WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


PMFS-Julho Amarelo

:: ‘Entrevistas’

“Tem outros partidos da base aliada de Rui que não vão seguir com Zé Neto”, diz presidente do PSD Feira

Ex-deputado federal Fernando Torres

Ex-deputado federal Fernando Torres

O ex-deputado federal Fernando Torres (PSD), em entrevista ao site Política In Rosa, disse que o que levou ele a desistir de sua pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana foi o bom desempenho do prefeito Colbert Martins Filho a frente da administração municipal. “Vejo que Colbert Filho merece uma nova oportunidade para governar Feira de Santana, pois está sendo um bom prefeito e o PSD de Feira de Santana irá seguir com Colbert Filho”, afirmou.

Otto Alencar

Questionado sobre se teria comunicado ao senador Otto Alencar, que é o presidente estadual do PSD, sobre a adesão do partido ao grupo do prefeito Colbert Martins Filho, Fernando Torres explicou. “Todas as decisões nós conversamos com Otto. Ele sabe que em Feira de Santana eu não tenho condições nenhuma de seguir com o PT em Feira”, justificou. Torres ainda teceu críticas ao deputado federal Zé Neto. “Aqui na cidade tem um nome do PT que é um ditador, que pensa muito em si. E o PSD de Feira não confia nele. Estou falando isso em meu nome”, disparou.

Ele ainda garantiu que Otto tentou fazer essa coligação com o PT, mas infelizmente é difícil “Otto tentou ajudar nessa convivência, mas não houve êxito. O Partido dos Trabalhadores de Feira de Santana é muito pessoal e muito na pessoa do deputado federal Zé Neto”, explicou. E fez questão de dizer que não era o único que pensava dessa forma. “Não é só o PSD, tem outros partidos da base aliada de Rui Costa que não vão seguir com Zé Neto. O projeto de Zé Neto é pessoal e não do partido”, criticou.

Oposição em Feira

O ex-deputado ainda criticou a oposição em Feira de Santana. Segundo ele, ela é muito fraca e pensa muito no lado pessoal. “O maior líder da oposição de Feira de Santana, que na verdade não é líder (Zé Neto), pensa só em si. Por isso é difícil uma vitória em cima da liderança do ex-prefeito José Ronaldo. Ronaldo ganhou várias vezes e vai continuar ganhando devido a falta de alianças que possam trazer a vitória. Por isso e por outros motivos, o PSD de Feira de Santana vai seguir com o prefeito Colbert Filho”, finalizou.

Zé Filé já tem destino: PSD

Fernando Torres e Zé Filé

Fernando Torres e Zé Filé

Ainda em entrevista ao site Política In Rosa, o ex-deputado federal Fernando Torres (PSD) falou sobre a situação do vereador Zé Filé (PROS) que sempre o apoiou como pré-candidato a prefeito de Feira de Santana e fez duras críticas ao governo do ex-prefeito José Ronaldo (DEM) e do atual prefeito Colbert Filho (MDB). “Zé Filé poderá vim para o PSD se quiser. O partido está de portas abertas para ele. Ele se elegeu pela coligação PSD e PROS, mas eu o considero do PSD. Não vejo mudança em Zé Filé, vejo continuidade se ele vir para o PSD”, disse.

De acordo com Torres, as portas da legenda estão abertas, só depende do vereador. Resta saber se Zé Filé irá apoiar quem ele sempre fez uma oposição acirrada no Legislativo feirense. A pergunta que fica é: qual será o comportamento Zé Filé, principalmente na tribuna da Casa, caso isso aconteça?

Vereador quer saber qual Secretaria é responsável pela iluminação de praças esportivas

Vereador Lulinha

Vereador Lulinha (DEM)

O vereador Lulinha (DEM), em entrevista ao site Política In Rosa, afirmou que a população está lhe cobrando melhorias na iluminação pública principalmente nas praças esportivas como campos de futebol ou quadras de esportes. “Estive em uma localidade com o secretário de Serviços Públicos Justiniano França e o diretor de Iluminação João Banha. Conversei com o secretário sobre a demanda e ele disse que a Secretaria dele não vai atender mais essa questão de iluminação pública em campos, quadras e que sua obrigação era atender as vias públicas”, disse.

De acordo com o edil, o secretário de Esporte e Lazer, Edson Borges, disse que a Secretaria também não é responsável pela iluminação pública de praças esportivas. “Tem que ver quem vai ser o responsável de agora em diante. Quem atendia essas demandas e dava manutenção a essas praças esportivas era a Secretaria de Serviços Públicos”, relatou.

Lulinha ainda sugeriu que o município crie um setor de iluminação pública para que possa dar manutenção a esses campos de futebol porque essa é uma cobrança muito grande dos desportistas e da comunidade.

“Se Humildes virar município serei candidato e farei oito dias de festa no São Pedro”, diz vereador

Vereador Zé Curuca

Vereador Zé Curuca (DEM)

O vereador Zé Curuca (DEM), em entrevista ao site Política In Rosa, disse que os moradores do distrito de Humildes estão ansiosos pela festa a qual eles esperam durante todo o ano: o São Pedro. Nessa festa que o comércio do distrito cresce, todo mundo vende e ganha a sua ajuda de custo. “Sabemos que o prefeito Colbert Martins está trabalhando. Mas os moradores sentiram-se prejudicados pela redução de três para dois dias dos festejos. Foi um prejuízo grande e não temos atrações de peso”, lamentou.

Candidatura a prefeito

O edil falou sobre a sua vontade de que a emancipação de Humildes saia do papel. “Nós, moradores de Humildes, estamos muitos ansiosos. O distrito é grande, tem mais de 30 mil habitantes, 17 mil eleitores, várias empresas na região geram emprego e renda para o distrito. E essa renda que poderia ser de Humildes vem para Feira de Santana. Cobramos do prefeito mais obras, pois o distrito merece. E se Humildes se  emancipar eu serei o candidato a prefeito com apoio dos nossos amigos, do deputado Targino Machado, do deputado federal José Nunes e quem sabe do nosso ex-prefeito de Feira José Ronaldo e do atual prefeito de Feira Colbert Martins”, acredita. E prometeu que se isso se realizar ele fará oito dias de festa no distrito.

José Carneiro diz que entende como ‘privilégio’ conceder mais dois anos de mandato a vereadores e prefeitos

Vereador José Carneiro

Vereador José Carneiro (PSDB)

O presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador José Carneiro (PSDB), em entrevista ao site Política In Rosa, afirmou que a prorrogação de mandato de prefeitos e vereadores é um retrocesso. “Me elegi para exercer um mandato de quatro anos. Os prefeitos e vereadores de todo Brasil se elegeram para exercer o mandato de quatro anos. Aí vem o Congresso Nacional apresenta uma emenda tentando prorrogar os mandatos dos vereadores e prefeitos para seis anos. Se fizerem uma pesquisa junto ao povo brasileiro, será que o povo irá aprovar essa prorrogação de mandato? Claro que não. Eu entendo que seja um privilégio conceder mais dois anos de mandato aos vereadores e prefeitos de todo o país”, disse.

De acordo com o edil, o país vive uma crise política muito grande. Por esse motivo ele tem certeza de que a população não aprovaria uma ideia dessas. “Se eu fosse deputado federal apresentaria um aumento de mandato dos prefeitos e vereadores que irão se eleger em 2020 para até 2026 e aí sim seria uma proposta interessante, pois o povo brasileiro estaria votando convictos de que eles iriam exercer um mandato de seis anos. Não estaria enganando ninguém, privilegiando ninguém”, finalizou.

Oposicionista cobra resposta sobre auditoria em empresas de ônibus

Vereador Alberto Nery

Vereador Alberto Nery (PT)

O vereador oposicionista, Alberto Nery (PT), disse ao site Política In Rosa que não existe nenhuma auditoria sendo feita nas empresas de transporte público de Feira de Santana. “Na época o ex-prefeito José Ronaldo falava em fazer essa auditoria atendendo uma solicitação das empresas. Os seus administradores diziam que elas estavam no vermelho, tomando prejuízos e todo dia tenciona o sindicato para tentar tirar cobrador. Sempre o prejuízo só cai no mais fraco”, lamentou.

Segundo Nery, na atual gestão a auditoria foi contratada há mais de nove meses e era para ser feita em seis meses. “Vamos aguardar a conclusão dessa auditoria para verificarmos se é real que essas empresas estão tendo prejuízos”, afirmou. Nery disse ainda que a empresa Rosa vai participar para concorrer a um contrato emergencial em Vitória da Conquista garantindo que vai rodar com 30 ou 35 carros novos ou usados. “Enquanto isso, em Feira de Santana, vemos a frota reduzindo a cada dia”, completou.

Nery ainda sugere que a Prefeitura de Feira de Santana faça toda arrecadação dos recursos diários e pagar as empresas pela quilometragem rodada. “Se eles rodarem vazios ou cheios irão receber a quilometragem deles. Se houver excesso de faturamento vantagem para a Prefeitura. Se não tiver, a Prefeitura só vai subsidiar. Quando o poder público municipal tomar essa atitude acaba essa choradeira, pois a quilometragem que eles rodam ociosa a Prefeitura não vai pagar. Finais de semana há redução de frota e se eles deixarem de colocar um carro em circulação o prejuízo vai ser deles, pois irão receber pela quilometragem rodada”, sugeriu.

Associação lamenta que vereador não conheça plano de carreira e atribuições dos servidores efetivos

Associação dos Servidores da Câmara Municipal de Feira de Santana (ASECAMUFS)

Associação dos Servidores da Câmara Municipal de Feira de Santana (ASECAMUFS)

Após a matéria “Líder do Governo diz que se for para cortar gratificações que corte de todos” ter sido matéria veiculada no site Política In Rosa, a Associação dos Servidores da Câmara Municipal de Feira de Santana (ASECAMUFS) resolveu se pronunciar. Em uma Nota de Esclarecimento enviada à redação do site, a ASECAMUFS respondeu ao vereador e líder do Governo, Marcos Lima (PATRI), que reclamou que o aumento de 2,5% dado apenas aos servidores efetivos deveria ter sido dado também aos cargos comissionados porque os “efetivos já são muito bem agraciados na Casa com salários bons e muitos tem gratificações”.

Confira a nota encaminhada a nossa redação:

Em resposta ao comentário do vereador Marcos Lima no site Política In Rosa, a Associação dos Servidores da Câmara Municipal de Feira de Santana (ASECAMUFS) vem esclarecer que sempre defendeu o reajuste geral para todos os servidores da Casa. No entanto, refutamos a informação de que os servidores efetivos sejam “muito bem agraciados nessa Casa com salários bons e muitos tem gratificações”.

A maioria dos servidores não tem gratificações, salvo aqueles que exercem cargos de chefia e funções de confiança. Os poucos que ganham relativamente bem têm entre 27 a 42 anos de serviço público. Portanto, o motivo de não ter reajuste geral não pode ser atribuído aos servidores efetivos que nos últimos anos vem acumulando perdas salariais com a reposição abaixo da inflação. Neste ano, o reajuste foi de 2,5% e a inflação do período foi de 4,94%.

É lamentável esse posicionamento do vereador que já está no 2º mandato e não conhece o plano de carreira nem as atribuições dos servidores efetivos desta Casa. Esclarecemos que o ingresso na Casa da Cidadania é via concurso público, tal como ocorreu no ano passado.

PL

A Câmara Municipal de Feira de Santana aprovou, na manhã da última segunda-feira (20), por unanimidade dos presentes, o Projeto de Lei de nº 050/2019, que dispõe sobre a revisão geral anual dos vencimentos dos servidores públicos efetivos do Legislativo feirense. A matéria foi de autoria da Mesa Diretiva. De acordo com o artigo 1°, ficam reajustados em 2,5% (dois e meio por cento) os valores da remuneração dos servidores públicos efetivos da Casa. O PL foi questionado por alguns edis. Eles queriam saber o porquê de o aumento não ter sido dado para os cargos comissionados também.

Presidente da Câmara de Feira sugere cortar gratificações de assessores para poder dar reajuste salarial

Vereador José Carneiro

Vereador José Carneiro (PSDB)

A Câmara Municipal de Feira de Santana aprovou, na manhã desta segunda-feira (20), por unanimidade dos presentes, o Projeto de Lei de nº 050/2019, que dispõe sobre a revisão geral anual dos vencimentos dos servidores públicos efetivos do Legislativo feirense. A matéria é de autoria da Mesa Diretiva. De acordo com o artigo 1°, ficam reajustados em 2,5% (dois e meio por cento) os valores da remuneração dos servidores públicos efetivos da Casa. O PL foi questionado por alguns edis. Eles queriam saber o porquê de o aumento não ter sido dado para os cargos comissionados também.

O presidente do Legislativo feirense, vereador José Carneiro (PSDB), em entrevista ao site Política In Rosa, disse que não teve como contemplar os assessores com o reajuste salarial de 2,5%. “Claro que são dedicados, gostaria de ter atingido e infelizmente não deu. Quero que os assessores entendam que o salário de vereador está congelado há 12 anos. Apenas um ano que ficou sem aumento de 2,5% não será o fim e nem vai morrer ninguém por causa disso”, disse.

De acordo com Carneiro, todos os vereadores sabem a dificuldade que a Casa tem enfrentado no final do ano para fechar as contas. “Já que os vereadores Marcos Lima e Lulinha questionaram, sugeri tirar as gratificações dos assessores que alguns recebem de até 75% e a gente contemplava sem exceção todos os cargos comissionados. Assim eu teria como conceder esse aumento a todos os assessores de cada vereador”, finalizou.

Líder do Governo diz que se for para cortar gratificações que corte de todos

Vereador Marcos Lima

Vereador Marcos Lima (PRP)

O vereador e Líder do Governo, Marcos Lima (Patriota), disse ao site Política In Rosa que o aumento de 2,5 % da remuneração dos servidores públicos efetivos da Câmara Municipal de Feira de Santana deveria ser para todos. “Foi dado para os efetivos que já são muito bem agraciados nessa Casa com salários bons e muitos tem gratificações. Infelizmente, os comissionados que são contratados pelos vereadores não receberam”, disse.

Segundo Marcos Lima, o presidente da Casa, José Carneiro, deu o aumento dos efetivos e não mandou dos outros. “Se ele achar que deve cortar as gratificações, que corte. Corte dos efetivos, dos comissionados e inclusive dos que ele tem indicado na Casa, pois aí será democrático”, finalizou.

Vereador pede que prefeito coloque a Zona Azul para funcionar: “Não suportamos mais que as pessoas sejam donas das ruas”

Vereador Edvaldo Lima

Vereador Edvaldo Lima (PP)

O vereador Edvaldo Lima (PP) pediu para que o prefeito Colbert Martins Filho coloque a Zona Azul em Feira de Santana para funcionar. Em entrevista ao site Política In Rosa o vereador disse que o povo não suporta mais que alguns se achem donos das ruas.  “Não suportamos mais que as pessoas sejam donas das ruas. Quando não são os cavaletes que estão na porta da maioria das lojas, são os flanelinhas. E quando não são os flanelinhas são os zebrinhas (prepostos da Superintendência Municipal de Trânsito que utilizam motocicletas) do Município que não deixam você parar”, reclamou.

O edil ainda disse que não tem como aceitar isso. “Tenho certeza que o prefeito vai resolver esse problema. Prefeito, não dá para as frentes de lojas e de hospitais com placas dizendo que aquele pedaço é deles. Não temos mais lugar em Feira de Santana para parar veículos, a não ser em alguns bairros”, finalizou.

Município deve ter participação em arrecadações da Embasa, diz José Carneiro

Vereador José Carneiro

Vereador José Carneiro (PSDB)

O presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador José Carneiro (PSDB), em entrevista ao site Política In Rosa, falou sobre a renovação do contrato do Município com a Embasa. De acordo com Carneiro, o contrato que deve ser assinado com a Embasa deve ser revisado. “A Embasa explora o solo do Município ao longo dos anos e ela não dá uma contrapartida ao Município. Esburaca as ruas, usa e ocupa o solo do Município e até a água que o Município consome tem que pagar”, reclamou o vereador.

Na opinião do presidente, para renovar um contrato dessa natureza, o Município não pode simplesmente ser bondoso e dar a Embasa a oportunidade que teve nos últimos 20 anos de explorar o solo em troca de absolutamente nada. “Entendo e sou defensor de que o contrato deve ser renovado. Só que o Município deve ter no mínimo 5% do montante arrecadado nas ligações, no consumo de água e esgoto sanitário”, relatou. José Carneiro finalizou dizendo que “o Município não pode ficar isento das arrecadações já que o solo é do Município e a Embasa explora”.

Zé Curuca diz que Neinha queria ser a presidente da Comissão de Saúde e ele não deixou

Vereador Zé Curuca

Vereador Zé Curuca (DEM)

O vereador Zé Curuca (DEM), em seu pronunciamento, na sessão ordinária desta terça-feira (07), na Câmara Municipal de Feira de Santana, tratou sobre as visitas realizadas nas unidades de saúde de Feira de Santana e teceu duras criticas a vereadora Neinha (PTB) que também faz parte da Comissão de Saúde da Casa. Curuca é presidente da Comissão de Saúde. “Atentamente, a Comissão de Saúde desta Casa e eu, no papel de presidente, creio que estamos fazendo nossa parte. Estamos visitando as unidades de saúde na cidade e semana passada convidei a Comissão para ir ao HGCA e fui com o vereador Alberto Nery conversar com Pitangueira para saber sobre o conflito entre médicos. Acredito que é a direção do hospital quem deve resolver, não podemos nos envolver em todas os conflitos que acontecem lá. A vereadora Neinha precisa entender que não podemos mediar todos os conflitos que ocorrem dentro do HGCA”, pontuou mostrando posicionamento divergente ao da colega em assuntos relacionados à saúde.

De acordo com Zé Curuca, “as portas do Clériston Andrade se fecharam para a vereadora Neinha”. Curuca disse ainda que a conheceu lá mesmo no Clériston “mandando e desmandando”. “Agora que as portas se fecharam ela [Neinha] quer bater no hospital e jogar a culpa para a Comissão de Saúde”, completou.

Ainda de acordo com Curuca, Neinha queria ser a presidente da Comissão de Saúde e ele [Curuca] e o também vereador Luiz da Feira não deixaram, pois fizeram um compromisso no mandato. “Na época ela [Neinha] estava sem mandato e está sendo vereadora porque o ex-vereador Tom foi eleito deputado. Respeito todos os vereadores e quero ser respeitado também”, finalizou.

“A gente tem que fazer papel de vereador e não ficar na mão de diretor de Hospital”, dispara Neinha

Vereadora Neinha

Vereadora Neinha (PTB)

A vereadora Neinha (PTB) rebateu as críticas feitas pelo edil Zé Curuca (DEM). Neinha ressaltou que quando cobrou a visita ao Hospital Clériston Andrade, ao invés do presidente da Comissão de Saúde, Zé Curuca, chamar os membros acabou chamando o vereador Alberto Nery (PT) que é oposicionista. “Zé Curuca vive na mão do diretor do HGCA”, disparou Neinha.

A edil ainda disse que o vereador Zé Curuca serve a dois senhores. “Se tem a demanda, o senhor vai à unidade com um vereador do PT e volta caladinho, omitindo informações. Inclusive a minha pessoa ele omite informações”, disse.

Neinha ainda negou que haja alguma magoa por ela nao ser a presidente da Comissão de Saúde da Casa. “O atual presidente da Comissão não sabe se está com o Município ou com o Estado. Quem se divide nunca vai saber ou trazer aquilo que o povo precisa. A gente tem que fazer nosso papel de vereador e não ficar na mão de diretor de hospital. Ser amigo é uma coisa, ocultar as informações é outra”, finalizou.

“Sinto que ainda não é a vez dele”, dispara Carneiro sobre pré-candidatura de Zé Neto

Vereador José Carneiro (PSDB)

Vereador José Carneiro (PSDB)

O presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, José Carneiro Rocha (PSDB), foi questionado pelo site Política In Rosa sobre a pré-candidatura do deputado federal Zé Neto a prefeito de Feira. “Tenho por Zé Neto um grande respeito, mas eu sinto que ainda não é a vez dele. O grupo comandado por Zé Ronaldo não tenho dúvida que fará o sucessor, Colbert Martins, ou o próprio Martins pode se eleger já que faz um governo de continuidade. Acredito muito que pela liderança de Ronaldo ganharemos as eleições em 2020”, disse.

Câmara Municipal de Feira de Santana - Lado a Lado


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia