WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia







Ela passou em 9 universidades americanas. E é feirense. Orgulho!

A jovem esteve em Harvard, nos EUA, para apresentar pesquisa  (Foto: Arquivo Pessoal)

A jovem esteve em Harvard, nos EUA, para
apresentar pesquisa (Foto: Arquivo Pessoal)

Pense num orgulho? Pois é, é o que sentimos de Georgia Gabriela da Silva Sampaio. Uma jovem de apenas 19 anos, mas que dá na cara de muita gente que se acha inteligente por aí. E humilde. O que faz toda a diferença. Georgia esteve na Câmara Municipal de Feira de Santana pedindo a colaboração e apoio para que ela consiga realizar o sonho de estudar em uma universidade americana. E tenho certeza que receberá.

Georgia criou um kit para diagnosticar a endometriose, de forma mais rápida e um custo inferior e foi premiada em um programa que incentiva projetos inovadores de empreendedorismo social promovido por alunos da universidade norte-americana.

A estudante passou por um processo seletivo que se assemelha ao nosso vestibular e foi aceita em nove universidades americanas: Stanford University, Minerva, Duke University, Northeastern University, Middlebury College, Yale University, Columbia University, Dartmouth College e Barnard College.  E pasmem: ainda está na lista de espera de outras duas.

É ou não é para matar qualquer feirense de orgulho? Que exemplo desse menina…

Jogo do Bahia x Flamengo murchou manifestação em Feira de Santana

Foto: Ed Santos

Foto: Ed Santos

“Se não tivesse o jogo do Bahia x Flamengo a manifestação estaria mais cheia”. Essa foi o diagnóstico do vereador Roque Pereira (PTN) para que poucas pessoas tenham ido à manifestação em Feira de Santana. Segundo alguns meios de comunicação, centenas de pessoas estiveram nas ruas. Achou pouco? O vereador Correia Zezito (PTB) disse que estava recebendo chamados do colega acima para ir à rua participar também dos protestos. Sua resposta? “Eu estava no ar condicionado vendo a seleção baiana jogar”. Correia é torcedor doente do Bahia. Hoje mesmo ele estava com uma gravata com o símbolo do time. É mole ou quer mais?

HEC: Instituto não cumpre com cláusulas contratuais, acusa Beldes

HECO vereador Beldes Ramos (PT) admitiu que os pagamentos a Fundação Professor Martiniano Fernandes (IMIP) estão suspensos por parte do governo estadual. O IMIP acusa do governo de dever R$ 22.174.240,00 referente às faturas do governo do estado dos meses de dezembro, janeiro, fevereiro e março. O instituto alega ainda, em nota a imprensa, que a falta de repasses já ocasionou a suspensão das cirurgias eletivas e, a partir desta terça-feira (7), também estão suspensas as marcações de consultas. Além disso, há o risco de que na próxima segunda-feira (13) as atividades ambulatoriais também parem de funcionar. Mas segundo o vereador a empresa não está cumprindo com o que está em contrato.

“A empresa IMIP assumiu a gestão do HEC em junho de 2013, mas, desde o início do vínculo, não cumpre as metas estabelecidas. A título de exemplo, acentue-se que são ofertados atualmente 154 leitos, quando o contrato previa uma operação completa de 280 leitos. O descumprimento de metas foi identificado pela atual gestão da SESAB em janeiro de 2015, ocasionando um processo administrativo e aplicação de multa, com base no contrato de origem, da ordem de R$ 900 mil, bem como a sinalização de novas deduções devido à baixa produtividade constatada na unidade. Paralelamente, a Sesab fixou o prazo de 45 dias, para que fosse ativado o serviço de cirurgia cardíaca pediátrica e expandida a ocupação dos demais leitos inativos. O não cumprimento das metas contratuais resultará, por lógico, na não renovação do contrato respectivo, cuja vigência se encerra em 31 de maio de 2015. A SESAB já deu início ao processo de seleção de novo prestador”, diz a Sesab em nota.

E nesse quiproquó sobra pro lado mais fraco da corda: os pacientes.

Críticas às manifestações contra derrubada das árvores da Getúlio já começaram

getulioO vereador Tom (PTN) criticou de todas as formas que poderia e que não poderia as pessoas que estão fazendo manifestações contra a derrubada às árvores na Av. Getúlio Vargas para a implantação do BRT. Maperaê minha gente, pode fazer manifestação contra o governo federal e não pode fazer manifestação em defesa das árvores? Não concordar com a posição das pessoas é totalmente compreensível (é um direito que cabe ao vereador e a qualquer outro cidadão). Fazer o seu papel de governista e defender o prefeito e o seu projeto do BRT também. Agora chamar segmentos de pessoas que estão organizadas em prol de um objetivo comum de “mixurucas” já é demais. E não é papel de um legislador. Vamos devagar vereador…

Dia do Jornalista

Stage LightsJornalista por amor, vocação e ideologia. Essa sou eu. Karoliny Dias.

Quem fortalece a democracia merece reconhecimento e valorização

Neste 7 de abril homenageamos os profissionais que são os principais responsáveis pela apuração dos fatos e livre circulação de informações de interesse público, base essencial da democracia. E mais do que isso, exortam a categoria a cerrar fileiras em ampla mobilização para que a Câmara dos Deputados aprove a Proposta de Emenda Constitucional 206/2012, a PEC do Diploma, fundamental para a valorização e dignificação de nossa profissão.

O intento patronal em explorar trabalhadores, precarizar relações de trabalho e controlar desregradamente o acesso à profissão de Jornalista, a produção e difusão de informações e a propriedade dos meios de comunicação teve apoio na decisão proferida pelo STF em 2009, que retirou da regulamentação profissional a exigência de formação superior específica para o exercício do Jornalismo.

A decisão atropelou o disposto constitucional que assegura o exercício de qualquer profissão, desde que atendidas as qualificações estabelecidas em lei. Também produziu o absurdo de, a pretexto de garantir a liberdade de expressão, permitir que qualquer pessoa, sem qualquer preparo, possa requerer no Ministério do Trabalho o registro profissional de jornalista.

A insurgência dos jornalistas brasileiros, com o protagonismo de sua Federação Nacional e dos 31 Sindicatos da categoria, o apoio de diversas entidades da área e da sociedade brasileira, encontrou rápida guarida no Congresso Nacional. Parlamentares apresentaram propostas para corrigir o equívoco da instância máxima do Judiciário e reafirmar o direito da categoria ter sua regulamentação e a exigência do diploma de curso superior de Jornalismo como regra de acesso qualificado à profissão, não permitindo que isso se confunda com cerceamento à liberdade de expressão.

Passados longos 3 anos de debates, o Senado da República aprovou em 2012, por ampla maioria, a Proposta de Emenda Constitucional 33/09, agora convertida para PEC 206/2012 em sua tramitação na Câmara dos Deputados. Hoje, os jornalistas brasileiros solicitam dos deputados federais a imediata aprovação desta PEC, cientes de que, mais do que atender à reivindicação de uma categoria profissional, nosso parlamento está atendendo ao clamor da sociedade brasileira pelo direito à informação qualificada, democrática e ética.

No Dia do Jornalista, a categoria reafirma sua postura histórica de defesa da liberdade de expressão, seu papel de informar à sociedade, buscando a diversidade e a pluralidade de opiniões, e seu compromisso com o aprofundamento do processo democrático no Brasil.
Brasília, 7 de abril de 2015.

FENAJ

Tô sentindo falta…

OposiçãoA Câmara de Vereadores de Feira de Santana anda tão sem graça… Tô sentindo falta da oposição de outrora. Falta da língua afiada, falta das respostas instantâneas, falta dos embates políticos homéricos. Sentindo falta das sessões movimentadas, falta da correria e de não saber para onde ir de tantas informações. Tô sentindo falta…

(Eis aqui uma crítica construtiva e espero que entendam como tal)

Denúncias contra direção do HGCA são finalmente respondidas

Foto: Ilustração

Hospital Geral Clériston Andrade (Foto: Ilustração)

Ontem e hoje reinaram nos discursos da Câmara de Feira de Santana o tema Pitangueira e Clériston Andrade. No sábado (4), o Jornal Folha do Estado denunciou que “os gestores do Hospital Geral Clériston Andrade, José Carlos Pitangueira e Alexandre Silva Dumas estão sendo investigados pelo Ministério Público. O motivo do inquérito civil é uma suspeita de irregularidades na execução do Mutirão de Cirurgia de Varizes, realizado em Feira de Santana entre o período de setembro de 2013 e maio de 2014. Na ocasião foram comprados cerca de R$15 milhões em materiais cirúrgicos, negociações sem a apresentação de contratos, além de gastos com remunerações e utilização de materiais especiais acima do preço estabelecido em tabela”.

Os governistas, entre eles os que já constantemente vinham fazendo denúncias sobre o não atendimento por parte do Hospital aos feirenses, aproveitaram e meteram a língua. Críticas de todas as formas foram direcionadas aos diretores do HGCA. Inclusive ao comportamento de Pitangueira, que muitos chamaram de arrogante.

Hoje, finalmente e depois de um dia, veio à defesa. O oposicionista Beldes Ramos (PT) negou todas as denúncias, ressaltando inclusive que ela teria sido feita de forma anônima, e que, todos os questionamentos feitos pelo Ministério Público, teriam sido respondidos pela direção do Hospital. O vereador disse que o promotor afirmou claramente que não existe, ao menos até o dia 6 de abril, nenhum processo aberto contra Pitangueira ou Dumas. Diferente, segundo Beldes, da secretária de Saúde Denise Mascarenhas, que tem um processo aberto por improbidade administrativa, e o prefeito José Ronaldo, que tem outro aberto por estelionato. O líder do governo José Carneiro (PSL), é claro, negou.

E essa pendenga continua… Anotem aí!

Eduardo Cunha: Beijaços são um favor e aumentam minha votação

Eduardo Cunha disse à BBC Brasil que protestos ajudam sua 'votação do outro lado'

Eduardo Cunha disse à BBC Brasil que protestos ajudam sua ‘votação do outro lado’

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), disse que protestos e “beijaços” realizados contra ele por movimentos de defesa dos direitos de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros o beneficiam e são “um favor”.

“Imagina se 20 pessoas gritando ou me agredindo vão mudar minha posição. Isso justamente só me faz crescer, porque à medida que eles fazem isso, eles só aumentam o meu conceito e a minha votação do outro lado (conservador)”, disse Cunha em entrevista à BBC Brasil no último sábado, em evento na favela de Rio das Pedras, Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio.

Um dia antes, cerca de 50 manifestantes haviam recebido Cunha com beijaços e gritos de “homofóbico” e “machista” na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Na última segunda-feira, o deputado também foi alvo do mesmo tipo de protesto durante um evento na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

“O que eles estão fazendo para mim é um favor. Eu adoro quando sai uma manchete dessa, de dois caras se beijando, é ótimo para mim. Se eles soubessem como isso me faz bem, não fariam. Espero que eles continuem fazendo isso em todos os lugares por onde eu passar, e que vocês da mídia fotografem e publiquem.”

Fonte: BBC



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia