WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Matriculas 2020

:: ‘educadores’

Prefeitura reúne educadores para debater ações, planejamento e diagnóstico nas escolas

Prefeitura reúne educadores para debater ações, planejamento e diagnóstico nas escolas

Foto: Roberto Fonseca

A Prefeitura de Alagoinhas reuniu, na última sexta-feira (15), professores, coordenadores pedagógicos, diretores e equipe escolar para compartilhar a experiência do programa “Educar pra Valer”, do qual o município faz parte, visando a melhorias nos índices da Educação Básica no município. No encontro, a Secretaria de Educação reforçou os pilares do programa, apresentou o planejamento nucleado 2019 da Educação para Anos Iniciais e esclareceu dúvidas sobre a fase inicial de diagnóstico, que será aplicada a alunos do ensino fundamental I a partir da próxima semana.

A intenção, segundo a diretoria pedagógica, é reconhecer as principais dificuldades em português e matemática para organizar estratégias e qualificar o ensino. “Hoje a gente fez a partilha, de uma forma colaborativa, transparente, de como vai acontecer o programa Educar pra Valer em Alagoinhas. Sempre reforço, na Secretaria de Educação, que o pedagógico é o coração. Se o pedagógico não existir, se ele não estiver pulsando, forte, não adianta você ter um bom transporte escolar, uma boa alimentação escolar, um bom serviço de apoio, a manutenção da escola, porque a razão da gente existir é o pedagógico, é ter nossos alunos com a aprendizagem adequada e ter nossos professores com a capacidade de ensino em excelência. Esse é nosso grande foco. Desde que assumi a gestão da pasta, tenho tido uma atenção especial com a área pedagógica, pela qual sou apaixonado. E o momento, agora, que já temos boas bases plantadas na gestão, é seguir forte nas melhorias pedagógicas necessárias para assegurar, ao nosso aluno, da rede municipal, uma educação de excelência. É com esse foco que temos trabalhado”, pontuou o secretário Tácio Lobo.

A diretora pedagógica Keite Lima explicou que a ideia, na fase inicial do programa, é identificar quais são as principais dificuldades dos estudantes para proporcionar o apoio pedagógico e o acompanhamento escolar, traçando, a partir daí, os encaminhamentos para o processo de aprendizagem. “O que estamos fazendo é a definição de prioridades a partir de um diagnóstico efetivo para a construção progressiva e o alinhamento de ações. Por isso, está no nosso planejamento estratégico, este ano, a realização de tutorias e também de visitas quinzenais às unidades escolares. É preciso buscar novos avanços que serão resultados de esforços conjuntos, de responsabilidade partilhada”, afirmou. :: LEIA MAIS »

Prefeito conclama educadores para juntos ofertarem uma educação de qualidade em Simões Filho

Prefeito conclama educadores para juntos ofertarem uma educação de qualidade em Simões FilhoGestores das escolas da Rede Municipal de Ensino participaram, nesta sexta-feira (20), de um encontro com o prefeito Diógenes Tolentino (Dinha) e com a Secretaria Municipal de Educação (Semed). O evento foi uma forma de integração entre os educadores com a nova gestão. Os gestores também receberam orientações sobre os procedimentos administrativos, pedagógicos e financeiros. “Educação se faz, antes de tudo, com respeito. Serei um prefeito amigo de todos, um prefeito presente. Irei visitar todas as escolas e vamos compartilhar as dificuldades de todos vocês”, afirmou o gestor simõesfilhense em seu discurso.

Em seu pronunciamento, o secretário municipal de Educação, Manoelito Damasceno, afirmou que inicia um desafio “recheado e balizado pelo sentimento de responsabilidade e esperança”. “Essa esperança reafirma a condição de podermos concretizar os nossos sonhos de tornar a educação deste município em uma realidade plural e cidadã, capaz de construir e formar homens e mulheres seres plenos e universais”, defendeu. Além do chefe da Semed, também estiveram presentes a chefe de Gabinete da pasta, Iracema Souza; o superintendente Administrativo, Pierre Guerreiro; e a superintendente de Gestão Pedagógica e Políticas Educacionais, Heliene Mota, além do secretário de Governo, Edson Santana.

Educadores debatem ensino noturno para jovens e trabalhadores

educadores-debatem-ensino-noturno-para-jovens-e-trabalhadores-1Mais de 5 mil estudantes jovens e trabalhadores estão matriculados nos 11 Centros Noturnos (CENEB) na Bahia criados pela Secretaria da Educação do Estado, com uma proposta pedagógica diferenciada que estimule os estudantes trabalhadores a darem continuidade aos estudos. E é com o objetivo de fortalecer o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes com este perfil, que a Secretaria está realizando, nestas quarta e quinta-feira (23 e 24), o IV Seminário de Acompanhamento da Aprendizagem dos Centros Noturnos.

O evento reúne gestores, professores, articuladores e líderes de turmas da capital e das cidades de Feira de Santana, Jacobina, Campo Formoso, Senhor do Bonfim, Cachoeira, Vitória da Conquista e Conceição do Coité, no Centro Juvenil de Ciência e Cultural, localizado no Colégio Central, no bairro de Nazaré, em Salvador. Dentre outras questões, estão sendo abordadas temáticas como a articulação tecnológica nos CENEB, o currículo do Ensino Médio noturno, a reestruturação do tempo pedagógico (carga horária) e a organização das unidades didáticas.

Os participantes estão debatendo, também, a realização de pesquisas orientadas e projetos de intervenções sociais com os estudantes do noturno, contribuindo para a elevação da escolaridade dessa população economicamente ativa que não tem como frequentar a escola durante o dia.

A ideia, segundo Rita Oliveira, coordenadora da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Secretaria da Educação do Estado, é formalizar o tempo do Ensino Médio noturno, que é de 5 horas/aula, para 4 horas/aula. Dentro dessa perspectiva, uma das propostas é promover, em sala de aula, atividades de pesquisas orientadas para que possamos trabalhar com o tempo real desse público diferenciado, que não consegue estar presente às 18h30, para o início das aulas, porque ainda está se deslocando do trabalho.

“O processo de permanência e sucesso desses jovens e adultos trabalhadores em sala de aula implica na efetiva proposição de ações que qualifiquem o trabalho pedagógico nesse turno de estudo. Dentro dessa perspectiva estão sendo discutidas estratégias como aulas mais criativas, no sentido de tornar o aluno o ator do seu conhecimento”, ressalta Rita Oliveira. Nesse sentido, completa, foram criados canais de escuta, que são instrumentos essenciais para afinar as práticas pedagógicas, de acordo com a realidade de cada Centro Noturno. “Quando atuamos como educadores nesse turno especial, precisamos compreender as limitações de tempo desse aluno”.

A gestora do CENEB de Vitória da Conquista, Elisabeth Couto, acredita que é importante reunir as falas de educadores ligados aos Centros Noturnos para debater propostas que visam dinamizar o ensino noturno. “Queremos criar diretrizes que contemplem os trabalhadores, dentro de suas realidades, buscando as competências desses alunos em participação de avalições externas, como o ENEM, concursos públicos, vestibulares e outros”.

Centros Noturnos – Voltados, especialmente, para estudantes trabalhadores do Ensino Médio da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e da Educação Profissional, os Centro Noturnos do Estado da Bahia  foram criados em 2013, pela Secretaria da Educação do Estado.  Com uma metodologia diferenciada, os CENEB funcionam a partir de uma proposta pedagógica pautada em três dimensões: Mundo do Trabalho; Ciência e Tecnologia e Arte e Cultura.

Formação sobre plano de carreira dos educadores chega à segunda etapa

plano-de-carreira-foto-matheus-rocha-3Representantes de secretarias e conselhos municipais de educação, da APLB e de outros sindicatos, além de vereadores de municípios da região circunvizinha, discutiram na tarde desta segunda-feira, 21, a revisão do plano de cargos e salários dos profissionais da educação.

A segunda etapa formativa organizada pela Rede de Assistência Técnica Formativa para Elaboração/Adequação e Gestão de Planos de Carreira e Remuneração (Rede PCR Bahia), aconteceu na Secretaria Municipal de Educação de Feira de Santana (Seduc).

A iniciativa é do Mistério da Educação, através da Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino (Sase), realizada na Bahia pelo Programa de Apoio à Educação Municipal (Proam) em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

“Hoje discutimos a operacionalização do sistema de apoio à gestão de plano de carreira, chamado de Sispce. O objetivo é que, ao final das três etapas formativas, cada município tenha sujeitos capazes de elaborar, adequar ou instituir um plano de cargos e salários em suas respectivas cidades”, explica o formador Adauto de Araújo Lima, técnico da Rede PCR Bahia.

Participaram do encontro representantes de Água Fria, Irará, Anguera, Santanópolis, Riachão do Jacuípe, Pé de Serra e Coração de Maria, entre outros. Após esta segunda etapa formativa, que segue até esta terça-feira, 22, resta apenas mais um encontro com os municípios do Portal do Sertão que concordaram em firmar o termo de compromisso com o PCR, para a conclusão da formação, prevista para 2017.

Câmara Municipal de Feira de Santana - Lado a Lado Vereador Alberto Nery - Boas Festas - site Política In Rosa Luiz da Feira Natal e Ano Novo - SITE POLÍTICA IN ROSA Vereador João Bililiu - Boas Festas Vereador Ron do Povo - BOAS FESTAS Gilmar-Amorim-Boas-Festas


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia