WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Sarampo

:: ‘Doenças’

HEC oferece vacinação contra diversas doenças para os colaboradores

HECO Hospital Estadual da Criança (HEC) / Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil (LABCMI), através do Serviço Especializado de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), vai oferecer, entre esta segunda-feira (17) e a quarta-feira (19), vacinação contra DT (Difteria e Tétano), Hepatite B, Febre Amarela e Tríplice Viral (caxumba, sarampo e rubéola) para seus colaboradores.

O objetivo da ação é mantê-los protegidos e com o cartão de vacinação atualizado. De acordo com a enfermeira do Trabalho responsável pela iniciativa, Dayane Leal, “essas vacinas fazem parte do Programa de Controle Médico do HEC e são essenciais na saúde do adulto, além de integrarem o calendário de vacinação deste grupo”.

Recentemente, o HEC realizou vacinação contra hepatite B para os colaboradores. A doença é causada pelo vírus VHB que, dentro do organismo humano, ataca os hepatócitos (células do fígado) e começa a se multiplicar, o que leva à inflamação do órgão. A transmissão pode ocorrer pelo contato com sangue, saliva, sêmen e secreções vaginais de uma pessoa infectada. O contágio também pode acontecer durante a gravidez (da mãe para o feto).

Difteria, tétano e febre amarela – A difteria é causada por um bacilo toxicogênico que frequentemente se aloja nas amígdalas, faringe, laringe, nariz, bem como em outras mucosas e na pele. A transmissão ocorre via contato direto de pessoa doente ou portadores com pessoa suscetível, através de gotículas de secreção respiratória eliminadas por tosse, espirro ou ao falar.

O tétano, por sua vez, é uma doença transmissível, não contagiosa, que apresenta duas formas de ocorrência: acidental e neonatal. A acidental geralmente acomete pessoas que entram em contato com o bacilo tetânico ao manusearem o solo ou através de ferimentos ou lesões ocorridas por materiais contaminados, em ferimentos na pele ou mucosa.

Causada por vírus e transmitida por vetores, a febre amarela é uma doença infecciosa grave. Normalmente quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas – ou apresentam de forma branda -, e as primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. Já a forma mais grave da doença é rara e nela podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

Doenças transmitidas pelo aedes serão abordadas em seminário

Dengue   Foto ACM (3)A Fundação Hospitalar de Feira de Santana vai promover seminário no dia 30 de julho, às 15h, com o tema “Manejo Clínico para Dengue, Chikungunya e Zica Vírus”. O evento é destinado a profissionais de saúde da própria instituição.

A iniciativa foi viabilizada pelo Serviço de Controle de Infecção Hospitalar, do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, por conta do alto número de profissionais acometidos pelas doenças, que são transmitidas pelo mosquito aedes aegypti.

O seminário terá como palestrante a infectologista Melissa Falcão. Conforme a coordenadora do setor de Educação Permanente, Ane Caroline Portugal, o momento será para esclarecer as dúvidas que ainda existem sobre a dengue, chikungunya e zica vírus.

Fonte: Secom Feira

Câmara Municipal de Feira de Santana - Lado a Lado


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia