WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘Câmara Municipal de Feira de Santana’

Vereador critica Governo do Estado por média superior a um assassinato por dia em Feira

Vereador Marcos Lima

Vereador Marcos Lima (DEM)

O vereador Marcos Lima (DEM) em seu pronunciamento na manhã desta segunda-feira (26), na Câmara Municipal de Feira de Santana, apresentou informações sobre a média de assassinatos registrados em Feira de Santana.

De acordo com Marcos, é superior a um por dia, a média de assassinatos registrados em Feira de Santana, de janeiro a outubro deste ano. Ele responsabiliza o governador Rui Costa, pela incidência elevada de crimes. “O número de policiais nos bairros é muito pequeno, insuficiente para atender a população”.

O edil ainda diz que o Governo do Estado utiliza a pouca quantidade de policiais militares para realizar ações como a blitz do IPVA. “Enquanto isso, a população está morrendo nos bairros, o tráfico de drogas aumentando, o crime organizado tomando conta da cidade”. :: LEIA MAIS »

“Respondo a nove processos, não me preocupa se vier mais um”, diz Edvaldo Lima

Vereador Edvaldo Lima

Vereador Edvaldo Lima (MDB)

“Eu respondo a nove processos por ser contra o movimento LGBT. Não me preocupa se vier a responder a mais um”. A declaração é do vereador Edvaldo Lima (MDB), ao criticar uma resposta do Papa Francisco, segundo ele favorável à “desconstrução da família”.

Francisco teria dito, em documentário, que os homossexuais são filhos de Deus, têm direito a uma família. É atribuída ao sumo pontífice ainda a seguinte frase: “Ninguém deve ser expulso ou ser infeliz por isso. O que temos é que criar uma lei sobre as uniões civis. Eu lutei por elas”.

Para o vereador, que falou sobre o tema na sessão desta segunda-feira (26) na Câmara Municipal de Feira de Santana, o Papa está “contribuindo para o fim do mundo” e diz não entender “como um homem religioso e estudioso da Bíblia defende a união homoafetiva”.

Liderança evangélica em Feira, Edvaldo, cita orientações escritas no Livro Sagrado. “Deus criou o homem e a mulher para procriar. Homem com homem não gera filho, nem mulher com mulher. Se for assim, daqui a 20 anos não precisa mais ter escola porque não haverá mais criança”. :: LEIA MAIS »

Vereadores advertem para boatos do tipo “esse já está eleito”, por candidatos à Câmara

Vereadores que buscam a reeleição, no próximo pleito, reclamam de uma estratégia que está sendo usada principalmente por postulantes à primeiro mandato no Legislativo feirense, junto ao eleitorado. Trata-se de uma abordagem, ao cidadão, dizendo-lhe que determinado candidato “já está com a eleição garantida”, diz o vereador Edvaldo Lima (MDB), que iniciou o debate sobre o assunto na Câmara. É uma tática antiga usada com o objetivo de convencer o eleitor a desistir de votar naquele que estaria “garantido” e optar pelo apoio ao “autor da mentira”. Edvaldo diz que, ultimamente, esse trabalho que visa atingir a campanha de determinados vereadores tem sido ainda mais forte. “Onde chego, escuto que já estou eleito. Pergunto se já ocorreu a eleição e não estou sabendo. Tenho certeza e já tenho dados em mãos de onde parte esta tática”.

Ele adverte as pessoas de que não existe a possibilidade de “eleição de véspera” para quem quer que seja. “Em 2018, todos tinham a reeleição do deputado estadual Carlos Geílson como certa, mas não foi o que aconteceu”. O vereador Eli Ribeiro reforça: “É golpe baixo de quem fala mal da Câmara mas quer ocupar uma cadeira aqui. Quem vai decidir é o povo, no dia 15 de novembro”. Para o vereador Josafá Ramos (Patriotas), trata-se de “sabotagem”. Ao espalhar esse tipo de boato, candidatos “lançam uma armadilha para o eleitor”, diz ele. (CMFS)

Da base do Governo Municipal, vereador ameaça denunciar secretário ao Ministério Público

vereador Isaías de Diogo

Vereador Isaías de Diogo (MDB)

O vereador Isaías de Diogo (MDB) denunciou, na Câmara Municipal de Feira de Santana, que uma servidora da Secretaria de Agricultura do Município estaria favorecendo candidato a vereador, através da liberação de água para famílias da zona rural. Isaías ameaça denunciar ao Ministério Público o titular da pasta, Mário Borges. “Tem uma funcionária nesta Secretaria que só libera água para quem o candidato a vereador Marcus Carvalhal, filho do Pinheiro (o superintendente de Operações e Manutenção do Município, José Pinheiro) mandar.  Para sair um carro pipa depende da autorização da irmã desse candidato.  Isso é um absurdo”, afirmou.

De acordo com Isaías, o próprio superintendente também estaria favorecendo ao filho candidato. “Já vieram me contar que (o superintendente) está fazendo conchavo para eleger seu filho. Leva melhorias para os locais e o filho diz que foi autor da obra. É a mesma pessoa que maltrata os vereadores há mais de 20 anos”.

Em mensagem ao prefeito Colbert Filho, o edil disse que o considera “homem limpo que não compactua nem defende esse jogo sujo”. :: LEIA MAIS »

Vereadores averiguam funcionamento do BRT e tecem críticas

Foto: Anderson Dias/site Política In Rosa

Na manhã desta quarta-feira (14), uma comissão de vereadores foi averiguar o andamento do BRT. O sistema passou a operar em fase experimental assistida para a sua implantação. A comissão foi composta pelos vereadores Alberto Nery (PT), Roberto Tourinho (PSB) e Josafá Ramos (Patriota).

Na visita, o vereador Alberto Nery disse que o sistema BRT não passa de uma fraude. “Cinco anos após o início da construção do sistema, que era para entrar em operação em 18 meses, se inicia o BRT com carros velhos e convencionais que não são padronizados para sistema. Ele deveria começar com carros articulados. Todos os carros teriam que ser com ar-condicionado, coisas que não estão sendo observadas”, disse.

Nery lembrou ainda que operação está sendo feita com quatro veículos: dois da empresa Rosa e dois da São João. “Carros que não estão dentro dos padrões para atender ao BRT. As estações não tem nenhuma estrutura para receber passageiros. Não tem sanitário e nem sequer foram limpas para receber a população. Entendemos que o propósito é apenas eleitoreiro e não visa o benefício e a melhoria do sistema de transporte da nossa cidade e do povo de Feira de Santana”, afirmou.

Nery prometeu ainda provocar o Ministério Público para que cobre aquilo que está proposto no edital. “Se não tiver proposto no edital, precisa ser revisto o preço tarifário praticado e todo o sistema de transporte porque houve uma licitação e essas empresas teriam que estar operando dentro dos padrões da licitação. Se as empresas alegam que estão tendo prejuízos, compete ao poder público subsidiar os demais recursos para resolver o problema do sistema. O que não pode é a gente ter um sistema precário porque os empresários alegam que estão tendo prejuízos e o poder público não toma nenhuma providência”, declarou.

Roberto Tourinho também foi enfático em sua opinião: o sistema é uma verdadeira fraude. “A Prefeitura anuncia que chegaram quatro ônibus novos. Estive em um dos ônibus e constatei que tem quase 230 mil quilômetros rodados no quadro. A Prefeitura anunciou ainda que nos próximos 15 dias seria cobrada tarifa zero. Ou seja, estamos há 31 dias das eleições. No edital está previsto uma tarifa diferenciada quando o BRT começar a funcionar, ou seja, a tarifa será mais cara. O edital diz também que são ônibus articulados com ar condicionado. Vi ônibus comuns que vieram, inclusive, de outras cidades para dizer que está inaugurando o BRT”, disse. :: LEIA MAIS »

Líder defende Governo da acusação de vereadores oposicionistas: “É politicagem”

Vereadores em visita ao sistema BRT no terminal central – Foto: Anderson Dias/site Política In Rosa

Logo após a visita de uma comissão dos vereadores ao Sistema BRT, que entrou em operação experimental nesta quarta-feira (14), o vereador e líder do Governo, Marcos Lima (DEM), rebateu as críticas dos colegas. Em entrevista ao site Política In Rosa, Marcos lamentou ver vereadores em plena campanha eleitoral, com um deles candidato a prefeito e outro candidato a vereador, criticar o sistema que ainda está sendo implantado em Feira de Santana, inclusive experimentalmente. “O sistema está sendo ajustado, treinando os motoristas e treinando os monitores para poder prestar esse serviço a cidade. Quem ganha com isso é a cidade, pois melhora o transporte público de nosso município”, disse.

Para Marcos, o BRT já é uma realidade em Feira de Santana. “Os ônibus e as linhas estão aí e isso que é importante. Nesse momento o que estão querendo fazer é politicagem. A oposição não está feliz em saber que o BRT vai funcionar, que o BRT está funcionando e que os ônibus vão circular. Isso incomoda quem é da oposição. Eles criticaram tanto ao longo dos anos, atrapalharam tanto e agora que estão vendo a realidade vem correndo na estação do transbordo. Isso me deixa muito entristecido e decepcionado com esses tipos de candidatos e de vereadores tentando mudar a realidade e o foco que é trazer uma qualidade melhor no transporte público de Feira de Santana”, finalizou.

Vereador diz que moradores de comunidade na zona rural pagam R$ 30 para se deslocar até a cidade

Vereador Isaías de Diogo

Vereador Isaías de Diogo (MDB)

O vereador Isaías de Diogo (MDB), em seu discurso na manhã desta terça-feira (13), na Câmara Municipal de Feira de Santana, informou as pessoas residentes em uma comunidade na zona rural estão tendo que pagar R$ 30,00 de transporte, para se deslocar até Feira de Santana (despesa de ida e volta).

Segundo o edil, o elevado custo está sendo bancado pelos moradores da comunidade Fazenda Amarela, Distrito Governador João Durval Carneiro, por falta de transporte público convencional, uma responsabilidade da Prefeitura. “Quem não tem veículo particular está completamente desassistido, tendo que desembolsar valor muito alto para vir à sede do Município e a única alternativa é utilizar motoboys”.

Isaías de Diogo cobrou do prefeito Colbert Martins e do secretário de Transporte e Trânsito, Saulo Figueiredo, uma solução para o problema que, segundo ele, já dura 20 anos. :: LEIA MAIS »

Secretaria de Governo fará gestão do Fundo Municipal de Saneamento Básico

Foto: Divulgação / CMFS

Será centralizada na Secretaria de Governo da Prefeitura de Feira de Santana a gestão do Fundo Orçamentário Contábil, denominado Fundo Municipal de Saneamento Básico (FMSB). É o que determina o Projeto de Lei Complementar nº 004/2020, de autoria do Executivo Municipal, que altera a Lei Complementar nº 94/ 2015 (dispõe sobre a Política Municipal de Saneamento Básico). De iniciativa do Poder Executivo, foi aprovado em primeira votação, por maioria dos vereadores, na sessão desta terça (13). A justificativa é “tornar mais ágil a operacionalidade da universalização dos serviços públicos de saneamento básico”. A segunda votação deverá ocorrer nesta quarta.

O artigo  28 do projeto diz que os recursos do Fundo terão a finalidade de custear a universalização dos serviços públicos de saneamento básico, podendo ser utilizados como fontes ou garantias em operações de crédito para financiamento dos investimentos necessários. Seu patrimônio próprio será constituído do seguinte: aporte de bens e direitos realizado pelos cotistas, por meio da integralização de cotas; dotações orçamentárias específicas consignadas na Lei Orçamentária Anual ou em créditos adicionais e suplementares; doações ou patrocínios de organismos ou entidades nacionais ou estrangeiras, de pessoas físicas ou jurídicas nacionais ou estrangeiras de direito público ou privado; resultado da sua administração, assim como de aplicação financeira de seus recursos;  parcela referente ao fluxo da dívida ativa de natureza não tributária;  parcela da receita dos serviços, contratualmente estipuladas e de outras receitas que lhe forem atribuídas. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia