WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Vacinação Antirrábica

:: ‘Notícias Política de Feira de Santana’

Secretário fala sobre ações da Guarda Municipal nos festejos juninos

Secretário de Prevenção a Violência, Pablo Roberto-Foto Política In Rosa

Foto: Política In Rosa / Anderson Dias

Questionado pelo site Política In Rosa sobre quais são as ações da Guarda Municipal de Feira de Santana para o mês de Junho, mês das festas juninas, o secretário de Prevenção a Violência, Pablo Roberto, destacou que já começou uma operação para potencializar as ações da instituição no Centro de Abastecimento, que é um entreposto comercial importante onde aumenta muito o fluxo de pessoas neste mês. “Estamos trabalhando ainda para que em mais um ano o São João de São José possa contar com o sistema de videomonitoramento em todas as ruas e espaços dos shows. Logo em seguida faremos esse trabalho no São Pedro”, afirmou.

Líder do Governo justifica falta de pagamento de trabalhadores da Micareta

Vereador Lulinha

Vereador Lulinha (DEM)

O vereador e líder do Governo na Câmara Municipal de Feira de Santana, Lulinha (DEM), em seu discurso na sessão da última quarta-feira (13), rebateu às críticas do oposicionista Zé Filé (PROS), em relação à falta de pagamento das pessoas que trabalharam na Micareta, Lulinha justificou que a empresa vencedora da licitação é quem tem a obrigação de pagar aos trabalhadores. “É fácil ser oposição e falar do Município, mas esquece do desprezo do Estado para com Feira de Santana. Porque não fala do Estado, que atrasa salários dos funcionários, como acontece com a Uefs, aconteceu com o HGCA, com o Hospital da Criança e com o Melo Matos? Sobre os trabalhadores da Micareta, houve uma licitação e a empresa ganhadora é quem tem a reponsabilidade de administrar e pagar os trabalhadores, como todos os anos. A Prefeitura só faz o pagamento à empresa depois que ela apresenta toda a documentação e o secretário Expedito Eloy está certo em agir desta maneira, para que depois o Município não seja responsabilizado  por qualquer erro”, justificou Lulinha.

Segundo o líder governista, diante dos fatos cabe à empresa efetuar os pagamentos e ser reembolsada posteriormente. “A Prefeitura cumpre com suas obrigações, paga salários e fornecedores em dias. Só não paga se houver pendências na documentação.  E, essa questão da Micareta, acontece todos os anos. Os trabalhadores sabem que só recebem após 30 dias da festa”, reforçou.

Lulinha pediu que o colega ficasse atento às ações do Estado na cidade. “Porque não fala que o Estado não deu aumento salarial aos servidores? Porque não lembra das obras prometidas e não realizadas em Feira de Santana, a exemplo do Centro de Convenções, da obra da Lagoa Grande, que já gastou mais de R$ 80 milhões e ela está poluída e sem conclusão? Não sou contra o pagamento, mas é fácil falar do Município quando o Estado deixa muito a desejar”, disse.

Prefeito diz que avaliará linhas de créditos oferecidas pelo BNDES

Prefeito-BNDES-Presentante-Fotos-Washington Nery-14-06-18 (2)

Foto: Washington Nery

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Filho (MDB), recebeu em seu gabinete, no Paço Maria Quitéria, representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), na tarde desta quinta-feira, 14, que apresentaram linhas de financiamentos. Os recursos são destinados à requalificação urbana; modernização da gestão; iluminação, mobilidade e segurança pública. “Feira de Santana tem respaldo e condições para tomar um financiamento com o BNDES”,  disse chefe de Departamento de Originação Nordeste, Caio Cavalcanti Ramos.

Colbert Filho afirmou que o município vai avaliar e discutir quais são suas prioridades e sinalizou que a Prefeitura tem interesse em estabelecer convênio com o banco federal de fomentos. “As condições financeiras e econômicas da prefeitura, deixadas pelo prefeito José Ronaldo, são muito tranqüilas. O BNDES apresenta linhas de financiamento que se encaixam com o planejamento de ações que o Governo Municipal pretende executar e, portanto, há perspectiva de firmar esse convênio”. Estiveram presentes os secretários municipais de Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior, e o de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro.

Trabalhadores da Micareta ainda não foram pagos, denuncia vereador

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador Zé Filé (PROS) questionou a falta de pagamento das pessoas que trabalharam na Micareta de Feira deste ano. Segundo ele, a dívida já dura 60 dias e a justificativa da Prefeitura é a falta da data de nascimento dos trabalhadores. “A Micareta foi uma maravilha, já passou, quero lamentar pelas pessoas que estavam trabalhando e cobrar do prefeito o pagamento delas. Quero saber o que está acontecendo, que estas pessoas ainda não foram pagas? Quero saber do prefeito, do secretário, do diretor de eventos, onde colocaram o dinheiro que era para pagar àquelas pessoas que trabalharam debaixo de chuva. Já se foram quase 60 dias e nada. É bonito fazer festa desse jeito? Aposto que os cantores contratados para tocarem meio metro já receberam, mas o pobre, pai de família ainda não”, questionou.

Segundo o vereador, a justificativa apresentada pela Prefeitura não procede. “Alegam que está faltando a data de nascimento dos trabalhadores. Que mentira. Sabe porque eu sei que é mentira? Porque também já trabalhei como eles, debaixo de sol e chuva e também esperei mais de 30 dias para ser pago. Sem contar que quando a pessoa é chamada para trabalhar tem que apresentar vários documentos e certidões, então a data de nascimento não é desculpa, pois consta nos documentos. É o povo trabalhador sendo humilhado”, disparou.

Marcos Lima critica boicotes de pessoas ligadas ao Governo Municipal

Vereador Marcos Lima

Vereador Marcos Lima (PRP)

Indignado com a postura de determinadas lideranças políticas, o vereador Marcos Lima (PRP), ao discursar na sessão desta quarta-feira (13), na Câmara Municipal de Feira de Santana, criticou os boicotes às ações do Governo Municipal executadas nos distritos de Feira de Santana visando amenizar os transtornos ocasionados pelas chuvas na zona rural.

“Fico triste em ver pessoas ligadas ao Governo fazendo picuinhas para boicotar as ações do Município nos distritos, em especial no distrito de Maria Quitéria. O empresário conhecido como Bahia do ônibus é uma dessas pessoas e tem tentado atrapalhar o trabalho que vem sendo realizado pelo prefeito”, criticou.

Partido veta candidatura de Edvaldo Lima a deputado federal

Vereador Edvaldo Lima

Vereador Edvaldo Lima (PP)

Revoltado, o vereador Edvaldo Lima (PP) disse que foi chamado pelo presidente do seu partido em Salvador, o vice-governador João Leão, e avisado que ele não teria a legenda para se candidatar a deputado federal. “Muito aborrecido, do na alma, aviso que não disputarei a eleição para deputado federal porque o meu partido não me deu a legenda para continuar a minha candidatura. Infelizmente somos reféns de partidos e a Justiça Eleitoral é cúmplice. O partido não deveria estar nas mãos de políticos. O partido tem dono e o proprietário disse que eu não vou. Papel ridículo de presidente de partido”, disparou.

Vereadores desejam sorte à nova diretoria do Fluminense de Feira

Câmara Municipal de Feira de Santana

Foto: Anderson Dias / Política In Rosa

O vereador Cadmiel Pereira (PSC) parabenizou a nova diretoria eleita para presidir o Fluminense de Feira. O vereador desejou sorte ao novo presidente, o suplente de deputado federal Zé Chico. O vereador João Bililiu (PPS), torcedor ferrenho do time a ponto de acompanhá-lo em jogos por todo o estado, também desejou sorte a nova diretoria. “Clamo não somente aos vereadores, mas também ao Executivo para olhar com grande carinho para essa agremiação”, afirmou Bililiu.

“Esse projeto foi um golpe”, dispara vereador

Vereador Marcos Lima

Vereador Marcos Lima (PRP)

Único dos três vereadores que votaram contrariamente ao projeto de resolução aprovado na última segunda-feira (11) na Câmara Municipal de Feira de Santana a não se pronunciar, o vereador Marcos Lima (PRP) finalmente quebrou o silêncio. O projeto muda a data da eleição para a Mesa Diretiva no segundo biênio de 15 de dezembro para a primeira sessão ordinária do mês de setembro. Em entrevista ao site Política In Rosa, Marcos chamou de golpe a manobra realizada na Casa. “Estou evitando falar sobre esse assunto, mas considero esse projeto um golpe que está se dando nesta Casa de mudar a data da eleição na Mesa Diretiva. Eu acredito que o presidente e os vereadores foram orientados a aprovar essa matéria, mas respeito à posição de cada um”, afirmou.

O edil lembrou ainda que na eleição passada para presidente da Casa houveram acordos para que ele desistisse. “Eu acredito que ainda esses acordos podem acontecer porque acredito na palavra do homem. Foi dito no passado “me apoie agora que eu posso lhe apoiar depois”. Eu não declinaria de minha candidatura a presidência à toa. Declinei para apoiar o atual presidente, José Carneiro, por entender que ele já está numa idade avançada, era essa a sua oportunidade de ser presidente e que na próxima eleição receberia seu apoio”, disparou.

Ele finalizou sua fala destacando que a Casa é importante, mas que no momento está focado em sua eleição para deputado federal e está tranquilo.

Justiça indefere pedido da APLB de bloqueio de precatórios na conta do Município

APLB Feira

APLB Feira

Foi indeferido pela 2ª Vara da Fazenda Pública de Feira de Santana,  pedido de liminar da APLB local, de bloqueio de recursos provenientes de precatório, contra a Prefeitura Municipal. A União faz o repasse à ao Município após ter sido condenada a pagar diferenças relacionadas ao Fundef. A União foi condenada a ressarcir, a título de complementação do Fundef, centenas de municípios brasileiros, entre os quais Feira de Santana. Os recursos devem ser aplicados na “promoção da manutenção e desenvolvimento da educação básica e à valorização dos profissionais da educação”.

A APLB deseja que uma parte significativa dos precatórios seja destinada a remuneração dos professores e para tal solicitou o bloqueio dos recursos que cheguem á conta do Município. O juiz, em seu despacho, informa que a entidade sindical não revelou “elementos concretos que autorizem o bloqueio do valor vindo do precatório de nº 0083681-55.2017.4.01.9198”.

O procurador geral da Prefeitura, Cleudson Almeida, diz que a decisão judicial reforça a tese de que os municípios devem ter autonomia na gestão dos recursos, conforme já reconhecido pelo Supremo Tribunal Federal, desde que aplicados em ações que visem a melhoria do ensino básico.

Demora nas obras do BRT faz vereador formar comissão para visitação

Vereador Roberto Tourinho

Vereador Roberto Tourinho (PV)

O vereador Roberto Tourinho (PV) afirmou que formará uma comissão de vereadores para saber os motivos pelos quais as obras do BRT em Feira de Santana estão paradas. “Uma das obras mais discutidas nos últimos anos é o BRT. Elas tiveram início no dia 24 de junho de 2015 e já estamos em 12 de junho de 2018, ou seja, vai completar três anos e durante um bom período estas obras ficaram paralisadas por indetermináveis ações e representações judiciais. Isso fez com que as obras ficassem paradas por um tempo. Tão logo Colbert assumiu a Prefeitura  e quando cobrado pela imprensa sobre a conclusão do BRT, afirmou que seriam concluídas no fim deste ano. Faltam apenas seis meses para findar o ano e talvez o prefeito tenha sido induzido ao erro quando deu este prazo”, pontuou Tourinho.

O edil relatou mais que o BRT foi fruto de um empréstimo de R$ 90 milhões, feito pelo ex-prefeito José Ronaldo, e depois um aditivo. “R$ 90 milhões corresponde a 10% do orçamento do Município. A exceção das duas trincheiras, observa-se de que as demais obras referentes ao BRT apresentam um atraso em seu cronograma. A imprensa cobra, a população anseia e esta Casa, de forma natural, acompanha e deseja a conclusão dessa obra’, afirmou.

Ainda no uso da tribuna, Tourinho disse que como presidente da Comissão de Obras, Infraestrutura, Meio Ambiente e Agricultura da Casa, formará uma comissão de vereadores para visitarem as obras do BRT. “Vamos marcar uma data e anunciar para os colegas para que possamos visitar as obras do BRT, pois teremos em agosto a audiência pública para discutir este equipamento e o transporte público coletivo e precisamos fazer o dever de casa. Se os empresário garantiram que virão à audiência, vamos cobrar algumas atitudes e para isso precisamos saber os motivos da paralização da obra”, disse.

Para finalizar, Tourinho ressaltou a importância da obra do BRT. “Quando passo pelo BRT não vejo ninguém trabalhando. São uma média de R$ 100 milhões, que não podem cair no esquecimento. A comissão irá propor esta visita e fazer nosso dever de casa, tomando conhecimento dos motivos das obras estarem paradas”, findou.

Uefs finda vestibular e José Carneiro se mostra contra atitude da instituição

Vereador José Carneiro

Vereador José Carneiro (PSDB)

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta segunda-feira (11), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o presidente da Casa, vereador José Carneiro (PSDB) repercutiu a possibilidade de a Universidade Estadual de Feira de Santana- Uefs findar com o vestibular e adotar o processo seletivo do Enem. O presidente sugeriu que a universidade discuta o assunto com a sociedade e entidades de classe antes de tomar qualquer decisão. Antes de argumentar sobre os percalços dessa decisão, o presidente lembrou a historia da Uefs em Feira de Santana, bem como os benefícios que ela traz a sociedade feirense. “A Uefs é mantida com o dinheiro dos baianos, é bom que isso seja ressaltado e a reitoria dela está tentando adotar uma posição sem discutir com a população e entidades envolvidas. Não consigo me convencer de que há motivos para suspender o vestibular e adotar o processo seletivo através do Enem. Estamos muito aquém de outras universidade e, se isso se concretizar, tenham certeza de que muitos baianos ficarão de fora, pois concorrerão com estudantes de outros estados”, pontuou.

E continuou. “O nordestino não tem condição de concorrer de igual com estudantes do sul do país, pois entendo que o ensino do sul é diferente do nordeste. Hoje na Uefs há grande quantidade de estudantes nordestinos e até defendo que nas provas hajam questões de conhecimentos locais, para que os estudantes do estado tenham mais oportunidade de adentrar em universidade do nível da Uefs. Somos de um único país, mas de situações diferentes e não há como negar que há grandes desníveis, como na educação”, avaliou.

Para finalizar, o presidente José Carneiro sugeriu que a reitoria da Uefs abra um debate com a sociedade e entidades de classe envolvidas, para saber a opinião delas em relação a possibilidades da mudança. “Fico confiante de que a reitoria abrirá uma ampla discussão sobre o assunto. Espero também que o reitor repense esta decisão antes de determinar a mudança, que ele dê oportunidade de a sociedade de manifestar. Peço ainda que a Comissão de Educação desta Casa faça uma reunião com a reitoria da universidade para que traga o assunto à discussão”, finalizou.

Nery cobra conclusão do BRT: “Obra está a passos de tartaruga”

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

“Uma obra de quase 100 milhões de reais que parece não ter fim”. Assim, o vereador Alberto Nery (PT) definiu as obras do BRT de Feira de Santana. Segundo o oposicionista, em todos os locais, ou comunidades que ele transita a cobrança é uma só: a conclusão do BRT. “Não sei onde vocês andam, mas onde quer que eu vá, tem sempre uma pessoa questionando sobre essa obra. Queremos saber se está parada, e se estiver em andamento, porque está a passos de tartaruga”, questionou.

Durante o pronunciamento na sessão da Câmara Municipal de Feira de Santana desta terça-feira (12), Nery solicitou que o presidente da Casa designe uma comissão especial incluindo a Comissão de Obras, Urbanismo e Infraestrutura e demais edis interessados, para visitar as obras e entender o que está acontecendo. “Não podemos permitir que a população fique sem saber o que está ocorrendo. É uma obra de mais 90 milhões de recursos federais e ainda tem a contrapartida do município. É preciso prestar contas de como estão sendo destinados estes recursos. Ou essa obra nunca vai ter fim?”, finalizou.

 

Fronteira Feira e São Gonçalo volta a ser tema de discurso na Câmara

Vereador Edvaldo Lima

Vereador Edvaldo Lima (PP)

Preocupado com os transtornos enfrentados pelos moradores do Parque Bem Viver e do loteamento Jardim Aliança, o vereador Edvaldo Lima (PP) cobrou a delimitação territorial entre os municípios de Feira de Santana e São Gonçalo. Edvaldo declarou que apóia a manifestação realizada na manhã de hoje na rodovia que liga as duas cidades. “Os moradores do Bem Viver e Jardim Aliança estão vivendo um momento difícil porque não sabem a quem recorrer para cobrar melhorias. Por esse motivo eles fecharam a rodovia que liga os municípios de Feira e São Gonçalo com pneus queimados. Peço providências para que a delimitação do território daquela área aconteça o mais rápido possível porque a população não sabe mais a quem recorrer”, reclamou. O vereador acredita que a área pertence a cidade de Feira de Santana.

Eleição da Mesa Diretiva da Câmara de Feira será antecipada

Câmara Municipal de Feira de Santana foto Política In Rosa

Câmara Municipal de Feira de Santana / Foto: Política In Rosa

Na manhã desta segunda-feira (11), a Câmara Municipal de Feira de Santana aprovou, em discussão única e por maioria dos presentes, como os votos contrários dos edis Roberto Tourinho (PV), Marcos Lima (PRP) e Eremita Mota (PSDB), o Projeto de Resolução nº 710/2018, de autoria de diversos edis, que altera a redação de dispositivo do Regimento Interno e dá outras providências.

De acordo com o artigo 1° da matéria, dá-se ao § 2°, do artigo 9°, do Regimento Interno, a seguinte redação: “§2° – A eleição para renovação da Mesa Diretiva (segundo biênio) dar-se-á na lª sessão ordinária do mês de setembro. O artigo 2° diz que esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Mais dez escolas municipais serão reformadas ainda este ano em Feira

Escolas municipais sendo reformadas em Feira de Santana

Escolas municipais sendo reformadas em Feira de Santana

Mais dez escolas da Rede Municipal de Educação serão reformadas ainda este ano. A Prefeitura realizará licitação para autorização dos serviços. No momento, quatro escolas municipais – situadas nos bairros Jardim Cruzeiro, Centro, Tomba e no distrito da Matinha – estão sendo recuperadas. Com o número, a Secretaria de Educação atinge o índice de 80% das escolas recuperadas nos últimos cinco anos. Serão reformas, ampliações e reconstruções para melhor atender aos alunos, professores e a comunidade da Rede Municipal de Ensino. As escolas beneficiadas estão localizadas em diversos bairros e distritos de Feira de Santana.

Na sede, estão na lista as escolas municipais Adenil da Costa Falcão, bairro Brasília; Professora Marília Queiroz Silva, bairro Nova Esperança; Professora Almira Pereira Lago, Campo do Gado Novo; Professor José Raimundo Pereira de Azevêdo, antigo Caic, e Faustino Dias Lima, no bairro Feira VII. Os distritos também serão contemplados com as escolas municipais Professora Julieta Frutuoso de Araújo e Joanita Mota, em Tiquaruçu; a Escola Municipal Dr. Francisco Martins da Silva, do distrito de Maria Quitéria; Escola Municipal Otaviano Ferreira Campos, de Ipuaçu; e finalmente a Escola Municipal Firmino José de Brito, do distrito de Jaguara.

Duas significativas reformas estão em execução. Uma delas é a reconstrução do Centro Integrado de Educação Municipal Professor Joselito Falcão de Amorim, no centro da cidade, que é umas mais tradicionais escolas da Rede; o novo Joselito ganha novas áreas: um jardim sensorial, um auditório, um amplo pátio coberto, rampas para garantir a acessibilidade e refeitório. Será ainda a primeira dentre as 217 da Rede Municipal a receber uma cozinha industrial.

Após a ampla reconstrução, a Escola Municipal Diva Matos Portela, do bairro Jardim Cruzeiro, irá contar com 15 salas de aula, pavimento superior, depósitos, sala de professores, diretoria, secretaria, brinquedoteca, biblioteca, refeitório e cozinha. A Escola Municipal Timóteo Ferreira da Silva, do distrito da Matinha, foi contemplada com pintura, requalificação do telhado, dos revestimentos externos, revisões elétrica e hidráulica; já a Escola Municipal Valdemira Alves Brito, do bairro Tomba, além da reforma, está sendo ampliada, ganhando mais uma sala de aula, biblioteca, sala de informática e uma quadra poliesportiva.

Vereador apresenta projeto que pode proibir blitz de IPVA

Vereador Tom

Vereador Tom (PATRI)

Em Vitória da Conquista já é proibido se fazer blitz com a finalidade de apreender carros com o licenciamento e IPVA atrasados. E o vereador Tom (PATRI) pretende trazer isso para Feira de Santana. Por esse motivo deu entrada em um projeto de lei que proíbe esse tipo de blitz na cidade. “Eles pedem ao comando da Polícia Militar para apertar nas blitz para arrecadar mais. Principalmente em ano eleitoral em que eles precisam gastar mais. Isso é um absurdo. Esse projeto é algo que será em benefício dos feirenses e já foi aprovado em várias cidades da Bahia”, explicou.

Em Brasília, Colbert Martins busca investimentos para Feira de Santana

Colbert Martins

Prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB).

Em seu périplo pela Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para onde voo na manhã desta quarta-feira (06), o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), vai intensificar as tratativas, já entabuladas em viagens anteriores, com vistas a obter a liberação de recursos e projetos para o Município. No Ministério das Cidades e na Caixa Econômica Federal, Colbert Martins tratará de agilizar recursos financeiros para desenvolver projetos na área de Mobilidade Urbana, a exemplo do BRT e soluções para o Anel de Contorno da cidade.

Já no Ministério do Trabalho, o prefeito vai tentar destravar o envio de recursos devidos à Casa do Trabalhador (órgão da estrutura da Secretaria do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico), que se encontram atrasados. Junto ao Banco do Brasil, buscará estabelecer um convênio com a instituição financeira, com vistas a liberação de uma área situada na Rua de Aurora, no Centro da Cidade, onde pretende construir um prédio para abrigar duas secretarias e reduzir os custos da Prefeitura Municipal com o pagamento de aluguéis.

Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos (Seprev), é uma das secretarias que estão nos planos do chefe do Executivo para serem relocadas para este futuro endereço. Com retorno marcado para tarde de quinta-feira, 7, consta ainda da agenda do prefeito uma visita ao Ministério da Saúde, onde também fará gestões para atrair novos investimentos para o setor de Saúde do Município.

“Regulação é a fila da morte”, dispara vereador

Vereador Isaías de Diogo

Vereador Isaías de Diogo (PSC)

O vereador Isaías de Diogo (PSC) voltou a fazer duras críticas ao setor da regulação dos hospitais em Feira de Santana. Segundo o vereador, quem precisa de uma vaga dependendo da regulação pode até morrer na espera. “Regulação é a fila da morte”, criticou.

CÂMARA DE VEREADORES_somos parceiro_banner de site Política in Rosa - 500x500 gif


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia