WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia







Vereadores averiguam funcionamento do BRT e tecem críticas

Foto: Anderson Dias/site Política In Rosa

Na manhã desta quarta-feira (14), uma comissão de vereadores foi averiguar o andamento do BRT. O sistema passou a operar em fase experimental assistida para a sua implantação. A comissão foi composta pelos vereadores Alberto Nery (PT), Roberto Tourinho (PSB) e Josafá Ramos (Patriota).

Na visita, o vereador Alberto Nery disse que o sistema BRT não passa de uma fraude. “Cinco anos após o início da construção do sistema, que era para entrar em operação em 18 meses, se inicia o BRT com carros velhos e convencionais que não são padronizados para sistema. Ele deveria começar com carros articulados. Todos os carros teriam que ser com ar-condicionado, coisas que não estão sendo observadas”, disse.

Nery lembrou ainda que operação está sendo feita com quatro veículos: dois da empresa Rosa e dois da São João. “Carros que não estão dentro dos padrões para atender ao BRT. As estações não tem nenhuma estrutura para receber passageiros. Não tem sanitário e nem sequer foram limpas para receber a população. Entendemos que o propósito é apenas eleitoreiro e não visa o benefício e a melhoria do sistema de transporte da nossa cidade e do povo de Feira de Santana”, afirmou.

Nery prometeu ainda provocar o Ministério Público para que cobre aquilo que está proposto no edital. “Se não tiver proposto no edital, precisa ser revisto o preço tarifário praticado e todo o sistema de transporte porque houve uma licitação e essas empresas teriam que estar operando dentro dos padrões da licitação. Se as empresas alegam que estão tendo prejuízos, compete ao poder público subsidiar os demais recursos para resolver o problema do sistema. O que não pode é a gente ter um sistema precário porque os empresários alegam que estão tendo prejuízos e o poder público não toma nenhuma providência”, declarou.

Roberto Tourinho também foi enfático em sua opinião: o sistema é uma verdadeira fraude. “A Prefeitura anuncia que chegaram quatro ônibus novos. Estive em um dos ônibus e constatei que tem quase 230 mil quilômetros rodados no quadro. A Prefeitura anunciou ainda que nos próximos 15 dias seria cobrada tarifa zero. Ou seja, estamos há 31 dias das eleições. No edital está previsto uma tarifa diferenciada quando o BRT começar a funcionar, ou seja, a tarifa será mais cara. O edital diz também que são ônibus articulados com ar condicionado. Vi ônibus comuns que vieram, inclusive, de outras cidades para dizer que está inaugurando o BRT”, disse. :: LEIA MAIS »

Líder defende Governo da acusação de vereadores oposicionistas: “É politicagem”

Vereadores em visita ao sistema BRT no terminal central – Foto: Anderson Dias/site Política In Rosa

Logo após a visita de uma comissão dos vereadores ao Sistema BRT, que entrou em operação experimental nesta quarta-feira (14), o vereador e líder do Governo, Marcos Lima (DEM), rebateu as críticas dos colegas. Em entrevista ao site Política In Rosa, Marcos lamentou ver vereadores em plena campanha eleitoral, com um deles candidato a prefeito e outro candidato a vereador, criticar o sistema que ainda está sendo implantado em Feira de Santana, inclusive experimentalmente. “O sistema está sendo ajustado, treinando os motoristas e treinando os monitores para poder prestar esse serviço a cidade. Quem ganha com isso é a cidade, pois melhora o transporte público de nosso município”, disse.

Para Marcos, o BRT já é uma realidade em Feira de Santana. “Os ônibus e as linhas estão aí e isso que é importante. Nesse momento o que estão querendo fazer é politicagem. A oposição não está feliz em saber que o BRT vai funcionar, que o BRT está funcionando e que os ônibus vão circular. Isso incomoda quem é da oposição. Eles criticaram tanto ao longo dos anos, atrapalharam tanto e agora que estão vendo a realidade vem correndo na estação do transbordo. Isso me deixa muito entristecido e decepcionado com esses tipos de candidatos e de vereadores tentando mudar a realidade e o foco que é trazer uma qualidade melhor no transporte público de Feira de Santana”, finalizou.

Em três meses, casos de Covid-19 reduzem 60%

Coordenadora do Comitê Gestor Municipal de Controle ao Coronavírus, a médica infectologista Melissa Falcão – Foto: Divulgação / PMFS

O número de casos da Covid-19 em Feira de Santana reduziu em 60% entre julho e setembro. No mês de julho, considerado como pico da doença no município, a quantidade de casos registrados chegou a 3.204. Em agosto reduziu para 1.924, e no mês de setembro caiu ainda mais, fechando com 1.254 casos. No mesmo período a quantidade de mortes decorrentes do coronavírus reduziu em proporção parecida: 57%. Foram 83 óbitos em julho, 41 em agosto e 35 no mês de setembro. Em outubro são registradas atualmente 8 mortes por conta da Covid-19.

Os dados foram apresentados pela Coordenadora do Comitê Gestor Municipal de Controle ao Coronavírus, a médica infectologista Melissa Falcão, durante coletiva online na manhã desta quarta-feira (14). De acordo com ela, Feira de Santana vive o que é denominado “transmissão sustentada”. “Conseguimos achatar a nossa curva de uma maneira eficaz, mas quando isso acontece não tem uma queda brusca nos casos. Vão caindo gradativamente”, salientou.

Ela explica que mesmo com a redução de casos, os cuidados referentes a prevenção devem ser mantidos. “É importante que tanto as pessoas que já tiveram coronavírus, como as que não tiveram, intensifiquem as medidas preventivas. Outro aspecto é a conscientização de que quem estiver contaminado, que fique em casa, e evite transmitir o vírus”, frisou.

A taxa de ocupação de leitos em toda a cidade, incluindo unidades públicas e privadas, é de 30% em UTIs e 40% em leitos clínicos. “É uma situação que nos dá tranquilidade, mas não nos deixa confortáveis. Pois sabemos que para erradicar o coronavírus, só quando houver uma vacina efetiva”, completou Melissa. :: LEIA MAIS »

Seap anuncia retorno das visitas sociais nas unidades prisionais

Conjunto Penal Masculino de Salvador – Foto: Camila Souza/GOVBA

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), anuncia o retorno, a partir da próxima segunda-feira (19), das visitas sociais nas unidades prisionais do Estado com a implementação da 4ª Fase do Plano de Retomada das Visitas no sistema penitenciário baiano.

Suspensas desde o mês de março, em razão da pandemia da covid-19, as visitas sociais vão obedecer os protocolos estabelecidos no plano de retomada, com regras e medidas sanitárias específicas, de modo que se mantenha o baixo índice de propagação da Covid-19 nas unidades prisionais da Bahia.

O retorno das visitas sociais foi decidido em reunião do Comitê Interinstitucional, mediante avaliação da situação epidemiológica no estado, por meio da decisão do secretário de Administração Penitenciária e Ressocialização, Nestor Duarte.

“Desde o início da pandemia, temos trabalhado intensamente no reforço das barreiras sanitárias estabelecidas para o sistema penitenciário e o resultado desse esforço são os números extremamente positivos alcançados. E, nas últimas semanas, após criteriosa avaliação dos boletins epidemiológicos da Secretaria da Saúde do Estado [Sesab], vimos a possibilidade de implementarmos a 4ª Fase do Plano de Retomada das Visitas”, avalia o secretário. :: LEIA MAIS »

Desembargador Baltazar Miranda é eleito juiz substituto do TRE-BA

Desembargador Baltazar ao lado do presidente do TRE-BA, desembargador Jatahy Júnior, à direita – Foto: Divulgação / TRE-BA

O desembargador Baltazar Miranda Saraiva foi eleito juiz substituto do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), com 39 votos. A eleição ocorreu na manhã desta quarta-feira (14/10), no Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). O desembargador foi o único candidato a concorrer à vaga, que estava aberta.

O desembargador Baltazar Miranda Saraiva é natural de Bertolínia, no Piauí, e nasceu em 13 de janeiro de 1956. Em 1979 chegou à Bahia e, cinco anos depois, graduou-se em Direito pela Universidade Católica do Salvador. Ingressou na magistratura em 30 de dezembro de 1986, como Juiz de Direito da 1ª Entrância da Comarca de Itiúba. Em 2005, assumiu como desembargador substituto e, em 2015, foi promovido ao cargo de Desembargador do TJBA.

Classe dos advogados

Também na manhã desta quarta-feira (14/10), o Pleno do TJ-BA escolheu os nomes dos candidatos à vaga de juiz substituto do TRE-BA pela classe dos advogados. O atual membro substituto do TRE-BA, juiz José Batista de Santana Júnior, lidera a lista tríplice com 36 votos. O segundo nome eleito para integrar a lista é o advogado Francisco Fábio Batista, com 22 votos, e o advogado Newton Carvalho de Mendonça, também com 22 votos. :: LEIA MAIS »

Ao se despedir da ALBA, Targino Machado diz que foi cassado por ser ‘médico humanitário’

Deputado estadual Targino Machado

Deputado estadual Targino Machado – Foto: Divulgação

O deputado estadual Targino Machado comentou sobre a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de anular os votos obtidos por ele nas eleições de 2018. Em publicação nas redes sociais nesta quarta-feira (14), ele afirmou que deixa a Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) “como político honrado”. O parlamentar chegou a dizer que a decisão pode ter sido tomada por ele ser um “médico humanitário”.

“Além do trabalho na Casa, saio como político honrado, combativo e crítico ácido dos mal feitos, sem nunca ter um ato apontado que desabonasse o meu comportamento. A cassação foi por eu ser um médico humanitário ou com o objetivo de calar a minha voz. Passo tranquilo à história”, escreveu.

Após a campanha eleitoral de 2018, o parlamentar foi acusado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de oferecer consultas médicas gratuitas em clínica clandestina em troca de votos. Conforme o MPE, no local onde os exames eram realizados havia cartazes da candidatura de Targino e as receitas médicas continham nome e foto do candidato. :: LEIA MAIS »

Na disputa pela Prefeitura, Zé Neto recebe apoio histórico de Movimentos Sociais, Sindicais, Populares e da Juventude

Foto: Divulgação / Ascom

Os Movimentos Sociais, Sindicais, Populares e da Juventude oficializaram na noite de terça-feira (13), apoio histórico a candidatura de Zé Neto à Prefeitura de Feira de Santana nestas eleições. O anúncio foi feito durante ato de lançamento do Comitê Sindical Popular e da Juventude, e contou com as presenças do candidato a vice-prefeito Roque Santos, do deputado estadual Robinson Almeida, dos presidentes municipais dos partidos que compõem a Coligação “A Mudança Que Feira Quer” (PT, PP, PDT, PCdoB e Avante) e candidatos a vereadores.

A aliança, segundo o líder da Juventude Socialista do PDT, Welber Morais, representa o sentimento dos jovens em participar ativamente da mudança por uma cidade melhor. “O nosso objetivo é inserir a juventude nas decisões da política municipal junto à Zé Neto, buscando o melhor para homens, mulheres, negros(as), LGBTQIA+ e todos aqueles(as) que se sentirem representados por nós”.

O Diretor geral do Sindicato dos Petroleiros(as) da Bahia (Sindipetro), Deyvid Bacelar, também presente no ato, destacou que, pela primeira vez, com Zé Neto, Feira poderá ter um prefeito que dialoga com todas as classes. “Ao assinar a “Carta Compromisso” com os movimentos, Zé Neto assegura o cumprimento de 13 pautas das categorias visando o desenvolvimento da nossa cidade, que é tão desasistida pelo atual governo municipal”, afirmou. :: LEIA MAIS »

Deputado baiano quer tornar meteorito propriedade privada no país

Deputado federal Alex Santana (PDT-BA) – Foto: Cleia Viana / Câmara de Deputados

Os proprietários de terrenos ou imóveis que atingidos por meteoritos são alvo do Projeto de Lei 4471/20 na Câmara Federal, a proposição determina que os donos desses espaços tenham posse legal do objeto. O texto que está tramitando na Casa, é de autoria do deputado federal Alex Santana (PDT-BA).

De acordo com o projeto, ele pertencerá ao proprietário do imóvel, quando atingir área particular; e à União, quando atingir imóvel de sua propriedade ou de estado, de município ou do Distrito Federal.

Para o parlamentar, não existe uma legislação clara sobre o assunto, portanto, é importante dar tratamento legal e segurança jurídica aos proprietários, além de assegurar que o poder público possa estudar o meteorito. “Podemos exemplificar o caso recente na cidade de Santa Filomena, no estado do Pernambuco, quando o prefeito da cidade não sabia o que fazer frente à venda de fragmentos de meteoritos que aterrissaram em solo, ou seja, há uma lacuna nessa legislação que não possui tratativas sobre o tema”, justificou o deputado.

Caso seja aprovado, se houver interesse e previsão orçamentária e financeira, a União poderá adquirir o meteorito, recompensando o proprietário mediante valor acordado entre as partes, considerando o valor praticado no mercado nacional ou internacional. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia