WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS - Transparência Combate Coronavírus SECOM - HGCA2

:: ‘Entrevistas’

Vereador diz que não vai ao gabinete do prefeito para “negociar cargos”

Vereador Edvaldo Lima

Vereador Edvaldo Lima (PP)

O vereador Edvaldo Lima (PP), em seu pronunciamento na sessão ordinária da última terça-feira (03), na Câmara Municipal de Feira de Santana, afirmou que desde setembro solicitou uma audiência com o prefeito Colbert Martins Filho, mas ainda não foi atendido. “Já estive com o prefeito várias vezes em outras oportunidades. O prefeito sempre diz que vai me atender, que vai falar comigo, que vai ligar. Eu pergunto: Vossa Excelência ligou, falou comigo?”, reclamou. E completou. “Não vou ao gabinete do prefeito atrás de toma lá da cá. Vou cobrar o que a população precisa”.

Polêmica

Procurado pelo site Política In Rosa para saber o que seria esse “toma lá da cá” dito em seu pronunciamento, o vereador Edvaldo Lima disparou. “Não tenho esse perfil de ir lá negociar cargos. Vou ao gabinete do prefeito para levar as demandas da população”.

Cobranças

O edil citou as cobranças que vem fazendo como a pavimentação de ruas, instalação de um redutor de velocidade na Estrada da Matinha e a mudança do Terminal Rodoviário de Feira de Santana para um local mais afastado da região central, onde seja possível construir um entreposto moderno. “Já aconteceu três vezes de veículo entrar na Igreja Evangélica que fica na Matinha. Tenho anos cobrando. Vão esperar alguém morrer?”, questionou.

Ainda segundo Edvaldo, ele só não vota em projetos do Executivo quando são contra a família ou contra o artigo 5º da Constituição Federal que diz que “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”.

Câmara de Feira implantará energia solar em prédios sede e anexo

Câmara Municipal de Feira de Santana

Câmara Municipal de Feira de Santana

A Câmara Municipal de Feira de Santana está elaborando um projeto para a implantação de energia solar fotovoltaica com potência de 84kwp para os prédios sede e anexo. A elaboração está sendo feita pela empresa A PREDITIVA ELETRICA LTDA e o valor é de R$ 7.516,40.

O presidente do Legislativo feirense, José Carneiro Rocha (PSDB), procurado pelo site Política In Rosa para falar sobre esse processo de implantação das placas de energia solar na Casa, foi enfático. “Há muito tempo que estamos falando sobre essa questão. A energia solar vem numa crescente no Brasil e Feira de Santana não é diferente”, explicou.

De acordo com Carneiro, a Câmara de Feira paga em média de R$ 6 mil mensais a Coelba. “Vamos gastar em média R$ 300 mil para fazer a implantação da energia solar e em menos de cinco ou seis anos essas placas estarão pagas. As placas de energia solar têm garantia de 25 anos. Iremos ficar em média de 20 anos gastando quase nada de energia elétrica”, ressaltou.

O presidente ressalta ainda que o projeto já está em processo de licitação. “Acredito que no primeiro semestre do próximo ano a gente esteja implantando esse sistema”, finalizou.

“Quem sabe Fernando Torres converse com Zé Neto e possa ser o seu vice”, diz vereador

Vereador Zé Filé

Vereador Zé Filé (PROS)

O vereador oposicionista Zé Filé (PROS), em entrevista ao site Política In Rosa, afirmou que não seguirá os passos de seu líder, o ex-deputado federal Fernando Torres (PSD). O edil confirmou que marchará junto com o deputado federal e pré-candidato a prefeito, Zé Neto (PT), na próxima eleição municipal. “Já está fechado. Irei apoiar Zé Neto”, disse. Recentemente, Torres anunciou que apoiaria o atual prefeito da cidade de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB) a reeleição em 2020.

Mudança de partido

Zé Filé ainda afirmou que mesmo indo apoiar a candidatura de Zé Neto, vai migrar do PROS para o partido de seu líder Fernando Torres, o PSD. Ele disse que foi convidado pelo próprio Fernando para fazer essa mudança. “Quem sabe Fernando Torres possa conversar com Zé Neto e de repente ser o seu vice. O PT precisa de nomes bons para compor a chapa e naturalmente o nome de Fernando Torres é excelente para estar nela como vice. Só faz agregar”, informou.

“Infelizmente encerrei a sessão por falta de quórum e descontarei no subsídio”, garante José Carneiro

Vereador José Carneiro

Vereador José Carneiro (PSDB)

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Feira de Santana, que iria acontecer terça-feira (29), foi suspensa por falta de quórum. Dos 21 parlamentares, seis estavam presentes no horário previsto para a abertura da sessão: o presidente da Casa, José Carneiro Rocha e os vereadores Antônio Carlos Ataíde, Eremita Mota, Fabiano Nascimento, Isaías de Diogo e Marcos Lima.

O presidente do Legislativo feirense, José Carneiro (PSDB), informou ao site Política In Rosa que o Regimento Interno da Casa é bem claro. “Temos que abrir a sessão as 8h30 com uma tolerância de mais 15 minutos. Às 8h45 apenas seis vereadores estavam no plenário. O Regimento diz que só pode abrir a sessão com sete edis. Exatamente 8h47 o vereador Lulinha chegou”, informou.

De acordo com Carneiro, ele tentou consultar o plenário para manter a sessão, mas o Regimento é mais soberano do que o plenário. “Estaríamos votando uma lei importante na manhã desta terça-feira (29), que é o orçamento do município. Se nós feríssemos o Regimento e abríssemos a sessão, qualquer cidadão que entrasse na Justiça conseguiria anular a sessão. Em decorrência disso, decidimos suspender a sessão infelizmente e vergonhosamente por falta de quórum”, relatou.

Corte de pontos dos vereadores

Zé Carneiro garantiu ainda que o ponto dos vereadores faltosos seria cortado. “A lei manda e eu irei fazer. A Câmara não vai pagar o subsídio do vereador que faltou a sessão. Infelizmente vamos ter que descontar do subsídio”, finalizou José Carneiro.

“Não vou apoiar um candidato a prefeito que seja o pior nas pesquisas”, afirma deputado

Deputado estadual Pastor Tom-foto Política In Rosa Anderson Dias

Deputado estadual Pastor Tom – Foto: Política In Rosa/Anderson Dias

O deputado estadual Pastor Tom (PSL) concedeu uma entrevista ao site Política In Rosa e ressaltou que é pré-candidato a prefeito de Feira de Santana. Tom, que está no PSL, procura uma legenda para se candidatar. “Se o PSL não viabilizar minha candidatura não tenha dúvida que eu irei procurar outro partido que me dê essa estrutura para ser pré-candidato a prefeito”, afirmou.

Pastor Tom disse ainda que todos sabem que o prefeito de Feira de Santana, Colbert Filho (MDB), é candidato a reeleição, mas no final quem vai decidir é o povo. “Se o povo achar que é Colbert Filho, iremos sentar e conversar, pois não tenho vaidade. Agora, se esse mesmo povo me quiser como candidato, estarei aqui. Estou aguardando essas decisões para lá na frente me posicionar”, disse.

O parlamentar ainda afirmou que o ex-prefeito José Ronaldo segue sendo uma das maiores lideranças de Feira de Santana. “Temos uma aliança, mas eu não vou apoiar um candidato a prefeito que seja o pior nas pesquisas. Por isso estou trabalhando para ser o pré-candidato. Se o povo entender que meu nome é um nome bom, vou para a luta. Se eu entender que o povo aclama por outro nome e esse nome é ligado ao ex-prefeito José Ronaldo tenha certeza que a gente vai estar marchando juntos”, finalizou.

Presidente da Câmara de Feira diz que vê com naturalidade a aprovação das contas com ressalvas

José Carneiro Rocha concedendo entrevista ao site Política In Rosa-foto Lúria Sarraf

José Carneiro Rocha concedendo entrevista ao site Política In Rosa – Foto: Lúria Sarraf

O presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador José Carneiro (PSDB), falou ao site Política In Rosa sobre o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) ter aprovado as contas de 2018 do Legislativo feirense com ressalvas. “Vejo com naturalidade, pois o mais importante é ser aprovada. Os questionamentos do TCM são pertinentes. Vamos entrar com recurso em relação às ressalvas e mostrar ao TCM que nós agimos dentro da lei. Temos convicção de que nosso recurso será aceito e consequentemente até a eliminação da multa”, informou.

Anderson Dias

Rádio Câmara de Feira poderá ser implantada em 2020

Câmara Municipal de Feira de Santana

Câmara Municipal de Feira de Santana

O presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador José Carneiro Rocha (PSDB), falou ao site Política In Rosa sobre uma possível implantação da Rádio Câmara de Feira em FM. “A informação procede. Estamos indo à Brasília constantemente. Temos autorizado pelo Ministério das Comunicações a liberação de uma Rádio FM para a Câmara Municipal de Feira de Santana. Inclusive no mês passado em minha ida a capital brasileira para uma sessão especial em homenagem ao aniversário de Feira de Santana estivemos também tratando desse assunto”, informou.

De acordo com Carneiro, além da Radio FM da Câmara de Feira há o projeto da TV Câmara em canal aberto. “Temos o projeto da TV Câmara ainda. Mas dependo exclusivamente de recursos. Como para a rádio os recursos são menores estamos tentando implantar a Rádio FM e possivelmente no início do próximo ano estaremos funcionando. Estamos dependendo de algumas questões burocráticas que já estamos tomando providências”, relatou.

Anderson Dias

“Só posso entender que é uma perseguição”, diz vereador sobre anulação de Títulos de Cidadão Feirense

Vereador Edvaldo Lima

Vereador Edvaldo Lima (PP)

O vereador Edvaldo Lima (PP) falou ao site Política In Rosa sobre o fato do ex-vereador Marialvo Barreto pedir ao Ministério Público a cassação dos Títulos de Cidadão Feirense dados pela Câmara Municipal de Feira de Santana ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. “Só posso entender que é uma perseguição. O ex-vereador Marialvo Barreto deveria aplaudir a administração do presidente Jair Bolsonaro. Não podemos deixar de homenagear um presidente da República por um capricho de alguém”, disse.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia