WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘estradas baianas’

Estradas baianas passam por conservação neste mês

Estradas baianasVinte e duas regiões da Bahia vão passar por serviços de conservação e manutenção, a partir deste mês de março. O processo licitatório foi iniciado e concluído pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) no ano passado com a aprovação de 11 empresas para realização das obras em 23 áreas. Serão investidos mais de R$ 55 milhões para as intervenções.

A previsão é de execução de serviços em mais de 18 mil km de extensão, o que envolve mais de 350 cidades, entre elas Alagoinhas, Irecê, Euclides da Cunha, Cipó, Juazeiro, Valença, Remanso, Paulo Afonso, Jeremoabo, Barra do Jacuípe, Feira de Santana, Senhor do Bonfim, Barreiras, Ibotirama, Miguel Calmon, Itabuna, Seabra, Brumado, Guanambi, Itaberaba, Jequié, Santa Maria da Vitória, Vitória da Conquista, Itagimirim e Santo Antonio de Jesus.

Entre as intervenções previstas estão a retirada de vegetação que encobre a sinalização da pista, tapa-buracos e a limpeza de bueiros. “Esses são serviços mais emergenciais, pois vamos recuperar mais de 700 km de estradas ainda este ano. São 28 trechos definidos sendo que 130 km, que correspondem a cinco trechos, já estão prontos”, explica Saulo Pontes, diretor da Superintendência de Infraestrutura de Transporte (SIT).

Novo edital

A região de Teixeira de Freitas também estava incluída no processo licitatório, mas não houve empresas interessadas em realizar a manutenção nos 703,1 km de extensão. Fazem parte dessa área os municípios de Medeiros Neto, Itamaraju, Itabela, Guaratinga, Itanhém, Vereda, Caraíva, Prado, Alcobaça, Nova Viçosa, Mucuri e Ucuruçu. Um novo edital está em elaboração para ser relicitado ainda no primeiro semestre desse ano.

Entidades do Governo firmam cooperação técnica para reduzir mortes nas estradas baianas

 estradas baianasAnualmente, 370 pessoas morrem em acidentes de trânsito nas rodovias estaduais da Bahia. Apenas no primeiro semestre deste ano, foram registradas 189 mortes, outras 412 pessoas ficaram gravemente feridas em decorrência de atropelamentos e colisões. Para reduzir o número de vítimas, o Governo do Estado está convocando órgãos e entidades de trânsito para firmar um Termo de Cooperação Técnica, onde se comprometem a criar políticas de redução de acidentes nas estradas baianas.

O documento será assinado na quinta-feira (15), durante o Workshop de Segurança Viária realizado pelas secretarias de Infraestrutura (Seinfra) e da Segurança Pública (SSP), no auditório do Centro de Operações e Inteligência, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Com o acordo, que envolve também o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), secretarias de Saúde e Administração (por meio do Detran), pretendem atingir a meta de reduzir pelo menos 30% do índice de mortalidade no trânsito, até o final de 2020.

A falta de suporte e mapeamento completo de acidentes tornam os números ainda imprecisos. “Algumas vítimas, socorridas por parentes ou passantes, não são devidamente registradas.”, afirma Maria Amélia Amaral, coordenadora do Programa de Recuperação e Manutenção de Rodovias (PREMAR). O Programa vai destinar US$ 15 milhões para a Segurança Viária, com ações que vão desde a intervenção na geometria de trechos rodoviários inseguros, até a compra de radares e etilômetros.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia