WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘Febre Amarela’

Candeias tem mais de 98% da população vacinada contra a febre amarela

Candeias tem mais de 98% da população vacinada contra a febre amarelaNo dia D da vacina contra febre amarela, a procura pela vacina nos postos de imunização de Candeias ocorreu com tranquilidade. Segundo o Supervisor de Vacina, Sr. Adilson Costa, isso também se dá por conta do grande número de pessoas vacinadas no município. Candeias só entrou no cronograma de intensificação de vacinas por conta de um primata encontrado morto, detectado com febre amarela, em 2017.

Dados da Sesab apontam que, de 2007 á 2017, 98,6% dos candeenses já se encontravam imunizados, tendo apenas  2% da população não vacinada. “Neste ano de 2018, do dia 1 á 24 de fevereiro, 436 pessoas foram imunizadas no município” pontuou Adilson. A enfermeira, Bárbara Matos salientou que o macaco não é transmissor da febre amarela e sim um sinalizador da doença, servindo como alerta para a população de que a doença está na localidade.

Para o prefeito Dr. Pitagoras a intensificação da vacina é importante, pois além de imunizar a população e manter o cartão de vacina em dia, aproxima o município da marca de 100% de vacinação contra a doença. Neste sábado (24), dia D  da vacinação, as 9 salas de vacinas das unidades de saúde, mais a clinica Proteger Vacina foram abertas para atender a população.

Sesab e Sociedade Brasileira de Infectologia firmam parceria para acompanhamento da Febre Amarela

Sesab e Sociedade Brasileira de Infectologia firmam parceria para acompanhamento da Febre AmarelaEm reunião realizada nesta segunda-feira (22), o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, e o coordenador do Comitê de Arboviroses da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Antônio Carlos Bandeira, firmaram acordo de cooperação técnica para acompanhar a situação da Febre Amarela na Bahia, assim como outras arboviroses.

A cooperação técnica incluirá reuniões mensais de monitoramento e discussão com especialistas de todo o país. Outra situação que está sendo monitorada é um surto de malária, que aconteceu na cidade de Wenceslau Guimarães, onde a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) tem atuado para conter a disseminação da doença. Um fórum estadual, com a participação de técnicos da Sesab e representantes da SBI e Fiocruz, está programado para o mês de fevereiro, com a participação de todos os secretários municipais de saúde e dos principais especialistas da área.

Bandeira, que é um dos mais respeitados médicos infectologistas do país, foi um dos responsáveis pelo isolamento do vírus da Zika no Brasil, em 2015. Ele avalia a parceria como muito importante para impulsionar o controle de diversas doenças no estado. “Temos que garantir a tranquilidade para a população”, De acordo com a superintendente de Vigilância e Proteção à Saúde, Rívia Barros, a cooperação irá fortalecer o trabalho da vigilância à saúde.

Camaçari vai receber reforço de 30 mil doses da vacina

A partir de segunda-feira (03/04), o Município recebe reforço de 30 mil doses de vacina contra febre amarela, enviadas pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab). A medida é uma ação preventiva, adotada por conta da confirmação da doença como causa-morte de quatro macacos encontrados nas localidades de Monte Gordo e Sucupira, ambas situadas na zona rural de Camaçari.

A coordenadora do Departamento de Vigilância à Saúde, Fátima Guirra, reforça que não precisa haver correria na busca pela vacina. “Não há nenhuma notificação da doença em humano”, esclarece ao lembrar que, quem possui o cartão de vacina deve apresenta-lo no ato que for receber a dose.

A imunização vai estar disponível para atualização do cartão de vacinação, tanto para quem está iniciando, quanto quem vai tomar a segunda dose, nesse último caso respeitando o intervalo de 10 anos, tanto para adultos, quanto para crianças que tenham recebido a primeira dose a partir dos cinco anos de idade. Os menores de cinco, podem tomar o reforço com 30 dias.

A vacinação vai ocorrer de forma descentralizada. As doses vão ser distribuídas em todas as unidades Básicas de Saúde e de Saúde da Família, o que garante mais conforto e agilidade no atendimento à população. Na cobertura da vacina contra febre amarela, no período de 2009 a 2017, o Município tem 85,74% de crianças, com até quatro anos, vacinadas.

É importante esclarecer que os macacos não representam risco à população, ao contrário, por serem sensíveis à doença, a morte do animal funciona como sinal de alerta à população, que ao identificar uma situação, deve notificar à Sesau para averiguação e solicitação de análise.

ÁREA DE OCORRÊNCIA

A Sesau, em conjunto com a Sesab, realiza nos próximos dias uma ação de bloqueio nas comunidades de Monte Gordo e Sucupira, áreas onde foram encontrados os macacos mortos. Será realizado um trabalho de campo que consiste no estudo do mosquito, com captura para identificação dos tipos existentes na área, e aplicação de inseticida, respeitando um raio de 200 metros do local onde foi encontrado o animal morto. Um trabalho de identificação de não vacinados, realizado de casa em casa, também faz parte da ação.

É importante esclarecer que os macacos não representam risco à população, ao contrário, por serem sensíveis à doença, a morte do animal funciona como sinal de alerta à população, que ao identificar uma situação, deve notificar à Sesau para averiguação e solicitação de análise.

MP recomenda intensificação de combate e controle da Febre Amarela no oeste baiano

O Ministério Publico estadual recomendou aos prefeitos e secretários de Saúde dos municípios de Cocos, Coribe, Jaborandi, Santa Maria da Vitória e São Félix do Coribe, localizados no oeste baiano, a adoção de uma série de medidas que intensifiquem ações de saúde para combate e controle da doença Febre Amarela, transmitida por meio do mosquito Aedes Aegypti.

Na recomendação, expedida no último dia 17, o promotor de Justiça Bruno Pinto e Silva solicita a realização de ampla campanha de vacinação e de ações que evitem a procriação e proliferação do mosquito. Entre elas, o uso de larvicidas; inseticidas químicos; a identificação de focos com destruição ou destinação adequada dos criadouros; além da responsabilização legal dos proprietários pela manutenção e limpeza dos terrenos baldios, e da garantia do acesso dos agentes a imóveis fechados, abandonados ou cujos donos recusem a visita doméstica.

Segundo a recomendação, estes cinco Municípios, somados a outros 40, devem imunizar toda sua população contra a doença, em atenção a alerta e orientação da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). A região oeste da Bahia passou a ser considerada uma área de risco de ocorrência da Febre Amarela, após ser confirmada em Coribe a morte de seis macacos, animais que são considerados os principais hospedeiros do vírus causador da doença. O promotor de Justiça recomendou atenção especial de pacientes suspeitos, não vacinados e com história de deslocamentos para áreas rurais fronteiriças aos estados de Goiás, Tocantins e Minas Gerais. Também recomendou a notificação imediata de casos suspeitos e de morte pela doença e de adoecimento e/ou morte de primatas não humanos nos municípios. Recomendou ainda a intensificação de ações de informação, educação e comunicação em saúde destinadas à população, incluída a rural.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia