WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


POLICLÍNICA DE FEIRA - SECOM

:: ‘eleições’

“Acredito que já há definição. O que falta é ele tornar isso público”, diz Colbert sobre apoio de José Ronaldo

Colbert Martins Filho

Prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB).

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), participando de uma live realizada pelo portal Bahia.ba, nesta segunda-feira (20), foi questionado se tem pensado em eleições ou tem deixado em segundo plano. Ele respondeu que o assunto eleições está em segundo plano, mas que tem realizado conversas. A preocupação principal do prefeito tem sido as ações de combate ao coronavírus, pois a cidade tem inspirado cuidado com o aumento no número de casos.

“Apesar de ser segundo plano, tenho conversado sobre o assunto. Converso frequentemente com o ex-prefeito José Ronaldo. Temos feito reuniões fora do horário de trabalho com pessoas do nosso grupo político. É importante dizer que a perspectiva que temos que avaliar neste momento é a da ação. De nada adianta querer fazer reuniões políticas porque as pessoas não estão pensando em política. O cidadão não está nem aí para eleição. Aliás, a maioria nem sabe que foi adiada. Muitas pessoas não estão aceitando fazer reuniões em suas casas porque tem muito cuidado com visitantes e não querem fazer aglomerações”, disse.

Apoio de José Ronaldo

Colbert foi ainda questionado sobre o possível apoio do ex-prefeito José Ronaldo para com sua pré-candidatura a reeleição e se já houve conversas ou definição sobre o assunto. Colbert foi enfático. “Acredito que definição já há sim. O que falta exatamente é ele (José Ronaldo) tornar isso público. E política é publicizar uma decisão como essa. As conversas que nós temos são absolutamente tranquilas. Eu o substituí. Fui e sou leal ao governo que eu participei. Ronaldo, não tenho dúvida, também é absolutamente leal e escolherá, evidentemente, um momento mais adequado para poder tomar essa posição. De qualquer sorte, nós já estamos próximo do momento que vão ser realizadas as convenções partidárias e eu acho que a posição dele vai ser de manter a ação forte de crescimento do grupo que eu faço parte, do grupo que o apoiou e hoje no grupo que tenho certeza que vai nos apoiar conjuntamente”, declarou.

José Ronaldo fala sobre eleições, indicação do vice-prefeito e seu futuro político

José Ronaldo de Carvalho

Ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho (DEM).

Em uma live com o jornalista Girlanio Guirra, nesta segunda-feira (20), o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho (DEM), foi questionado se já tinha planejado tudo para as eleições deste ano. Ronaldo foi enfático. “Não. Como não sou candidato e, por isso, as coisas ficam mais distantes. Quando a gente é candidato, nós mesmos tomamos a frente do diálogo, das reuniões, de partidos político e de pré-candidatos à Câmara Municipal. Você se dedica com mais intensidade e muito mais força quando você é o candidato. Já quando você não é o candidato, você participa, mas não é o protagonista e sim um participante. É diferente. Tenho conversado com pessoas nesses últimos tempos só por celular, mas não tem aquela força que tinha quando a gente está na frente de tudo. Mas o número de pessoas que me procura é muito grande e temos trocado ideias com elas”, disse.

Ronaldo ainda ressaltou que faltando oito dias para as convenções partidárias ficará mais atento. “É nessa época que começamos a respirar o processo político-eleitoral pra valer. Ele ainda abordou o fato de que estamos vivendo uma pandemia e por isso tudo está diferente. “Vamos para uma eleição totalmente diferente. Tudo indica que não teremos caminhadas. Se a gente conseguir ir para a rua, eu quero andar com meus amigos. Se não conseguir, vai ser via televisão, rádio e internet”, informou.

Partidos da base

Falando sobre o planejamento de sustentação dos partidos da base aliada, José Ronaldo afirmou que todas essas questões serão conversadas nas convenções. “Estamos tendo dificuldade de ter encontros, o que tem retardado muitas conversas. Mas isso, com certeza, em mais ou menos 25 dias, tudo deve se resolver. Haverá reuniões com os partidos políticos, com os pré-candidatos à Câmara Municipal de cada partido. Isso vai se esclarecendo nos próximos dias”, informou.

Escolha do vice

Ele falou sobre a escolha de um pré-candidato a vice-prefeito. Para ele isso não é um segredo como muitos dizem, mas uma estratégia política. :: LEIA MAIS »

Presidente estadual nega alinhamento do PDT com gestão de ACM Neto: ‘Cada um na sua’

Deputado federal Felix Mendonça Junior

Deputado federal Felix Mendonça Junior – Foto: Redes Sociais

O presidente do PDT na Bahia, deputado federal Félix Jr., afirmou ao bahia.ba nesta quinta-feira (4) que a permanência de Leo Prates na Secretaria de Saúde de Salvador foi um risco “calculado” pelo partido.

Prates teria que se descompatibilizar do cargo para disputar a prefeitura da capital baiana nas eleições de outubro. Ele, contudo, permanece como pré-candidato da legenda ao Palácio Thomé de Souza.

Félix também negou que o PDT esteja alinhado com a gestão do prefeito ACM Neto. “Não houve alinhamento nenhum. É cada um na sua”, ressaltou. :: LEIA MAIS »

José Carneiro fala sobre eleições, redução de salários e anulação de aumento salarial dos vereadores

Presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador José Carneiro Rocha (PSDB) - Foto: Anderson Dias / site Política In Rosa

Presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador José Carneiro Rocha (MDB) – Foto: Anderson Dias / site Política In Rosa

O presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador José Carneiro Rocha (MDB), concedeu entrevista ao site Política In Rosa onde ele falou sobre diversos assuntos.  Sobre o possível adiamento das eleições por conta da pandemia do coronavírus, José Carneiro foi enfático. “Se a pandemia permanecer, as eleições devem ser adiadas. Mas esse adiamento deve acontecer dentro do mandato que estamos exercendo”.

Redução de salários

Por conta do isolamento social recomendado pela Organização Mundial de Saúde como única possibilidade para evitar a disseminação da COVID-19 alguns órgãos públicos não estão funcionando em sua capacidade total. Quanto à possibilidade de uma possível redução de salários para auxiliar no combate ao coronavírus, José Carneiro deu sua opinião. “Se nós abdicarmos de certo percentual dos nossos salários representa tão pouco que não vai absolutamente resolver problema algum. Se houvesse uma redução em todo país dos salários de servidores públicos e de agentes políticos, eu até acho que daria sim um valor considerável”, opinou.

Carneiro relatou que o Legislativo feirense conta com 21 vereadores e, se cada um abdicar de R$2 mil dos seus salários, vai dar mais de R$40 mil. “Você faz o quê com R$40 mil no combate ao coronavírus? É questão de política de jogar pra galera”, opinou. :: LEIA MAIS »

Eleitores faltosos têm até a próxima segunda para regularizar título

Eleitores que não votaram nem justificaram a ausência nas três últimas eleições (cada turno de um pleito é considerado uma eleição) devem procurar por um posto ou cartório da Justiça Eleitoral até a próxima segunda-feira (06). O cidadão que não obedecer ao prazo terá o título cancelado. Na Bahia, um total de 98.227 eleitores foi classificado como faltoso. Desse número, somente 4.256 buscaram pela regularização. Em Salvador, 7.439 eleitores estão passíveis de cancelamento e apenas 218 compareceram ao cartório para normalizar a situação.

Os nomes dos eleitores e os números dos respectivos títulos cancelados serão, conforme cronograma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), divulgados a partir do próximo dia 24 de maio. :: LEIA MAIS »

TRE determina realização de novas eleições em Jeremoabo

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) determinou nesta quarta-feira (07), durante sessão de julgamento, a realização das eleições suplementares para os cargos de prefeito e vice-prefeito da cidade de Jeremoabo, localizada ao norte do estado. A data do novo pleito está marcada para o dia 3 de junho, data limite prevista no calendário eleitoral. Atualmente quem exerce o cargo de administrador do município de Jeremoabo é o presidente da Câmara, Antônio Chaves (PSD).

Entenda o caso

As eleições municipais em Jeremoabo ficaram indefinidas. Isso porque a candidata à prefeita mais votada, Anabel de Tista (PSD), teve seu registro indeferido e os votos não foram validados. Ela disputou o pleito de 2016 com recursos na Justiça Eleitoral.

Após julgamento de recurso interposto pela candidata, a Corte eleitoral do TRE-BA decidiu, à unanimidade, manter o indeferimento do registro de candidatura e excluir multa aplicada a candidata. Conforme a Resolução Administrativa – Nº 5/2018, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a decisão do TRE-BA.

Urnas eletrônicas poderão ser auditadas uma hora antes das Eleições 2018

Urnas eletrônicasO presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, anunciou na manhã desta quinta- feira (8) que as urnas eletrônicas poderão ser auditadas uma hora antes do início da votação nas Eleições 2018. A novidade permitirá que algumas instituições e partidos políticos interessados participem dessa “inspeção”, que tem como objetivo dar ainda mais transparência ao processo de votação.

As urnas que passarão pela auditoria serão definidas por amostragem e escolhidas aleatoriamente. As regras para essa nova auditoria, contudo, serão publicadas em resolução do TSE ainda a ser aprovada até o dia 5 de março deste ano pelo Plenário da Corte Eleitoral.

As entidades e instituições que poderão participar são as mesmas previstas para acompanhar o desenvolvimento dos sistemas eleitorais durante os seis meses antes do pleito: partidos políticos, coligações, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ministério Público, Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal, Controladoria-Geral da União, Departamento de Polícia Federal, Sociedade Brasileira de Computação, Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, os departamentos de Tecnologia da Informação de universidades e a sociedade civil organizada.

Tecnicamente, a auditoria poderá constatar a integridade de cada programa que está inserido na urna eletrônica por meio da verificação de seus resumos digitais (hashs). Na prática, a verificação apontará se houve alteração nos programas. De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação (STI) do TSE, Giuseppe Janino, esse resumo digital é uma espécie de dígito verificador de cada programa. Por isso, se houver qualquer mudança em seu conteúdo, o dígito verificador não será o mesmo, significando que o programa sofreu adulteração.

“No momento da cerimônia de lacração dos sistemas eleitorais, em que os programas recebem assinaturas digitais e são blindados, nós faremos esse processo de geração de dígitos verificadores. Em seguida, publicaremos na internet cada programa com seu respectivo dígito verificador”, esclareceu, ressaltando que os programas somente serão encaminhados aos TREs após a geração e publicação dos hashs.

Com a novidade, as entidades participantes poderão acompanhar e verificar se os hashs dos programas eleitorais estão em perfeito funcionamento e se não foram alterados. “A própria urna eletrônica já faz isso automaticamente, pois no momento em que é ligada, calcula cada um desses dígitos verificadores, que garantem a sua integridade. Dessa forma, se houver qualquer discrepância de não batimento desses dígitos verificadores, a urna não funcionará, e isso já é um meio de segurança inserido no próprio processo”, disse.

Para a auditoria, poderá ser utilizado o software de cálculo dos dígitos verificadores desenvolvido pela Justiça Eleitoral ou sistema semelhante criado pelas próprias instituições participantes, desde que atenda aos requisitos estabelecidos pelo TSE, reforçando o compromisso da Corte Eleitoral de conferir ainda mais transparência ao processo. Depois de rompidos os lacres físicos da urna, será preciso introduzir uma mídia e rodar o programa.

O secretário de TI esclareceu ainda que todo o processo ainda será definido, mas a ideia é que as urnas submetidas à auditoria sejam lacradas novamente e prossigam para a votação normalmente.

“Perdemos as eleições, mas ganhamos palanque”, diz Alice Portugal

deputada federal Alice Portugal)A deputada federal Alice Portugal, que disputou a prefeitura de Salvador no primeiro turno das eleições, falou sobre o resultado das urnas, nesta quinta-feira (27/10), em Salvador, durante um evento alusivo ao Dia do Servidor Público, comemorado na sexta (28). Para Alice, apesar de todas as dificuldades relacionadas a este pleito, o saldo político para o PCdoB é positivo.

“Perdemos as eleições, mas ganhamos palanque para discurso”, garantiu a ex-candidata a prefeita, que liderou a coligação ‘Sim pra Salvador’. Com eleição marcada pela discussão também de temas nacionais na cidade, como o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, Alice acredita que o resultado de Salvador não está isolado e revela uma dificuldade para os partidos de esquerda em todo o país.

A deputada acrescentou que, neste cenário, perder nas urnas para o prefeito reeleito ACM Neto (DEM) não foi impôs um sentimento de derrota e desânimo, mas trouxe uma energia para encarar a luta política contra as forças conservadoras que retomam uma agenda neoliberal em Salvador e no Brasil. “Esse é o momento de erguer a cabeça. Não podemos nos abater”, disse.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia