WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS - Mobilidade - Pavimentação EMBASA - SITE POLÍTICA IN ROSA





Gerusa pede criação de Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres

Meus parabéns a vereadora Gerusa Sampaio (Pros) que sempre faz discursos importantes e necessários na defesa dos direitos da mulher. Hoje, Gerusa pediu que aqui em Feira de Santana fosse criado uma Secretaria voltada para a mulher: a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres. A vereadora fez isso através de uma indicação encaminhada para o poder público municipal, leia-se as Secretarias de Secretarias de Planejamento e de Gestão e Convênios. O pedido é baseado nos artigos 35 e 39 da Lei Federal nº 11.340/2006, mais conhecida como A Lei Maria da Penha.

O objetivo da vereadora é ajudar as mulheres feirenses em situação de risco, principalmente aquelas que sofrem com a violência doméstica e que, corajosas, buscam ajuda do poder público e denunciam seus agressores.

Ela ainda voltou a criticar o fato de a Delegacia de Atendimento a Mulher (DEAM) estar fechada aos finais de semana e aos feriados e, para piorar, também na Micareta de Feira de Santana, o que deixa a mulher sem saber a quem recorrer caso esteja necessitando.

Licitação do Transporte Público será suspensa

O vereador Alberto Nery (PT) anunciou na manhã desta terça-feira (31) que a licitação do transporte público realizada pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana será suspensa por ordem judicial. A informação foi dada logo após a explanação do Secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Ebenezer Tuy, que esteve na Câmara de Vereadores para atender requerimentos aprovados pela Casa.

Nery, que também é presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Feira de Santana, apresentou diversos questionamentos ao secretário, mas não obteve respostas satisfatórias. “Como não conseguimos esclarecer as nossas dúvidas e as da população nesta oportunidade, também defendo a realização de uma nova audiência pública para tratar sobre o tema”.

Mais cedo, o petista já havia cobrado lisura na licitação da concessão do transporte público realizada no início do mês. “Nós defendemos aqui a licitação do transporte, desde que ela seja transparente e seja capaz de selecionar empresas que realmente tenham condições de operar o sistema, oferecendo um serviço de qualidade e cumprindo com as obrigações trabalhistas de seus colaboradores”, cobrou.

BRT

Ainda durante a sessão, o líder da oposição na Casa falou sobre o posicionamento do Secretário de Planejamento Carlos Brito, exposto em nota publicada em um veículo de comunicação da cidade, criticando as opiniões contrárias ao BRT. “Se para o secretário discutir os problemas da cidade, é implicância, nós só podemos lamentar. O BRT é o transporte dos sonhos de Feira de Santana e precisamos discuti-lo para que ele efetivamente melhore a vida da população da cidade. Se posicionar contrário ao que está sendo proposto não é ser implicante. Estou fazendo a defesa da minha cidade”, afirmou.

Ascom

CCJ da Câmara aprova proposta que reduz maioridade penal

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou nesta terça-feira (31) a admissibilidade da proposta de emenda à Constituição (PEC) que reduz a maioridade penal no Brasil de 18 para 16 anos. Trata-se do primeiro passo para o andamento da proposta na Casa, pelo qual os deputados avaliam que o texto está de acordo com a própria Constituição.

O placar da votação na CCJ foi de 42 deputados favoráveis à PEC e 17 contrários.

O texto permite que jovens com idade acima de 16 anos que cometerem crimes possam ser condenados a cumprir pena numa prisão comum. Hoje, qualquer menor de 18 anos que comete algum crime é submetido, no máximo, a internação em estabelecimento educacional.

Para avançar, a proposta agora precisa passar pela análise de uma comissão especial de deputados, que analisam o mérito (conteúdo) da PEC. Essa fase deve durar 40 sessões, que leva aproximadamente dois meses.

Se aprovada na comissão, a proposta vai ao plenário, onde são exigidos 308 votos, do total de 513 deputados, para aprovação, em duas votações. Depois, a proposta precisa passar pela CCJ do Senado e mais duas votações no plenário, onde são exigidos 49 votos entre os 81 senadores.

Fonte: G1

Edvaldo Lima diz que “licitação é jogo de cartas marcadas”

DSC_0090

Vereador Edvaldo Lima (Foto: Franklin Doria)

E o vereador Edvaldo Lima (PP), na cara e na coragem, disse que essa licitação que está acontecendo para a escolha das empresas que serão as donas da concessão do transporte coletivo urbano de Feira de Santana pelos próximos 20 anos é simplesmente um “jogo de cartas marcadas”. E mais, “as cartas já estão na mesa”. Ou seja, segundo o vereador o governo já sabe quem serão as empresas escolhidas. Edvaldo contou com o apoio do seu colega de oposição Alberto Nery (PT) que afirmou claramente que não rebateria as afirmações do colega e previu que o processo licitatório não seria concluído. Mas isso é assunto para um outro post…

Tuy é pressionado e não responde a todos os questionamentos

Não por coincidência hoje esteve na Casa da Cidadania o secretário de Transportes e Trânsito Ebenezer Tuy que foi bombardeado com perguntas de todos os tipos vindas dos vereadores. Da como se encontra ônibus do sistema até sobre como a SMTT está lidando com a fiscalização dos ligeirinhos, Tuy foi pressionado a responder os questionamentos. O secretário se mostrou as vezes visivelmente constrangido com a situação em que se encontrava. Tudo por que que demorou a se ater aos questionamentos dos vereadores que o levaram a estar na Câmara. E ele realmente não conseguiu responder a tudo.

Não satisfeito, o vereador David Neto (PTN), um dos que fez questionamentos sobre alguns desmandos que ele disse acontecer na Secretaria, prometeu que faria um requerimento para que uma audiência pública seja realizada não somente com a presença de Tuy, mas do Ministério Público Estadual e Federal. Mais tiroteio vem por aí.

Confusão envolvendo coordenadora do SAMU repercute na Câmara

Maísa Macedo: confusão repercute na Câmara de Vereadores

Maísa Macedo: confusão é tema de discursos na Câmara de Vereadores

E um dos assuntos do dia hoje na Câmara de Feira de Santana foi à coordenadora do SAMU Maísa Macedo. Vários vereadores discursaram sobre a confusão que envolve a Maísa e um técnico de enfermagem que a acusa de agressão. Ela ganhou apoio de muitos vereadores governistas que alegaram que os funcionários estavam descontentes por causa do bom trabalho que a profissional vem realizando no órgão. Maísa está à frente do SAMU há 11 anos. Mas houve também quem aproveitasse a situação para praticamente confirmar que esses desmandos realmente acontecem por parte de Maísa. A vereadora Eremita Mota (PP) afirmou que agressão não era somente a física, mas a moral e que um sobrinho seu já havia passado por essa situação com a coordenadora. “Como ela é mulher pedi a ele que se afastasse”, completou.

Vamos contar a historinha…

Tudo começou quando o técnico de enfermagem do SAMU de Feira de Santana Diego Cerqueira Vidal acusou Maísa Macedo de agredi-lo fisicamente. Diego foi ao Complexo Policial da cidade prestar queixa contra a coordenadora e fazer exame de corpo de delito, já que estaria com os braços arranhados suspostamente por Maísa. Ela também prestou queixa contra o técnico de enfermagem. O desentendimento teria acontecido por que a coordenadora pediu que ele fosse pegar medicamentos que ele já havia entregue ao almoxarifado e ele se recusou, sendo chamado de irresponsável e antiético.

Resultado?

Ambos foram afastados de suas funções. Uma sindicância foi instaurada para investigar o acontecimento. Não é de hoje que funcionários do SAMU reclamam de assédio moral vindos da coordenadora com ameaças inclusive de paralisações caso ela continuasse no cargo.

Papel da Câmara

O presidente Ronny (PSDB) não se fez de rogado e pediu que a Comissão de Saúde da Casa da Cidadania entrasse em ação no assunto. Ronny pediu que uma visita fosse feita ao órgão e que uma investigação fosse feita pelos membros da mesma, que é presidida pela vereadora Neinha (PMN). Neinha prontamente atendeu ao pedido do presidente, mas que ela só entregaria o relatório final após o resultado da sindicância. Não se sabe por que, já que teoricamente Legislativo e Executivo são poderes independentes.

Câmara de Feira suspende sessão por morte de Hugo Navarro

Após algum tempo imaginando qual seria o melhor dia para começar a escrever em meu blog, finalmente resolvi que seria hoje. E em meu primeiro dia não trago boas notícias. Não ao menos para a minha cidade que fica mais pobre com a perda de um grande homem. Importante não somente para a cidade, como também para a minha profissão. Desde quando ainda cursava Jornalismo ouvia seu nome ecoava pelo pátio da faculdade.

Morreu ontem (29), aos 85 anos, o ex-vereador, ex-deputado, jornalista e advogado Hugo Navarro Silva. O corpo está sendo velado na capela do Hospital Dom Pedro de Alcântara e será enterrado às 15 horas no Cemitério Piedade. A sessão desta segunda-feira (31) foi suspensa pelo presidente Ronny (PSDB) em sinal de luto a morte desse grande homem que teve relevante importância para a Casa da Cidadania

E concluo com a fala de um outro importante homem de nossa cidade: Adilson Simas. “Sem Hugão, a Feira ficou menor”.

Olá, mundo! Olá, pessoas!

mulher-politicaEsta é minha primeira publicação. A partir de agora vocês me verão fazendo aqui o que eu sei fazer de melhor no jornalismo: falar sobre política. E sob a minha ótima, a feminina. Avante!!!



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia