WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘Euvaldo Jorge’

Euvaldo Jorge solicita reativação do Cartão do Idoso em Salvador

Euvaldo JorgeO presidente da Comissão de Transporte da Câmara de Salvador, vereador Euvaldo Jorge (PPS), encaminhou um ofício ao defensor público geral da Bahia, Clériston Cavalcante de Macêdo, solicitando a revogação da ação civil movida pelo órgão em conjunto com o Ministério Público Estadual que suspendeu a utilização dos cartões de gratuidade usados por idosos para ter acesso aos assentos destinados ao grupo após a catraca dos ônibus municipais.

De acordo com o vereador, a medida prejudicou diretamente os membros da melhor idade, já que o quantitativo de assentos destinados para esse público na parte da frente dos ônibus da capital são insuficientes, fato que está em desconformidade com a legislação em vigor.

“Pedimos à Defensoria que tenha sensibilidade sobre esse caso que só tem prejudicado os idosos, que têm sido impedidos de passar pela catraca porque os cobradores não possuem o cartão validador disponibilizado pelas empresas que operam o transporte público. Nosso objetivo é encontrar uma solução ideal que contemple a dignidade dos idosos que utilizam os ônibus na cidade”, explicou.

Um decreto publicado no Diário Oficial do Município em 6 de janeiro de 2015 determinou que a partir de 30 de junho, as pessoas maiores de 65 anos teriam que portar o cartão do Salvador Card para ter acesso gratuito aos assentos localizados na parte de trás dos coletivos.  Segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), todos os 147 mil cartões emitidos pelo sistema estão invalidados.

Hotéis devem servir a diabéticos no café da manhã, diz vereador

Euvaldo Jorge Hotéis, pensões, motéis, flats ou similares, que tenham o café da manhã incluso no preço da hospedagem, poderão ser obrigados a disponibilizar para os hóspedes, sem qualquer acréscimo no preço, gêneros alimentícios adequados para consumo dos portadores de diabetes e pressão arterial alta. Projeto neste sentido foi apresentado na Câmara Municipal de Salvador pelo vereador Euvaldo Jorge (PP), recomendando a oferta de bebidas não adoçadas, especialmente café e leite, adoçantes sem sacarose e, no mínimo, um tipo de pão diet e dois tipos de frutas.

 “A alimentação adequada para o portador de diabetes é um componente essencial para o sucesso de seu tratamento. A manutenção dos níveis normais de glicose no sangue depende não apenas do uso correto de medicamentos, realização de atividade física, mas, principalmente, de uma alimentação que ajude o organismo neste controle”, argumenta Euvaldo Jorge ao justificar o projeto de Lei nº 235/16.

Riscos

Segundo o vereador, o diabetes é agravado quando o portador não toma os devidos cuidados com a alimentação, principalmente quando está acima de peso ideal. Ou seja, pondera, “a manutenção de um peso saudável e/ou a perda de peso ajuda a manter os níveis de glicose mais baixos também”.
Além disso, alerta o autor do projeto, quando mal controlado o diabetes pode aumentar os riscos de um ataque cardíaco, tornar deficiente a circulação sanguínea, provocar perda de sensibilidade nas pernas e pés, problemas nos olhos (retinopatia diabética) e doenças renais (nefrologia diabética).

Já a pressão arterial alta, destaca Euvaldo Jorge, é uma doença que atinge um terço da população adulta do Brasil, causada por fatores genéticos e hábitos de vida, a exemplo do consumo de sal, obesidade, consumo de álcool, colesterol alto, sedentarismo, tabagismo e alguns anticoncepcionais. “Sabe-se que entre os mecanismos responsáveis pela elevação da pressão arterial estão o aumento da absorção de sal pelos rins”, ressalta, observando que o sal aumenta o volume de sangue dentro das veias e artérias, porque atrai as moléculas de água. A hipertensão descontrolada pode levar a várias lesões orgânicas, a exemplo de ataque cardíaco, AVC, problemas nos rins e olhos.
Diante da gravidade da situação, o vereador Euvaldo Jorge defende a oferta, por hotéis e similares, de alimentação adequada a diabéticos e portadores de pressão alta no café da manhã, sem custo adicional. Trata-se, segundo ele, de um serviço diferenciado, voltado para a saúde dos hóspedes.

De acordo com a proposição os produtos deverão ser servidos devidamente identificados como adequados para consumo por portadores de diabetes e pressão arterial alta. Quando o café da manhã for servido no quarto, o hóspede que desejar o serviço diferenciado deverá solicitá-lo expressamente. Os estabelecimentos deverão fixar placas e dispor de manual nos quartos, informando à clientela sobre o direito dos portadores de diabetes e pressão arterial alta instituída pela lei.
Uma alimentação saudável, frisa Euvaldo Jorge, ajuda o organismo a manter o nível de glicose no sangue em equilíbrio e pode prevenir ou reduzir as complicações do diabetes.

 



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia