WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: ‘Bahia’

MP solicita informações para que a Secretaria de Saúde do Estado assegure combate efetivo à Covid no novo contexto da pandemia

O Ministério Público estadual, por meio do Grupo de Trabalho para Acompanhamento das Ações de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, emitiu, nos dias 14 e 15 deste mês, dois ofícios para a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) cobrando que sejam prestadas informações ao MP sobre o planejamento do Estado da Bahia no caso de um eventual futuro agravamento dos indicadores epidemiológicos na Bahia, indicando as providências a serem adotadas para preparar a rede estadual de Saúde.

O MP pediu ainda da Secretaria informações sobre o quantitativo atualmente disponível dos insumos necessários para a imunização contra a Covid-19, notadamente seringas e agulhas. Solicitou também o planejamento do Estado da Bahia para a aquisição desses materiais, em vista da suposta insuficiência noticiada pelo Ministério da Saúde. O GT expediu ainda uma nota técnica direcionada aos membros do MP orientando a atuação em face ao Poder Público em relação à vacinação contra Covid-19.

Os ofícios levam em consideração o cenário epidemiológico evidenciado nas últimas semanas, com aumento “exponencial” dos casos confirmados de Covid-19 no Estado e o aumento da taxa de ocupação dos leitos clínicos e de UTI destinados ao tratamento da doença. O GT considerou também o teor do plano de desmobilização da rede assistencial devotada ao atendimento de pacientes com Covid-19 no Estado da Bahia, elaborada em setembro de 2020 pela Sesab, com o objetivo de redirecionar os equipamentos destinados ao tratamento dos pacientes da pandemia para a assistência de outras doenças. Considerou ainda que a vacinação da população baiana será realizada em fases e que os efeitos da imunização no cenário epidemiológico do Estado serão sentidos de forma gradativa. :: LEIA MAIS »

Deputado propõe gratuidade de água potável em bares e restaurantes

Deputado estadual Alex da Piatã (PSD) – Foto: Divulgação/Ascom

Obrigar estabelecimentos que comercializem alimentos ou refeições para consumo no local a servir, de forma gratuita, água potável aos seus clientes, é o que propõe o deputado estadual Alex da Piatã (PSD) com o Projeto de Lei 25.055/2020, apresentado na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). O parlamentar explica que a proposição objetiva a melhoria da saúde das pessoas, a proteção da economia popular e do meio ambiente.

Em sua argumentação, o parlamentar aponta que o consumo de água potável é essencial à saúde e que “o custo da água mineral engarrafada está elevadíssimo em restaurantes, bares e estabelecimentos congêneres da capital”. Para ele, “os consumidores que ainda podem e/ou necessitam frequentar esses estabelecimentos estão deixando de consumir água para reduzir o valor final da conta”.

O legislador ressalta a recomendação médica de que cada pessoa beba uma quantidade mínima de litros de água por dia, segundo características pessoais, condições do ambiente e intensidade das atividades físicas. “Há médicos que recomendam o consumo de um copo d’água depois de cada dose de bebida alcoólica, de modo a evitar o risco de desidratação, potencializado pelo álcool”, acrescenta.

O aspecto ecológico da medida, com a redução do descarte de garrafas plásticas, também é demonstrado por Piatã. “A água mineral engarrafada tem pesado nas contas dos clientes em restaurantes, bares, lanchonetes e cafés do nosso Estado. O preço tem chegado a valores absurdos de até R$ 6,80 a garrafa de 310 ml, em restaurantes de classe média. Esse preço se aproxima do valor de outras bebidas menos saudáveis, como refrigerantes e bebidas alcoólicas, sendo certo, ainda, que todas essas bebidas engarrafadas ou enlatadas são geradoras de resíduos sólidos, que demandam todo um tratamento especial em razão da necessidade de preservação do meio ambiente”, argumenta. :: LEIA MAIS »

Com esquema especial de segurança, cerca de 180 mil baianos serão imunizados contra o coronavírus nesta primeira fase

Câmara fria da Central Estadual de Armazenamento de Imunobiológicos, onde ficarão guardadas metade das vacinas enviadas para Bahia.
Foto: Fernando Vivas/GOVBA

As primeiras doses da vacina Coronavac devem chegar em solo baiano por volta das 18h desta segunda-feira (18). Foram encaminhadas ao estado 376.600 doses do imunizante, que será utilizado para vacinar cerca de 180 mil pessoas. Nesta fase serão vacinados profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 e em unidades de saúde de urgência e emergência, idosos que vivem em instituições de longa permanência e indígenas.

Assim que chegarem à Bahia, as doses da vacina serão levadas para a sede do Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia. O local foi escolhido como ponto de guarda do imunizante e onde foi montada, pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), uma sala de refrigeração para abrigar as doses. A depender do horário da chegada, a estimativa é de que as vacinas permaneçam nesta sala por aproximadamente três horas.

Após a chegada na sede do Graer será iniciado o processo de separação e distribuição para os 417 municípios baianos. Segundo a Sesab, cerca de 45 mil doses serão disponibilizadas para a capital baiana e, por motivo de segurança, a quantidade das doses que serão destinadas aos demais municípios não será divulgada.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, é possível que o primeiro cidadão baiano seja vacinado ainda hoje, e deve ser um homem ou mulher que vive em uma instituição de longa permanência. “Após as primeiras vacinas chegarem a Bahia, nossa expectativa é que num período de 12 horas todas as doses estejam distribuídas para os municípios do estado, e no prazo de 24 horas após possamos iniciar a vacinação”, explicou o secretário.Ainda segundo o secretário, caso as vacinas cheguem no horário previsto, à noite, a distribuição será iniciada com o uso de aeronaves para aqueles municípios que possuem pista de pouso com balizamento noturno. Outra parte será enviada em caminhões e caminhonetes com escolta da Polícia Militar. :: LEIA MAIS »

Fundação Hospitalar investe em informatização para otimizar os serviços

Gilberte Lucas – Diretora presidente da FHFS / Foto: Andrews Pedra Branca

A Fundação Hospitalar de Feira de Santana (FHFS) vai informatizar mais alguns serviços de assistência à saúde do CMDI (Centro de Diagnóstico por Imagem) e CMPC (Centro de Prevenção ao Câncer) – o Hospital da Mulher já dispõe dessa estrutura. Com esse investimento, a instituição – somando os três órgãos – atinge a meta de 100%.

Estão previstos para esse ano, entre outros, a implantação no CMDI do sistema de senha para atendimento e painel de chamada, e uma plataforma que vai permitir a Fundação Hospitalar ter acesso às imagens das unidades.

De acordo com a diretora presidente da instituição, Gilberte Lucas, a implantação do sistema de gestão online prioriza alguns serviços. “A organização dos dados, o registro eletrônico e o acesso ao histórico dos pacientes atendidos possibilitam otimizar os trabalhos, acabando os desperdícios e minimizando a espera dos pacientes”, afirma.

Entre as ações a serem implantadas, o Sistema de Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP); Sistema de Senha para Atendimento no Laboratório (o painel é utilizado para atendimento, marcação e resultado); painel para chamada de senha no cadastrado do paciente e painel para chamada no atendimento (ambulatorial e no CMPC).

“São investimentos que vão resultar na informatização de mais serviços, garantindo uma gestão de excelência e transparência”, disse Gilberte Lucas. :: LEIA MAIS »

Secretário quer tornar sistema de saúde de Feira de Santana referência no Nordeste

Foto: Jorge Magalhães

O secretário municipal de Saúde, Edval Gomes, deseja tornar o sistema de saúde de Feira de Santana referência no Nordeste. Segundo o novo gestor da pasta, sua administração será baseada em cinco eixos principais: governança e gestão; tecnologia e conectividade; acesso ao sistema de saúde; satisfação do usuário e ações emergenciais da Covid-19.

Além da profissionalização administrativa e do aprimoramento da governança pública, o secretário tem como desafio concluir a informatização e interconectividade da rede de saúde. A medida visa facilitar a coleta de dados para o controle eficiente do uso de indicadores de qualidade e rapidez nas ações, reduzindo a fila de espera e facilitando os agendamentos e marcações de consultas e exames.

A ampliação da cobertura e qualificação da atenção primária de saúde ganhará destaque, garantindo acesso da população às medidas preventivas que podem reduzir, expressivamente, o número de internações e complicações clínicas a médio e longo prazo.

Outra discussão pautada pela Secretaria de Saúde (SMS) é a busca de soluções para demanda de cirurgias gerais e procedimentos ortopédicos. :: LEIA MAIS »

Bahia terá mais de 50 mil profissionais de saúde na operação de vacinação

Foto: Carol Garcia/GOVBA

O governador Rui Costa utilizou as redes sociais para anunciar, nesta sexta-feira (15), parte da logística do Governo do Estado para a vacinação contra a Covid-19 na Bahia. “Teremos mais de 5 mil salas de vacina e 50 mil profissionais de saúde envolvidos nesta gigantesca operação contra a Covid-19. Só falta a vacina chegar para iniciarmos a vacinação nos 417 municípios”, disse o governador.

Rui também destacou que a operação terá início com a distribuição de 10,2 milhões de seringas e agulhas que já estão em estoque na Bahia. Outras 19,8 milhões de seringas e agulhas foram compradas pela Secretaria Estadual da Saúde para vacinação após as 4 primeiras fases estabelecidas pelo Ministério da Saúde. (Secom)

MP recomenda ao município de Seabra realização de concurso para preenchimento de vagas na Secretaria de Saúde

O Ministério Público estadual recomendou ao município de Seabra, localizado na região da Chapada Diamantina, que promova concurso público para preencher as vagas identificadas na Secretaria de Saúde, com substituição gradual de servidores temporários por efetivos. “Informações obtidas pelo MP revelaram que o município de Seabra contava com mais de 240 profissionais contratados em regime temporário vinculados à Secretaria Municipal de Saúde, muitos dos quais contratados ainda em 2017 e prorrogados desde então”, afirmou o promotor de Justiça Fernando Rogério Pessoa, autor da recomendação.

Além disso, o Município deve promover com urgência a fiscalização dos contratos dos profissionais vinculados à referida Secretaria, e adote as medidas necessárias para sanear irregularidades quanto à carga horária, acumulação indevida de cargos, entre outras, que afetam a regular prestação de serviço público e provocam, de forma desnecessária, a contratação de mais profissionais. :: LEIA MAIS »

Volta às aulas será em fevereiro na modalidade remota, assegura secretário de Educação de Guanambi

Foto: Divulgação / PMG

O retorno às aulas no município de Guanambi está previsto para o início do mês de fevereiro, segundo o secretário de Educação Georgheton Melo Nogueira. Em visita à Escola Beneval Boa Sorte no Bairro BNH, na manhã desta quarta-feira (13), ele falou dos desafios a serem enfrentados e as principais medidas a serem implementadas. O educador está visitando as unidades educacionais para fazer um levantamento da estrutura da rede física e dialogar com os gestores.

Segundo o secretário, a princípio, as aulas serão ainda na modalidade remota, mas os preparativos estão sendo feitos para eventual mudança para a forma presencial, assim que o programa de vacinação for implementado e em diálogo com os profissionais da educação, autoridades de saúde pública e sociedade.

Ainda segundo Georgherton Nogueira, está sendo preparada uma série de estratégias para que a educação de Guanambi volte a melhorar os seus níveis e transforme-se em referência regional. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia