Categoria: Notícias Política

Audiência Pública discute projetos e investimentos do governo municipal em 2018

O secretário da Fazenda e Planejamento, Moacir Dantas Messias e o diretor de Planejamento Econômico, Heleodoro Nunes Filho participam, na próxima terça-feira (21), na Câmara de Itabuna, da última de uma série de audiências públicas sobre a Lei Orçamentária Anual que será votada até o final do ano.

A lei estima a Receita e fixa a Despesa do Orçamento Anual do Município para o exercício financeiro de 2018, compreendendo o Orçamento Fiscal, referente aos Poderes Legislativo e Executivo, seus órgãos e entidades da Administração Direta e Indireta e o Orçamento da Seguridade Social, abrangendo os órgãos, entidades e fundos a ela vinculados, que envolvem recursos da ordem de R$ 607 milhões.

O debate da próxima semana encerra o ciclo de audiências com a apresentação das previsões de investimentos em setores estratégicos como Educação, Saúde, Assistência Social, Desenvolvimento Urbano, FICC, FASI e Fundação Marimbeta.

Na sua elaboração, cabe à Câmara de Vereadores discutir, avaliar e ajustar a proposta do Poder Executivo, assim como faz com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e o Plano Plurianual (PPA). Os orçamentos dizem respeito a toda a população, pois geram impactos diretos na vida dos munícipes com a definição de prioridades e investimentos nas diversas áreas.

Deputado cobra investimentos por parte do Governo do Estado em áreas importantes

Deputado Leur Lomanto JrO deputado estadual Leur Lomanto Jr. (PMDB) destacou que, como líder da bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, questiona incansavelmente sobre os baixos investimentos nas áreas de saúde, educação e segurança pública. Ainda de acordo com ele, embora o Governo tenha anunciado que a Bahia foi o segundo estado que mais investiu, percebe que isto não tem acontecido. “O montante total de investimento deve ser de R$1,646 bilhão. Desse valor, apenas 8,57% (R$127,0 milhões) foi aplicado em saúde, 1,58% em educação e apenas 1,38% (20,5 milhões) em segurança pública. Prometeu, tem que cumprir”, afirmou o deputado.

Ex-prefeito é acionado pelo MP por não prestar contas de recursos públicos

José Raimundo Laudano SantosA falta de prestação de contas do repasse de recursos públicos da Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza do Estado da Bahia (Sedes), no âmbito do Sistema Único de Assistência Social, ao Município de Almadina motivou o Ministério Público estadual a ajuizar ação civil pública contra o ex-prefeito José Raimundo Laudano Santos (Foto). Ele exerceu o cargo de prefeito do Município durante os exercícios financeiros de 2009 a 2012. Segundo o promotor de Justiça Yuri Lopes de Mello, autor da ação civil pública, “o acionado, na condição de gestor administrativo e financeiro das verbas públicas do Município de Almadina, descumpriu o seu dever de prestação de contas, referentes a serviços de assistência social dos anos de 2009, 2011 e 2012 no valor total de R$ 581.225,16 mil”.

Na ação, o MP requer em caráter liminar que a Justiça determine a indisponibilidade dos bens do acionado até o limite de R$ 581.225,16 mil como meio de viabilizar o pagamento da multa civil nos termos da Lei Anticorrupção. Como pedido final, o MP pede a condenação do acionado José Raimundo Laudano Santos nas sanções da Lei de Improbidade, com a suspensão dos direitos políticos no prazo de cinco anos, o pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração recebida pelo acionado quando exercia o cargo de prefeito e a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais e creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de três anos.

TCM analisa e reprova contas de sete prefeituras

O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quinta-feira (16/11), rejeitou as contas das prefeituras de Acajutiba, Apuarema, Ibicaraí, Igrapiúna, João Dourado, Pintadas e Wanderley, todas relativas ao exercício de 2016. As principais irregularidades apuradas foram o descumprimento do artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal – ausência de recursos em caixa para pagamento dos “restos a pagar” – e extrapolação do índice para gastos com pessoal. Os gestores foram multados, e alguns terão que ressarcir valores aos cofres municipais em razão da má aplicação dos recursos públicos.

Em Acajutiba, o ex-prefeito José Luiz Brito teve suas contas rejeitadas por descumprir determinação do TCM ao não promover o pagamento de multas e ressarcimentos, já vencidos, da sua responsabilidade. O gestor foi multado em R$12 mil por outras irregularidades apuradas durante a análise técnica das contas e em R$21.645,72, que corresponde a 12% dos seus subsídios anuais, por não ter promovido medidas visando a redução das despesas com pessoal. O conselheiro Paolo Marconi – que foi voto vencido – propôs que o percentual da multa fosse de 30% dos subsídios, e observou que desde 2012 a prefeitura ultrapassa o limite de 54% para gastos com pessoal, alcançando 72,95% da receita corrente do município, e permanecendo acima do limite até o final 2016, quando registrou 58,25%.

No município de Apuarema, além do descumprimento do artigo 42 da LRF, que gerou um saldo negativo de R$526.680,51 nas contas públicas, também foi identificada a aplicação de recursos abaixo do percentual exigido na área da educação, alcançando apenas 23,58%, quando o mínimo exigido é de 25%. A despesa com pessoal extrapolou o limite máximo de 54%, alcançando 61,35% da receita corrente líquida do município.

Foi determinada a formulação de representação ao MPBa contra a ex-prefeita Jozilene Barreto Ribeiro, pelo descumprimento do artigo 42 da LRF, e o ressarcimento aos cofres municipais da quantia de R$234.048,20, com recursos pessoais, em razão de processos de pagamentos não encaminhados (R$53.557,02), não apresentação de notas fiscais (R$155.198,10) e pela ausência de comprovação de pagamento (R$25.293,08). Também foram imputadas duas multas. Uma de R$10 mil e outra no valor correspondente a 30% dos seus subsídios, por não ter promovido a redução da despesa com pessoal.

O ex-prefeito de Ibicaraí, Lenildo Alves Santana, também descumpriu o previsto no artigo 42 da LRF, provocando uma indisponibilidade financeira no montante de R$12.711.576,73 para pagamento das despesas inscritas em restos a pagar. O gestor terá representação encaminhada ao Ministério Público da Bahia por essa irregularidade, para que seja apurada se houve ou não a prática de crime contra as finanças públicas. Também foi multado em R$8 mil pelas falhas contidas no relatório técnico no valor correspondente a 30% dos seus subsídios anuais, por não ter reduzido a despesa com pessoal.

Em Igrapiúna, o prefeito Leandro Luiz Santos também terá representação encaminhada ao Ministério Público Estadual pelo descumprimento do artigo 42 da LRF, que registrou um saldo negativo de R$4.675.255,42 na contas públicas, e deverá restituir aos cofres municipais a quantia de R$44.803,22, com recursos pessoais, referente a ausência de processo de pagamento (R$43.400,00) e de nota fiscal (R$1.403,22).

Também foram registradas a extrapolação do limite de 54% para gastos com pessoal, que representou 63,82% da receita corrente líquida do município, e a realização de gastos excessivos com locação de veículos, no montante de R$2.779.859,03. O gestor foi multado em R$10 mil pelas irregularidades apuradas no relatório técnico e em R$45 mil, que corresponde a 30% dos seus subsídios, por não ter reduzido a despesa com pessoal.

As contas do ex-prefeito de João Dourado, Rui Dourado Araújo, foram rejeitadas pelo descumprimento do disposto no artgo 42 da LRF, que provocou uma indisponibilidade financeira no montante de R$3.556.468,78, e pela extrapolação do limite de 54% para despesa total com pessoal, que alcançou 59,90% da receita corrente líquida. Também foi registrado o não pagamento de quatro multas imputadas ao gestor em processos anteriores, no total de R$116.868,27, o que denota descumprimento às determinações do TCM.

O gestor foi multado em R$10 mil pelas irregularidades apuradas durante a análise técnica e em valor correspondente a 12% dos seus subsídios anuais, por não reduzir as despesas com pessoal. Ainda deverá ressarcir o valor de R$147.978,79 aos cofres municipais, com recursos pessoais, pela não apresentação de processos de pagamento.

No município de Pintadas, o ex-prefeito Edenivaldo Ferreira Mendes superou o limite máximo de 54% para gastos com pessoal, provocando a rejeição de suas contas e a imputação de multa no valor equivalente a 30% dos seus subsídios anuais, por ter deixado de promover medidas visando a redução de tais gastos. Ele também foi multado em R$5 mil por irregularidades constantes no relatório técnico e deverá ressarcir aos cofres municipais o valor de R$1.933.316,01, com recursos pessoais, sendo R$485.578,63 em razão da ausência de comprovantes de pagamentos efetivados; R$1.201.215,90 pela não comprovação de pagamento de folhas de servidores; e R$1.004,61 pelo injustificável pagamento de multas e juros por atraso no cumprimento de obrigações. Irregularidades praticadas pelo gestor em relação ao Fundef serão denunciadas ao Ministério Público Federal.

Já em Wanderley, o ex-prefeito José Conceição dos Santos também descumpriu o artigo 42 da LRF, motivo pelo qual terá representação encaminhada ao MPBa para que seja apurada a ocorrência ou não de crime contra as finanças públicas. O gestor sofreu ainda multa de R$5 mil por irregularidades identificadas durante a análise das contas e outras de no valor de 30% dos seus subsídios anuais, por não ter promovido a redução das despesas com pessoal dentro do prazo previsto em lei. Deverá ainda restituir aos cofres municipais o valor de R$10.319,71, com recursos pessoais, pela não remessa de processo de pagamento. Cabe recurso das decisões.

Conquista: Projetos da LOA e do PPA são discutidos em Audiência Pública

Uma Audiência Pública convocada pela Câmara de Vereadores, na última terça-feira, 14, pôs em discussão dois projetos de autoria do Executivo: a Lei Orçamentária Anual (LOA), que prevê um orçamento total de R$ 700.349.046,73 para Vitória da Conquista em 2018, e o Plano Plurianual (PPA), responsável por estabelecer as políticas a serem seguidas no município, durante o quadriênio 2018-2021.

A convocação de duas audiências públicas pela Câmara (a próxima está agendada para o dia 23, também às 14h30) para debater esses projetos é uma exigência da Lei Orgânica Municipal.

Depois de serem discutidos, e podendo receber alterações através de emendas dos vereadores, os projetos da LOA e do PPA serão submetidos à votação. Sendo aprovados, em seguida retornarão ao Gabinete Civil, onde serão sancionados pelo prefeito Herzem Gusmão. O Governo Municipal espera que estejam aprovados até o dia 31 de dezembro.

A assessora especial do Gabinete Civil, Geanne Oliveira, que representou o secretário de Finanças, Gildásio Carvalho, na audiência, explica que os dois projetos devem estar em sintonia com a já aprovada Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que estabeleceu, inicialmente, a linha a ser seguida pelo orçamento municipal.

“Todo governo tem a obrigação de elaborar essas leis ordinárias, que são leis que vão dar o funcionamento da administração”, informa Geanne. “Hoje, estamos aqui para debater o PPA, que é onde constam as metas que nós estamos programando para atingir nos próximos quatro anos, independente de sequência de governo”.

A assessora informa, ainda, que, em 2018, tudo o que estiver previsto no PPA deverá constar também na LOA. “O governo só pode gastar o recurso que estiver previsto dentro da LOA. A LDO dá a diretriz, o PPA estabelece as metas macro e a LOA estabelece quais são os recursos que serão alocados para cumprir aquelas metas macro”, sintetiza Geanne.

‘Atenção especial’ – Segundo a secretária interina de Administração, Silvana Alves, houve “cuidado, cautela e zelo” na elaboração dos três projetos de lei. “Quando são bem elaborados, eles auxiliam o gestor na sua execução no ano seguinte. Por isso é que merecem uma atenção especial”, justifica.

Para o vereador Rodrigo Moreira, presidente da Comissão de Orçamento e Finanças – uma das instâncias pelas quais passam os projetos de lei –, destacou a importância de que a população compareça as sessões e participe dos debates sobre o orçamento do município.

“A população tem que começar a se conscientizar de que é nesses momentos que ela pode dar voz ao que lhe interessa”, observa Moreira. “Por exemplo, se ela acha que é mais necessário investimento para a educação, para a saúde, para a infraestrutura, é nesse momento que ela vem aqui e luta pelos seus direitos. E diz aos vereadores as suas intenções, para que nós possamos convergir essas atitudes em emendas e para que a população seja atendida”, conclui o parlamentar.

*Além de Geanne Oliveira e Silvana Alves, também participaram da audiência o secretário de Transparência e do Controle, Diego Gomes, e o técnico de Controle Orçamentário, Edinael Pardim.

Camaçari: Projeto para o verão 2018 é lançado

Lançamento do Projeto Costa de CamaçariA partir deste verão, o turismo será o mais novo grande vetor do progresso de Camaçari. É que foi lançado nesta quinta-feira (16/11) o “Costa de Camaçari – Sua praia é aqui”, projeto que traz um novo conceito para os 42 quilômetros de praia do município. A cerimônia de lançamento ocorreu em grande estilo e reuniu o tradeturístico, a imprensa segmentada, além de diversas autoridades no Vila Galé Marés, resort localizado em Guarajuba. A iniciativa marca um novo momento para o litoral do município, que receberá um aporte de ações de entretenimento, serviços, comunicação visual e infraestrutura, por parte do governo, que vão consolidar a orla como rota de viagens turísticas.

Para tanto, a prefeitura realiza a Operação Verão 2018, iniciativa de requalificação da orla, que faz parte do projeto Costa de Camaçari e que, além de proporcionar lazer e diversão durante a estação mais quente do ano, tem o objetivo de transformar a capital industrial do Nordeste num destino turístico reconhecido internacionalmente. Atualmente, a região atrai 102.000 visitantes durante o verão.

Esta é a primeira vez que Camaçari conta com uma ação ampla e ordenada de fomento ao turismo na orla do município. O prefeito Antonio Elinaldo acredita que o seu primeiro verão como gestor será marcante. “Faço questão de deixá-lo marcado como o momento em que Camaçari voltou as suas vistas para a orla marítima, para dizer a Bahia, ao Brasil e ao mundo, que aqui está um pedaço do paraíso”, concluiu.

A Costa de Camaçari, localizada a 10 quilômetros do Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães, possui um destino diferenciado no Litoral Norte baiano, com vilas atrativas e agradáveis, uma rede hoteleira diversa e de qualidade, ou seja, itens essenciais para garantir uma ótima estadia para turistas e veranistas. Trata-se de um imenso potencial turístico, praticamente inexplorado.

O secretário do Desenvolvimento Econômico, Sérgio Vilalva explicou que “várias ações estarão sendo iniciadas, nas áreas de infraestrutura e de serviços, para fortalecer e valorizar ainda mais a Costa de Camaçari”.

A cerimônia de lançamento foi aberta pela apresentação do grupo de choro Flor de Aroeira, de Vila de Abrantes. Durante o evento, os participantes conheceram de perto as premissas do projeto, que prevê ainda a entrega de equipamentos públicos, ações de ordenamento de uso do solo e do trânsito e transporte, bem como ações de zeladoria urbana.

A grade de programação é composta por um calendário de atividades com nada menos que 66 eventos confirmados e outros a confirmar nas áreas cultural, esportiva, recreativa, gastronômica e de festas populares, que vão gerar 2.000 empregos entre diretos e indiretos, além de 600 qualificações profissionais.

A orla do município – que conta com mais de 30 praias em sua extensão – ganhará uma nova identidade visual, digna de seus moradores e visitantes, com direito a portais de entrada, identificando o ingresso na Costa de Camaçari e totens informativos das localidades que começam a ser instalados em dezembro.

Com objetivo de facilitar a localização das pessoas, placas de sinalização indicando a direção das praias e de equipamentos e serviços públicos serão implementadas ao longo dos 42 quilômetros de praia. Para tornar tudo mais interativo e acessível, a população vai dispor de site e aplicativo da Costa de Camaçari. Nove secretarias estão envolvidas diretamente com as ações, mas a iniciativa vai contar com apoio de toda estrutura governamental.

O auditório do Vila Galé Marés esteve repleto de convidados dos diversos segmentos do turismo, a exemplo de  Paulo Gaudenzi, presidente da Salvador Destination, Roberto Duran, presidente Conselho Baiano de Turismo, Luiz Henrique do Amaral, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), e Ângela Carvalho, presidente Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav-BA). O evento reuniu ainda o vice-prefeito, José Tude, além dos representantes dos poderes Executivo e Legislativo municipais.

Vereador solicita construção de um Centro de Convenções em Jequié

vereador Guina LopesO vereador Guina Lopes apresentou o Requerimento 249/2017 em que solicita a construção de um Centro de Convenções na cidade Jequié.

O edil justifica que Jequié carece de novos espaços para grandes eventos, que ofereça conforto, comodidade e segurança aos seus frequentadores. “Mais do que isso, o Centro de Convenções é um local onde se organiza eventos: workshop, exposições, palestras, feiras, shows e congressos públicos e particulares”, completa.

Deputado Pedro Tavares anuncia construção do entroncamento de Camacan

Pedro Tavares anuncia construção do entroncamento de CamacanEm reunião no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) na última terça-feira, 14, o deputado estadual Pedro Tavares (PMDB), o prefeito da cidade de Camacan, Oziel, e o vice-prefeito Paulo receberam a confirmação da construção do entroncamento da cidade, que liga a BR-101 até Camacan. A confirmação foi feita pelo superintendente regional do órgão, Amauri Sousa Lima.

Pedro Tavares destaca que esta é uma reivindicação antiga da população de Camacan devido aos diversos acidentes ocorridos pela ausência de um entroncamento. Ainda de acordo com Tavares, o superintendente Amauri afirmou que os estudos do projeto já foram finalizados e a previsão do início das obras é de até 60 dias.

“Fico feliz em poder contribuir para realização desse sonho. Esta é uma luta minha com o prefeito Oziel e toda a sua equipe, principalmente de toda população camacanense. Quero agradecer o empenho e determinação do DNIT, na pessoa do superintendente Amauri, que reconheceu a necessidade e não mediu esforços para atender esse pleito”, comemorou o parlamentar.

Rui reúne oito secretários para discutir pacificação em Correntina

Rui reúne oito secretários para discutir pacificação em Correntina“O que nós queremos é a pacificação de Correntina o mais rapidamente possível. E, para isso, precisamos levantar todas as informações com precisão e ouvir os anseios da sociedade”. A afirmação é do governador Rui Costa, que reuniu oito secretários, técnicos e diretores de órgãos estaduais em pleno feriado da Proclamação da República, nesta quarta-feira (15).

Rui pediu pressa e cobrou dos secretários e técnicos presentes um plano de ações nas mais diversas áreas, com foco no desenvolvimento ambiental, social e econômico da região. “Muito em breve, vamos apresentar uma proposta consistente e técnica, que poderá servir de modelo para outras regiões do estado”, afirmou o governador durante o encontro, realizado após a inauguração de mais uma obra de contenção de encosta em Salvador, desta vez no bairro de Paripe.

Participaram da reunião o titular da Secretaria do Planejamento (Seplan) e vice-governador do Estado, João Leão, além de outros sete secretários: Bruno Dauster (Casa Civil), Geraldo Reis (Meio Ambiente), Jerônimo Rodrigues (Desenvolvimento Rural), Josias Gomes (Relações Institucionais), Jusmari Oliveira (Desenvolvimento Urbano), Cássio Peixoto (Infraestrutura Hídrica) e André Curvello (Comunicação).

Alba: Presidente promulga PCCS e encerra passivo judicial

Presidente promulga PCCS e encerra passivo judicialUma assinatura do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Angelo Coronel (PSD), pôs fim, da quarta-feira à tarde, a uma disputa judicial que já durava 25 anos e representava um passivo de 600 milhões de reais para o Estado. No ato da promulgação do novo Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) dos servidores da Casa, que teve lugar no Auditório Jornalista Jorge Calmon, o Sindsalba e a Assalba comemoraram junto com parlamentares a pacificação das relações trabalhistas na ALBA.

A promulgação da Lei 13.801/17 vai encerrar nada menos do que 27 processos judiciais que se encontravam em diversas instâncias, inclusive em fase de execução. Após a formalidade, o presidente Angelo Coronel falou para um auditório repleto da sensação de dever cumprido, uma vez que a melhoria da situação dos funcionários e o fim do passivo judicial foram promessas em sua campanha à presidência. “Meu pai, que morreu há 90 dias, sempre me disse que ninguém é obrigado a dar a palavra a ninguém, mas, quando der, cumpra”, relembrou.

O presidente do Legislativo disse que a aprovação do PCCS foi não só um compromisso pessoal, mas uma realização de todos os 63 parlamentares e dos servidores. Neste sentido, ele agradeceu aos colegas da Mesa Diretora, de onde originou o projeto, e os líderes do governo, Zé Neto (PT), e da oposição, Leur Lomanto Jr. (PMDB). Coronel agradeceu particularmente ao governador Rui Costa, “que poderia ter sancionado na semana passada, mas esperou que eu voltasse de viagem para poder promulgar”, acrescentando que o mandatário do Executivo “jamais criou dificuldades para o PCCS”.

“Realizamos uma engenharia financeira para possibilitar à ALBA assumir as parcelas indenizatórias dos aposentados e pensionistas para não aumentar o deficit do Funprev”, contou, explicando o processo que resultou na aplicação do plano por etapas que se estenderão até 2023. O presidente lembrou que percebeu um misto de esperança e desconfiança dos servidores quando encampou a empreitada.

“Não estou dando um presente a vocês”, afirmou, pois “se trata de um direito que vocês já deveriam receber há muito tempo. Em seguida, ressaltou a satisfação de ver os funcionários da ALBA trabalhando mais felizes e que, para ele, “o sorriso é o combustível da vida” e trabalhadores satisfeitos produzem melhor.

O deputado Angelo Coronel aproveitou a ocasião para agradecer à esposa, Eleusa, por capitanear o Assembleia de Carinho, “o case de maior sucesso”, que ao humanizar o Legislativo, naturalmente cria uma agenda positiva. Ele agradeceu também à deputada Ivana Bastos (PSD) por ter encampado a ideia. “Legislativos de outros estados estão querendo conhecer o projeto para também implantar”, disse, no que foi confirmado por Ivana, vice-presidente da Unale (União Nacional dos Legislativos). “Na última reunião, vários deputados queriam saber como funcionava e até pediram para que Eleusa levasse a experiência a uma reunião da Unale”.

Censo Agro 2017 é apresentado em Ibicaraí

Apresentaçõ do Censo Agro 2017 (3)Aconteceu na manhã da última sexta-feira, dia 10, no plenário da Câmara de Vereadores de Ibicaraí, a apresentação do Censo Agro 2017, que teve início em todo o território nacional no último mês de outubro e vai até fevereiro de 2018. O Censo Agro acontece a cada 10 anos em todo o território nacional.

Uma equipe do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), formada pelo supervisor Paulo Henrique Rosa, a agente censitária regional Diana Silveira, e a agente censitária municipal Alana Reis, apresentou para todos os presentes como acontecerá o censo em Ibicaraí.

Segundo a agente censitária regional, a Bahia é o estado com o maior número de estabelecimentos agropecuários do Brasil, com 12.117 setores rurais (11,2% do total), ou seja, é o estado mais rural do país. “A Bahia também tem o maior número de estabelecimentos agropecuários a serem recenseados, com mais de 760 mil, o equivalente a aproximadamente 15% do total do país”, informou Diana.

“Pelos motivos que foram citados, a Bahia tem o maior número de recenseadores, cerca de 2.400 ou 13% de todos os que trabalharão no Censo Agro. Vale lembrar que teremos 143 municípios na Bahia como base de posto de coleta das informações. No caso de Ibicaraí, a base de informações ficará em Itabuna”, finalizou a agente regional.

Censo – De acordo com o site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o último Censo Agro catalogou 296 estabelecimentos agropecuários no município de Ibicaraí. Para esse novo Censo, os técnicos irão visitar todas as fazendas, sítios, roças, pequenas plantações e criadouros. Serão coletados dados sobre o total de estabelecimentos; sua área; o quê e quanto produzem; o valor dessa produção; utilização de mão de obra e as características das pessoas que trabalham nesses locais; distribuição e uso das terras; emprego de irrigação; utilização de agrotóxicos; entre outros temas.

Presenças – Estiveram presentes o prefeito Lula Brandão, a vice-prefeita e secretária de Educação Adriana Assis, a secretária de Agricultura Telma Elízia, o secretário de Administração, Finanças e Planejamento Flávio Campos, o Controlador Interno Sóstenes Alves, o procurador do município Adriano Carvalho, o Chefe de Gabinete José Alberone, vereadores e sociedade civil organizada.

Vereador acusa gestão atual de estelionato eleitoral

vereador Valdemir Dias (PT)Na sessão ordinária desta terça-feira (14), antecipada em decorrência do feriado da Proclamação da República, o vereador Valdemir Dias (PT) voltou a criticar a posição da Prefeitura Municipal em relação ao transporte alternativo feito por vans. “O que houve foi um grande estelionato eleitoral aqui na nossa cidade. Os senhores foram um dos principais cabos eleitorais desse governo”, disse emendou: “No entanto, o tratamento que vocês recebem é um decreto, que eu já disse anteriormente, que não alcança nenhum de vocês”. No dia 20 de novembro, a gestão Herzem Gusmão publicou um Decreto Municipal com normas para a regulamentação desse tipo de transporte alternativo. “São regras que não alcançam quem colocou adesivo e quem caminhou nessa campanha, arduamente, para botar esse governo aí”, falou.

Segundo Valdemir, o mesmo aconteceu com o segmento de carros de som. “Tem gravações em mesa na campanha eleitoral com o pessoal de carro de som falando que ia ampliar o serviço, que a Secretaria de Comunicação ia contratá-los, ia melhorar. No entanto, o que os senhores recebem?”, disse, relembrando que o segmento foi proibido de circular em algumas ruas do Centro.

O parlamentar frisou ainda a situação dos servidores. Segundo ele, muitos funcionários públicos apoiaram a candidatura do atual prefeito. “O que recebem? Cortes de salários; começou cortando os salários dos monitores de creches, depois voltou [atrás]; cortes de direitos adquiridos há anos, anos e anos de luta. Na campanha salarial houve um achatamento da tabela. Então, promessas e promessas”, disse.

Valdemir criticou a situação da saúde, para ele um caos nas zonas urbana e rural.

Além disso, o vereador afirmou que Herzem vem tentando se apropriar de ações da gestão anterior, como a Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia com Serviços de Radioterapia (UNACON) que será instalada nesta terça, 14, no Hospital Samur.

Segundo Valdemir, a unidade é fruto dos esforços do ex-prefeito Guilherme Menezes que, desde 2014, vem se empenhando para trazer o serviço para o município. “O governo atual está pegando pra si, como se fosse um projeto dele”, denunciou. Valdemir deixou um recado para a gestão de Herzem. “Governo faça sua própria caminhada, faça seus próprios projetos, cumpra suas promessas de campanha”.

Governador anuncia mil vagas para concurso da Polícia Civil

Governador Rui CostaEm mais uma edição do programa #PapoCorreria, transmitido ao vivo pela rede social Facebook, o governador Rui Costa confirmou a publicação do edital do concurso da Polícia Civil ainda este ano, na primeira quinzena de dezembro, e deu mais detalhes sobre o processo.

“Me reuni nesta semana com o secretário da Segurança Pública, com o secretário da Administração do Estado e também com o secretário da Fazenda, e nós batemos o martelo, e o concurso público será realizado com mil vagas para a Polícia Civil, entre agentes policiais civis e delegados”, afirmou o governador.

O Governador do Estado autorizou a realização de concurso público para contratação de mil novos policiais civis, atendendo a resolução número 433/2017, expedida pelo Conselho de Política de Recursos Humanos (Cope).

O concurso vai abrir 880 vagas para investigador de polícia, 82 para delegado e 38 para escrivão. O edital de abertura para inscrição dos candidatos no certame está previsto para ser lançado na primeira quinzena de dezembro deste ano.

O Cope é um colegiado consultivo e de supervisão que tem por finalidade estabelecer diretrizes e normas relativas à política de recursos humanos do Estado. O conselho é presidido pelo secretário da administração e composto por outros três secretários de estado, além do procurador geral e pelo superintendente de Recursos Humanos do Estado.

A Polícia Civil solicitou a abertura do concurso para delegados, investigadores e escrivães em função da aposentadoria, exonerações e falecimento de policiais. O pedido passou por análise da Secretaria da Administração quanto ao número de vagas disponível nas carreiras e pela avaliação da Diretoria de Planejamento Orçamentário, para verificar a disponibilidade orçamentária e financeira. Os estudos foram encaminhados ao Cope para subsidiar a decisão dos conselheiros. O Governador autorizou a realização do concurso, homologando a resolução do Cope.

Nomeação

A previsão para o ingresso dos novos policiais civis na corporação é em julho de 2018. Antes de serem convocados os candidatos vão fazer provas objetivas e discursivas. Depois precisam passar por exames médicos e teste de aptidão física, fases que também são eliminatórias. Serão submetidos também a exames psicotécnicos e passarão por investigação social.

Entre 2015 e 2017, o Governo nomeou 1.850 novos policiais militares. No ano de 2016, 687 novos policiais foram incorporados aos quadros da Polícia Civil. Contratou, também, 414 novos agentes penitenciários e 121 peritos para o Departamento de Polícia Técnica.

Em junho de 2017, realizou o maior concurso da história da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, com cerca de 140 mil candidatos para 2.750 vagas (2 mil para PM e 750 para Bombeiros). Ainda em 2017, realizou concurso para oficiais, sendo 60 da PM e 30 do Corpo de Bombeiros.

O governo também aumentou o valor pago aos policiais pelo Prêmio por Desempenho Policial (PDP), concedido àqueles que atingirem as metas de redução de criminalidade nas suas áreas de atuação. Além do aumento no valor, o governo passou a conceder a premiação duas vezes ao ano a conceder para um número maior de policiais.

Vereadores derrubam veto do prefeito e liberam gratuidade no transporte público para idosos

Vereadores de Ilhéus derrubam veto do prefeitoNa tarde desta terça-feira (14) a Câmara de Vereadores de Ilhéus derrubou por unanimidade o veto do Poder Executivo ao projeto de Lei 032/2017 que regulamenta a concessão de gratuidade à pessoa com idade superior ou igual a 60 anos no sistema de transporte coletivo do município.

A derrubada de veto foi comemorada pelos vereadores, principalmente Luiz Carlos ‘Escuta’, autor do projeto. Segundo o vereador Jerbson Moraes, a vitória não é da Câmara, mas da população.

Segundo o presidente da Câmara, Lukas Paiva, o legislativo ilheense é a voz do povo, e não poderia deixar de seguir o clamor popular.

O vice-presidente Gil Gomes salientou em seu discurso que a Câmara não está subordinada ao governo, mas sim ao povo.

O Prefeito em seu veto, alegou que a aprovação da gratuidade irá aumentar a tarifa dos serviços de transporte público, e consequentemente deverá atingir negativamente os demais munícipes com menor poder aquisitivo.

A Comissão de Legislação, Justiça e redação Final da Câmara, composta pelos vereadores Jerbson Moraes, Ivo Evangelista, e César Porto, em seu parecer afirmou que o veto do prefeito limitou-se a afirmar, abstratamente, que a gratuidade concedida aos idosos, sem demonstrar, contudo, qualquer lesão ao exercício dessa atividade, de forma a aumentar os custos ou reduzir  arrecadação.

A Câmara vai encaminhar ao prefeito Mário Alexandre a informação sobre a derrubada do veto, dando prazo de 72 horas para sanção. Caso contrário, o presidente da Câmara, Lukas Paiva terá o prazo de 48 horas para promulgar.

Câmara vota fim do Motocobra

A Câmara de Vereadores de Ilhéus também fez a primeira votação do projeto que acaba com motocobra, função de motorista e cobrador ao mesmo tempo. O atual projeto é uma reedição de outro conhecido como Carqueija, de 2009; que leva o nome do vereador propositor Paulo Carqueija.

A segunda votação vai acontecer com interstício de dez dias .

Deputado critica Embasa por negar informações sobre lançamento de esgoto sem tratamento no mar

deputado estadual Carlos GeilsonA recusa da Embasa em fornecer informações à Polícia Federal sobre o lançamento de esgoto sem tratamento no mar, na costa de Salvador, foi criticada pelo deputado estadual Carlos Geilson (PSDB), nesta terça-feira (14), em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa.

Ele disse que a prática de sonegar informações de interesse público à sociedade tem sido constante na atual administração estadual, citando também o caso do laudo do Departamento de Polícia Técnica sobre as causas do desmoronamento parcial do Centro de Convenções, que ficou mais de seis meses trancado nas gavetas do Palácio de Ondina.

“É impressionante o descaso do Governo do Estado com um dos mais elementares direitos do cidadão, o de receber informações claras e verdadeiras sobre atos e ações governamentais”, salientou o deputado, em seu discurso.

A recusa da Embasa em fornecer as informações sobre o crime ambiental levou a Polícia Federal a realizar nesta terça-feira, com autorização judicial, uma operação de busca e apreensão na sede da empresa e em outros endereços, em busca de documentos.

A Justiça concedeu a autorização para a realização das buscas na sede da Embasa após a empresa se recusar a entregar documentos aos investigadores que apuram o caso, sob o argumento de que não é obrigada a produzir provas contra ela mesma.

Alberto Nery pede ordenamento das Feiras Livres

Vereador Alberto NeryO vereador Alberto Nery (PT) em seu discurso na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na manhã desta terça-feira (14), pediu ao líder governista, vereador Lulinha (DEM), que interceda junto à Secretaria Municipal do Trabalho, Turismo e  Desenvolvimento Econômico para a realização de ação de ordenamento das feiras livres da cidade. Nery destacou a necessidade de realização de limpeza dos espaços após encerramento das atividades dos feirantes.

“As feiras livres precisam ser ordenadas. Peço ao vereador Lulinha que converse com o secretário Antonio Carlos Borges Junior para que essa situação seja revista. Ao fim das feiras, os espaços ficam cheios de sujeira. É preciso que haja a limpeza, como acontece na Feira do Tomba, por exemplo”, afirmou.

Câmara de Salvador autoriza empréstimo junto à Caixa

Câmara de Salvador autoriza empréstimo junto à CaixaOs vereadores de Salvador aprovaram, na sessão ordinária desta terça-feira (14), por 29 votos a 9, o PL nº 520/17, do Executivo, que pede autorização para contratar operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal, no valor de R$75 milhões. Desse total, R$63 milhões serão destinados à conclusão da obra e aquisição de equipamentos para o Hospital Municipal e os R$12 milhões restantes para requalificação de ruas no Centro Histórico.

Os vereadores que votaram contra o projeto argumentaram que faltou debate público e planilhas mostrando a necessidade do crédito, lembrando que vários imóveis do Município foram desafetados justamente para a construção do hospital. Segundo o vereador José Trindade (PSL), líder da oposição, faltavam apenas R$13 milhões para a conclusão da obra. “O que será feito com os outros R$50 milhões?”, questionou.

Além da bancada da oposição, posicionaram-se contrários ao empréstimo os vereadores independentes Edvaldo Brito (PSD) e Hilton Coelho (PSOL), que manifestaram preocupação com a gestão tributária responsável. Marta Rodrigues (PT) protestou contra o fato do projeto “não ter sido sequer submetido aos conselhos da Cidade e de Saúde”. Votaram contra o projeto, ainda, os vereadores Sílvio Humberto (PSB), Hélio Ferreira (PCdoB), Carlos Muniz, Sidninho e Toinho Carolino, do Podemos.

O líder da bancada do governo, Henrique Carballal (PV), e o vereador Joceval Rodrigues (PPS) rebateram os argumentos da oposição e garantiram que o Município recuperou, na gestão do prefeito ACM Neto, sua capacidade de endividamento.

O projeto – Localizado em Cajazeiras, o Hospital Municipal terá 200 leitos, sendo 30 de UTI, e capacidade para 60 mil atendimentos mensais. Já o projeto de requalificação contemplará o Terreiro de Jesus, praças no Pelourinho e as praças Municipal, Castro Alves, Cairu, Inglaterra e Marechal Deodoro. Além disso, há intervenções que buscam a valorização do potencial cultural, turístico e do patrimônio edificado, do ordenamento do comércio formal e informal, de maneira a facilitar a circulação de pedestres na praça e a preservação do patrimônio.

Angelo Coronel quer novo olhar do TCM com contas de Câmaras Municipais

Angelo Coronel quer novo olhar do TCM com contas de Câmaras Municipais“Sei que é uma prerrogativa do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) aprovar e rejeitar contas de presidentes de Câmaras Municipais, mas é preciso criar um mecanismo que dê outra instância de julgamento, para que não transformemos numa ‘legião de ladrões’ os vereadores”.

A declaração do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Angelo Coronel (PSD), dada durante o Encontro de Presidentes e Mesas Diretoras de Câmaras de Vereadores, na manhã desta terça-feira (14), na Alba, realizado pela União de Vereadores do Brasil-Seção Bahia – (UVB-BA), foi um recado ao Tribunal de Contas dos Municípios.

Ante mais de 200 presidentes de Câmaras Municipais, de todas as regiões da Bahia, o chefe do Legislativo estadual defendeu um olhar mais flexível por parte do tribunal de contas no que concerne o binômio receita e despesas das Casas Legislativas dos municípios.

Para Coronel, as regras atuais têm dificultado o fechamento das contas das Câmaras. “O TCM tem que ser mais sensível a esta questão. Do contrário, os presidentes de Câmaras serão transformados em ‘ladrões’. A classe política tem que ser mais corajosa para enfrentar esse problema”, destacou Coronel.

Presidente da Alba voltou a preconizar a harmonia entre os poderes, como estabelece a Constituição Federal, mas disse que o vereador não pode ser refém de prefeitos, nem deputado de governador. “O vereador é a vaqueiro do voto, é quem dialoga diretamente com a população, deve ser tratado com mais respeito e dignidade, exortou o presidente da Alba, pregando que os mesmos iniciem uma revolução ética no Brasil.

Para a presidente da UVB-Bahia, vereadora Edylene Ferreira, da cidade de Serrinha, o encontro buscou melhor capacitar os chefes de legislativos das cidades, notadamente no trato com questões como suplementação de verbas, prestação de contas, 13º salário dos edis, Programa Plurianual (PPA), entre outros, “todos de grande importância e interesse para as Mesas Diretoras das Câmaras”, ressaltou a liderança dos cerca de 4.500 vereadores baianos.

ARISTIDES MALTEZ

O encontro ofereceu aos edis a palestra “Orientações Gerais para Fixação dos Subsídios dos Vereadores”, apresentada pelo auditor estadual de controle externo da Escola de Contas do TCM, Adelmo Gomes Guimarães, que dirimiu dúvidas dos presidentes, inclusive sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF.

Presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Leo Prates observou a importância do evento como forma de se trocar informações entre os Legislativos sobre vários assuntos. Ele ainda exaltou o trabalho de Edylene à frente da UVB: agora existe um norte na luta dos vereadores.

Coordenadora do Assembleia de Carinho, Eleusa Coronel falou do convênio do Instituto com as Prefeituras baianas – mais de 215 já foram firmados -, em prol do Hospital Aristides Maltez, e comunicou que vem sendo estudado um convênio a ser firmado com as Câmaras Municipais, com o mesmo propósito social.

Presidente da Câmara Municipal de Madre de Deus, vereador Marden Lessa elogiou as iniciativas da UVB-Bahia, que “nos abriu o diálogo com a Assembleia Legislativa, com o Tribunal de Contas dos Municípios e com o Governo da Bahia. Tem sido de suma importância o estabelecimento dessas relações entre as Câmaras com outros poderes”, enfatizou Marden.

Deputada Fabíola Mansur (PSB) parabenizou o presidente Coronel “por encurtar a distância entre os deputados estaduais e os vereadores”, ao conceder uma sala à UVB-Bahia na Alba e pediu o apoio dos edis para a luta contra o corte de verbas na educação básica, patrocinada pelo Governo de Brasília.

Deputado Rosemberg Pinto (PT) também enalteceu a relevância da luta dos edis para a política brasileira – “os vereadores são a ferramenta da política local” -, e pediu maior valorização ao trabalho diário da entidade presidida por Edylene Ferreira.

Também realizado pela UVB-Bahia, no próximo dia 30, no município de Ubaíra, acontece o 1º Encontro de Câmaras e Vereadores do Vale.

Anderson Ninho anuncia apoio à pré-candidatura de Marcell Moraes e João Roma para próximas eleições

Marcell Moraes e Anderson NinhoO suplente a vereador e líder comunitário, Anderson Ninho (SD), anunciou na tarde desta terça-feira (14) o apoio à pré-candidatura do deputado estadual Marcell Moraes (PV) para reeleição na Assembleia Legislativa da Bahia e do chefe de gabinete do prefeito ACM Neto, João Roma, para assumir uma cadeira no Congresso Nacional nas próximas eleições de 2018.

Com mais de 6.300 votos nas últimas eleições municipais, votação que garantiu a suplência na Câmara Municipal de Salvador, Ninho afirmou que a formação da aliança com os dois pré-candidatos é de suma importância para manutenção do trabalho que vem transformando a realidade das comunidades de Don Avelar, Pau da Lima, Alto da Cebola, Jardim Cajazeiras e adjacências, localidades onde o membro do Solidariedade milita como líder comunitário.

“Antes dessa aliança ocorrer, procurei fazer uma análise criteriosa com o intuito de mudar esse cenário de incompetência administrativa que tem se instalado no país. Acredito tanto na seriedade de João Roma quanto no trabalho já desenvolvido por Marcell Moraes na Assembleia Legislativa. Não tenho dúvida que esse apoio continuará dando frutos para população das comunidades onde tenho desenvolvido um grande trabalho em Salvador”, declarou Ninho.

De acordo com Marcell, o apoio de Ninho chega para agregar e dar ainda mais força na campanha de reeleição por uma vaga na ALBA. “Ninho é um líder atuante, que tem o reconhecimento das comunidades onde atua comprovado nas urnas da última eleição, além de ter uma forte identificação com o trabalho que desenvolvemos em todos esses anos de vida pública. Estou satisfeito e muito feliz com a concretização dessa aliança”, afirmou.

Após recomendação do MP, filho de prefeita de Itagimirim é exonerado do cargo de secretário

Após recomendação expedida pelo Ministério Público estadual, a prefeita de Itagimirim, Devanir dos Santos Brillantino, exonerou seu filho Giovanni Brillantino do cargo de secretário municipal de Assistência Social. O decreto de exoneração a pedido foi publicada na última sexta-feira, dia 10, no Diário Oficial do Município.

Segundo o promotor de Justiça Dinalmari Mendonça Messias, autor da recomendação, a ocupação do cargo por Giovani Brillantino resulta exclusivamente do fato dele ser filho da prefeita. O promotor afirmou que Giovanni não possui “habilitação técnica” para ocupar o cargo, pois jamais “trabalhou em qualquer área da Secretaria de Assistência Social”. Além disso, Dinalmari Mendonça apontou para a existência de pessoas qualificadas tecnicamente lotadas na própria Secretaria, como psicólogas e assistentes sociais, inclusive com experiência no órgão desde o governo passado.