WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


POLICLÍNICA DE FEIRA - SECOM

:: ‘Entrevistas’

José Ronaldo diz que ligou para Geilson, mas nega que falou sobre possível apoio no segundo turno

José Ronaldo de Carvalho

José Ronaldo de Carvalho (DEM)

Após matéria publicada com o título “José Ronaldo ligou para Geilson e disse que poderia lhe apoiar no segundo turno”, diz Targino”, o site Política In Rosa entrou em contato com o ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM) para buscar informações sobre as afirmações do deputado Targino Machado (DEM).

José Ronaldo disse que quando houve o lançamento da pré-candidatura de Carlos Geilson (Podemos) não falou com ele e na sexta-feira (14) fez uma live na qual tornou público que o seu pré-candidato a prefeito é Colbert Martins Filho (MDB). Ronaldo confirmou ainda que no domingo (16) telefonou para Geilson. “Disse a ele: ‘Olhe Geilson, não posso desejar que você ganhe a eleição, pois eu tenho um candidato. Mas nós temos uma relação e eu espero que tudo transcorra nessa eleição em paz e harmonia’. Ele (Geilson) deu risada e disse que também não poderia desejar que o meu candidato ganhasse. Nada mais que isso”, disse.

Ronaldo negou a afirmação do deputado Targino Machado de que ele disse que poderia apoiar Carlos Geilson no segundo turno. “Nunca falei isso com ninguém. Acho que a eleição será decidida no primeiro turno. Todos os pré-candidatos buscam e desejam ganhar uma eleição no primeiro turno. Ninguém pode ficar falando em segundo turno, pois é uma hipótese. Primeiro temos que cuidar do primeiro turno. Nem começou o primeiro turno, nem convenção houve ainda e já vai ficar falando em segundo turno? Isso nunca foi do meu feitio. Nunca agi assim com ninguém na vida e nunca conversei com ninguém assim”, informou.

Ele ainda disse que bateu um papo com Carlos Geilson altamente descontraído. “Ele sorrindo de lá e eu de cá. As palavras foram exatamente essas e não houve nenhuma palavra a mais do que essas que disse acima. As palavras foram exatamente essas que já lhe afirmei e encerrou a conversa. Nada a mais do que essas palavras”, finalizou.

Zé Neto diz que vê com muita “simpatia” nome de Roque Eudes

Deputado federal Zé Neto

Deputado federal Zé Neto (PT)

O deputado federal e pré-candidato a prefeito de Feira de Santana, Zé Neto (PT), questionado pelo site Política In Rosa nesta segunda-feira (17) sobre a confirmação do vice-governador da Bahia e presidente do partido Progressista, João Leão, de que seria o empresário Roque Eudes Santos (PP) o pré-candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por ele. Zé Neto foi enfático: “Na próxima segunda-feira vamos fazer uma live para anunciar o nosso pré-candidato a vice-prefeito. Vejo o nome de Roque Eudes com muita simpatia, mas é uma decisão a ser tomada em grupo. E vamos fazer esse anúncio em grupo”, disse Zé Neto.

Zé Neto ainda confirmou que a sua pré-candidatura conta com o apoio de cinco partidos. São eles: PT, PDT, PP, AVANTE e PC do B. “Ainda tenho conversado com outros dois partidos, mas vamos aguardar para ver o que vai acontecer”, finalizou.

“O prefeito Colbert Martins é uma pessoa muito difícil de lidar”, dispara deputado

Deputado estadual Pastor Tom

Deputado estadual Pastor Tom – Foto: Anderson Dias/site Política In Rosa

O deputado estadual Pastor Tom (sem partido), questionado pelo site Política In Rosa se já tinha sentado com o prefeito Colbert Martins Filho para conversar sobre as ações que estão sendo desenvolvidas no município sobre o combate ao coronavírus. Tom foi enfático em sua resposta. “O prefeito Colbert Martins Filho é uma pessoa muito difícil de lidar. A gente tenta ligar, conversar e não consegue. É muito difícil falar com o prefeito. E se ele disser que é fácil, eu digo que é mentira. Porque tentei conversar várias vezes até pra ajudar ainda mais nesse momento que estamos passando”, declarou. Pastor Tom falou também sobre as ações tomadas pelo prefeito.

Fechamento do comércio

Tom disse ainda que não aceita algumas restrições e atitudes que ele tomou, mas quem está “com a caneta é ele”. “Ele faz o que deve fazer. Quero ver esse hospital de campanha se tornar realidade. Do tempo que falou em abrir esse hospital, então, estou vendo muita conversa e pouca ação”, cobrou.

Pastor Tom disse que é a favor do comércio aberto. “Quem está passando dificuldade é quem mora nos bairros periféricos. Quando tem essa parada no comércio, o empresário e pessoas concursadas o dinheiro está caindo todo mês. Já aquelas pessoas que precisam sobreviver todos os dias, não tem dinheiro. Sou contra o comércio fechado, mas que abra com restrição”.

José Carneiro diz que declaração de Isaías foi infeliz

Vereador José Carneiro Rocha

Vereador José Carneiro Rocha (MDB)

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, José Carneiro Rocha (MDB), falou ao site Política In Rosa sobre as declarações do vereador Isaías de Diogo de que alguns edis estão insatisfeitos com o líder do Governo, Marcos Lima (DEM). “Declaração infeliz. Essa é uma prerrogativa exclusivamente do prefeito Colbert Filho. Pode não está sendo bom para Isaías, mas está sendo útil para o prefeito. Então, eu acho que ele foi muito infeliz e tem que respeitar que essa decisão não é dele, nem minha nem de ninguém. É do Poder Executivo”, declarou.

Vereador diz que líder do Governo não tem ‘postura de líder’

Vereador Isaías de Diogo

Vereador Isaías de Diogo (MDB)

O vereador Isaías de Diogo (MDB), em entrevista ao site Política In Rosa, teceu várias críticas ao vereador e líder do Governo, Marcos Lima (DEM). Isaías afirmou que Marcos Lima deveria ter “postura de líder” e explicou o que seria. “Postura de liderança é trazer as pessoas para perto, fazer com que o Legislativo e o Executivo andem em harmonia. Quando temos um posicionamento de ser ‘mensageiro de recado’, acabamos tirando o espírito de liderança e querendo vestir uma outra farda: a farda dos Correios.”, disparou.

De acordo com Isaías, a indignação é por que eles querem um líder do Governo que assuma a responsabilidade. “Fizemos um discurso na tribuna e, logo após, peguei o líder ligando para o prefeito e relatando o que aconteceu aqui. Isso ele é rápido pra fazer, mas ele não tem postura para marcar uma audiência com a gente e o prefeito”, disse.

E continua reclamando. “Ele (o líder) tem que dar satisfação aos vereadores, chamar para participar das decisões junto com o prefeito, pois apoiamos e concordamos com as decisões que o gestor toma. Como vereador, temos obrigação de participar e não participamos em nada”, finalizou Isaías de Diogo.

Cobranças de vereadores

Na sessão desta quarta-feira (20), em aparte, os vereadores Cadmiel Pereira (DEM) e Ron do Povo (MDB) confirmaram a dificuldade dos edis despacharem com prefeito Colbert Martins e destacaram a importância do Poder Legislativo e dos vereadores para que haja uma boa administração de um município.

Já o vereador Zé Filé (PSD) relatou as “dificuldades de falar com o prefeito” e cobrou a marcação de reuniões para despachar suas indicações. Ele explicou que os vereadores são “agentes do povo” e, por esta razão, estão “mais próximos das pessoas”, escutando as suas demandas e reivindicações. Entretanto, o parlamentar afirmou que, nas últimas semanas, os edis encontraram “dificuldades” para marcar reuniões e despachar suas indicações. E lamentou: “é muito chato quando a gente chega em um bairro, faz a uma indicação e não tem a oportunidade de despachar diretamente com o prefeito”.

“Em off já me falaram que iriam me apertar para poder chegar no prefeito”, diz líder do Governo sobre insatisfações

Vereador Marcos Lima

Vereador Marcos Lima (DEM)

O vereador e líder do Governo, Marcos Lima (DEM), questionado pelo site Política In Rosa sobre as críticas do vereador Isaías de Diogo (MDB) com relação a sua postura na liderança do Governo. Lima declarou que Isaías quer tumultuar a situação e o governo do prefeito Colbert no Legislativo feirense. “Estamos vivendo um momento preocupante e não podemos ficar aqui fazendo politicagem. O prefeito não está podendo atender os vereadores nesse momento porque está dedicado no combate ao coronavírus”, disse. 

Marcos informou que muitas vezes o vereador, por ser período de campanha eleitoral, está querendo buscar melhorias próprias para eles. “Com relação a reunião que alguns vereadores fizeram, a insatisfação não é comigo. Estão tentando me atingir como líder do Governo para poder chegar até o prefeito. Em off já me falaram isso: ‘vou apertar você para poder chegar no prefeito’. Não tiveram coragem de ir direto ao prefeito e vieram através de mim”, declarou. 

Marcos disse ainda que já comunicou ao prefeito sobre as insatisfações. “Comuniquei na semana passada ao chefe de gabinete do prefeito que as audiências não estavam acontecendo e que os vereadores estavam reclamando. Inclusive estive na semana passada e ele não teve como me atender. Os vereadores tem que ter um pouco de paciência e entender que o momento agora é de realmente muita cautela e de dar um fôlego ao prefeito para ele trabalhar em prol do combate ao coronavírus ”.

Gilmar Amorim reclama de vereadores que querem fazer prevalecer a sua opinião

Vereador Gilmar Amorim

Vereador Gilmar Amorim (MDB)

Depois da votação do Projeto de Lei de nº 003/20, que torna obrigatória a permissão de animais domésticos  nos interiores dos shoppings centers e outros estabelecimentos comerciais do município de Feira de Santana, de autoria do vereador Isaías de Diogo (MDB), o vereador Gilmar Amorim (MDB) afirmou ao site Política In Rosa que quando tem algum projeto na Casa existem vereadores que ficam dando “pitaco” na opinião dos colegas. “Às vezes, tem vereadores querendo que a gente siga os pensamentos deles. E não é dessa forma”, disparou. Gilmar disse ainda que cada um entende o projeto e vota a sua maneira. Ele acredita que o projeto do seu colega precisa de mudanças.

O PL foi aprovado em primeira discussão por maioria dos presentes. Os edis Lulinha (DEM) e Marcos Lima (DEM) votaram contrário à proposição. Já os vereadores Robeci da Vassoura (MDB), Fabiano da Van (MDB), Ron do Povo (MDB), Gilmar Amorim (MDB) e Zé Filé (PSD) se abstiveram da votação.

Coronavírus: vereadores de Feira de Santana doam R$ 1 mil cada para comprar máscaras

Vereadores de Feira de Santana doam R$ 1 mil cada para comprar máscaras foto Política In Rosa Anderson Dias

Vereadores reunidos para discutir a possível redução salarial – Foto: Política In Rosa/Anderson Dias

Após uma reunião que durou aproximadamente 40 minutos, os vereadores de Feira de Santana decidem doar uma pequena parte de seus próprios salários para ajudar no combate ao coronavírus. O valor foi R$ 1 mil de cada um deles. A finalidade é comprar máscaras que serão doadas para a população mais carente. A distribuição acontecerá através da Secretaria de Saúde do Município.

“Cada vereador de Feira de Santana estará doando essas máscaras para que sejam doadas para o cidadão feirense se protegerem de uma contaminação. As máscaras serão distribuídas através da Secretaria de Saúde. Se déssemos uma autorização para que descontasse uma porcentagem em nossos salários esse valor só seria entregue em dezembro e precisamos de ações imediatas. Cada vereador, a princípio, irá doar R$ 1 mil reais. Somando a quantidade de vereadores serão R$ 21 mil para comprar de máscaras”, afirmou ao site Política In Rosa.

Emendas impositivas

O vereador e presidente do Legislativo feirense, José Carneiro Rocha (MDB), lembrou que, por unanimidade e em reuniões anteriores, os vereadores decidiram destinar para o Poder Executivo as suas emendas impositivas para que aplicasse o valor no orçamento municipal. As emendas são de R$ 255 mil de cada vereador. “Pediremos ao prefeito o planejamento de utilização deste recurso que somados superam o valor de R$5 milhões no combate ao coronavírus”, disse.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia