundamentada de terceiros, o corregedor deverá instituir processo disciplinar no prazo máximo de 15 dias após conhecimento de fatos ou recolhimento de denúncia contra um vereador – e o encaminhará à Mesa Diretiva da Câmara. :: LEIA MAIS »

Fernando Torres é eleito presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana

Fernando Torres (PSD)

Nesta sexta-feira (01), o prefeito Colbert Filho (MDB), vice-prefeito Fernando de Fabinho (DEM) e os 21 vereadores de Feira de Santana tomaram posse na Câmara Municipal. Após tomarem posse, os vereadores fizeram a eleição da Mesa Diretiva do Legislativo feirense e, com 20 votos e uma abstenção, o vereador Fernando Torres (PSD) foi eleito presidente da Casa da Cidadania.

A chapa que foi eleita é composta por: Fernando Torres (PSD) presidente; Silvio Dias (PT) 1° vice-presidente; Paulão do Caldeirão (PSC) 2° vice-presidente; Zé Curuca (DEM) 3° Vice-presidente; Lú de Ronny (MDB) 1ª secretária; Eremita Mota (PSDB) 2ª secretária; Galeguinho SPA (PSB) 3° secretário.

Ron do Povo diz que não almeja “dinheiro e poder” e não vai falhar com eleitor

Vereador Ron do Povo

Vereador Ron do Povo (MDB)

O vereador Ron do Povo (MDB), que conseguiu se reeleger em 15 de novembro, diz estar determinado para atuar por mais quatro anos no Legislativo feirense com o objetivo de “honrar a cada dia o compromisso firmado, para não falhar com o povo que me confiou o voto”.

Em discurso de encerramento da legislatura, semana passada, Ron do Povo anunciou que pretende manter o trabalho com dedicação às causas da comunidade sem desejar “retorno, dinheiro e poder”. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia