WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘Exposição fotográfica’

Exposição Fotográfica marca Semana Mundial de Aleitamento Materno do HGCA

Semana Mundial de Aleitamento Materno do HGCAO Banco de Leite Humano do Hospital Geral Clériston Andrade (BLH/HGCA) objetivando sensibilizar a comunidade, especialmente as mulheres, sobre a importância da amamentação, promove várias ações, dentre elas a exposição  fotográfica intitulada Amamentar, que será realizada de  01 a 7 de agosto, no Shopping Boulevard. A programação faz parte da Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM/2017) que este ano tem como tema: “Amamentar. Ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você”.

Segundo Mariana Reis, Biomédica e Coordenadora do BLH, o tema é baseado nos objetivos do desenvolvimento sustentável. “A amamentação é um ato natural, livre e para tanto requer apoio de toda a sociedade e familiares. Quando se fala em amamentar, se fala de vida, saúde e do crescimento de uma sociedade de maneira saudável não só a curto, mas também em longo prazo”, pontuou.

O lançamento da SMAM/HGCA será feito na manhã desta terça-feira (01/08), no Shopping Boulevard, na abertura da Exposição Amamentar onde será montado também um posto de coleta de frascos de vidro com tampa plástica (tipo maionese e Nescafé). Durante toda a semana serão realizadas palestras, visita domiciliar e distribuição de brindes para as mães doadoras. O BLH/HGCA possui hoje 15 mães cadastradas e o estoque atual é de 20 litros de leite humano. No entanto, a média de distribuição diária é de 2 litros, ou seja, o estoque corresponde a apenas 10 dias. Toda mulher saudável que esteja amamentado seu filho e deseja doar o excesso pode ligar para o banco de leite através dos telefones 3221-0353/3602-3300 ramal 3356 e agendar uma visita técnica ou dirigir-se até o Banco de Leite do HGCA. É simples, fácil e salva vida. Não deixe de participar da campanha.

Solar Ferrão recebe a mostra ‘Imagens dos Vaqueiros da Bahia’

Solar FerrãoO Estado da Bahia foi o primeiro no Brasil a reconhecer o ofício do vaqueiro como patrimônio cultural (em agosto de 2011), através do Conselho e da Secretaria Estadual de Cultura. Como parte das ações para reforçar esse reconhecimento, a Galeria do Solar Ferrão (Pelourinho) recebe a exposição fotográfica “Imagens dos Vaqueiros da Bahia”, que fica aberta ao público de 20/07 a 14/08. Com seu gibão e chapéu de couro, alpercatas, alforjes, surrões e facão sempre amolado, o vaqueiro é uma figura emblemática do sertão baiano, do nordeste e de outras regiões do país.

A exposição é composta por imagens resultantes do projeto “Histórias de Vaqueiros: Vivências e Mitologias”, reunindo 44 fotografias de Josué Ribeiro, Bauer Sá e Elias Mascarenhas, com curadoria de Washington Queiroz. Além das fotografias, a exposição traz ainda reproduções de falas de vaqueiros, com textos que tratam sobre o seu dia a dia, sua relação com o trabalho, com os animais, com o meio ambiente, além de reflexões sobre a vida, o amor e a morte, sempre em sua linguagem singular.

Estas imagens trazem à tona o não reconhecimento com que têm sido tratados os brasileiros que viveram e vivem nas brenhas, nos matos, no território rural. Protagonista do maior fenômeno sócio-cultural-econômico de fixação e unidade em toda a região Nordeste e em outras regiões do país, o vaqueiro foi o bandeirante que pontuou o território baiano com locais de pouso e currais, que se transformariam nas primeiras cidades do interior da Bahia e do Nordeste. Para tanto, a partir do século XVI, a “civilização do couro” ou civilização vaqueira criou, recriou e cria saberes, procedimentos.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia