WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘BRT’

Governo Municipal cancela gratuidade nas passagens do BRT

Foto: Jorge Magalhães

Em respeito à legislação eleitoral, o Governo Municipal decidiu cancelar a gratuidade nas passagens no BRT, na fase de testes que estão sendo realizados.

A proposta de gratuidade foi feita levando-se em conta justamente que vigoraria apenas na fase de testes. O Governo Municipal avaliou que não configuraria um benefício ilegal nesse período eleitoral, pois o serviço do BRT ainda não estaria rotineiro para a população, como será em muito breve.

“A fase de testes não contempla a totalidade do serviço que será prestado em breve à população. Mas como mesmo assim pode ferir a Legislação Eleitoral, preferimos não incorrer em nenhum desrespeito à lei”, acrescenta o secretário de Transportes e Trânsito de Feira de Santana, Saulo Figueiredo. (PMFS)

Vereadores averiguam funcionamento do BRT e tecem críticas

Foto: Anderson Dias/site Política In Rosa

Na manhã desta quarta-feira (14), uma comissão de vereadores foi averiguar o andamento do BRT. O sistema passou a operar em fase experimental assistida para a sua implantação. A comissão foi composta pelos vereadores Alberto Nery (PT), Roberto Tourinho (PSB) e Josafá Ramos (Patriota).

Na visita, o vereador Alberto Nery disse que o sistema BRT não passa de uma fraude. “Cinco anos após o início da construção do sistema, que era para entrar em operação em 18 meses, se inicia o BRT com carros velhos e convencionais que não são padronizados para sistema. Ele deveria começar com carros articulados. Todos os carros teriam que ser com ar-condicionado, coisas que não estão sendo observadas”, disse.

Nery lembrou ainda que operação está sendo feita com quatro veículos: dois da empresa Rosa e dois da São João. “Carros que não estão dentro dos padrões para atender ao BRT. As estações não tem nenhuma estrutura para receber passageiros. Não tem sanitário e nem sequer foram limpas para receber a população. Entendemos que o propósito é apenas eleitoreiro e não visa o benefício e a melhoria do sistema de transporte da nossa cidade e do povo de Feira de Santana”, afirmou.

Nery prometeu ainda provocar o Ministério Público para que cobre aquilo que está proposto no edital. “Se não tiver proposto no edital, precisa ser revisto o preço tarifário praticado e todo o sistema de transporte porque houve uma licitação e essas empresas teriam que estar operando dentro dos padrões da licitação. Se as empresas alegam que estão tendo prejuízos, compete ao poder público subsidiar os demais recursos para resolver o problema do sistema. O que não pode é a gente ter um sistema precário porque os empresários alegam que estão tendo prejuízos e o poder público não toma nenhuma providência”, declarou.

Roberto Tourinho também foi enfático em sua opinião: o sistema é uma verdadeira fraude. “A Prefeitura anuncia que chegaram quatro ônibus novos. Estive em um dos ônibus e constatei que tem quase 230 mil quilômetros rodados no quadro. A Prefeitura anunciou ainda que nos próximos 15 dias seria cobrada tarifa zero. Ou seja, estamos há 31 dias das eleições. No edital está previsto uma tarifa diferenciada quando o BRT começar a funcionar, ou seja, a tarifa será mais cara. O edital diz também que são ônibus articulados com ar condicionado. Vi ônibus comuns que vieram, inclusive, de outras cidades para dizer que está inaugurando o BRT”, disse. :: LEIA MAIS »

Líder defende Governo da acusação de vereadores oposicionistas: “É politicagem”

Vereadores em visita ao sistema BRT no terminal central – Foto: Anderson Dias/site Política In Rosa

Logo após a visita de uma comissão dos vereadores ao Sistema BRT, que entrou em operação experimental nesta quarta-feira (14), o vereador e líder do Governo, Marcos Lima (DEM), rebateu as críticas dos colegas. Em entrevista ao site Política In Rosa, Marcos lamentou ver vereadores em plena campanha eleitoral, com um deles candidato a prefeito e outro candidato a vereador, criticar o sistema que ainda está sendo implantado em Feira de Santana, inclusive experimentalmente. “O sistema está sendo ajustado, treinando os motoristas e treinando os monitores para poder prestar esse serviço a cidade. Quem ganha com isso é a cidade, pois melhora o transporte público de nosso município”, disse.

Para Marcos, o BRT já é uma realidade em Feira de Santana. “Os ônibus e as linhas estão aí e isso que é importante. Nesse momento o que estão querendo fazer é politicagem. A oposição não está feliz em saber que o BRT vai funcionar, que o BRT está funcionando e que os ônibus vão circular. Isso incomoda quem é da oposição. Eles criticaram tanto ao longo dos anos, atrapalharam tanto e agora que estão vendo a realidade vem correndo na estação do transbordo. Isso me deixa muito entristecido e decepcionado com esses tipos de candidatos e de vereadores tentando mudar a realidade e o foco que é trazer uma qualidade melhor no transporte público de Feira de Santana”, finalizou.

Prefeitura de Feira inicia operação assistida de implantação do sistema BRT

Foto: Jorge Magalhães

Na manhã desta terça-feira (13), foram apresentados os três primeiros dos sete novos ônibus que passam a operar nesta fase experimental assistida de implantação do sistema BRT (Bus Rapid Transit) da Prefeitura de Feira de Santana, assim como ocorreu no lançamento do metrô na capital baiana.

De acordo com a Prefeitura, cerca de 70% dos usuários que utilizam o transporte público na cidade serão beneficiados com mais conforto, segurança e agilidade no percurso ao se deslocarem no Centro pelas avenidas Getúlio Vargas (Linha BRT 1) e João Durval (Linha BRT 2).

Segundo informações da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), a facilidade de embarque e desembarque do passageiro no mesmo nível nas estações elevadas através de portas laterais posicionadas do lado esquerdo dos veículos – no sentido de parada nas estações – reduzirão o tempo de frequência entre um ônibus e outro para apenas 10 minutos.

Parte da frota dos ônibus de BRT, operados pelas concessionárias Rosa e São João, estão equipados com ar condicionado, portas USB laterais nos assentos, bilhetagem eletrônica, sistema de monitoramento em tempo real por GPS e plataformas elevatórias com total acessibilidade para usuários com dificuldade ou nenhuma mobilidade. :: LEIA MAIS »

Empresa responsável diz que Estação BRT da Noide Cerqueira vai ser concluída neste mês

Empresa responsável pela obra diz que Estação BRT da Noide Cerqueira vai ser concluída neste mês

Foto: Batista Cruz

A construção da estação de transbordo do BRT da avenida Noide Cerqueira deve ser concluída até o final deste mês. A expectativa é da Via Engenharia, responsável pela obra de todas as estações do sistema de transporte.

O serviço está resumido a detalhes, diz o engenheiro Rafael Mendes. Como a instalação do piso tátil, a finalização do sistema elétrico e a colocação de parte da cobertura. Serviços rápidos.

De linhas modernas e funcional, a estação será a entrada no sistema por passageiros de toda aquela região, que nos últimos anos aumentou a quantidade de moradores, com construções de condomínios, principalmente.

A mesma função terá a estação de transbordo da avenida Ayrton Senna. Ônibus especiais serão usados no transporte. Linhas específicas farão percurso para o centro da cidade em poucos minutos. Além dessas duas estações, também está em fase final de construção a que fica no bairro Pampalona. :: LEIA MAIS »

Centro de Controle Operacional será o “cérebro” da Mobilidade Urbana de Feira de Santana

Centro de Controle Operacional será o cérebro da Mobilidade Urbana de Feira de Santana

Foto: ACM

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), apresentou, nesta terça-feira (30), o Centro de Controle Operacional do Transporte Público de Feira de Santana à imprensa. O Centro de Controle Operacional é conceitualmente definido como sendo “o cérebro da Mobilidade Urbana” da cidade, o Centro de Controle Operacional do Transporte Público de Feira de Santana, extrapola, em suas múltiplas funções e utilidades, o monitoramento em tempo integral do Sistema do BRT (Bus Rapid Tansit), ou Transporte Rápido por ônibus. As instalações que vão abrigar a ferramenta que vai viabilizar a modernização do transporte público em seus variados modais, representa um investimento superior a R$ 1 milhão, envolvendo as obras civis e estruturais do prédio adquirido pelo Governo Municipal, na Avenida Rio de Janeiro, e a aquisição do equipamento tecnológico de última geração.

Além de acompanhar em tempo real o deslocamento dos ônibus do BRT, o equipamento também permitirá aos dezesseis monitores que o operam, visualizarem, em tempo real, todas as situações que influenciem negativamente o setor, permitindo que interfiram, em tempo recorde, nas soluções exigidas em cada caso específico. O próximo passo do processo será a ativação de uma ferramenta de controle por GPS interligando a Central de Controle Operacional às 100 linhas de  ônibus em circulação nos vários ramais da cidade;  localizando-os durante o trajeto, aferindo a velocidade, o tempo do trajeto, com acesso ao número do veículo, e o nome do condutor. Para fazer frente aos ajustes tecnológicos que estarão a serviço do equipamento, a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito está adquirindo um sistema semafórico em tempo real, ou “Semáforo Inteligente”. Atualmente, o trânsito da cidade é controlado por um sistema de semáforo em tempo fixo. :: LEIA MAIS »

Carlos Geilson questiona demora na entrega do BRT de Feira de Santana

Deputado Carlos Geilson

Ex-deputado Carlos Geilson – Foto: Reprodução

O ex-deputado estadual e atual Ouvidor do Estado da Bahia, Carlos Geilson, usou sua rede social para criticar a demora da conclusão das obras do BRT em Feira de Santana. “O BRT em Feira de Santana completou no último dia 29/06 quatro anos do lançamento de sua pedra fundamental. Existe hoje apenas o esqueleto de pequenas estações inconclusas. Os chineses construíram uma ponte de 42 km sobre o mar em quatro anos. E aí, o que dizer?”, questionou. Fica a pergunta.

Carlos Geilson questiona demora na entrega do BRT de Feira de Santana

ACM Neto diz que vai utilizar todos os meios legais para defender o BRT

Prefeito ACM Neto

ACM Neto

O prefeito ACM Neto reafirmou, nesta quinta-feira (14), que vai utilizar todos os meios legais para defender o BRT de Salvador. A afirmativa foi dada durante solenidade para marcar o início da emissão de carteiras de trabalho em seis das dez Prefeituras-Bairro, realizada na unidade da Cidade Baixa. As obras, que seguem em andamento no canteiro central da Avenida ACM, dentro do primeiro trecho, estão sendo questionadas pelos por promotores federais e estaduais, mesmo com o cumprimento de todo o rito legal por parte do município. “Vou enfrentar este assunto e defender o BRT com todas as forças perante a Justiça”, anunciou.

Segundo ACM Neto, as posturas dos dois órgãos vão contra os interesses da cidade. “Realizamos audiências públicas, agimos com o máximo de transparência. A imprensa acompanhou tudo, desde o primeiro momento: quando apresentamos o projeto conceitual, quando foram apresentados os detalhamentos, depois quando foi debatida essa matéria com a população, em seguida com a licitação e a ordem de serviço. Agora a obra começa e vem esse tipo de iniciativa. Com todo o respeito que tenho ao Ministério Público estadual e federal, mas eles estão fazendo algo contra a cidade”, avaliou.

Os mesmos órgãos, de acordo com o prefeito, se posicionam de maneira diferente de quando foi implantada a segunda linha do metrô de Salvador, que corta a Avenida Luis Viana Filho (Paralela). “Estranha-me muito porque o Ministério Público, principalmente o estadual, não teve a mesma postura com relação à obra do metrô, que suprimiu 2 mil árvores da Avenida Paralela, que era o maior parque verde contínuo da cidade. Hoje, se não está mais agredida, foi porque a Prefeitura não deixou. Nós exigimos o plano de recomposição da arborização e preservação da natureza, e é claro que esses mesmos cuidados temos com o BRT. Aliás, o BRT tem um impacto muito menor na fauna e flora do que teve o metrô, e agora vem o MP querendo cirar esse tipo de confusão.”

Responsabilidade ambiental – A Prefeitura conseguiu reduzir o impacto ambiental diminuindo a retirada de 579 para 154 árvores, além de transplantar 169. Para reparar ainda mais os possíveis danos causados ao meio ambiente, a administração municipal se comprometeu a plantar 2 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica. O projeto BRT seguiu todos os trâmites legais com base no artigo 225 da Constituição Federal, na Lei Federal 6.938/81, na Resolução Conama 237/97, na Lei Complementar 140/2011, na Lei Municipal 9.148/16 (LOUS), na Lei Municipal 9.069/16 (PDDU), na Lei Municipal 8.915/15 (Política Municipal de Meio Ambiente) e na Lei Municipal 9.187/17 (Plano Diretor de Arborização Urbana). Para implantação do BRT, foram realizados o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA), além de audiências públicas no Ministério Público da Bahia, com a participação da sociedade, que acompanhou todo o processo de Licenciamento Prévio concedido pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comam). As obras do BRT são executadas com base em estudos de reestruturação urbanística e paisagismo, intervenções no tráfego com novos viadutos, acessos, ciclovias, rearborização e obras de macro e micro drenagem. Tudo para garantir que o desenvolvimento urbano esteja em sintonia com o meio ambiente.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia