WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘água’

Secretaria de Meio Ambiente fiscaliza se água de condomínios polui rios e riachos

Arcenio José de Oliveira

Arcênio Oliveira

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam) solicitou à Embasa a relação dos condomínios, conjuntos habitacionais e loteamentos que têm Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). A medida, anunciada pelo titular da pasta, Arcênio Oliveira, visa verificar as condições da água que é liberada pelas estações de tratamento e direcionadas para os rios e riachos (corpos hídricos) do município. “Estamos aguardando essa relação para, a partir daí, a Semmam fazer esse monitoramento a fim de verificar a poluição hídrica e do solo”, afirma o secretário do Meio Ambiente.

Arcênio Oliveira transmitiu a informação, na tarde de terça-feira, 17, durante reunião com moradores da Artêmia Pires. Na ocasião trataram sobre a existência de condomínios, localizados nessa artéria, que vêm lançando água servida ou com produtos químicos (de piscina) em via pública. O problema é enquadrado como crime ambiental e de saúde pública. Os condomínios localizados nessa região serão vistoriados e notificados pela Semmam em atuação conjunta com a Divisão de Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Vereador reclama de aumento na conta de água

vereador Cadmiel Pereira

Vereador Cadmiel Pereira (PSC)

O vereador Cadmiel Pereira (PSC) criticou o aumento de 4,09% na conta de água dado pelo Governo do Estado. Principalmente pelo fato de, segundo o vereador, a empresa prestar um péssimo serviço na cidade. A Embasa é a campeã de reclamações no Procon feirense.

Tarifa de água e esgoto é reajustada em 4,09%

Estação de Tratamento de Água (ETA) e Santo Estevão

Foto: Fiscalização Agersa

Foi publicado no Diário Oficial do Estado do último sábado (12) reajuste tarifário de 4,09% no valor dos serviços de água e esgoto prestados pela Embasa – Empresa Baiana de Águas e Saneamento. O reajuste anual, que visa recompor as perdas inflacionárias dos custos de prestação dos serviços, foi autorizado pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia – Agersa, órgão responsável pela fiscalização do setor.

O percentual será aplicado de forma linear sobre as tarifas vigentes e passa a vigorar 30 dias depois da data de publicação do reajuste. Previsto em lei, o reajuste tem correção anual e visa recompor a variação da inflação do período, corrigido pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), e índices inflacionários variáveis ligados aos insumos da atividade da Embasa, a exemplo de energia elétrica, um dos principais custos operacionais da prestadora.

Com o reajuste, o valor da tarifa mínima residencial social passará de R$ 12,30 para R$ 12,80; a mínima residencial intermediária será majorada de R$ 24,20 para R$ 25,20; e a mínima residencial normal subirá de R$ 27,50 para R$ 28,60.

Sistema de abastecimento no valor de R$ 6,5 milhões é autorizado em Canudos

Sistema de abastecimento no valor de R$ 6,5 milhões é autorizado em Canudos

Foto: Camila Souza

Mais um reforço no abastecimento de água no interior da Bahia foi autorizado. Desta vez, para os moradores de Canudos, na região nordeste. O governador Rui Costa visitou o município, nesta quinta-feira (23), onde autorizou a licitação para a construção de um Sistema de Abastecimento de Água para as localidades de Bendegó e Alto Alegre, no valor de R$ 6,5 milhões. Na oportunidade, Rui também celebrou um convênio com a prefeitura para abastecimento de água potável, através de carros-pipa, em comunidades atingidas pela seca. “Estou feliz com este grande projeto de abastecimento, que vai levar água para 3.450 famílias dessas comunidades, pessoas que passarão a ter água potável e de qualidade para beber. Daremos continuidade às ações de abastecimento no interior. Quero levar água para outras comunidade de Canudos e de outras cidades”, afirmou Rui.

Para o novo sistema de abastecimento serão implantados 7.820 metros de redes de distribuição e realizadas 982 ligações prediais com hidrômetro – 823 em Bendegó e 159 em Alto Alegre. Outras obras incluem a construção da Estação Elevatória de Água Tratada I e a Implantação de 19,9 quilômetros de rede adutora de Canudos à Bendegó, além de 8,8 quilômetros de Bendegó a Alto Alegre.

Outras ações

Durante a solenidade, o governador também fez a entrega de 625 certificados de inscrições no Cadastro Ambiental Rural (CAR), emitidos pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema), para agricultores. Mais de R$ 40 mil foram investidos. O objetivo do cadastro é compor uma base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento.

Desde dezembro de 2017, a inscrição no CAR é necessária para a concessão de crédito agrícola pelas instituições financeiras. O governador ainda visitou as instalações do Núcleo de Robótica do campus avançado da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), inaugurado no ano passado, através de uma parceria da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e do Instituto Campus Party, e entregou os certificados de conclusão para a primeira turma formada no curso. Na visita à cidade, Rui também entregou duas ambulâncias para os municípios de Canudos e Sento Sé, no valor de R$ 66 mil cada.

Operação PIPA suspensa devido problemas no tratamento da água pela Embasa

Operação PIPA suspensa devido problemas no tratamento da água pela Embasa

Operação PIPA

De acordo com a Prefeitura de Brumado a operação PIPA que distribui água na zona rural, está suspensa devido problemas no tratamento da água pela Embasa. A água apresenta-se escura, dificultando o tratamento  para distribuição.  Até a solução do problema, a operação está suspensa não tendo o município qualquer responsabilidade.

SAAE é proibido de cobrar taxa de coleta de lixo junto com serviço de água em Juazeiro

A pedido do Ministério Público estadual, a Justiça determinou que o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Juazeiro não faça cobrança da taxa de coleta e remoção de lixo junto com o serviço de água, desvinculando-se as cobranças na mesma fatura. Segundo a promotora de Justiça Andrea Mendonça Costa, autora da ação civil pública ajuizada contra o SAAE, “a cobrança conjunta do serviço prestado de água com taxa de coleta de lixo representa uma nítida violação ao interesse coletivo dos consumidores”. O juiz Jose Goes Silva Filho determinou ainda ao SAAE que somente vincule o pagamento da taxa de coleta de lixo na mesma fatura em que é cobrado o serviço de água e esgoto dos consumidores que autorizarem tal cobrança.

Obras de abastecimento de água na Ilhota e São Francisco serão entregues em fevereiro

Obras de abastecimento de água na Ilhota e São Francisco serão entregues em fevereiroNos próximos dias, a prefeitura municipal de Castro Alves irá realizar a entrega de mais duas importantes obras do sistema simplificado de abastecimento de água. Na localidade de Ilhota a implantação do sistema irá beneficiar 17 famílias. Já na localidade de São Francisco, onde está sendo feito melhorias no abastecimento, serão 23 famílias beneficiadas.

A prefeitura realiza os serviços de instalação dos mais de 3500 metros de tubulação, que foram adquiridos via convênio com a Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia (CERB). As obras são uma conquista para toda a cidade. “Me sinto honrado em cobrar por esta obra e muito feliz ao vê-la chegar à reta final”, afirmou o vereador Augustinho. A inauguração, prevista para a sexta-feira 02 de fevereiro, contará com um jogo de futebol para confraternizar com os moradores das comunidades.

Alto do Gentil e Esconso

Mais dois sistemas de obras já estão em expansão no Alto do Gentil e no Esconso. Cerca de 2.500 metros de tubulação estão sendo instalados, para melhorar o sistema geral de abastecimento nas duas localidades. Mais de 30 famílias vão ser beneficiadas com estas obras, que vão levar água potável e qualidade de vida para aproximadamente 120 pessoas.

Emasa investe em adutora através de parceria com a iniciativa privada

Emasa investe em adutora através de parceria com a iniciativa privadaA Empresa Municipal de Água e Saneamento – Emasa – está implantando através de uma parceria com a 2MS Engenharia e a Top Park, que dividem o custo do projeto, uma adutora de 300 milímetros ligando a Estação de Tratamento de Água de Nova Ferradas, que teve sua capacidade de produção ampliada de 70 para 130 litros por segundo, ao bairro Nova Itabuna. A conclusão da obra depende de uma autorização do Departamento Nacional Infra Estrutura de Transportes – Dnit – uma vez que a adutora passará sob BR-415, uma rodovia federal, a oeste de Itabuna.

A obra tem um custo total de R$ 4 milhões e a adutora de 300 milímetros vai beneficiar aos moradores dos bairros de Maria Matos, Ferradas, Nova Ferradas, Fernando Gomes, Ilha Verde, Morumbi, Urbis IV e Nova Itabuna, além dos condomínios Jubiabá, São José e Gabriela e o Conjunto Penal de Itabuna, segundo o presidente da Emasa, Jader Guedes.

Ele explica que o sistema de adução é complementado com a implantação de uma caixa elevatória de 700 metros cúbicos, o que facilita a distribuição da água por gravidade e vai resolver em definitivo os problemas de abastecimento na zona oeste da cidade, que teve capacidade de produção de água duplicada com a ampliação da Estação de Tratamento.

O presidente da Emasa salienta ainda, que a reforma da estação de tratamento, que está em operação, incluiu a colocação de novos filtros e equipamentos de decantação, além da substituição de motores, possibilitando a melhoria do sistema de captação e tratamento melhorando o atendimento. Jader Guedes também defende a parceria público privada como uma estratégia de investimento na melhoria dos serviços, citando como exemplo o caso de Nova Ferradas e também a ampliação da rede de esgotos no Góes Calmon, que tem 1,5 quilômetros de extensão.

Devido a poucas chuvas, Prefeitura intensifica abastecimento de água na zona rural

Como chuvas abaixo da média para o período complicam ainda mais o abastecimento de água na zona rural de Feira de Santana. E economizar e o verbo a ser conjugado todos os dias por moradores dos povoados abastecidos pelos caminhões-pipa.

Os povoados continuam recebendo periodicamente como visitas do caminhão-pipa da frota própria do município ou os cujos donos participam de licitação pública. E a água colocada nos reservatórios devem ser compartilhados entre familiares e vizinhos.

Os nove caminhões – quatro próprios e o restante prestadores de serviço, fazem, periodicamente, o abastecimento das cisternas dos condimentos dos distúrbios. O Exército EUA dois caminhões neste trabalho.

E a demanda é crescente, de acordo com a Secretaria de Agricultura. “O problema é como chuvas esperadas para o período, como vem acontecendo há alguns anos, estão abaixo do esperado, e não é para acuário”, explica o secretário Joedilson Freitas.

Daí a necessidade de se economizar e distribuir uma água à disposição nas cisternas. “E não só praticamente: como as pessoas devem aprender a usar bem a água potável, principalmente para as suas necessidades de serviços de saúde, porque uma quantidade de famílias e são abastecidas é muito grande”.

Uma quantidade diária de viagens, por exemplo, por caminhões à zona rural, dependendo da distância, por ser percorrida. Quando as localidades são mais próximas, explica Joedilson Freitas, este número chega a três vezes, contando-se com os pipas do Exército. Ou duas, quando como viagens são mais longas.

Matinha está há 25 dias sem água, denuncia Isaías

Vereador Isaias de DiogoO vereador Isaías de Diogo (PSC) denunciou que o distrito da Matinha está há mais de 25 dias sem água. “Mas no dia 26 o recibo para o pagamento de água chegará com certeza”, criticou. O lide do Governo, vereador Lulinha (DEM) disse que teve conhecimento que obras estão sendo realizadas para melhorar o abastecimento de água no local. “Então eles deveriam enviar para o local carros pipa para amenizar o sofrimento do povo que nada tem a ver com isso”, sugeriu Isaías.

Jequié: Prefeitura adota medidas para economizar água nos prédios públicos

Desperdício e falta de controle que gerou uma dívida gigantesca. Débitos milionários deixados junto a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA). Prédios públicos com o serviço de água e esgoto cortados. Esta foi a realidade encontrada pela Prefeitura de Jequié, em janeiro, e desde então diversas medidas vêm sendo implantadas para evitar o desperdício, diminuir o consumo e otimizar o uso.

A primeira etapa na implantação do plano para reduzir os gastos com água foi identificar os lugares em que as contas contabilizavam maiores valores. Com isso, foram feitas verificações completas nos locais que apresentaram maior consumo. A Secretaria de Serviços Públicos fez checagem em todas as saídas de água em pias, torneiras, sanitários e bebedouros dos equipamentos públicos que apresentavam alto consumo de água. As análises apontaram que o Centro de Abastecimento Vicente Grilo (CEAVIG), no Centro da cidade; o Belvedere Geminiano Saback, na Praça Rui Barbosa; a Biblioteca Municipal, na Avenida Rio Branco; o Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (CAIC) e diversas escolas e órgãos da estrutura municipal, eram as responsáveis pelo maior índice de consumo de água.

Como alternativa para baixar o alto custo, que o desperdício e a falta de controle que a gestão passada permitiu, a Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Serviços Públicos, realizou diversas adequações baseadas no monitoramento de consumo e na melhoria da estruturação física dos equipamentos. Ações estas que impactaram na redução paulatina das contas de água.

No CEAVIG foi feita a individualização dos registros de água e a readequação do uso da água em todos os boxes. A conta deixada sem pagar pela gestão passada, relativa aos anos de 2015/2016 chegou ao valor de R$ 480,000 mil reais (quatrocentos e oitenta mil reais) e uma conta mensal no valor de R$ 39.800,00 (trinta e nove mil e oitocentos reais). Hoje o consumo de água gera uma conta de R$ 148,00 (cento e quarenta e oito reais) ao mês. O consumo no CEAVIG era de mais de 1.200 m3 de água. Depois das adequações que foram realizadas ali, o consumo caiu para 7 m3 de água.

A economia feita, a partir das novas medidas adotadas pela prefeitura de Jequié, continua: No Belvedere Geminiano Saback, na Praça Rui Barbosa, o consumo era de R$ 15.000,00 mil reais (quinze mil reais), hoje é de R$ 1.500,00 reais (mil e quinhentos reais). O prédio da Biblioteca Municipal que chegou a consumir cerca de R$ 6.000,00 mil reais de água, agora gasta R$ 800,00 (oitocentos reais). Prédios públicos como o do CAIC e outras escolas, chegavam a pagar contas de água no valor de R$ 8.000,00 reais (oito mil reais) em pleno período de férias, quando os alunos não estão frequentando a unidade e, por conta disso, o consumo deveria ser menor. Essas escolas municipais estão gastando apenas R$ 500,00 (quinhentos reais) por mês em consumo de água.

“A iniciativa é fazer o consumo de água ser mais racional, ao mesmo tempo em que, de forma mais justa, fazer o município economizar. Tudo isso, a partir do monitoramento constante e contando com ajuda de todos para que houvesse esse redução considerável no valor das contas.”, disse o secretário de Serviços Públicos,Renê Andrade.

“Esse plano de ações mostrou que, com força vontade se faz acontecer. Pegamos a Prefeitura com uma dívida absurda junto a Embasa e fizemos as mudanças pontuais a fim de que essa economia retornasse para a cidade, através de investimentos, de obras, de serviços. O dinheiro que era gasto para pagar o desperdício de água hoje é transformado em realizações para a população.”, disse o prefeito de Jequié,Sérgio da Gameleira.

Queimadas: Prefeito de quer construir adutora para levar água à localidade de Espanta Gado

O secretário Josias Gomes, titular da Secretaria de Relações Institucionais (Serin) do Governo da Bahia, recebeu em audiência o prefeito do município de Queimadas, André Luiz Andrade (PT). Ele esteve acompanhado pelo vereador Lázaro José dos Santos Silva, atual secretário de Infraestrutura do município.

Entre as reivindicações apresentadas ao Estado, o prefeito destaca a construção de uma adutora de 46 km levando água da Barragem de Ponto Novo até a localidade de Espanta Gado. “Essa obra, além de Queimadas, vai beneficiar diversas comunidades do município de Itiúba”, explica o prefeito André, de Queimadas.

Ele, ainda, solicitou o envio pelo Estado de um trator com implementos agrícolas, e na área da saúde, um aparelho de Raio-X, uma ambulância, e um carro tipo Van para o transporte de pacientes.

Castro Alves: Comunidade Cova da Negra passa a contar com água de qualidade

Comunidade Cova da Negra passa a contar com água de qualidadeUm antigo anseio de mais de 500 moradores da comunidade Cova da Negra foi concretizado neste domingo (24), na zona rural de Castro Alves. A prefeitura municipal realizou a inauguração do serviço de abastecimento de água potável, levando água encanada a mais de 90 famílias. Segundo o prefeito de Castro Alves, Thiancle Araújo, os trabalhos de escavação das valetas, reaterro e aquisição da tubulação foram realizados com recursos do município.

“A nossa gestão está feliz em levar água de qualidade para essa comunidade. Eles estavam próximos a água mas não tinham acesso. É uma satisfação entregar essa obra e atender as necessidades da população ”, afirmou o gestor. A comunidade, que recebeu a obra com muita alegria, comemorou o início do abastecimento com água encanada com uma partida de futebol, música,  brincadeiras para as crianças e uma feijoada. Estiveram presentes na inauguração secretários, vereadores e gestores municipais.

Castro Alves: Sistema de abastecimento de água da Cova da Negra será inaugurado

Acontecerá no próximo domingo (24), na cidade de Castro Alves, a inauguração do sistema de abastecimento de água encanada na localidade da Cova da Negra, beneficiando mais de noventa famílias. O evento será a partir das 9 horas e haverá ainda um torneio de futebol.

Em Jacobina, Rui autoriza convênios para o semiárido, obras de água, entrega veículos e tratores agrícolas

Rui CostaO governador Rui Costa viaja para Jacobina, no centro norte do estado, nesta quinta-feira (21), onde assina, a partir das 10h, na Praça da Feira, autorizações para realização de convênios e entrega equipamentos e veículos para o projeto Pró-Semiárido. Durante a viagem, Rui autoriza a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) a celebrar 64 convênios no âmbito do Projeto Pró-Semiárido e assinar o decreto de regulamentação da Lei Estadual de Convivência com o Semiárido.

Rui também autoriza a SDR a transferir R$ 221 milhões à Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb), para implantar, ampliar e recuperar mil sistemas simplificados de abastecimento de água e implantar módulos sanitários residenciais através do Projeto Bahia Produtiva.

O governador entrega ainda cinco tratores agrícolas e 26 veículos para os trabalhos de campo e de assistência técnica e extensão rural do Projeto Pró-Semiárido, beneficiando os municípios de Jacobina, Juazeiro, Salvador, Senhor do Bonfim, Vitória da Conquista e Ponto Novo.

Emasa investe na modernização do processo de tratamento de água

Prosseguindo a política de modernização da Empresa Municipal de Águas e Saneamento de Itabuna, foram adquiridas vinte bombas de dosagem de produtos químicos, como parte da modernização do sistema de dosagem dos produtos necessários para o tratamento da água dos reservatórios das estações de tratamento da Emasa.

Segundo o Diretor Técnico da Empresa, João Bittencourt, este investimento foi feito com recursos próprios, e as bombas já foram instaladas, estando em pleno funcionamento, possibilitando a automatização do processo de dosagem, deixando de ser manual, o que representa, na prática, eficiência, evitando todo e qualquer desperdício e risco de descontrole, resultando na redução da quantidade dos produtos químicos que são utilizados pela Emasa.

Desde janeiro deste ano, a atual diretoria está fazendo investimentos em todas as áreas da empresa, sendo que os resultados, altamente positivos, já estão ocorrendo, ressaltando-se a melhoria das condições de trabalho dos funcionários, além de economia financeira e da melhoria do atendimento das demandas dos usuários dos serviços da Emasa.

76 municípios baianos recebem água sem qualidade; dois consomem água bruta

O fornecimento de água fora dos padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde e a descontinuidade na distribuição que pode ser agravada com a seca, considerada a pior dos últimos anos, estão sendo monitorados pelo Ministério Público do Estado da Bahia, por meio do programa ‘Água é Vida’. O MP fiscaliza o Sistema de Abastecimento de Água Para Consumo Humano (SAA) e constatou que dos 102 municípios da Bahia analisados em 2016, 76 ainda recebiam água em desconformidade com algum dos parâmetros de qualidade estabelecidos e dois deles recebiam água bruta para consumir. O número dos municípios com alguma irregularidade era de 61 em 2015 e sofreu um aumento de 14,49% em 2016. Já o número de municípios abastecidos com água bruta foi reduzido. Eram seis em 2015 e agora são apenas dois.

O projeto ‘Água é Vida’ coleta dados do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Siságua) e tem promotores de Justiça atuando em 113 municípios baianos nos quais foram identificadas necessidades de intervenção. O projeto foi iniciado em 2013 com 74 municípios e em 2017 já participam 113 municípios baianos. “As situações que precisam de intervenção são as mais diversas. Desde questões simples, que não comprometem saúde, até questões mais complexas como a distribuição de água bruta”, destaca o promotor de Justiça Roberto Gomes, coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do Consumidor (Ceacon).

O MP da Bahia foi o primeiro do Brasil a ter acesso aos dados do Siságua como resultado da atuação ministerial. “Nós estamos trabalhando em parceria com as prestadoras e os municípios para resolver todas essas situações. Monitoramos o sistema, oficiamos os municípios e firmamos TACs para que eles se submetam ao monitoramento e possam ser controlados. Já houve melhoras na qualidade da água distribuída em várias cidades. É um trabalho contínuo e com resultados que impactam diretamente na saúde e na qualidade de vida do consumidor”, destaca Roberto Gomes.

O MP faz a fiscalização da qualidade com base nos parâmetros estabelecidos pela Portaria 2914 / 2011 do Ministério da Saúde. O projeto ‘Água é Vida’ do MP é considerado hoje uma referência nacional, já tendo sido replicado em outros estados. A atuação do programa teve vários casos exitosos. Em Terra Nova, parte da água era distribuída por poços municipais de forma bruta, sem qualquer tratamento, o MP detectou a situação, fez contato com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e realizou treinamento, qualificação e distribuição de material. Hoje, o município distribui água tratada. Situações semelhantes estão sendo tratadas pelo MP em diversos outros municípios e localidades baianas.

XVII Grito da Água acontece em Salvador no próximo dia 22

XVII Grito da ÁguaO XVII Grito da Água acontece no próximo dia 22 de março, por toda a Bahia. Em Salvador, uma caminhada pelo centro da cidade que sairá do Campo Grande e irá até a Praça Castro Alves marca o dia. Diversas entidades protetoras do maior bem do planeta pedem mais políticas públicas para a proteção e melhor distribuição de água pelo mundo, em especial a Bahia, por ainda existirem milhares de baianos sem condições de ter água em suas casas, para beber e ou irrigar a lavoura. “Estamos assistindo ainda o semiárido baiano, sertão, além do Sul e Sudeste baiano pedir socorro. Estamos precisando parar e rever todas as políticas de apoio à falta da chuva e essa estiagem que já dura dois anos”, desabafa o presidente da Central Única dos Trabalhadores da Bahia (CUT-BA), Cedro Silva. Acontecerá ainda, às 9 horas, na Câmara dos Vereadores de Salvador, haverá uma Audiência Pública para discutir o assunto.

CÂMARA DE VEREADORES_somos parceiro_banner de site Política in Rosa - 500x500 gif


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia