WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Mobilidade Congestionamento NOVO CLÉRISTON ANDRADE

:: ‘energia solar’

Maior parque de energia solar é inaugurado no Centro Industrial do Subaé

Maior parque de energia solar é inaugurado no Centro Industrial do Subaé

Foto: Jorge Magalhães

Instalada há dez anos no setor Leste do Centro Industrial do Subaé, a empresa RMB inaugurou a maior usina de energia solar do Parque Industrial, um investimento  da ordem de R$ 1 milhão, financiado pelo Banco do Nordeste. A RMB é especializada em reciclagem de plástico, granulando trinta toneladas deste material mensalmente. Toda a produção é absorvida pela Giga Phas, indústria localizada no bairro Tomba, que transforma os grãos em uma variedade de utensílios domésticos, a exemplo de lixeiras, baldes, bacias e bancos.

A usina de energia solar está projetada para produzir anualmente 180 mil kilowhats. O projeto conta com a instalação de um parque de 1.600 metros quadrados de placas fotovoltaicas.

O investimento será quitado dentro de cinco anos. Inicialmente, a RMB terá uma redução de R$ 8 mil/mês na sua conta de energia. Além do aspecto econômico, o projeto está focado na sua sustentabilidade e na redução do impacto ao meio ambiente. :: LEIA MAIS »

Prefeito de Feira implanta primeiro equipamento de energia solar na rede de educação

Prefeito de Feira implanta primeiro equipamento de energia solar na Rede Municipal de Educação

Foto: Reprodução

Com um investimento da ordem de R$ 30 mil, o prefeito Colbert Martins da Silva Filho implantou no Centro de Educação Infantil Vanilda Barros Boaventura, no bairro Rua Nova, o primeiro equipamento de captação de energia solar da rede de educação de Feira de Santana.

De acordo com a gestão, o projeto-piloto, que será estendido a mais 100 unidades escolares, é composto de catorze placas voltaicas com capacidade de gerar 8 mil quilowatts/ano. Ao optar por esta opção energética, o Governo Municipal mirou dois importantes aspectos: economia e sustentabilidade.

Neste sentido, o secretário de Educação, Marcelo Neves, ao explanar sobre o lançamento do projeto, na manhã desta sexta-feira (17), sublinhou que as mais de 240 escolas que compõem a malha municipal de educação consomem, atualmente, cerca de R$ 120 mil/mês. Considerando o investimento relativamente baixo, em função do custo/benefício, Marcelo Neves adiantou que a ideia é replicar este projeto-piloto em todas as escolas municipais. :: LEIA MAIS »

Câmara de Jequié terá energia solar em 2020, afirma presidente

Presidente da Câmara de Jequié, vereador Emanuel Campos Silva – Tinho

Presidente da Câmara de Jequié, vereador Emanuel Campos Silva – Tinho

A Câmara Municipal de Jequié começará a utilizar energia solar já nos primeiros meses de 2020. A informação é do presidente da Casa, vereador Emanuel Campos – Tinho, ao anunciar a contratação de uma empresa especializada, via processo de licitação, concluído neste mês de dezembro. A instalação de sistema de microgeração de energia fotovoltaica, para atender as necessidades do Poder Legislativo, é uma inovação importante com grande impacto positivo para o meio ambiente, a partir da geração de energia limpa, assim como também representará imensa economia ao erário, pois, o retorno financeiro virá em menos de quatro anos. A vida útil do equipamento é de 25 anos para funcionamento pleno.

Além de trazer economia e sustentabilidade ao Município, a iniciativa do presidente Tinho coloca Jequié numa posição de vanguarda na Bahia. “A nossa cidade terá seu primeiro órgão público abastecido com energia solar e o nosso Estado terá a primeira Câmara de Vereadores com Gerador Fotovoltaico, ou seja, vamos gerar energia limpa, ao mesmo tempo vamos economizar dinheiro público na casa dos milhões ao longo do tempo”, destacou o vereador.

Serão instaladas 116 placas (módulos fotovoltaicos) monocristalino 370w 72 células, capazes de gerar, em média, 42,92KW de energia mensal. O valor total para a elaboração e execução do projeto por parte da empresa RR é de R$175.000,00 (cento e setenta e cinco mil reais). O retorno do investimento deverá ocorrer em três anos e nove meses, levando em consideração a economia de energia mensal com a instalação do sistema, a tarifa de eletricidade vigente e eventuais aumentos. :: LEIA MAIS »

Projeto sobre incentivo do uso de energia solar em praças públicas é aprovado

Projeto sobre incentivo do uso de energia solar em praças públicas é aprovado

Foto: Reprodução

Na sessão da última terça-feira (03) o Projeto de Lei 083/2019, do vereador Fabrício Nascimento, foi aprovado pelo plenário da Câmara Municipal de Ilhéus. O PL visa instituir a política municipal de incentivo ao uso de energia solar nas praças públicas, com o objetivo de ampliar o uso de energia renovável com bases em sistemas de microgeração e minigeração de fonte solar, promovendo a descentralização da geração, a estabilidade na distribuição, a autonomia energética e contribuindo com a sustentabilidade ambiental. De acordo com o projeto, as praças pertencentes à Administração Pública, seja ela direta ou indireta, terão implantação do sistema de energia solar.

O Projeto de Lei tem como justificativa a crescente demanda por eletricidade nos grandes centros urbanos. O avanço da tecnologia permitiu a descoberta da energia fotovoltaica, que utiliza placas de silício que captam a energia solar, fonte renovável e inesgotável de calor, para transformar esse recurso em energia elétrica. “Com base em dados e pesquisas, criei este projeto que visa gerar economia aos cofres públicos ao longo dos anos, além de incentivar a população a reduzir o consumo de energia elétrica a partir de fontes não renováveis”, informou Fabrício Nascimento. :: LEIA MAIS »

Câmara de Feira implantará energia solar em prédios sede e anexo

Câmara Municipal de Feira de Santana

Câmara Municipal de Feira de Santana

A Câmara Municipal de Feira de Santana está elaborando um projeto para a implantação de energia solar fotovoltaica com potência de 84kwp para os prédios sede e anexo. A elaboração está sendo feita pela empresa A PREDITIVA ELETRICA LTDA e o valor é de R$ 7.516,40.

O presidente do Legislativo feirense, José Carneiro Rocha (PSDB), procurado pelo site Política In Rosa para falar sobre esse processo de implantação das placas de energia solar na Casa, foi enfático. “Há muito tempo que estamos falando sobre essa questão. A energia solar vem numa crescente no Brasil e Feira de Santana não é diferente”, explicou.

De acordo com Carneiro, a Câmara de Feira paga em média de R$ 6 mil mensais a Coelba. “Vamos gastar em média R$ 300 mil para fazer a implantação da energia solar e em menos de cinco ou seis anos essas placas estarão pagas. As placas de energia solar têm garantia de 25 anos. Iremos ficar em média de 20 anos gastando quase nada de energia elétrica”, ressaltou.

O presidente ressalta ainda que o projeto já está em processo de licitação. “Acredito que no primeiro semestre do próximo ano a gente esteja implantando esse sistema”, finalizou.

Bahia terá isenção de ICMS para gerar energia solar em prédios públicos estaduais

Energia-Solar-Fotovoltaica

Foto: Reprodução

A Bahia aderiu ao convênio ICMS 114/17, que concede isenção nas saídas internas com equipamentos e componentes para geração de energia elétrica solar fotovoltaica destinada ao atendimento do consumo de prédios próprios públicos estaduais. O pleito foi solicitado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) em 2017. A publicação saiu no Diário Oficial da União (DOU) do dia 13 de março de 2019. “Com a adesão, o Governo da Bahia se torna um possível consumidor de energia fotovoltaica, promovendo atratividade para implementação de projetos para prédios públicos e, com isso, amplia a demanda pelo mercado de equipamentos”, afirma o vice-governador e secretário da SDE, João Leão.

O presidente executivo da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia, parabenizou o Governo do Estado pela adesão ao convênio e recomendou que a medida seja estendida para edificações públicas municipais e privadas, de modo que consumidores residenciais, comerciais, industriais e rurais tenham acesso aos mesmos benefícios. “O nosso diálogo com o estado da Bahia e os outros estados do Nordeste tem demonstrado o grande interesse e as oportunidades que a geração distribuída solar fotovoltaica representa para a atração de investimentos, geração de empregos e riquezas para a região. É fundamental que os estados se mobilizem, uma vez que hoje nenhum estado do Nordeste tem as mesmas condições tributárias positivas e favoráveis que são encontradas em Minas Gerais. Precisamos trazer o Nordeste para dentro do jogo para que tenha igualdade de condições para atrair investimentos, empresas e empregos para região”, disse Sauaia.

A igualdade de condições se consolida com o elevado potencial que atualmente torna a Bahia líder nacional, com 25,17% da comercialização de parques nos leilões de energia fotovoltaica da Aneel. Assim, a Bahia mostra seu protagonismo no setor, já que é o único estado do Nordeste a aderir ao convênio.

Desenbahia lança nova linha de crédito para prefeituras

Desenbahia lança nova linha de crédito para prefeituras

“Municípios Sustentáveis”

A Desenbahia irá lançar uma nova linha de financiamento para as Prefeituras baianas, chamada “Municípios Sustentáveis”. Com menor taxa de juros e prazo de carência ampliado, a linha de crédito permitirá investimentos em construção de aterros sanitários, compra de equipamentos para captação de energia solar, recuperação de áreas verdes entre outros itens financiáveis. O lançamento ocorre durante a sexta edição do Encontro de Prefeitos, organizado pela União dos Municípios da Bahia (UPB), que acontece em Salvador nos dias 16 e 17 de março.

Segundo o Presidente da Desenbahia, Otto Alencar Filho, a linha “Municípios Sustentáveis” faz parte das ações da Política de Responsabilidade Socioambiental da Agência de Fomento. “Estabelecemos diretrizes para desenvolver produtos que contemplem critérios socioambientais e contribuam para o desenvolvimento local. Por meio das Prefeituras, interiorizamos e democratizamos o crédito, impactando fortemente na vida da população mais carente. Em consequência, geramos renda nas cidades do interior, movimentamos o comércio e criamos empregos”, explicou o Presidente.

O financiamento da Desenbahia também permitirá novos investimentos para instalação de centrais de reciclagem de resíduos nos municípios, além da compra e instalação de equipamentos para produção de energia renovável. O Gerente de Marketing e Produtos, Marcelo Weckerle, explica que a linha tem como finalidade financiar projetos sustentáveis que promovam a eficiência energética, assim como o aumento da eficiência dos serviços e da infraestrutura urbana, através do uso da tecnologia.

Durante o encontro da UPB, a Desenbahia estará presente com sua equipe especializada para atendimento personalizado aos municípios, oferecendo também sua linha tradicional, que envolve o financiamento de saneamento básico, drenagem, pavimentação de ruas, centros administrativos, entre outros investimentos. Mais informações pelo 0800 285 1626 ou na internet em www.desenbahia.ba.gov.br

Empresa de produção de energia solar investirá cerca de R$ 350 milhões em Barreiras

Empresa de produção de energia solar investirá cerca de R$ 350 milhões em BarreirasDe olho no potencial da cidade no segmento da produção e venda de energia solar, representantes das empresas Sandylon Investiments e Steelcons estiveram na manhã de sexta-feira, 19, reunidos com o prefeito Zito Barbosa e secretários municipais em busca de apoio à implantação do Projeto Solar Sertão, que prevê a geração de 350 empregos diretos na fase de construção.

“Nossa região ainda é muito carente de energia, ficamos muito felizes quando recebemos a notícia de que a empresa pretende investir em Barreiras. Apoiaremos a iniciativa no que for possível para deixar o processo de instalação menos burocrático”, disse o prefeito Zito Barbosa.

Segundo Rodolfo Toni, representante da Sandylon, as características do município são favoráveis aos investimentos e o potencial de produção de energia é acima da média. Com a liberação dos licenciamentos, a expectativa é de que as atividades no campo de obras sejam iniciadas em janeiro de 2019, os investimentos estão avaliados em 350 milhões de reais.

“Precisamos entender qual a demanda do município, esse é um campo vasto, mas vemos uma grande possibilidade de investimento na venda de energia às propriedades rurais. Foi muito bom chegar aqui e encontrar uma cidade receptiva, limpa, organizada e iluminada”, completou Rodolfo.

A Prefeitura deverá ainda oferecer apoio técnico para obtenção dos licenciamentos e seleção de mão de obra. “Trabalhamos sempre na busca do desenvolvimento sustentável, a energia solar já é uma realidade mundial nesse contexto, a secretária de meio ambiente tem todo interesse em apoiar esse empreendimento”, disse o secretário de meio ambiente Ailton José.

As empresas venceram o último leilão de energia em dezembro de 2017 e concorrem na segunda fase do projeto Solar Sertão, que também está avaliada em 350 milhões de reais.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia